Tabela D.1

457 visualizações

Publicada em

Metodologias de operacionalização [parteII]

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
457
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
198
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tabela D.1

  1. 1. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) DOMÍNIO/SUBDOMÍNIO D. GESTÃO DA BE D.1. INTEGRAÇÃO/ACÇÃO DA BE NA ESCOLA/AGRUPAMENTO António José Roque Salgado Novembro 2009
  2. 2. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) D. GESTÃO DA BE D.1 – Integração/acção da BE na escola/agrupamento Evidências extraídas dos Instrumentos de recolha Instrumentos a integrar Indicadores Factores críticos de sucesso de evidências sugeridos no Modelo de Auto- Avaliação - A Escola/Agrupamento inclui a BE na - Documentos que regem o -O RI prevê objectivos e formulação e desenvolvimento da sua funcionamento da BE: Normas missão da BE, organização visão/missão, princípios e objectivos da BE; PAA da BE; Plano de funcional do espaço, estratégicos e operacionais. Acção da BE. funcionamento e composição Referências à BE em toda a da equipa. D.1.1 documentação institucional Integração/acção da BE na - O Regulamento Interno da que define os objectivos e - O PAA da BE integra-se no escola/agrupamento Escola/Agrupamento contempla o Regimento regula o funcionamento da PAA da Escola/ Agrupamento de funcionamento da BE. Escola/Agrupamento (PEE, PCE, em articulação com o PEA. RI,…). - No PEA é reconhecida a importância e o valor da BE. - São desenvolvidas acções/propostas de - Registo de reuniões (Equipa actividades para partilha e análise/discussão da BE, Conselho de - As actividades do PA da BE em Conselho de Docentes/Departamento, revelam adequação aos Docentes/Departamento/Pedagógico. reuniões concelhias de Projectos Curriculares de trabalho, …). turma. - O Plano de desenvolvimento da BE está articulado e acompanha em termos de acção - Registos de contactos - A BE é referenciada por António José Roque Salgado Novembro 2009
  3. 3. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) estratégica o Projecto Educativo da informais com Docentes ou Docentes, Alunos e Pessoal Escola/Agrupamento. outros elementos da Auxiliar como um recurso comunidade educativa. fulcral na promoção da - O PAA da BE está relacionado com o PAA da Leitura; no desenvolvimento Escola/Agrupamento em termos de - Estatísticas de utilização da de competências de Literacia objectivos operacionais, colocando a BE ao BE. e no sucesso escolar. seu serviço. - Questionários a Docentes e - A BE é vista como um - A BE adequa e adapta os seus objectivos, Alunos. recurso essencial da vida actividades e recursos ao currículo nacional, escolar, os pedidos/sugestões ao projecto curricular de Escola e aos - PCT's e planificações de de aquisição de livros por projectos curriculares de turma. Docentes. parte de professores e alunos evidenciam essa visão. - A BE trabalha para as - A BE tem por base a partilha de objectivos - PDC e ou documentos de escolas do agrupamento estratégicos e operacionais e recursos com as trabalho da BE ( Regimentos, articulando a nível de restantes Bibliotecas das Escolas do memorandos, actas,…) actividades de promoção da Agrupamento. Leitura e do Livro. - Recolha sistemática de - A BE é vista como um recurso essencial no sugestão de aquisições e - Actas comprovam todo o desenvolvimento do gosto da Leitura e do análise das mesmas. trabalho da BE. Livro, na aquisição das Literacias e no desenvolvimento das aprendizagens - Análise do PAA BE e do Plano contribuindo para o progresso e sucesso de Acção da BE. escolar. António José Roque Salgado Novembro 2009
  4. 4. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) - Os órgãos de administração e gestão - Documentos de gestão da - O Coordenador e (Conselho Geral, Director, Conselho Escola/Agrupamento. Professores Bibliotecários Pedagógico) apoiam a BE e empenham-se na reúnem com a Direcção para resolução de soluções para o seu bom - Documentos de gestão da BE. a procura de soluções funcionamento. promotoras do seu - Registos de funcionamento. D.1.2 - Os órgãos de gestão definem estratégias projectos/actividades de Valorização da BE pelos tendo em vista a articulação entre a BE e os articulação. - A Direcção apoia os órgãos de direcção, vários departamentos e os órgãos de Professores Bibliotecários no administração e gestão da planificação. desenvolvimento das escola/agrupamento - Actas das reuniões. actividades por estes - O Conselho Executivo/Director coloca em propostas. prática uma política de afectação de recursos - Relatório Anual de Actividades humanos adequada às necessidades de - A BE está referenciada e funcionamento da BE. envolve-se em projectos e - Relatórios de avaliação da BE. actividades educativas e curriculares da - A BE está contemplada nos projectos e Escola/Agrupamento. actividades educativas e curriculares da Escola/Agrupamento. - A Associação de Pais e a Autarquia colaboram na concretização de algumas actividades e com alguma - A BE dispõe de algum apoio financeiro para verba para aquisição de o seu normal funcionamento e algumas material. aquisições. - A BE trabalha em articulação com as escolas do Agrupamento. António José Roque Salgado Novembro 2009
  5. 5. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) - A BE funciona com um horário que - Horário da BE. - O horário da BE preenche possibilita o acesso dos utilizadores no uma grande mancha horária D.1.3 horário lectivo e prevê momentos de - Registo de actividades do período de funcionamento Resposta da BE às acompanhamento e ocupação em horário promovidas e desenvolvidas da Escola, os professores necessidades da extra-lectivo. pela BE. colaboradores e a equipa escola/agrupamento asseguram a abertura à hora - Os recursos da BE respondem às - Recolha e registo de dados de do almoço. necessidades de concretização das satisfação no que confere ao actividades propostas. atendimento. - A BE é usada como espaço de lazer e como um recurso - A BE define estratégias, cria condições e é - Estatísticas de ocupação da educativo muito importante utilizada como recurso e espaço de trabalho BE. pelos alunos. e de lazer pelos seus utilizadores. - A BE faz algumas intervenções nos espaços com o objectivo de o tornar - Os alunos como potenciais utilizadores da - Questionários a Docentes e mais funcional e agradável. BE são sempre apoiados na prestação de Alunos. qualquer serviço. - A BE trabalha em - A BE planifica com os docentes, - Existência de caixa de articulação com outras BES do departamentos curriculares sugestões/reclamações. Agrupamento e com todos os Docentes da Escola. - A BE promove feiras do - A BE apoia e fomenta a Leitura, a pesquisa e - Registos de livro, dinamiza encontros com o uso de toda a informação. reuniões/contactos. escritores para todas as Escolas do Agrupamento. António José Roque Salgado Novembro 2009
  6. 6. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) - A BE assume-se como um espaço fulcral de - Jornal Escolar, Blog, - A BE organiza para as divulgação e difusão cultural no contexto da desdobráveis, cartazes, rádio Escolas do Agrupamento a Escola/Agrupamento. local realização de peças de teatro. - A BE articula e desenvolve actividades no âmbito da promoção da Leitura e valorização do Livro. - A BE divulga as actividades. D.1.4 - A BE cria instrumentos de recolha de - Registos de observação, - A BE possui e utiliza Avaliação da BE na informação que são aplicados de forma questionários ou outros instrumentos de recolha de escola/agrupamento sistemática. instrumentos utilizados no informação quantitativa e âmbito da avaliação interna da qualitativa. - A BE implementa um sistema de avaliação BE. contínua - O Plano de Acção prevê e inclui estratégias de recolha - Após a recolha de informação a mesma é - Questionários aos Docentes / de informação para a analisada dando origem a acções a nível da Alunos. avaliação. gestão e funcionamento da BE. - Estatística de ocupação da BE. -A BE recolhe ao longo do ano - São realizadas actividades de benchmarking. dados estatísticos de utilização da BE e dos seus - Os resultados de cada avaliação originam - Estatística de requisições. recursos. sempre que necessário a redefinição de estratégias e elaboração de novas António José Roque Salgado Novembro 2009
  7. 7. O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) planificações. - A BE avalia os resultados e - Os resultados da Avaliação são dados a - Excertos de documentação e identifica os pontos fortes e conhecer ao Conselho Executivo, aos órgãos relatórios relativos ao os pontos fracos. de decisão pedagógica e a toda a funcionamento da BE. comunidade educativa para promover e - O PA e o PAA contempla valorizar o valor da BE realçando os pontos acções de melhoria em fortes e alertando para os pontos fracos. função da análise/avaliação - Registo de actas. efectuada. - A auto-avaliação da Escola integra os - Relatório de auto-avaliação da - Os resultados da auto- resultados da auto-avaliação da BE Escola. avaliação da BE foram integrados na auto-avaliação da Escola. Referências Bibliográficas  Texto da sessão, disponibilizado na plataforma  Modelo de Auto-Avaliação, Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares, Novembro de 2009 António José Roque Salgado Novembro 2009

×