Sistema Dantas De Comunicacao

1.778 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.778
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema Dantas De Comunicacao

  1. 1. Daniel Dantas montou um esquema para fazer amigos e influenciar pessoas através da imprensa. 1) FSB, Lauro Jardim e Humberto Braz. Relatório da ICTS, empresa de auditoria que os Fundos e o Citi contrataram para localizar as falcatruas de Dantas, quando administrou a Brasil Telecom. Depois de nomeado presidente da Brasil Telecom pelos Fundos, o Sr. K fez uma espécie de “fogo amigo” contra a administração anterior e, apesar disso, chegou a cultivar e cortejar alguns dos supra-citados. Note que a ICTS não conseguiu descobrir o que a FSB fez para a Brasil Telecom … E que a FSB presta serviços à Andrade Gutierrez, de Sérgio Andrade, um dos empresários (?) da BrOi, e a Chico Mussnich, um dos mais importantes dos 1001 advogados de Dantas. O dono da FSB é o torcedor do Fluminense (que não tem nenhuma culpa disso…) Hélio Sussekind. Hélio Sussekind é um dos principais interlocutores de Lauro Jardim, colonista da Veja… “CASO: FSB e RP REVISÃO: 1 STATUS: Em andamento DESCRIÇÃO DO CASO: Levantamento de serviços prestados e relacionamento com OPP. INFORMAÇÕES GERAIS: Objeto da Contratação FSB Divulgação: contrato com a BT para prestação de serviços de consultoria, objetivando o levantamento, diagnóstico e elaboração de estratégias de comunicação, bem como avaliação da imagem institucional e das empresas coligadas e controladas a partir de suas exposições na mídia. FSB Comunicação: contrato com a Ibest para prestação de serviços de assessoria em comunicação e relações com a mídia visando a divulgação institucional na mídia especializada. RP Brasil: Serviços de consultoria na área de relações públicas, com foco na imagem da BT junto ao seu público-alvo. Contrato, Pedido e Pagamento – Contratos vigentes de acordo com as datas abaixo. Fornecedor – Sócios da FSB: o Francisco Soares Brandão o Marcos Ferreira Trindade o Hélio Carlos Sussekind – Sede da FSB/ RP: Rio de Janeiro/ RJ RESUMO DAS CONSTATAÇÕES: – A FSB possui de fato 3 contratos com a BT: 1 pela FSB Comunicação (Ibest), 1 pela FSB Moisés Andrade Gomes, da empresa FSB (também fornecedor da BT, com o objeto contratual de serviços de consultoria, objetivando o levantamento, diagnóstico e elaboração de estratégias de comunicação, bem como avaliação da imagem institucional e das empresas coligadas e controladas a partir de suas exposições na mídia). – O valor total do contrato da RP Brasil é composto pelos serviços de consultoria e despesas. De acordo com o valor pago, extraído do SAP (R$ 412.600), não foi pago o valor cabido às despesas, de R$ 20.000,00. – Não foram encontradas evidências de serviços prestados pela FSB e RP.Divulgação (BT) e 1 pela RP Brasil (BT). – A FSB possui diversos clientes, entre eles Teleperfomance, Telemig Celular, Andrade Gutierrez, Barbosa, Müssnich e Aragão, Yahoo. – Os contratos são geridos pela VP de Relações Externas. – Foi solicitado à DMS pelo Jorge Jardim (VP de Relações Externas), gestor dos contratos, o cancelamento dos contratos da FSB e RP em 03/10/05. O mesmo diz desconhecer este contrato e que a gestão efetiva era feita pela Presidência. – O contato da RP Brasil descrito no contrato é o Sr. Moisés Andrade Gomes, da empresa FSB (também fornecedor da BT, com o objeto contratual de serviços de consultoria, objetivando o levantamento, diagnóstico e elaboração de estratégias de comunicação, bem como avaliação da imagem institucional e das empresas coligadas e controladas a partir de suas exposições na mídia). – O valor total do contrato da RP Brasil é composto pelos serviços de consultoria e despesas. De acordo com o valor pago, extraído do SAP (R$ 412.600), não foi pago o valor cabido
  2. 2. às despesas, de R$ 20.000,00. – Não foram encontradas evidências de serviços prestados pela FSB e RP.” Vejam o que Luis Nassif já falou sobre o assunto: . Dantas e Mainardi . Imprensa e Dantas . Lula é meu álibi . A Brasil Telecom pagava e quem se beneficiava eram Dantas e o Banco Opportunity. . A Brasil Telecom, como se sabe, era e é controlada pelos Fundos de pensão Previ (dos funcionários do banco do Brasil), Petros (dos funcionários da Petrobras), Funcef (da Caixa Econômica) e pelo Citibank (Dantas é um minoritário com poder de veto). . A BrT entrava com a grana, seus acionistas iam para o saco, e Dantas manobrava – e manobra a imprensa – em seu beneficio. . Isso demonstra como a imprensa brasileira – especialmente o PiG, que se abre a esses consultores, colonistas e lobistas pagos por Dantas – chegou ao fundo do poço. . Banha-se no lodo. . Mino Carta – como sempre – foi o primeiro a denunciar isso. . Recentemente, Luis Nassif (cuidado, Nassif, backupa todo o teu material, antes que o Caio T. – “T” de Tartufo – Costa te tire do ar) passou a fazer um trabalho excelente para denunciar essa patranha de Dantas com a imprensa. . A seguir, trataremos de personagens como Lauro Jardim, da Veja, última flor do Fascio. . Antonio Carlos Magalhães, que, sempre se soube, foi padrinho de Daniel Dantas, desde a Bahia. . O que deve explicar a fúria moralista de ACM Neto na CPI dos Correios… . Heráclito Fortes, líder da Bancada Dantas no Senado, com o apoio do deputado José Eduardo Cardozo, líder da Bancada Dantas, na Câmara. . Do site NoMinimo e seu conjunto de jornalistas ilustres – Sérgio Bermudes, por exemplo. . Provavelmente, a redação mais cara do mundo (seu contrato com Dantas era provavelmente superior ao da Reuters com o New York Times). . Márcio Chaer, que se compromete a influenciar decisões da Justiça a favor de Dantas, ele que tem um site, “Consultor Jurídico”, que dá “notícias” sobre a Justiça para o PiG. . Cláudio Humberto, colonista especialmente sensível às causas de Dantas. . Mauro Salles, publicitário de primeira linha, que se associou a Naji Nahas para prestar serviços a Dantas. . Humberto Braz, o rei dos lobistas, personagem das reportagens de Nassif, tem a melhor agenda de Brasília. . O Conversa Afiada não pretende esgotar o assunto – a podridão da imprensa brasileira. . Limita-se a apoiar – por livre e espontânea vontade – o trabalho pioneiro de Mino e Nassif de desmascarar a imprensa brasileira, o PiG e seus colonistas. . Haverá, mais adiante, um trepidante capítulo sobre o prolífico jornalista Leonardo Attuch, que tem o hábito de escrever (bem) sobre Dantas. Ele é uma espécie de “Boninho” do Dantas. . Vamos ao que interessa. Documentos. 2) GLT, Propeg, Heráclito Fortes e Antônio Carlos Magalhães. A GLT se apresenta como uma empresa de “consultoria em telecomunicações no âmbito do Poder Legislativo”, o que, na verdade, segundo a ICTS não passa de um lobby. Para realizar esse lobby, a GLT conta com a proximidade com Heráclito Fortes, líder da Bancada Dantas no Senado, e, antes, com Antônio Carlos Magalhães. Confira especialmente o quadrinho em que aparecem as conexões todas – em benefício
  3. 3. de Dantas e com o dinheiro da Brasil Telecom – ou seja, dos funcionários do Banco do Brasil, da Petrobras e da Caixa Econômica … “Para: André Rizzi De: ICTS Global Assunto: RELATÓRIO INTERNO – CONTRATAÇÃO GLT Data: 17 de novembro de 2005 CASO: GLT REVISÃO: 3 DESCRIÇÃO DO CASO: Suspeita de ligação com o OPP e comprovação de serviços prestados. INFORMAÇÕES GERAIS: Objeto da Contratação Consultoria em telecomunicações no âmbito do poder legislativo. Contrato, Pedido e Pagamento – Contrato vigente até 02/11/2005 Extração em início de outubro – pendentes pagamentos de outubro e novembro. Fornecedor – Sócios: o Guilherme Henrique Sodré Martins o Eduardo Mendonça Sodré Martins o Ana Carolina de Melo Sodré Martins o Tatiana Melo Sodré Martins – Sede: Lauro de Freitas/ BA RESUMO DAS CONSTATAÇÕES: – A gestão do contrato é feita pela VP de Relações Externas (Jorge Jardim), que diz desconhecer o contrato e que o mesmo era realmente gerido pela presidência. – Os contratos firmados com a GLT apresentam uma evolução nos valores: R$ 29 mil/mês > R$ 45 mil / mês > R$ 72 mil/ mês (contrato vigente). – O sócio-diretor da empresa GLT possui ligações com o grupo de Daniel Dantas. – A GLT está cadastrada no governo e na BT como empresa de publicidade, porém o objeto é serviços de consultoria em telecomunicações no âmbito do poder legislativo (pode ser entendido como lobby). – Somente o Sr. Guilherme, publicitário e sócio diretor, assina pela GLT Comunicações. – O Sr. Guilherme tem ligações com a Sra. Adriana M. Tourinho, com quem em 08/07/05 realizou um leilão de móveis e eletrônicos avaliados em R$12.300,00. – O Sr. Guilherme Sodré Martins possui relação com o Sr. Heráclito Fortes (deputado/ senador). – O Sr. Guilherme Sodré Martins é do conselho da ADVB–BA (ASSOCIAÇÃO DOS DIRIGENTES DE MARKETING E VENDAS DA BAHIA), junto com o Sr.Raimundo Paiva Dantas. – Raimundo Dantas é o nome do pai do Daniel Dantas. – O Sr. Guilherme Sodré Martins é vice-presidente da Propeg, do Sr. Fernando Barros. – O Sr. Guilherme seria sócio de Samuel Celestino (jornalista e empresário na Bahia) na City Street Equipamentos Urbanos Ltda. – O Sr. Guilherme Sodré Martins é sócio-fundador do GAAC (Grupo de Apoio à Criança com Câncer) da Bahia.” 3) NoMinimo, os jornalistas mais caros do mundo: veio tudo pronto do Opportunity. O interessante no site NoMinimo e seu associado, Eco, é o valor, a grana. Observem que o contrato veio pronto para a Brasil Telecom engolir como estava. Quer dizer, os funcionários do Banco do Brasil, da Petrobras e da Caixa Econômica pagaram a conta de Dantas NoMáximo… Entre os ilustres jornalistas que colaboraram no NoMinimo estava o notável advogado Sérgio Bermudes, um dos mais fiéis – e mais bem pagos – advogados de Dantas… Reparem no conselho de administração do ECO: a fina flor do Dantismo – às custas da Brasil Telecom… Para: Comitê Operacional BT De: ICTS Global Assunto: RELATÓRIO INTERNO – NoMinimo e Associação O Eco Data: 30 de novembro de 2005 CASO: NoMinimo e O Eco REVISÃO: 1 DESCRIÇÃO: Indícios de ligação entre a empresa NoMinimo e a Associação O Eco com a antiga direção da Brasil Telecom. INFORMAÇÕES GERAIS: 1. NoMinimo: Objeto da Contratação A NoMinimo tem um contrato com a Brasil Telecom por tempo indeterminado com o seguinte objeto: – Disponibilização com exclusividade do conteúdo jornalístico veiculado no site de notícias e informações registrado sob o domínio www.nominimo.com.br Contratos e Pagamentos * informação disponível somente para contratos analisados. – Sócios: Alfredo de Ribeiro Barros (responsável pela Administração) Flávio Aurélio da Silva Pinheiro Francisco Roberto Passos Vargas Anita Modestina Carnavale Detogni – Sede: o Rua do Russel, no. 270 – 5º andar CEP: 22210-010 Glória Rio de Janeiro – RJ RESUMO DAS
  4. 4. CONSTATAÇÕES: Site de notícias criado pelos jornalistas: Alfredo Ribeiro, Flavio Silveira Pinheiro e Chico Vargas. Fornece conteúdo exclusivo para o iBEST. Segundo Alexandre Barreto, um dos diretores da iBEST, o contrato veio todo formatado (inclusive valores) pelo OPP e Luis Octavio Carvalho da Motta Veiga. Ainda segundo Alexandre Barreto, o conteúdo do NoMinimo é diferenciado na Internet, mas “não vale o preço que a gente paga”. Em função disso, o valor está sendo re-negociado, embora isso acarrete numa redução de conteúdo. Segundo Julio Preus, Editor do Portal iBEST, “não há site similar ao NoMinimo no mercado. É a jóia da coroa do iBEST. É nosso único conteúdo reconhecido” O prazo de pagamento para essa empresa é 10 dias, fugindo dos padrões da BT. A assinatura do contrato exigia a entrada de Flávio Aurélio da Silveira Pinheiro no quadro societário da NoMinimo. Segundo Alexandre Barreto: o Flávio é editor chefe do Estado de S. Paulo e não trabalha mais na NoMinimo – É amigo de Luis Octavio Motta Veiga. Não há registro dos sócios no Serasa Sérgio Bermudes, cujo escritório de advocacia atende à BT, é colunista do site NoMinimo. 2. O Eco Objeto da Contratação A Associação O Eco é um site de jornalismo ligado no meio ambiente. Desde o início de novembro de 2004, O Eco passou a contar com o patrocínio da Brasil Telecom. O patrocínio foi de 180.000,00, pago em duas parcelas. Contratos e Pagamentos ONG ECO é patrocinada pela BT e tem o link da NoMinimo. O Conselho de Administração da ONG é composto por: * Francisco Antunes Maciel Müssnich ? sócio do escritório Barbosa, Müssnich e Aragão, que atende à BT (contratada da antiga gestão da BT) * Francisco Roberto André Gros * Marc Dourojeanni * Roberto Teixeira da Costa * Luis Octavio Carvalho da Motta Veiga – antigo Presidente do Conselho de Administração da BTP * Maria de Lourdes Silva Nunes * Victorio Fernando Bhering Cabral – Na administração da TELEMONT em 31/10/05 há um Fernando Bhering Viana. Não se sabe se há relação de parantesco entre eles. Não foi identificado o contrato da BT com a Associação O Eco no SAP. No entanto, no pedido feito para a realização do pagamento, existe a descrição de um contrato com a assinatura de Jorge Jardim e Carlos Geraldo Campos Magalhães. 4) Márcio Chaer, o “jornalista” da Justiça. Márcio Chaer tem um site na internet – Consultor Jurídico – que se presta a dar notícias favoráveis a Dantas. Agora, se saberá por que. Em troca de módica remuneração, sua empresa – Dublê (sic) – se oferece para influenciar a Justiça, em favor de Dantas. O trabalho deste “jornalista” aparece com freqüência no PiG: Estadão, Uol, iG. Post Scriptum – Depois desta publicação se soube que Marcio Chaer é amigo íntimo do Supremo Presidente do Senado, Gilmar Mendes. No “Consultor Jurídico” mantém tenaz defesa das posições do Presidente Supremo Gilmar Mendes, especialmente para denegrir seus desafetos, como o corajoso Juiz Fausto De Sanctis. Marcio Chaer também organiza manifestações espontâneas de advogados que defendem causa no Supremo em homenagem a Gilmar Mendes. Chaer é uma espécie de Relações Públicas ad hoc de Mendes. O que não poderia ser mais conveniente para Daniel Dantas, que é, afinal, quem paga a conta … Vejam o que Chaer oferece a Humberto Braz, o homem forte de Dantas em Brasília: Dublê, Editorial e Jornalística. RUA HADDOCK LOBO, 1307, CONJUNTO 221 – SÃO PAULO/BRASIL – 01414-003 TELEFONE/FAX: (11) 3063-2111 Proposta para uma Estratégia de Comunicação Ao DIRETOR DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS HUMBERTO JOSÉ ROCHA BRAZ Descrição da Proposta .Apoiar o trabalho de
  5. 5. comunicação da Brasil Telecom, em especial nas situações críticas que envolvam a imprensa e nas pendências judiciais. .Acompanhar os contenciosos e litígios de forma a trabalhar as informações de interesse da imprensa e que possam influenciar não só o entendimento da Justiça como também desestimular ajuizamento de ações contra a Companhia. .Criar, na Internet, um canal de comunicação com a comunidade jurídica – em especial, com a Magistratura – para oferecer subsídios e argumentos técnicos que possam ser usados em favor da Brasil Telecom no meio judicial, seja em julgamentos, seja para formar o convencimento dos juízes. .Disponibilizar a legislação básica em que se baseia a Brasil Telecom na sua atuação; fornecer a jurisprudência que apóia sua prática comercial, bem como as decisões, sentenças e acórdãos favoráveis à empresa e demais operadoras. . Dotar esse espaço virtual de atrativos adicionais (endereços e telefones de tribunais, novas legislações, etc) que motivem a visitação. . Direcionar o público-alvo para esse endereço jurídico por meio dos veículos de comunicação próprios da comunidade jurídica — em especial, de ampla visitação da Magistratura, como o site Consultor Jurídico. . Em outra vertente, a proponente oferecerá ao serviço de imprensa da Companhia e, eventualmente, a publicações especializadas, os levantamentos que demonstram a predominância das razões da Brasil Telecom no Judiciário, como forma de desestimular novas demandas contra a empresa. Pressupostos Em situações de conflito em que a temperatura do atrito se eleva muito acima da média não é recomendável que a assessoria de imprensa regular seja a interlocutora. O raciocínio é simples: o desgaste desse tipo de colisão, normalmente, compromete a relação futura. É aí que entra a equipe especializada em situações críticas. A Magistratura, o Ministério Público, a Advocacia e a Imprensa, cada vez com maior freqüência, usam a Internet para se orientar seu trabalho ou fundamentar suas decisões. A propaganda de entidades de defesa do consumidor ou personagens que usam de demagogia para se projetar estimulam o ingresso de ações que, com mais informações, não o fariam. Atualmente, ainda que um integrante da comunidade jurídica queira ter acesso à legislação e à jurisprudência favorável à empresa, isso só é possível com exaustivo levantamento e pesquisa individualizados. Por outro lado, como se sabe, é nítida a tendência de dar destaque a notícias de ações bem sucedidas contra a empresa. A noção de que basta acionar a Companhia para obter vantagens estimula a prática e influi até mesmo no comportamento da Justiça. Esses fatores associados, fácil de deduzir, elevam os custos da Companhia. Não é por outra razão que este projeto contempla a produção e manutenção de levantamento que demonstre a predominância de vitórias da Brasil Telecom nas disputas em que a empresa é demandada. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS A DUBLÊ propõe-se a executar as seguintes tarefas, definidas em comum acordo com as áreas jurídica e de imprensa da Companhia: • Apoiar as ações da Brasil Telecom no esclarecimento à imprensa e à opinião pública das teses, decisões e posicionamentos de interesse da Companhia. • Acompanhar os processos de interesse da empresa e do setor. • Desenvolver o projeto do site destinado a abrigar as informações técnicas, julgados,jurisprudência e legislação referente às telecomunicações à telefonia e contenciosos mais comuns a respeito do assunto. • Pesquisar e selecionar, em comum acordo com o Departamento Jurídico da Companhia o material a ser exibido no site. • Criar um “botão” para a seção “Telefonia” ou “Telecomunicações” no site Consultor Jurídico, de forma que todos os leitores do site tenham uma “porta” para o espaço jurídico da Brasil Telecom. Pela medição do Ibope registrada no mês de maio, a Consultor Jurídico tem 84 mil visitantes residenciais (únicos/diferentes) por mês. Pela medição do UOL, que considera escritórios e tribunais, o número de visitantes é de cerca de 179 mil internautas. A maior parte dos leitores usuais do site é composta de juízes, advogados, promotores e outros operadores
  6. 6. do mundo do direito. • Pesquisar, com o apoio do Departamento Jurídico, as estatísticas processuais, como o volume de ações e a sua tipificação. • Processar as informações coletadas, dando-lhe texto didático e objetivo para possível aproveitamento do Serviço de Imprensa da Brasil Telecom. • Produção e fornecimento de completo mailing list de jornalistas, jornais, revistas e sites com especialização ou interesse na área jurídica. CRONOGRAMA Os trabalhos terão início imediato. Propomos um período experimental de três meses para a mútua avaliação de resultados apresentados e volume do serviço. Condições Gerais A proponente se responsabiliza pelo fiel cumprimento da legislação que rege a imprensa e as comunicações. Condições Comerciais Pelas atividades de PROJETO, PESQUISA, DESENVOLVIMENTO, ASSESSORIA, CONSULTORIA E APOIO ESTRATÉGICO, o valor mensal dos serviços será de R$ 16.000,00 (dezesseis mil reais). Proponente A Dublê é uma empresa jornalística especializada na elaboração e implantação de estratégias de comunicação nas áreas institucional, jurídica, empresarial e econômica. Essa capacidade foi desenvolvida graças à experiência de seus profissionais em reportagem, coordenação e edição de veículos como as revistas Veja, Isto é, Playboy e jornais como Folha de S. Paulo, Jornal da Tarde, Gazeta Mercantil, O Globo, Jornal do Brasil e Correio Braziliense. A Dublê é responsável pela projeção da imagem da Liberty Paulista Seguros, do SINCOR (Sindicato dos Corretores de Seguros, Empresas Corretoras de Seguros, de Saúde, de Vida, de Capitalização e Previdência Privada); e tem ainda entre seus clientes a Fundação Armando Álvares Penteado (Faap) e a Samcil. O núcleo editorial da Dublê edita o encarte Legal Update para a Câmara Americana de Comércio; a revista eletrônica Consultor Jurídico no Portal UOL, da Folha de S.Paulo e do Grupo Abril. A equipe é composta de cinco jornalistas em São Paulo e é complementada por uma rede de colaboradores entre os quais Bartolomeu Rodrigues, ex-diretor da Sucursal do Estadão, assessor de imprensa da OAB Nacional em Brasília; e Jomar Martins, editor da revista Agrinova, em Porto Alegre. Dispomos de pessoal de apoio e adequada estrutura física para dar resposta rápida às necessidades do cliente. PERFIL DOS INTEGRANTES DA Dublê Márcio Chaer, 48 anos, 27 anos de experiência jornalística, ex-editor, chefe de reportagem e repórter especial de Veja, Folha de S. Paulo, Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil e Jornal da Tarde, colaborou também com as revistas IstoÉ e Playboy. Regina Helena Teixeira Alonso, 26 anos de atuação profissional, sendo 18 anos no Jornal da Tarde do Grupo O Estado e oito anos como Gerente de Comunicação da SPTrans (antiga CMTC), da prefeitura da capital paulista. Débora Pinho, 26 anos, editora da revista virtual Consultor Jurídico, editoraassistente do encarte Legal Update da revista da Câmara Americana de Comércio, foi repórter do Diário de Cuiabá. Daniel Tannus, 23 anos, foi repórter do Diário de S. Paulo e do Jornal da Tarde e editor do site Consultor Jurídico. Ana Cláudia Pessoa, 34 anos, especializada da concepção e reformulação de sites. Criou as revistas eletrônicas do CESA (Centro de Estudos das Sociedade de Advogados), AJUCLA (Associação dos Juízes Classistas de São Paulo) e de diversos escritórios de advocacia. Laura Diniz, 22 anos, repórter da revista virtual Consultor Jurídico, autora do livro “Em nome da Notícia”; editora-assistente do encarte Legal Update da revista da Câmara Americana de Comércio, foi repórter da Gazeta Mercantil. Silvana Deolinda, 24 anos, especializada no campo de divulgação estratégica e assessoria de imprensa com experiência na área empresarial, institucional e do Direito. À disposição para mais informações e esclarecimentos, Márcio Chaer S.Paulo/SP 2/8/2003 5) Cláudio Humberto reclama do imposto… Cláudio Humberto é outro colonista que se notabiliza por dar “notas” a favor de Dantas.
  7. 7. Por que será ? Veja a edificante correspondência entre o “colonista” Cláudio Humberto e Humberto Braz para reclamar da grana que Cláudio recebeu da agência de publicidade de Mauro Salles. Será que a Salles é que pagava (mal, segundo Cláudio …) Cláudio? E de onde vinha a grana da Salles para servir Dantas? Aguarde! Humberto Jose Rocha Braz/BRT 15/04/2004 11:52 Para Jorge de Moraes Jardim Filho/ BRT@BRT Assunto CH Caro Jorge, Veja a troca de e-mails abaixo. Você pode me ajudar a resolver a questao? Obrigado e um abraço. Humberto. De: Claudio Humberto Rosa e Silva Para: HB Data: 09/04/2004 10:08 Assunto: Fw: NOTAS DA CT PONTO COM DE FEV/04 E MAR/04 Prezado Humberto, Peço desculpas por amolar você com isso, mas a complicação do mês, na agência, foi o e-mail abaixo, que encaminho para sua apreciação. Só gostaria de confirmar a orientação da empresa (agências de propaganda são sempre muito espertas), embora tenha ficado surpreso com o pretendido desconto sobre uma nota que já foi paga. Grande abraço, Claudio Humberto —– Original Message —– From: Henrique Pineiro To: ch@claudiohumberto.com.br Cc: Alexandre Passarelli Sent: Tuesday, April 06, 2004 5:50 PM Subject: NOTAS DA CT PONTO COM DE FEV/04 E MAR/04 Prezado sr. Humberto, Boa tarde. Trabalho na área de faturamento da agência Publicis Salles Norton, e fomos informados pelo cliente, por intermédio da nossa VP do escritório de Brasília, que o pagamento de vossas n.f.´s 0320 e 0324, onde a agência terá que recolher todos os impostos, não poderá ser no valor de R$ 40 mil reais e sim no valor de R$ 37.020,53, pois, a posição oficial da Brasil Telecom é não absorver nenhum repasse de impostos de fevereiro/04 em diante. Portanto, solicitamos um abatimento de R$ 5.958,94 (2.979,47 da n.f. 0320 (inclusive já paga) e 2.979,47 da n.f. 0324) ou a troca da n.f. 0324 por uma outra nova nota no valor total de R$ 34.041,06. Aguardarei vossa consideração, antes de retornar com a n.f. 0324 a vossa empresa. Atenciosamente, Henrique Piñeiro Faturamento/Checking Publicis Salles Norton Publicidade Ltda Fone: 11 5088-3174 Fax: 11 5088-3227 E-mail: Henrique.Pineiro@publicissallesnorton.com.br 6) Mauro Salles e Naji Nahas – que dupla ! Depois contaremos em detalhes como o iG deu dinheiro para Mauro Salles trabalhar para Dantas. E cadê os interesses dos funcionários do Banco do Brasil, da Petrobras e da Caixa Econômica nisso? Nenhum! Mas, essa é outra história. Vamos reproduzir o texto de um fax exultante de Salles a Dantas ! Uma grande vitória, com o apoio de Naji Nahas, esse benemérito da Bolsa brasileira. Vejam só, que dupla ! “8/setembro/ 2003 Para Daniel Dantas Fax (21) 2532-3877 Meu caro Daniel, O Naji telefonou. Esta’ exultante. Acaba de receber a carta que o Marco lhe mandou. (vide copia anexa). Naji fez questão de me agradecer sobre as “dicas” que eu dei na minha carta e pela insistência e energia com que eu defendi a tese de pacificação. Com votos de novos êxitos, Mauro Salles” Trata-se, na verdade, de um auto-elogio, para ver se descola mais uma grana do iG. Deve ser com esse texto que Mauro Salles pretende entrar para a Academia Brasileira de Letras …

×