Água no Mundo   Fonte:  MACÊDO (2000) e HIRATA (2000) Água Salgada 97,5% Calotas Polares 68,9% Rios e lagos 0,3% Água Doce...
ABUNDÂNCIA E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA NO PLANETA <ul><li>Aproximadamente 72.000 Km 3  / ano de água retornam à atmosfera por e...
Ciclo da Água <ul><li>Os mecanismos naturais de transformação da água salgada em doce proporcionam uma descarga de 43.000 ...
Volume de água doce nos rios em cada um dos continentes Fonte: EMBRAPA(1994) apud MACÊDO (2002) 24 Oceania 916 América do ...
BALANÇO HÍDRICO   É a  diferença entre a precipitação e a evapo transpiração potencial Se precipitação menos evapo transpi...
Disponibilidade Hídrica Segundo BIO (1999) 29 países não possuem água doce para toda a população. Em 2025 serão 48 países ...
DISPONIBILIDADE HÍDRICA SOCIAL <ul><li>É o total de água da descarga continental, dividido pela população. </li></ul><ul><...
USO POR DISPONIBILIDADE HÍDRICA NO MUNDO Fonte: TEIXEIRA  et al.  (2000)
CLASSIFICAÇÃO DE UM PAÍS CONFORME A DISPONIBILIDADE DE ÁGUA > 10.000 Abundante 2.000 a 10.000 Suficiente 1.000 a 2.000 Raz...
ABUNDÂNCIA DE ÁGUA NUMA REGIÃO <ul><li>Resulta da interação entre o clima e a fisiografia. </li></ul>Fonte: TEIXEIRA  et a...
TIPOS DE CHUVA <ul><li>CONVECTIVA </li></ul><ul><li>Grande intensidade, </li></ul><ul><li>Curta duração </li></ul><ul><li>...
CARACTERÍSTICAS DAS CHUVAS <ul><li>INTENSIDADE:  mm/h </li></ul><ul><li>DURAÇÃO:  h </li></ul><ul><li>FREQUÊNCIA:  probabi...
Distribuição da Água no Brasil   Fonte:  Revista do CONFEA (Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia.  Ano ...
DIVISÃO HIDROGRÁFICA NACIONAL             Região Hidrográfica Amazônica;           Região Hidrográfica do Tocantins-Arag...
CONCEITO DE BACIA HIDROGRÁFICA Fonte: Stimamiglio (2002)
 
 
Distribuição das principais Bacias Hidrográficas em Santa Catarina Fonte: SDM, 2002
Para consulta sobre recursos hídricos no estado  <ul><li>www.sirhesc.sds.sc.gov.br </li></ul>
Bacia do Rio Cubatão:  abastece 70% Bacia do Rio  Piraí abastece os outros 30% Bacia do Rio Cachoeira já abasteceu Jlle no...
AQUÍFEROS <ul><li>Definição: São reservas de água subterrânea economicamente viáveis de exploração. </li></ul>Baixo  varia...
Tampa precária e sem anel sanitário Formas de exploração do aquíferos:  POÇO RASO OU CACIMBA
Tampa, porém sem anel sanitário Formas de exploração do aquíferos:  POÇO RASO OU CACIMBA
Anel sanitário Formas de exploração dos aquíferos fraturado ou sedimentar : POÇO PROFUNDO OU TUBULAR
Aquífero fraturado Ocorre em rochas ígneas ou metamórficas.
Aquífero livre ou freático e sedimentar
Bacia sedimentar do Paraná Escudo Setentrional Bacia sedimentar da Paraíba Escudo Oriental Costeira: Bacias sedimentares e...
Aquífero Guarani <ul><li>É o termo do sistema hidroestratigráfico Mesozóico, constituído por depósitos de origem flúvio - ...
Aquífero Guarani. Fonte: ABAS informa. Set/2003.
Aproveitamento Aquífero Guarani <ul><li>Poço localizado em Londrina – PR, com 523 m, construído na região de Limoeiro, sul...
SC e Exploração dos aquíferos <ul><li>A Instrução Normativa n 0  16 de 2001, da FATMA, define os critérios para obtenção d...
Exploração dos Aquíferos <ul><li>Os progressos verificados nas últimas décadas nos métodos de construção de poços, as perf...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

3 agua no mundo, br e sc

2.890 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.890
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3 agua no mundo, br e sc

  1. 1. Água no Mundo   Fonte: MACÊDO (2000) e HIRATA (2000) Água Salgada 97,5% Calotas Polares 68,9% Rios e lagos 0,3% Água Doce 2,5% Aquíferos 29,9 % Outros 0,9%
  2. 2. ABUNDÂNCIA E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA NO PLANETA <ul><li>Aproximadamente 72.000 Km 3 / ano de água retornam à atmosfera por evapotranspiração, dos 119.000 Km 3 / ano de precipitação que caem sobre os continentes. </li></ul><ul><li>Os 47.000 Km 3 / ano restantes de água doce que circulam no Planeta, através de escoamento superficial e subterrâneo representam o excedente hídrico. </li></ul>Fonte: HIRATA (2000)
  3. 3. Ciclo da Água <ul><li>Os mecanismos naturais de transformação da água salgada em doce proporcionam uma descarga de 43.000 Km 3 /ano de água nos rios do mundo. Por sua vez, os estoques de água subterrânea são os maiores da terra, estimados em 10 milhões de Km 3 e cuja contribuição à descarga de base dos rios, isto é, aquela que ocorre durante os períodos sem chuva na respectiva bacia hidrográfica, são da ordem de 13.000 Km 3 / ano. </li></ul>
  4. 4. Volume de água doce nos rios em cada um dos continentes Fonte: EMBRAPA(1994) apud MACÊDO (2002) 24 Oceania 916 América do Sul 236 América do Norte 184 África 533 Ásia 76 Europa VOLUME DE ÁGUA DOCE NOS RIOS CONTINENTES
  5. 5. BALANÇO HÍDRICO É a diferença entre a precipitação e a evapo transpiração potencial Se precipitação menos evapo transpiração for positivo  excedente hídrico Se precipitação menos evapo transpiração for negativo  déficit hídrico
  6. 6. Disponibilidade Hídrica Segundo BIO (1999) 29 países não possuem água doce para toda a população. Em 2025 serão 48 países e 2050 cerca de 50 países. Enquanto em Nova Iorque o consumo atinge 2000 litros/habitante/dia, na África a média é de 15 litros/habitante/dia.
  7. 7. DISPONIBILIDADE HÍDRICA SOCIAL <ul><li>É o total de água da descarga continental, dividido pela população. </li></ul><ul><li>No Brasil é 35.732 m 3 /habitante/ano. </li></ul><ul><li>O Brasil possui 53% da água da América do Sul e 12% da água do Planeta. </li></ul><ul><li>Somente os estados do nordeste Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe apresentam disponibilidade hídrica regular (1.000-2.000 m 3 /habitante/ano). </li></ul><ul><li>Análises em escalas mais detalhadas mostram déficits a nível de bacias hidrográficas, como do Alto Tietê (SP), Oriental de Pernambuco, Leste de Potiguar (RGN) e Fortaleza (CE). </li></ul>
  8. 8. USO POR DISPONIBILIDADE HÍDRICA NO MUNDO Fonte: TEIXEIRA et al. (2000)
  9. 9. CLASSIFICAÇÃO DE UM PAÍS CONFORME A DISPONIBILIDADE DE ÁGUA > 10.000 Abundante 2.000 a 10.000 Suficiente 1.000 a 2.000 Razoável < 1.000 Insuficiente Volume per capta, em m 3 Classificação
  10. 10. ABUNDÂNCIA DE ÁGUA NUMA REGIÃO <ul><li>Resulta da interação entre o clima e a fisiografia. </li></ul>Fonte: TEIXEIRA et al. (2000)
  11. 11. TIPOS DE CHUVA <ul><li>CONVECTIVA </li></ul><ul><li>Grande intensidade, </li></ul><ul><li>Curta duração </li></ul><ul><li>FRONTAL </li></ul><ul><li>Baixa intensidade, </li></ul><ul><li>Grande duração </li></ul><ul><li>OROGRÁFICA </li></ul><ul><li>Pequena a grande </li></ul><ul><li>Intensidade, muito </li></ul><ul><li>freqüente </li></ul>
  12. 12. CARACTERÍSTICAS DAS CHUVAS <ul><li>INTENSIDADE: mm/h </li></ul><ul><li>DURAÇÃO: h </li></ul><ul><li>FREQUÊNCIA: probabilidade de repetição = 1 vez a cada X anos = período de retorno X anos </li></ul><ul><li>NORMALMENTE... </li></ul><ul><ul><li>Chuvas de fortes intensidade tem pequena duração; </li></ul></ul><ul><ul><li>Chuvas de fraca intensidade possuem grande duração; </li></ul></ul>
  13. 13. Distribuição da Água no Brasil   Fonte: Revista do CONFEA (Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Ano VI – nº 10 – Maio/Junho 2002. Vida Submersa. 79,7% 9,3% 4,6% 4,1% 2,3% 5% da Pop. Do Brasil 30% da Pop. Do Brasil
  14. 14. DIVISÃO HIDROGRÁFICA NACIONAL            Região Hidrográfica Amazônica;          Região Hidrográfica do Tocantins-Araguaia;          Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Ocidental;          Região Hidrográfica do Parnaíba;          Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Oriental;          Região Hidrográfica do São Francisco;          Região Hidrográfica Atlântico Leste;          Região Hidrográfica Atlântico Sudeste          Região Hidrográfica do Paraná;          Região Hidrográfica do Uruguai;          Região Hidrográfica Atlântico Sul;          Região Hidrográfica do Paraguai.      
  15. 15. CONCEITO DE BACIA HIDROGRÁFICA Fonte: Stimamiglio (2002)
  16. 18. Distribuição das principais Bacias Hidrográficas em Santa Catarina Fonte: SDM, 2002
  17. 19. Para consulta sobre recursos hídricos no estado <ul><li>www.sirhesc.sds.sc.gov.br </li></ul>
  18. 20. Bacia do Rio Cubatão: abastece 70% Bacia do Rio Piraí abastece os outros 30% Bacia do Rio Cachoeira já abasteceu Jlle no início da colonização.
  19. 21. AQUÍFEROS <ul><li>Definição: São reservas de água subterrânea economicamente viáveis de exploração. </li></ul>Baixo varia de 50 a 300m 3 /h Poços profundos Sedimentar Baixo Média de 5m 3 /h Poços profundos Fraturado Alto Inferior a 1 m 3 /h Poços rasos ou cacimbas Livre ou freático Riscos de contaminação Vazão Formas de exploração Tipos de Aquífero:
  20. 22. Tampa precária e sem anel sanitário Formas de exploração do aquíferos: POÇO RASO OU CACIMBA
  21. 23. Tampa, porém sem anel sanitário Formas de exploração do aquíferos: POÇO RASO OU CACIMBA
  22. 24. Anel sanitário Formas de exploração dos aquíferos fraturado ou sedimentar : POÇO PROFUNDO OU TUBULAR
  23. 25. Aquífero fraturado Ocorre em rochas ígneas ou metamórficas.
  24. 26. Aquífero livre ou freático e sedimentar
  25. 27. Bacia sedimentar do Paraná Escudo Setentrional Bacia sedimentar da Paraíba Escudo Oriental Costeira: Bacias sedimentares e depósitos diversos Rocha cristalinas do Centro oeste Escudo central Bacia sedimentar da Amazônia Rochas cristalinas do São Francisco Escudo Meridional Fonte: Hirata, 2000 In: Teixeira et al (2000).
  26. 28. Aquífero Guarani <ul><li>É o termo do sistema hidroestratigráfico Mesozóico, constituído por depósitos de origem flúvio - lacustre - eólicos do Triássico (225.000.000 anos), e por depósitos de origem eólica do Jurássico (190.000.000 anos). </li></ul><ul><li>A sua área é de 1.195.200 Km 2 , sendo 839.800 Km 2 , no Brasil, ou seja 71%. O resto está distribuído 19% Argentina, 6% no Paraguai e 4 % no Uruguai. </li></ul>
  27. 29. Aquífero Guarani. Fonte: ABAS informa. Set/2003.
  28. 30. Aproveitamento Aquífero Guarani <ul><li>Poço localizado em Londrina – PR, com 523 m, construído na região de Limoeiro, sul de Londrina, apresentou vazão de surgência de 200 l/s, com qualidade própria para consumo humano. </li></ul><ul><li>Dados do Boletim Informativa da Associação Brasileira de Água Subterrânea - ABAS (dez-jan 2005) a SANEPAR opera 835 poços, localizados em 277 municípios do PR, responsável pelo abastecimento de 1.300.000 pessoas e o equivalente a 17% do volume total da empresa. </li></ul><ul><li>Além disso, outros 1450 poços foram disponibilizados para as prefeituras para atender as comunidades rurais, representando 76% do abastecimento dos sistemas rurais. </li></ul>
  29. 31. SC e Exploração dos aquíferos <ul><li>A Instrução Normativa n 0 16 de 2001, da FATMA, define os critérios para obtenção da licença ambiental para perfuração de poços. </li></ul><ul><li>O usuário e a empresa perfuradora devem apresentar a FATMA (Gerência de Estudos e Pesquisas – GESPES) o requerimento solicitando o licenciamento ambiental e as coordenadas UTM de no mínimo três localidades alternativas de poços a serem perfurados. </li></ul>
  30. 32. Exploração dos Aquíferos <ul><li>Os progressos verificados nas últimas décadas nos métodos de construção de poços, as performances crescentes das bombas e a expansão de oferta de energia elétrica, principalmente, faz com que já não exista aquífero confinado e profundo inacessível aos meios técnicos e financeiros. </li></ul>

×