óRgãOs Do Sentido

12.285 visualizações

Publicada em

Trabalho totalmente feito pelo Renan Choi
Apenas uso em tarefas escolares

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.285
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
59
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
149
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

óRgãOs Do Sentido

  1. 1. Órgãos do Sentido<br />
  2. 2. Os cinco sentidos fundamentais do corpo humano:<br />O Paladar – identificamos os sabores; <br />O Olfato – sentimos odor ou cheiro;<br />O Tato – sentimos o frio, o calor, a pressão atmosférica, etc;<br />A Audição – captamos os sons; <br />A Visão – observamos as cores, as formas, os contornos, etc;<br />Os órgãos dos sentidos recebem os estímulos (luz, som, gosto, cheiro, etc;) e os transmitem ao cérebro, através de nervos sensoriais. O cérebro então entende a mensagem produzindo a sensação. <br />
  3. 3. Órgãos encarregados para cada sentido<br />A língua – para a gustação; <br />As fossas nasais – para o olfato;<br />A pele – para o tato;<br />Os ouvidos – para a audição; <br />Os olhos – para a visão.<br />
  4. 4. A pele e os receptores cutâneos:<br />Os receptores sensoriais são formados por fibras nervosas, que se organizam formando diferentes corpúsculos sensoriais. Alguns desses corpúsculos são encarregados da percepção do tato leve. Ex.: quando passamos a mão levemente sobre algum objeto, são esses os corpúsculos que permitem saber o formato do objeto ou se ele é áspero ou liso; estes corpúsculos são abundantes na palma das mãos e na planta dos pés.<br />Corpúsculos de Meissner – tato;<br />Corpúsculos de Krause – frio;<br />Corpúsculos de Ruffini – calor;<br />Corpúsculo de Paccini – pressão;<br />Terminações nervosas – dor.<br />
  5. 5. A dor é percebida por terminações nervosas livres que chegam até a pele. Portanto estas terminações livres não formam corpúsculos sensoriais<br />     A pele é o maior órgão do corpo humano, num adulto sua massa é de mais ou menos 5kg, sendo formada por duas camadas: <br />Epiderme – camada externa, formada por tecido epitelial; as células epidérmicas mais superficiais são impregnadas de uma de uma proteína impermeabilizante; queratina que evita a desidratação e representa uma barreira para a penetração dos micróbios em nosso corpo.<br />·        Derme – Camada mais profunda, formada de tecido conjuntivo. A derme contém vasos capilares e terminação nervosa.<br />
  6. 6. Tipos de glândulas encontradas na pele:<br />Glândulas sudoríparas – produzem e eliminam o suor; <br />Glândulas sebáceas – apresentam-se em forma de cacho e são menos numerosas que as sudoríparas, produzem e eliminam uma secreção gordurosa que lubrifica os pêlos da pele.<br />
  7. 7. A língua e o Paladar:<br />Distinguimos os sabores pelo sentido da gustação, chamado também de paladar. O órgão da gustação é a língua. A língua apresenta duas superfícies:<br />·        Superior ou dorsal – tem numerosas rugosidades chamadas de papilas linguais; <br />·        Inferior ou ventral – apresenta-se relativamente lisa.<br />
  8. 8. Nas papilas linguais existem terminações nervosas chamadas de corpúsculos gustativos, especializados em sentir o gosto. Estes corpúsculos acham-se espalhados por toda a língua. As papilas percebem quatro tipos básicos de gosto, mas cada sabor é sentido com maior intensidade em determinada região da língua:<br />·        O doce é o salgado são percebidos com maior intensidade na ponta; <br />·        O azedo é percebido nas bordas; <br />·        O amargo é sentido na base.<br />
  9. 9. As fossas nasais e o olfato:<br />As fossas nasais são responsáveis pelo olfato. O homem e o macaco são animais com o olfato pouco desenvolvido, apesar disto somos capazes de distinguir certos alimentos e bebidas pelo cheiro. Na parte superior das fossas nasais, a mucosa que constituem as terminações do nervo olfativo.<br />O ar transporta, até as fossas nasais, substâncias diversas que sensibilizam as células olfativas. Então a mensagem é conduzida pelo nervo olfativo até o cérebro, onde é interpretada.<br />
  10. 10. Os ouvidos e a audição:<br />A audição é a capacidade de ouvir sons. Os órgãos da são os ouvidos. Sons muitos agudos ou muito grave não são percebidos pelo ouvido humano.<br />Os nossos ouvidos ficam encaixados nos ossos  temporais. Cada ouvido possui três partes, que são: Ouvido externo, interno e o médio<br />
  11. 11. Função de cada ouvido:<br />·        O ouvido externo – é formado por duas partes: pavilhão auricular (orelha), sua função é captar os sons, direcionando - os para o interior do conduto auditivo. Canal auditivo externo é um canal que conduz o som para o interior do ouvido; no conduto existem pêlos e glândulas que produzem o cerúmen (cera amarelada); os pêlos e o cerúmen protegem o ouvido contra a entrada de corpos estranhos.<br />·        Ouvido médio – (caixa do tímpano), situa-se dentro do osso temporal. Nele se encontra o tímpano que é uma fina membrana. No ouvido médio existem ainda três pequenos ossos: bigorna, martelo e estribo, Eles se articulam uns com os outros e recebem a vibração da membrana do tímpano. Do ouvido médio sai um canal, a trompa de Eustáquio que vai até a faringe. Sua função é manter a pressão da caixa do tímpano igual a pressão atmosférica.<br />·        Ouvido interno – recebe também o nome de labirinto, e divide-se em três partes: vestíbulo que é uma cavidade separada pelo ouvido médio e janela oval; canais semicirculares – são três tubos em forma de semicírculos; cóclea e caracol – é um canal de 2,5 cm, com forma de espiral.<br />
  12. 12. Os olhos e a visão<br />Os olhos são os órgãos responsáveis pela visão. Temos dois globos oculares, cada uma parede é formada por três membranas:<br />·        Esclerótica – membrana mais externas, de cor branca e opaca. Na parte da frente, apresenta uma saliência e é transparente, recebendo o nome de córnea.<br />·        A coróide – localizada sobre a esclerótica é muito rica em vasos sangüíneos, o sangue circula nessa membrana e nutre as células do olho. Na parte da frente, a coróide apresenta uma região circular, a íris. No centro da íris há um orifício, a pupila.<br />·        A retina – Camada mais interna e sensível do globo ocular.<br />O nosso campo de visão é relativamente limitado, embora tridimensional (podemos ver em três dimensões dos objetos) e com profundidade (conseguimos ver além da imagem enfocada).<br />
  13. 13.  O caminho da imagem:<br />Quando olhamos um objeto, a luz que ele emite penetra em nosso olho, atravessando todos os meios transparentes – córnea, humor aquoso, cristalino e humor vítreo – até chegar a retina, onde a imagem é percebida. Então a imagem é conduzida pelo nervo óptico até o cérebro, onde é interpretada. Aquilo que enxergamos, constitui uma resposta do cérebro ao estímulo recebido pela retina.<br />
  14. 14. Proteção dos olhos e as Lágrimas:<br />Proteção:<br />·        Pálpebras – Há uma superior e uma inferior; elas protegem os olhos, evitando a entra de objetos estranhos;<br />·        Cílios – estão presos às pálpebras e protegem os olhos contra a poeira;<br />·        Sobrancelhas – situam-se acima dos olhos; pode-se dizer que eles formam uma barreira contra o suor que escorre da testa.<br />Lágrimas:<br />Em cada olho existe uma glândula lacrimal, que fabrica um líquido chamado lágrima. A função deste líquido é lubrificar e limpar o globo ocular, além de remover a sujeira.<br />

×