C:\Fakepath\Mat

386 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
386
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

C:\Fakepath\Mat

  1. 1. Organização de dados estatísticos e sua<br /> representação gráfica.<br />Relembra:<br />População ou universo estatístico é o conjunto de todos os elementos com uma determinada característica, no qual se vai realizar o estudo estatístico.<br />Amostra é um subconjunto da população, utilizada sempre que não é possível estudar exaustivamente todos os elementos da população.<br />Organizar os dados é transformar os “dados em bruto” num resumo ordenadoque facilita a leitura e compreensão da situação em estudo, através de tabelas ou gráficos.<br />Tabelas de frequências servem para organizar os dados.<br />Frequência absoluta é o número de vezes que o mesmo valor da variável se repete.<br />Frequência reletiva é a razão entre a frequência absoluta e o número total de observações.<br />Os dados estatísticos (variáveis estatísticas) podem ser qualitativos ou quatitativos:<br />Qualitativos são os que não se podem expressar por um número.Ex.: cor de olhos, estado civil...<br />Quantitativos são os que se podem expressar por um número.Ex.: peso, altura,idades...Estes ainda podem ser:<br />Dados discretos se a variável só pode tomar valores numéricos isolados. Ex.:número de filhos,nº de golos...<br />Dados contínuos se a variável pode tomar todos valores numéricos, inteiros ou não, Compreendidos no seu intervalo de variação.Neste caso os dados organizam-se em classes. Ex.:peso ou altura de uma pessoa.<br /> Representação gráfica de dados estatísticos:<br />Na estatística recolhe-se, organiza-se e analisa-se informação para depois tirar conclusões. <br />Os dados são normalmente apresentados em gráficos, pois tornam-se mais fácil interpretá-los.<br />Os pictogramas são gráficos que utilizam figuras alusivas ao fenómeno que vai ser estudado.<br />Como construir um pictograma?<br />Escolhe-se um símbolo alusivo ao fenémeno em estudo e atribui-se um certo valor;<br />Representa-se graficamente a informação, por repetição desse símbolo em linhas ou colunas, igualmente espaçadas;<br />Indica-se o significado de cada símbolo junto ao gráfico;<br />Dá-se um título ao gráfico;<br />Os gráficos de barras utilizam-se para representar dados não agrupados, para variáveis estatísticas, discretas ou qualitativas. Para cada valor da variável estatística traçam-se barras, cujo comprimento é proporcional à frequência (absoluta ou relativa) correspondente.<br />As barras têm sempre a mesma largura e devem estar separadas por espaços iguais. O gráfico deve ter um título.<br />Os gráficos circulares ou sectogramas utilizam-se para representar dados em percentagem relacionando-os uns com os outros, como parte de um todo.A representação faz-se por meio de um círculo dividido em sectores circulares, e para isso determina-se a amplitude dos ângulos correspondentes a cada percentagem (freq. Relativa x360º). O gráfico deve ter um título.<br />Os histogramas são gráficos adequados para representar dados quantitativos agrupados em classes. São gráficos de barras formados por um conjunto de rectângulos adjacentes, tendo cada rectângulo por base um intervalo de classe e por altura a frequência correspondente.<br />Cada classe é definida por um extremo inferior e por um extermo superior. A diferença dos dois extremos é a amplitude da classe. O gráfico deve ter um título. <br />Os polígonos de frequências obtêm-se a partir de um histograma, unindo por uma linha poligonal, os pontos médios dos lados sauperiores dos rectângulos desse histograma.<br />A cada um desses pontos médios dá-se o nome de marca da classe, valor central ou valor médio da classe. A marca da classe calcula-se determinando a médio aritmética dos extremos da classe.<br />Medidas de tendência central:<br />Habitualmente os valores de um conjunto de dados estão dispersos,pelo que é aconselhável verificar se os valores têm tendência a concentrar-se em torno de um valor central ou médio.As medidas estatísticas que nos dão uma indicação deste valor designam-se por MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL: média,moda e mediana.<br /> <br /> <br />Média- para calcular a média (ou média aritmética) de um conjunto de valores, somam-se todos os valores e divide-se a soma pelo número de valores considerados.Só se pode calcular quando os dados são numéricos.<br />Moda- num conjunto de dados é o valor mais frequente (ou que se repete mais vezes). Tanto se pode determinar no caso dos dados serem numéricos como não sendo numéricos. Se os dados estiverem agrupados em classes diz-se classe modal. Se não tem moda diz-se amodal e se houver duas modas diz-se bimodal. <br />Mediana- escrevem-se os dados por ordem crescente ou decrescente. Se o número de dados é impar, a mediana é o valor que ocupa a posição central. Se o número de dados é par, a mediana é a média aritmética dos dois valores centrais.<br /> <br />

×