Bom Lembrar izildinha
Sol brilha em dias alternados As mãos precisam criar tanto Nuvens, são dias nublados O céu?Morada de todo santo
E os meninos correm na rua Buscam alegria numa esquina Amor que nasce com a lua Paixão dos olhos.É a menina.
Os momentos tão densos E parecem fim da linha Longa carta,dedos extensos A falar da saudade daninha.
Depois da sombra é que brilha O sol que vem das calçadas Pra não se perder a  trilha Se caminha de mãos dadas.
Só se sabe o que é a alegria Sabendo da tristeza também Após a noite, surgir novo dia A refazer o que não está bem.
A vida precisa ser vivida. Sei Sentimento dirigido, é ilusão Para coisa errada, nasceu a lei Verso mal feito.Feito borrão.
Somos livres quando o modelo Não se prende numa revista Bom senso, ensina perdê-lo Até que outro senso insista.
Os moldes que vestem nada Sempre incomodam alguém... Chuva fina molhando calçada Garoa que não molha ninguém
O colorido sempre é forte Grande amigo, se vê na hora Sabedoria que faz a sorte Onde a alegria, vem e aflora.
Única no jeito de olhar a flor Tem perfume que se entoa  Sentir saudade, refazer amor São os lampejos da alma boa
[email_address] Limites são retratos rudes Que faz esse corpo parar Mesmo as lembranças amiúdes Sempre se fazem lembrar...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

B O M L E M B R A R

263 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
263
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

B O M L E M B R A R

  1. 1. Bom Lembrar izildinha
  2. 2. Sol brilha em dias alternados As mãos precisam criar tanto Nuvens, são dias nublados O céu?Morada de todo santo
  3. 3. E os meninos correm na rua Buscam alegria numa esquina Amor que nasce com a lua Paixão dos olhos.É a menina.
  4. 4. Os momentos tão densos E parecem fim da linha Longa carta,dedos extensos A falar da saudade daninha.
  5. 5. Depois da sombra é que brilha O sol que vem das calçadas Pra não se perder a trilha Se caminha de mãos dadas.
  6. 6. Só se sabe o que é a alegria Sabendo da tristeza também Após a noite, surgir novo dia A refazer o que não está bem.
  7. 7. A vida precisa ser vivida. Sei Sentimento dirigido, é ilusão Para coisa errada, nasceu a lei Verso mal feito.Feito borrão.
  8. 8. Somos livres quando o modelo Não se prende numa revista Bom senso, ensina perdê-lo Até que outro senso insista.
  9. 9. Os moldes que vestem nada Sempre incomodam alguém... Chuva fina molhando calçada Garoa que não molha ninguém
  10. 10. O colorido sempre é forte Grande amigo, se vê na hora Sabedoria que faz a sorte Onde a alegria, vem e aflora.
  11. 11. Única no jeito de olhar a flor Tem perfume que se entoa Sentir saudade, refazer amor São os lampejos da alma boa
  12. 12. [email_address] Limites são retratos rudes Que faz esse corpo parar Mesmo as lembranças amiúdes Sempre se fazem lembrar...

×