TERCEIRA IGREJA BATISTA DO PLANO PILOTO Escatologia nas quartas-feiras A Última Tentação da Igreja
As Duas Tentações Didaticamente duas tentações devem ser discernidas na Bíblia: 1º)  Aquela que Eva sofreu 2º)  A tentação...
Principais destaques: v.1 – formato sagaz e modificando ligeiramente a Palavra de Deus. A  Tentação de Eva  está bem descr...
A Tentação de  Jesus  no  deserto: Mateus 4.1-8 v.1 – é o Espírito Santo quem está no comando. v.2 – surge a partir da nec...
<ul><li>v.5,6 – o inimigo busca que a pessoa desafie Deus. Que se busque casuísmo interpretativo da Bíblia para que Deus s...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ultima Tentação Parte A

884 visualizações

Publicada em

Parte A

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
884
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
30
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ultima Tentação Parte A

  1. 1. TERCEIRA IGREJA BATISTA DO PLANO PILOTO Escatologia nas quartas-feiras A Última Tentação da Igreja
  2. 2. As Duas Tentações Didaticamente duas tentações devem ser discernidas na Bíblia: 1º) Aquela que Eva sofreu 2º) A tentação de Jesus no deserto
  3. 3. Principais destaques: v.1 – formato sagaz e modificando ligeiramente a Palavra de Deus. A Tentação de Eva está bem descrita em Gênesis 3.1- 8 . v.2,3 – permitindo-se dialogar com o tentador Eva também aceita modificar ligeiramente a Palavra de Deus. v.4 – Tendo estabelecido o diálogo confronta diretamente a Palavra de Deus. v.5 – Semeia a dúvida quanto à bondade de Deus, e propõe uma falsa independência. v.6 – Ilude-se com a possibilidade de obter o bem longe de Deus e oferece também ao seu marido. v.7,8 – o pecado é percebido, surge o sentimento de vergonha, busca-se solução material, esconde-se de Deus.
  4. 4. A Tentação de Jesus no deserto: Mateus 4.1-8 v.1 – é o Espírito Santo quem está no comando. v.2 – surge a partir da necessidade mais evidente. v.3 – confronta o existencial ( o que és e para que serve o fato de seres o que dizes que tu és). v.4 – Jesus diz que o importante não o fato de sermos isto ou aquilo, mas a dependência da Palavra de Deus.
  5. 5. <ul><li>v.5,6 – o inimigo busca que a pessoa desafie Deus. Que se busque casuísmo interpretativo da Bíblia para que Deus seja manipulado. </li></ul><ul><li>v.7 – Jesus não aceita que Deus seja colocado à prova por motivo fútil. </li></ul><ul><li>v.8,9 – a tentação apresenta a facilidade do mundo em troca de se render ao tentador. </li></ul><ul><li>v.10 – Só Deus tem direito ao culto. Satanás é vencido. </li></ul>

×