Google Earth 2

7.087 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.087
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.194
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Google Earth 2

  1. 1. Navegando nos limites Com o google earth Madalena Malho Abril 2007 - FCUL
  2. 2. A Terra, um planeta único a proteger Mobilismo geológico As placas tectónicas e os seus movimentos
  3. 3. <ul><li>A teoria da tectónica de placas conclui que a camada exterior e rígida da Terra, a litosfera , é constituída por um mosaico de grandes placas que “flutuam” e derivam sobre uma astenosfera mesnos densa e “macia” a uma taxa de alguns cm por ano. </li></ul><ul><li>A maioria dos fenómenos geológicos de larga escala resultam do movimento relativo das várias placas e das interacções ao longo das suas fronteiras. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A esta taxa de deslocamento, a astenosfera tem um comportamento dúctil e permite, para períodos da ordem de centenas de milhões de anos, a construção de estruturas do tipo das extensas bacias oceânicas e das cadeias de montanhas. </li></ul><ul><li>Se não fosse esta capacidade “reconstructiva” proporcionada pelo movimento das placas, a erosão já teria aplanado quase completamente os continentes e não restaria quase nenhuma superfície acima do nível do mar. </li></ul>
  5. 6. A terra é uma máquina energética .  O calor é uma forma de energia .                                                                                                     
  6. 7. <ul><li>O movimento das placas litosféricas resulta de correntes de convecção no manto superior. </li></ul><ul><li>Nas regiões onde as correntes são ascendentes gera-se novo magma a partir de material do manto. Este magma arrefece e passa a formar a nova litosfera. </li></ul><ul><li>Onde as correntes de convecção têm o sentido descencente as placas convergem.Nestas situações, normalmente uma das placas mergulha sob a outra e é destruída no manto. </li></ul><ul><li>O movimento das placas litosféricas contribui assim para fazer uma reciclagem contínua das rochas. </li></ul><ul><li>Nova litosfera é criada nas dorsais médio-oceânicas e a litosfera mais velha é deformada e consumida nas fossas abissais (zonas de subducção). </li></ul>
  7. 9. <ul><li>A maioria das estruturas geológicas de grande escala como as montanhas, os continentes, as bacias oceânicas – e os processos – sismos, vulcanismo, metamorfismo – estão associados às interacções que ocorrem ao longo das fronteiras de placas. </li></ul>
  8. 10. Tipos de limites das placas litosféricas <ul><li>fronteiras divergentes, </li></ul><ul><li>fronteiras convergentes </li></ul><ul><li>fronteiras transformantes </li></ul>
  9. 12. <ul><li>As placas crescem nas fronteiras divergentes são destruídas nas fronteiras convergentes e deslizam uma pela outra, sem criação ou destruição, nas fronteiras transformantes. </li></ul>
  10. 13. Fronteiras divergentes <ul><li>Dorsais médio oceânicas </li></ul><ul><li>Rifte intra-continental </li></ul>
  11. 14. Dorsais oceânicas
  12. 22. The rift valley in east africa
  13. 23. The Ethiopian Rift Valley The Ethiopian Rift Valley The Ethiopian Rift Valley
  14. 24. Limites convergentes <ul><li>Localizam-se geralmente em zonas de fossas onde se verifica a destruição da placa litosférica, a qual mergulha, sendo esta zona designada por zona de subducção. </li></ul>
  15. 25. convergências <ul><li>Crosta oceânica e continental </li></ul>Cordilheira dos Andes
  16. 28. Zonas de subducção oceano/oceano Fugi - Japão
  17. 30. Zonas de subducção oceano/oceano
  18. 34. Subducção continente - continente
  19. 38. <ul><li>Presently active continental rifts: </li></ul><ul><li>East African Rift zone. USGS site . </li></ul><ul><li>Rio Grande Rift. </li></ul><ul><li>Lake Baikal Russia. USGS site . </li></ul><ul><li>Salton trough, California (transtensive). </li></ul><ul><li>Dead sea rift (transtensive). </li></ul>
  20. 39. Limites conservativos

×