Ue2

297 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
297
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ue2

  1. 1. Ingresso de novos pa ís es na UE <ul><li>Condiç õ es : Pa í ses devem cumprir 3 crit ér ios formulados pelos Conselho de Copenhage, em 1993: </li></ul><ul><li>Critério político: existência de instituições estáveis que garantam a democracia, estado de direito, os direitos do homem, o respeito pelas minorias e a sua proteção; </li></ul><ul><li>• Critério econômico: ter uma economia de mercado que funcione efetivamente e capacidade de fazer face às forças de mercado e à concorrência da UE; </li></ul><ul><li>• Critério do acervo comunitário: capacidade para assumir as obrigações decorrentes da adesão, incluindo a adesão aos objetivos de união política, econômica e monetária.  </li></ul>
  2. 2. Atuais processos de entrada Cro á cia Maced ô nia Turquia
  3. 3. Cro á cia Republika Hrvatska
  4. 4. <ul><li>Iniciou com o pedido de entrada na União Européia em 2003 </li></ul><ul><li>Status de “Candidato” foi garantido pelo Conselho Europeu em 2004 </li></ul><ul><li>As negociações de entrada iniciaram em outubro de 2005, e desde então vem sendo analisados aspectos diversos referente a capacidade de integração ao bloco europeu. </li></ul>
  5. 5. Fatores importantes <ul><li>Questão Cro á cia-Eslov ê nia </li></ul><ul><ul><li>Em 2008, houve um rejeição por parte da Eslovênia, referente a abertura de novos Acquis Chapters no processo de entrada da Croácia, devido à uma questão teritorial proveniente da divisão da antiga Iugoslávia. </li></ul></ul><ul><ul><li>Em Setembro de 2009, Jadranka Kosor assume posto de Primeira-Ministra da Croácia e negocia com Primeiro-Ministro esloveno Borut Pahor o fim do entrave para abertura de novos Acquis Chapters. </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><li>Questão Cro á cia-It á lia </li></ul><ul><ul><li>A livre compra de imóveis em território croata por estrangeiros foi mais um dos entraves a sua entrada na UE. </li></ul></ul><ul><ul><li>Região de Ís tria, fortemente ligada a Itália, foi anexada a antiga Iugoslávia apos a Segunda Guerra Mundial, e ate recentemente, a Croácia impedia a compra de terras por estrangeiros, o que causou descontentamento especial do italianos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 2006, Croácia e Itália concordaram que cidadãos de ambos os paises poderiam comprar territórios estrangeiros. </li></ul></ul>
  7. 8. Acquis Chapters <ul><li>O acervo comunitário constitui a base comum de direitos e obrigações que vinculam todos os Estados-Membros a título da Uni ão Européia. </li></ul><ul><li>33 Acquis Chapters no total, sendo que 17 j á foram fechados, afinal estão de acordo com as bases européias. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Pontos Críticos: </li></ul><ul><ul><li>8. Política de Concorrência </li></ul></ul><ul><ul><li>11. Desenvolvimento agrário e rural </li></ul></ul><ul><ul><li>22. Política regional e coordenação de instrumentos estruturais </li></ul></ul><ul><ul><li>23. Judiciário e direitos fundamentais </li></ul></ul><ul><ul><li>24. Justiça, liberdade e segurança </li></ul></ul><ul><li>Acontecimentos Recentes: </li></ul><ul><ul><li>12 de Abril: UE convoca Croácia para novas conversas, e possível abertura do Acquis Chapters restantes </li></ul></ul>
  9. 10. Macedônia Република Македонија <ul><li>Candidata a entrada na UE desde 2005 </li></ul>
  10. 11. Pontos Críticos <ul><li>Disputa com a Grécia pelo nome do pa í s </li></ul><ul><ul><li>Nome Oficial: Rep ú blica da Macedônia </li></ul></ul><ul><ul><li>Nome utilizado pelos membros da UE a pedido da Grécia: Antiga República Iugoslava da Macedônia </li></ul></ul><ul><ul><li>Grécia argumenta que a Macedônia e uma região que engloba parte do seu território, e que poderia suscitar, no futuro, reclamações territoriais. </li></ul></ul>
  11. 13. &quot; A questão do nome FYROM não é simplesmente uma disputa sobre fatos históricos e símbolos . É um problema com dimensões regionais e internacionais, considerando que FYROM está exercendo uma política de irredentismo e reclamações territoriais alimentada pela falsificação da história e pela usurpação da herança histórica e nacional da Grécia . Na sua atual forma, a questão do nome FYROM surgiu em 1991, quando FYROM declarou sua independência sob o nome de República da Macedônia. Historicamente, o nome Macedônia refere-se ao estado e civilização dos antigos macedônios, os quais sem dúvida são parte da herança nacional e histórica da Grécia e não têm relação de qualquer tipo com os residentes da FYROM, que são eslavos por descendência e chegaram à região do antigo Reino da Macedônia num estágio muito posterior. Geograficamente, o termo Macedônia refere-se a uma região maior que inclui porções dos territórios de vários estados balcânicos (principalmente Grécia, FYROm e Bulgária). Porém, a maior parte da Macedônia geográfica coincide com a área da antiga Macedônia Grega, a qual fica dentro das fronteiras da Grécia moderna. Cerca de 2,5 milhões de cidadãos gregos atualmente vivem na parte grega da Macedônia, cujos habitantes são chamados e considerem a si mesmos &quot;macedônios&quot; desde tempos imemoriais. A questão do nome originou-se no pós-Segunda Guerra Mundial, quando Josip Broz Tito separou a área então conhecida como Vardar Banovina (agora FYROM) da Sérvia, garantindo-lhe o status de república dentro da nova Iugoslávia federal, com o nome de República Socialista da Macedônia, concorrentemente promovendo a doutrina de uma nação macedônia separada. Obviamente, a razão mais importante da opção de promover a doutrina do macedonismo com claro desacordo com a realidade geográfica da maior região da Macedonia era seu desejo de ganhar acesso ao mar Egeu cultivando a reunificação de todos os territórios macedônios .”
  12. 15. Turquia Türkiye Cumhuriyeti
  13. 16. <ul><li>Longa hist ó ria com a UE e seus predecessores </li></ul><ul><ul><li>Processo de entrada iniciado em 1987 </li></ul></ul><ul><ul><li>Membro associado da UE e predecessores desde 1963 </li></ul></ul><ul><ul><li>Garantido status de “Candidato” oficial em 1999 </li></ul></ul><ul><ul><li>Negociações iniciadas em 2005 </li></ul></ul>
  14. 17. Efeitos sobre a UE <ul><li>Chave de poder regional: </li></ul><ul><ul><li>Forte economia </li></ul></ul><ul><ul><li>Segunda maior força militar da OTAN </li></ul></ul><ul><ul><li>Posição geográfica estratégica </li></ul></ul><ul><li>População de 71 milhões de habitantes: Turquia passaria a ter o segundo maior numero de “Eurodeputados” no Parlamento Europeu, e em projeções, ultrapassaria a Alemanha em 2020. </li></ul>
  15. 18. Tr ácia
  16. 19. Fatores Importantes <ul><li>Presidente Nicolas Sarkozy: &quot;Enlarging Europe with no limit risks destroying European political union, and that I do not accept...I want to say that Europe must give itself borders, that not all countries have a vocation to become members of Europe, beginning with Turkey which has no place inside the European Union . “ </li></ul><ul><li>Questão Turquia-Chipre: Disputa entre Cipriotas Gregos e Cipriotas Turcos </li></ul><ul><ul><li>Rep ú blica Turca do Norte do Chipre </li></ul></ul><ul><ul><li>N ã o-reconhecimento da Republica do Chipre pela Turquia </li></ul></ul><ul><li>Acquis Chapters: 33 abertos, sendo que 28 necessitam mudanças </li></ul>
  17. 20. Chipre Rep úb lica Turca do Norte do Chipre
  18. 21. Fatores Importantes <ul><li>Religião: 99% da população é muçulmana (receio dos pa í ses europeus de migração) </li></ul><ul><li>Artigo 301: Censura; “A person who publicly insults the Turkish nation, the State of the Republic of Turkey, or the Grand National Assembly of Turkey, shall be punishable by imprisonment of between six months and two years&quot; </li></ul><ul><li>UE e Turquia: </li></ul><ul><ul><li>59% dos cidadãos da UE são contra a entrada da Turquia </li></ul></ul><ul><ul><li>Áustria: 81% contra (Questão Turco-Otomana) </li></ul></ul><ul><ul><li>Romênia: 66% a favor </li></ul></ul><ul><li>Turcos e a UE: </li></ul><ul><ul><li>35% dos turcos confiam na UE </li></ul></ul><ul><ul><li>43% dos turcos vêem a UE positivamente </li></ul></ul>
  19. 22. Alterações com a entrada dos 3 pa ís es 30,374.96 (-0.45%) 15,329.40 (+0.54%) 4,381,376 (+1.30%) 504,284,264 (+0.89%) EU28 (EU27 + Cro á cia) 18,575 82.407 56,594 4,489,409 Cro ácia PIB per capita (US$) PIB (bilh õ es de US$) Á rea (km²) Populaç ão 29,750.51 (-2.49%) 15,265.83 (+0.12%) 4,350,495 (+0.59%) 501,909,405 (+0.42%) EU28 (EU27 + Maced ô nia) 9,163 18.831 25,713 2,114,550 Maced ô nia PIB per capita (US$) PIB (bilh õ es de US$) Á rea (km²) Populaç ã o 29,892.46 (-2.03%) 16,162.22 (+6.01%) 5,108,344 (+18.11%) 574,610,855 (+14.96%) EU28 (EU27+Turquia) 13,138 915.212 783,562 74,816,000 Turquia PIB per capita (US$) PIB (bilh õ es de US$) Á rea (km²) Populaç ã o

×