O ESPÍRITA ALLAN KARDEC

3.770 visualizações

Publicada em

Palestra realizada por Jorge Luiz, Fortaleza, Ceará, Brasil.
contato: jorge.grauca@gmail.com
visite o blog: www.canteiroideias.blogspot.com.br

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.770
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.156
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
112
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O ESPÍRITA ALLAN KARDEC

  1. 1. A INICIAÇÃO ESPÍRITA “Foi nessas reuniões que comecei os meus estudos sérios de Espiritismo, menos, ainda, por meio de revelações, do que de observações. Apliquei a essa nova ciência, como fizera até então com, o método experimental;(...).” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  2. 2. “Um dos primeiros resultados que colhi das minhas observações foi que os Espíritos, nada mais sendo do que as almas dos homens, não possuíam nem a plena sabedoria, nem a ciência integral; de que o saber de que dispunham se circunscrevia ao grau, que haviam alcançado, de adiantamento, e que a opinião deles só tinha o valor de uma opinião pessoal.” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  3. 3. O GUIA ESPIRITUAL P. - “(...) Consentirás em dizerme quem és? R. - “ Para ti, chamar-me-ei, A Verdade e todos os meses, aqui, durante um quarto de hora estarei à tua disposição” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  4. 4. A TIARA ESPIRITUAL “(...) Deveis notar que eu disse tiara espiritual, o que significa: autoridade moral e religiosa e não soberania efetiva” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  5. 5. O CENTRO ESPÍRITA “(...) a Sociedade tem necessariamente que exercer grande influência, conforme o disseram os próprios Espíritos; sua ação, porém, não será, em realidade, eficiente, senão quando ela servir de centro e de ponto de ligação donde parta um ensinamento preponderante sobre a opinião pública.” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  6. 6. A MISSÃO “(...) Deixará de haver religião e uma se fará necessária, mas verdadeira, grande e bela e digna do Criador...Seus alicerces já foram colocados...Quanto a ti, Rivail, tua missão é aí.(...).” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  7. 7. A MORAL “(...) O senhor não é, de fato, o chefe da Doutrina, reconhecida pelos espíritas do mundo inteiro?(...) (...) Logo, em realidade, está com a tiara espiritual, isto é, com a supremacia moral. Reconheça, portanto, que eu te disse a verdade” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  8. 8. “(...) durante toda a sua vida, o homem íntegro e honrado, o sábio inteligente e fecundo, cuja memória se transmitirá aos séculos vindouros com a auréola dos benfeitores da Humanidade.” (Biografia de Allan Kardec – Obras Póstumas)
  9. 9. “Deus me guarde ter a presunção de me julgar o único capaz que qualquer outro, ou o único encarregado de cumprir os desígnios da Providência. Não, tal pensamento está longe de mim. Nesse grande movimento renovador, tenho minha parte de ação. Só falo, pois, do que me concerne(...).” (KARDEC, Allan in Revista Espírita - 1864)
  10. 10. “(...) Cremos que, em certos casos, o silêncio é a melhor resposta. Aliás, há um gênero de polêmica do qual fizemos uma lei nos abstermos, é aquela que pode degenerar no personalismo; não somente ela nos repugna, mas nos toma um tempo que podemos empregar mais utilmente;(...)” (KARDEC, Allan in Revista Espírita - 1858)
  11. 11. “(...) Ele, porém, era o que eu denominarei simplesmente <o bom senso encarnado>. Razão reta e judiciosa, aplicava sem cessar à sua obra permanente as indicações íntimas do senso comum.” (Discurso de C. Flammarion – Obras Póstumas)
  12. 12. “(...) Jamais falhei. E hoje, que vejo a estrada iluminar-se de maravilhosa claridade, sinto minhas forças aumentadas. Jamais duvidei, e hoje graças às novas luzes que a Deus aprouve dar-me, estou certo; e digo a todos os nossos irmãos, com mais segurança do que nunca: coragem e perseverança, porque brilhante êxito coroará nossos esforços”. (KARDEC, Allan in Revista Espírita - 1862)
  13. 13. “Nossa atuação, principalmente a do Espírito de Verdade, é constante sobre ti e é tal que dela não podes esquivar-te. É por isso que não entrei em pormenores inúteis a respeito do plano de tua obra,(....).” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  14. 14. “Em sua bandeira, inscrevera o mestre estas palavras: Trabalho, Solidariedade e Tolerância. Sejamos, como ele, infatigáveis; sejamos, acordemente com os seus anseios, tolerantes e solidários(...)” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  15. 15. “Se – que Deus não o permita! – surgissem dissidências entre vós, digo-o com pesar, eu me separaria abertamente dos que desertassem da bandeira da fraternidade, porque, aos meus olhos , não poderiam ser encarados como verdadeiros espíritas.” (Allan Kardec - Revista Espírita – novembro/1861)
  16. 16. A UNIFICAÇÃO “Um dos maiores obstáculos capazes de retardar a propagação da Doutrina seria a falta de unidade. O único meio de evitála, senão quanto ao presente, pelo menos quanto ao futuro, é formulá-la em todas as partes e até nos mais mínimos detalhes, com tanta precisão e clareza, que impossível se torne qualquer interpretação divergente” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  17. 17. “Se porventura me estivesse reservado realizar este projeto, (...), indubitavelmente alguns anos bastariam para fazer que a Doutrina avançasse de alguns séculos”. (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  18. 18. Estabelecimento Central Estudo Espírita Publicidade Viagens (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  19. 19. “Dois elementos hão de concorrer para o progresso do Espiritismo: o estabelecimento teórico da Doutrina e os meios de popularizar”. (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  20. 20. O ESPÍRITA CRISTÃO “Coisa notável: Allan Kardec conformou sua existência de acordo com o ensino dos Espíritos. Caritativo, vivia para os outros e não para si; ignorava o rancor; foi por seus atos um verdadeiro apóstolo, e deve ser, de fato, um mestre honrado e venerado, devendo todos esforçar-se para seguirlhe os exemplos.” ( REGNAULT apud, IMBASSAHY, C. in A Missão de Allan Kardec, )
  21. 21. “Estes princípios, para mim, não existem apenas na teoria, pois que os ponho em prática; faço tanto o bem quanto o permite a minha posição;(...). Eis como entendo a caridade cristã. Compreendo uma religião que nos prescreve retribuamos o mal com o bem e, com mais forte razão, retribuamos o bem com o bem (...).” (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  22. 22. “O Espiritismo tem por divisa: Fora da caridade não há salvação, o que equivale dizer: Fora da Caridade não podem existir verdadeiros espíritas. Solicito-vos inscrever, daqui para frente, esta divisa em vossas bandeiras, pois que ela resume ao mesmo tempo a finalidade do Espiritismo e o dever que ele impõe.” (KARDEC, Allan in Viagem Espírita 1862)
  23. 23. “Liberdade, Igualdade, Fraternidade. Estas três palavras constituem, por si sós, o programa de toda uma ordem social que realizaria o mais absoluto progresso da Humanidade, se os princípios que elas exprimem pudessem receber integral aplicação”. (KARDEC, Allan in Obras Póstumas)
  24. 24. APÓSTOLO DE JESUS “...Era tão evoluído em sabedoria e amor, que os Invisíveis o qualificavam de Apóstolo da Fé, Pontífice da Luz, Lúcido Apóstolo de Jesus” (WANTUIL Z./THIESEN F. IN Allan Kardec)

×