Conhecendo A Fisiologia Da GestaçãO JúNia Mata

42.130 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo
1 comentário
24 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
42.130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
103
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.145
Comentários
1
Gostaram
24
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conhecendo A Fisiologia Da GestaçãO JúNia Mata

  1. 1. CONHECENDO A FISIOLOGIA DA GESTAÇÃO: PARA UM MELHOR “CUIDAR” EM ENFERMAGEM ¹ Enf. Júnia Aparecida Laia da Mata – Pós graduada em Enfermagem Obstétrica; Especialista em Saúde da Família; Mestranda em Educação e Saúde na Infância e Adolescência pela Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP
  2. 2. O Que é o Cuidado?
  3. 3. O CUIDADO É: <ul><li>Atenção, aplicação a alguma coisa. </li></ul><ul><li>Precaução, cautela. </li></ul><ul><li>É preciso conhecer o corpo de quem é cuidado para ser um bom cuidador. </li></ul><ul><li>“ Cuidar </li></ul><ul><li>significa presença, corpo ” </li></ul>
  4. 4. A GESTAÇÃO <ul><li>Durante a gestação o organismo materno sofre modificações anatomofisiológicas com o objetivo de favorecer o período gestatório. </li></ul><ul><li>A adaptação da mulher a essa fase pode ser difícil, necessitando de atenção contínua e profissionais treinados. </li></ul><ul><li>As modificações gravídicas decorrem principalmente de alterações hormonais e fatores mecânicos. </li></ul>
  5. 5. MODIFICAÇÕES GRAVÍDICAS <ul><li>Ocorrem principalmente: </li></ul><ul><li>Sistema Tegumentar; </li></ul><ul><li>Aparelho Gastrointestinal; </li></ul><ul><li>Sistema Circulatório/sanguíneo; </li></ul><ul><li>Sistema Genital; </li></ul><ul><li>Sistema Musculoesquelético. </li></ul><ul><li>Sistema Urinário; </li></ul><ul><li>Sistema Respiratório; </li></ul><ul><li>Metabolismo. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Primeiro Trimestre </li></ul><ul><li>Segundo Trimestre </li></ul><ul><li>Terceiro Trimestre </li></ul>O CICLO GESTACIONAL
  7. 7. MODIFICAÇÕES GRAVÍDICAS <ul><li>Durante a gravidez ocorre um pan-hiperendocrinismo - aumento de todos os hormônios. </li></ul><ul><li>Gonadotrofina Coriônica; </li></ul><ul><li>Lactogênio Placentário – influência o crescimento das mamas e seu desenvolvimento; </li></ul><ul><li>Hormônios Esteróides – Estrogênio; Progesterona. </li></ul>
  8. 8. MODIFICAÇÕES GRAVÍDICAS <ul><li>Alterações decorrentes da presença fetal: </li></ul><ul><li>Volumétricas; </li></ul><ul><li>Maior necessidade de nutrientes; </li></ul><ul><li>Adaptação da coluna vertebral. </li></ul>
  9. 9. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Tegumentar: </li></ul><ul><li>Durante a gravidez ocorre o aumento do hormônio melanócito - estimulante que associado a progesterona favorece a deposição de melanina na pele. </li></ul><ul><li>Cloasma; </li></ul><ul><li>Linha Alba Linha Nigrans; </li></ul><ul><li>Aréolas secundárias; </li></ul>Sinais de Presunção
  10. 10. CLOASMA
  11. 11. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Tegumentar: </li></ul><ul><li>Hipertricose - vasogênese e vasodilatação induzida pelo estrogênio e progesterona. </li></ul><ul><li>Aumento do crescimento das unhas em decorrência do aumento da nutrição da matriz ungueal. </li></ul><ul><li>Aumento do cortisol que associado a distensão abdominal e mamária favorece o aparecimento de estrias (fatores genéticos) </li></ul>
  12. 12. ESTRIAS
  13. 13. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Queixas Clínicas - relacionadas às alterações tegumentares: </li></ul><ul><li>Como evitar que apareçam as manchas no rosto? </li></ul><ul><li>Essas manchas vão desaparecer após a gravidez? </li></ul><ul><li>Como prevenir o aparecimento de estrias? </li></ul><ul><li>Por que estou com crescimento de pêlos excessivamente? </li></ul><ul><li>As estrias desaparecem pós-parto? </li></ul>
  14. 14. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Condutas Clínicas - relacionadas às alterações tegumentares: </li></ul><ul><li>Explicar que o cloasma é comum na gravidez e que costuma diminuir ou desaparecer,em tempo variável, após o parto; </li></ul><ul><li>Recomendar a não exposição do rosto diretamente ao sol; </li></ul><ul><li>Recomendar o uso de filtro solar tópico, se possível; </li></ul><ul><li>Explicar que o crescimento excessivo de pêlos cessa após a gravidez. </li></ul>
  15. 15. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Condutas Clínicas - relacionadas às alterações tegumentares: </li></ul><ul><li>Orientar que as estrias ocorrem devido ao estiramento da fibras colágenas e pele – permanecem escuras durante toda a gravidez; </li></ul><ul><li>Explicar que estas clareiam após período gestacional; </li></ul><ul><li>Não existe método eficaz de prevenção; </li></ul><ul><li>Orientar quanto a massagens locais, com substâncias oleosas, na tentativa de prevenir. </li></ul>
  16. 16. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>MAMAS: </li></ul><ul><li>Mamas: Aréolas secundárias – hiperpigmentação. </li></ul><ul><li>Diferenciação das glândulas mamárias em secretoras. </li></ul><ul><li>Aumentam de tamanho. </li></ul>
  17. 17. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Gastrointestinal – Cavidade Oral: </li></ul><ul><li>Sialorréia e dificuldade de deglutir; </li></ul><ul><li>Gengivite gravídica – decorrente do pH mais baixo da saliva + hipocloridria + Sialorréia – aliado a deficiência de hábitos higiênicos da cavidade bucal. </li></ul>Estrogênio Hipertrofia Gengival Dificulta a Higienização Cárie Dentária
  18. 18. HIPERTROFIA GENGIVAL - GENGIVITE GRAVÍDICA
  19. 19. HIPERTROFIA GENGIVAL - GENGIVITE GRAVÍDICA
  20. 20. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Gastrointestinal: </li></ul><ul><li>Aumento do apetite; </li></ul><ul><li>Aversão à alimentos gordurosos; </li></ul><ul><li>Picamalácia ou Malácia – desejo de comer substâncias não convencionais como terra, tijolo, giz, arroz cru, entre outros. </li></ul><ul><li>Desejo de ingerir alimentos específicos (desejos) – fase inicial da gestação – decorrente da presença de Gonadotrofina Coriônica e alterações emocionais. </li></ul>
  21. 21. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Gastrointestinal: </li></ul><ul><li>Ocorre o deslocamento do fundo gástrico e diminuição do espaço do estômago devido ao aumento do volume uterino; </li></ul><ul><li>Alteração da cárdia e diminuição do peristaltismo - Ação Hormonal – progesterona relaxa musculatura lisa; </li></ul><ul><li>Aumento do tempo de esvaziamento gástrico; </li></ul><ul><li>Hipocloridria – relaxamento da estrutura biliar até o duodeno – ação da progesterona. </li></ul>
  22. 22. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Gastrointestinal: </li></ul><ul><li>Essas alterações favorecem as seguintes intercorrências clínicas gestacionais: </li></ul><ul><li>Pirose, eructação; </li></ul><ul><li>Refluxo gastroesofágico; </li></ul><ul><li>Enjôos; </li></ul><ul><li>Êmese; </li></ul><ul><li>Hiperêmese. </li></ul>Duração até 16 semanas de gestação (fatores emocionais)
  23. 23. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Gastrointestinal: </li></ul><ul><li>Segmentos do intestino delgado e grosso são deslocados para cima devido a compressão do útero que se avoluma e passa ocupar o lado direito da cavidade abdominal; </li></ul><ul><li>Relaxamento da musculatura lisa do intestino - motilidade do TGI encontra-se reduzida – facilitando constipação intestinal e Hemorróidas. </li></ul>
  24. 24. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Queixas Clínicas - relacionadas às alterações Gastrintestinais: </li></ul><ul><li>Por quê eu enjôo tanto? </li></ul><ul><li>Por quê não paro de vomitar? </li></ul><ul><li>Por quê meu intestino não está funcionando direito? </li></ul><ul><li>Por quê sempre que como, fico “arrotando”? </li></ul>
  25. 25. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Condutas Clínicas - relacionadas às alterações Gastrintestinais – Pirose, Eructação, Êmese, Refluxo: </li></ul><ul><li>Orientar quanto à dieta sólida + freqüente; </li></ul><ul><li>Orientar quanto a alimentação fracionada (3/3 horas); </li></ul><ul><li>Não deitar após as refeições (aguardar 30 minutos); </li></ul><ul><li>Biscoitinho/bolacha – ao acordar (sólido) - 10 min repouso – café da manhã; </li></ul><ul><li>Dormir em D.L.E; </li></ul><ul><li>Antieméticos – último caso. </li></ul><ul><li>Em caso de hiperêmese – internação. </li></ul>
  26. 26. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Condutas Clínicas - relacionadas às alterações Gastrintestinais – Constipação e Hemorróidas: </li></ul><ul><li>Orientar quanto a dieta rica em fibras; </li></ul><ul><li>Orientar à praticar exercícios físicos leves – aumenta o peristaltismo; </li></ul><ul><li>Orientar quanto o aumento ingestão líquida; </li></ul><ul><li>Orientar a realizar compressas mornas – caso apresente hemorróidas. </li></ul>
  27. 27. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Circulatório: </li></ul><ul><li>Ocorre o aumento do Fluxo Sanguíneo, vascularização; </li></ul><ul><li>Hipervolemia – aumento do volume sanguíneo cerca de 30 à 40% (1 à 1,5 L); </li></ul><ul><li>Aumento do volemia – volume plasmático (Pseudo-anemia) – o aumento do volume sanguíneo resulta do aumento do plasma (desproporcional), levando a uma diminuição na concentração de hemoglobina em relação ao volume plasmático (hemodiluição) ; o que não resulta em uma anemia verdadeira ; </li></ul>
  28. 28. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Circulatório: </li></ul><ul><li>O coração desvia-se para frente e para a esquerda – alterando seu eixo elétrico, conseqüentemente o ECG. </li></ul><ul><li>Por esse motivo é necessário informar à pessoa que analisar o ECG que a cliente está grávida. </li></ul><ul><li>Ação estrogênio e progesterona – PA tende a cair durante a gestação. </li></ul><ul><li>Compressão uterina sobre as veias ilíacas – aumenta pressão nos MMII – prejudica o retorno venoso – varizes, hemorróidas, varizes vulvares. </li></ul>
  29. 29. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Circulatório: </li></ul><ul><li>Débito cardíaco fica aumentado – responder à demanda materna e fetal (FC aumenta cerca de 15 bpm e o volume dos batimentos); </li></ul><ul><li>PA - varia com a postura (compressão da aorta abdominal ou veia cava inferior); </li></ul><ul><li>Resistência vascular uterina fica diminuída (aporte sang. Feto); </li></ul><ul><li>Fluxo Sanguíneo fica aumentado Membros : Calor nas mãos e pés. </li></ul>
  30. 30. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Circulatório: </li></ul><ul><li>Aumento da vascularização associado à embebição gravídica: </li></ul><ul><li>Sinal de Jaquemier ou Chadwick – Vulva Arroxeada; </li></ul><ul><li>Sinal de Kluge – Vagina Arroxeada. </li></ul>SINAIS DE PROBABILIDADE DE GRAVIDEZ
  31. 31. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Principais queixas clínicas relacionadas às alterações do sistema circulatório: </li></ul><ul><li>Como posso prevenir a ocorrência de varizes? </li></ul><ul><li>Por quê estou com hemorróidas? </li></ul><ul><li>Como aliviar os sintomas das hemorróidas? </li></ul><ul><li>Por quê minha vulva escureceu? </li></ul><ul><li>Por quê estou com varizes na vulva? </li></ul><ul><li>Por quê estou com formigamento nas pernas? </li></ul><ul><li>O que fazer para aliviar os sintomas das varizes? </li></ul>
  32. 32. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Condutas Clínicas - relacionadas às alterações cardíacas/ circulatórias: </li></ul><ul><li>Varizes – Prevenção: </li></ul><ul><li>Não permanecer muito tempo em pé (na mesma posição); </li></ul><ul><li>Usar sapatos confortáveis; </li></ul><ul><li>Evitar salto- alto; </li></ul><ul><li>Tratamento: </li></ul><ul><li>Elevar MMII (20 min/dia) - 30 graus - se PA estiver aumentada não elevar membros inferiores; </li></ul><ul><li>Usar de meias compressivas - kendall; </li></ul><ul><li>Cirurgia é contra-indicada. </li></ul>
  33. 33. VARIZES
  34. 34. MEIAS COMPRESSIVAS
  35. 35. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Condutas Clínicas - relacionadas às alterações cardíacas/ circulatórias: </li></ul><ul><li>Hemorróidas – as mesmas esclarecidas anteriormente. </li></ul><ul><li>Sinal de Jaquemier ou Chadwick – explicar que são alterações normais da gravidez e regridem após esse período. </li></ul><ul><li>Sinal de Kluge: explicar que são alterações normais da gravidez e reridem após esse período. </li></ul>
  36. 36. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Alterações no Sistema Respiratório: </li></ul><ul><li>Alterações anatômicas: edemaciamento de nariz, laringe e faringe são comuns – infiltração devido ao relaxamento vascular. </li></ul><ul><li>Epistaxe; </li></ul><ul><li>Consumo de oxigênio aumenta, leve alcalose respiratória compensatória; </li></ul><ul><li>FR praticamente não se altera; </li></ul><ul><li>Hiperventilação materna- evitar que feto fique exposto a altas concentrações de CO2. </li></ul>
  37. 37. HIPERVENTILAÇÃO MATERNA
  38. 38. <ul><ul><li>Aumenta a vascularização – suprimento sanguíneo aumenta 20/40 vezes (artérias uterinas principal fonte). </li></ul></ul><ul><ul><li>Sistema venoso – dilatam num diâmetro até 60 vezes – drenagem venosa adequada para o grande fluxo sanguíneo uteroplacentário. </li></ul></ul><ul><ul><li>Uma semana após o parto os vasos retornam ao seu tamanho original. </li></ul></ul>ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ ÚTERO
  39. 39. <ul><li>O ganho mínimo de peso por trimestre é: </li></ul><ul><li>Primeiro: 1 a 1,5 Kg (hiperplasia). </li></ul><ul><li>Segundo: 5 a 6 Kg (Hiperplasia + Hipertrofia). </li></ul><ul><li>Terceiro: 4 a 5 KG (Hipertrofia). </li></ul><ul><li>OBS: No parto ocorre a perda de 5 Kg- peso do bebê + placenta. </li></ul>ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>ÚTERO X ALTERAÇÕES NO PESO </li></ul>
  40. 40. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>O útero gravídico pode chegar a: </li></ul><ul><li>30 a 36 cm de comprimento; </li></ul><ul><li>20 a 25 cm de largura; </li></ul><ul><li>0,5 cm de espessura. </li></ul><ul><li>Contrações de Braxton Hicks. </li></ul>
  41. 41. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Principais queixas clínicas relacionadas às alterações do sistema circulatório: </li></ul><ul><li>Acho que a vitamina que a doutora (or) me deu está me engordando, será que devo tomar? </li></ul><ul><li>Já estou de 3 meses e minha barriga não cresce, será que há algo errado comigo? </li></ul><ul><li>Estou sentindo muita fadiga com essa barriga, o que fazer para melhorar? </li></ul>
  42. 42. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Condutas Clínicas - relacionadas às alterações uterinas: </li></ul><ul><li>Explicar que durante a gestação a mulher pode ganhar até 16.5 kg – após esse ciclo retorna às condições pré-gravídicas; </li></ul><ul><li>Explicar que o útero só começa realmente a crescer no segundo trimestre devido à hipertrofia; </li></ul><ul><li>Orientar quanto a importância do uso dos suplementos prescritos para a manutenção da gestação – não engordam. </li></ul><ul><li>Orientar a descansar várias vezes ao dia; </li></ul>
  43. 43. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Musculoesquelético: </li></ul><ul><li>Relaxina : Hormônio produzido durante a gravidez – amolecimento das cartilagens nas articulações pélvicas e músculos lisos. </li></ul><ul><li>Deambulação – ocorre um amolecimento das cartilagens sacroilíacas e sínfise púbica devido a ação do progesterona e RELAXINA – Marcha Anserina. </li></ul>
  44. 44. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Sistema Musculoesquelético: </li></ul><ul><li>Mudança do centro (eixo) de gravidade: O útero pesado muda o centro de gravidade para a frente, a mulher joga o corpo para trás, compensatoriamente; aumentando a lordose, afastando a base de sustentação (pés), resultando na marcha anserina. </li></ul><ul><li>Favorece lombalgias, quedas, luxações e fraturas ósseas; </li></ul>
  45. 46. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Principais queixas clínicas relacionadas às alterações no sistema músculoesquelérico: </li></ul><ul><li>Sinto muita dor nas costas! </li></ul><ul><li>Por quê estou andando assim? </li></ul><ul><li>Sinto insegurança, sempre acho que vou cair! </li></ul>
  46. 47. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Condutas Clínicas - relacionadas às alterações musculoesqueléticas: </li></ul><ul><li>Explicar como ocorrem as alterações; </li></ul><ul><li>Orientar ao não uso de salto-alto; </li></ul><ul><li>Orientar a andar com cautela – risco de quedas; </li></ul><ul><li>Orientar a não realizar movimentos bruscos; </li></ul><ul><li>Orientar quanto à atividade física. </li></ul>
  47. 48. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Alterações no Trato Urinário: </li></ul><ul><li>Alterações anatômicas: pelve renal e ureteres – hipertrofia e hiperplasia; </li></ul><ul><li>Aumenta a Taxa de Filtração Glomerular – incapacidade dos túbulos aumentarem a reabsorção – glicosúria. </li></ul><ul><li>Polaciúria – a progesterona relaxa a musculatura lisa dos ureteres e o útero comprime a bexiga, diminuindo sua capacidade funcional –hipotonia - fluxo de urina retardado, maior predisposição à infecção urinária (estagnação). </li></ul>
  48. 49. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Principais queixas clínicas relacionadas às alterações no Trato Urinário: </li></ul><ul><li>Por quê faço xixi toda hora? </li></ul><ul><li>Estou urinando sem ver! </li></ul><ul><li>Por quê tenho mais chances de ter infecção na gravidez, como evitar? </li></ul><ul><li>Devo parar de ingerir líquidos? </li></ul>
  49. 50. ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA GRAVIDEZ <ul><li>Condutas Clínicas - relacionadas às alterações urinárias: </li></ul><ul><li>Explicar como acontece a polaciúria. </li></ul><ul><li>Explicar que deve ingerir líquidos normalmente; </li></ul><ul><li>Explicar que esta alteração acontecerá até o final da gestação – cessando após este ciclo; </li></ul><ul><li>Orientar quanto a higiene íntima adequada. </li></ul>
  50. 51. REFERÊNCIAS <ul><li>FEBRASGO. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. Assistência pré-natal: manual de orientação. Brasília, 2000. </li></ul><ul><li>REZENDE, J. Obstetrícia. 10ª. ed. São Paulo: Guanabara Koogan, 2005. </li></ul><ul><li>ZIEGEL, Erna E.; CRANLEY, M. S. . Enfermagem Obstétrica. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1986. </li></ul>
  51. 52. <ul><li>“ PARA MUDAR O MUNDO É PRECISO MUDAR A FORMA DE NASCER” </li></ul>

×