Apostila 01Técnico em Analise Clínica.A físico-química é a disciplina que estuda as propriedades físicas e químicasda maté...
Todos sabemos que a quantidade de soluto que pode ser adicionado a umsolvente não é infinita. Se ao prepararmos um copo de...
1) Quanto ao estado de agregação: A solução será classificada pela fase queprevalece.Soluções Sólidas→ ex: bronze, amálgam...
visto porque a luz é desviada pelas partículas coloidais, como ocorre novasilhame em vermelho. No outro caso, a luz não po...
vaniapaesmo@hotmail.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apostila fisico quimica

669 visualizações

Publicada em

Princípios aplicados na físico química.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
669
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila fisico quimica

  1. 1. Apostila 01Técnico em Analise Clínica.A físico-química é a disciplina que estuda as propriedades físicas e químicasda matéria, através da combinação de duas ciências: a física e a química.Obs: Um fenômeno é físico quando o mesmo não altera os elementosenvolvidos; isso é depois do fenômeno não temos a formação de novoselementos. Um exemplo de fenômeno físico é o picar papel, antes dofenômeno tínhamos papel (inteiro) e depois temos papel (só que picado).um fenômeno é químico quando há a formação de uma nova substância porexemplo: se você misturar h2o (água) com o enxofre (s4) temos ácido sulfídrico(h2so4).Um processo pode ter mais de um fenômeno, por exemplo: o processo defabricação de bebidas destiladas é um processo de transformação físicoquímica. Primeiramente há a fermentação; onde se transforma o açúcar emálcool; que é químico. Depois disso é necessário destilar a bebida; no qual pelaação do fogo se separa a parte alcoólica das outras impurezas a destilação nãoaltera o álcool ou as impurezas; apenas as separa.Aproximadamente 90% das reações químicas acontecem com os reagentesdissolvidos em algum líquido. Muitas das coisas que consumimos também sãosoluções. Daí a importância de entendermos algumas coisas sobre soluções.Uma solução é sempre composta de duas coisas: uma que dissolve, quechamaremos de solvente, e outra que é dissolvida, que chamaremosde soluto.ConcentraçãoA concentração é a relação entre a quantidade de soluto e o volume dasolução. É bastante óbvio que se colocarmos uma colher de chá de açúcar emum copo com água o resultado será menos doce do que se colocarmos umacolher de sopa de açúcar no mesmo copo com água. A primeira solução émenos concentrada que a segunda, ou seja, possui menos massa de soluto doque a segunda, para o mesmo volume de solvente.Matematicamente podemos escrever uma expressão para calcular aconcentração:
  2. 2. Todos sabemos que a quantidade de soluto que pode ser adicionado a umsolvente não é infinita. Se ao prepararmos um copo de água com açúcar, eexagerarmos no açúcar, parte dele não será dissolvido, permanecendo sólidono fundo do copo. Podemos então concluir que existe um limite para aquantidade de soluto. É o que chamamos de coeficiente de solubilidade.Concentração máximaTemos um certo volume de solvente puro, ou seja, não adicionamos nada nele- ainda. Começamos a colocar vagarosamente pequenas quantidades desoluto. À medida que isso é feito, a concentração começa a aumentar.Continuamos adicionando soluto, a concentração continua aumentando até quecolocamos uma pitada do soluto e este não mais se dissolve. Atingimos amáxima concentração que essa solução pode ter e, mesmo que adicionemosmais soluto, a concentração não se alterará mais.Entenda que a concentração é a relação da massa do soluto dissolvido em umcerto volume de solução. Se colocamos soluto em excesso e ele não sedissolver, ele não fará parte da solução, ficará depositado no fundo dorecipiente no estado sólido e portanto não influenciará na concentração.Perceba que isso nos remete a algo muito interessante: se gostamos de cafébem doce, existe um limite de quantidade de açúcar que podemos colocar nocafé para que ele dissolva. Toda a quantidade que colocarmos a mais ficarádepositada no fundo da xícara e não tornará o café mais doce, apenasdesperdiçará mais açúcar.CLASSIFICAÇÃO DAS SOLUÇÕES
  3. 3. 1) Quanto ao estado de agregação: A solução será classificada pela fase queprevalece.Soluções Sólidas→ ex: bronze, amálgama de zinco, ouro 18 quilates e muitasoutras ligas.Soluções Líquidas→ ex: água potável, vinagre, perfumes, soro fisiológico.Soluções Gasosas→ ex: ar , nitrox* (N2+O2), heliox*(He+O2).2) Quanto à natureza do soluto: A solução será classificada segundo acapacidade dosoluto em tornar o meio condutor de eletricidade ou não.Solução Iônica ou eletrolíticaSolução que apresenta íons “livres” oriundos do fenômeno da dissociação ouionização.Solução molecular ou não eletrolítica: Solução isenta de íons “livres”. Estasolução não condutora de eletricidade e é compostas por substânciasmoleculares que não sofrem ionização.Ex: glicose (C6H12O6) em solução aquosa.Sistema ColoideOs coloides, ou sistemas coloidais, são misturas em que as partículas estãodispersas, estas particulas podem ser átomos, íons ou moléculas. O nomecoloide vem do grego “kolas”, que significa “que cola” e foi criado pelo químicoescocês Thomas Graham, descobridor desse tipo de mistura.Nesse sistema, as partículas dispersas são significativamente menores do queaquelas que podem ser percebidas a olho nu, porém, bem maiores do que asmoléculas individuais. Tais partículas recebem o nome de partículas coloidais.Devido ao seu tamanho, as partículas coloidais são capazes de perpassar porum filtro, mas não por uma membrana semipermeável. Elas são grandes obastante para refletir e dispersar a luz, dispersão esta conhecida como efeitoTyndall.Exemplo de um efeito Tyndall.No vasilhame em amarelo há uma solução, enquanto o outro contém umasuspensão coloidal. O trajeto da luz através da suspensão coloidal pode ser
  4. 4. visto porque a luz é desviada pelas partículas coloidais, como ocorre novasilhame em vermelho. No outro caso, a luz não pode ser desviada pelasmoléculas do soluto na solução.Os coloides não sedimentam e, quando observados num ultramicroscópio,iluminado lateralmente, apresentam diversos pontos de luz que se movemrapidamente em ziguezague, movimento denominado movimento browniano.Substâncias simples e substâncias compostasA molécula de água é formada por dois átomos de hidrogênio e um deoxigênio. Já o gás nitrogênio, que existe na atmosfera, é formado pela união dedois átomos de nitrogênio. O mesmo vale para o gás oxigênio. Dizemos entãoque o oxigênio é uma substância simples, já que é formado pela união deátomos quimicamente iguais. A água é uma substância composta, pois éformada pela união de átomos diferentes.Compreenda melhor analisando a imagem a seguir:Algumas substâncias compostas são formadas por íons diferentes, como é ocaso do cloreto de sódio, que tem íons de sódio e de cloro.Portanto, uma substância pura pode ser simples, quando é formada por apenasum tipo de átomo, ou composta, quando em sua fórmula há mais de um tipo deátomo ou de íon.Resumindo:Substâncias Simples são aquelas formadas por um único tipo deelemento químico.Exemplos: H2, O2, O3, Cl2, P4.Substâncias compostas são aquelas formadas por mais de um tipo deelemento químico.Exemplos: NaCl, H2O, Ca2SO4, HCl, H3PO4.
  5. 5. vaniapaesmo@hotmail.com

×