FELIZ ANO NOVO!

4.837 visualizações

Publicada em

Palestra espírita elaborada por Jorge Luiz, Fortaleza, Ceará, Brasil.
email: jorge.grauca@gmail.com
Visite o blog:
www.canteiroideias.blogspot.com.br

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.837
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.167
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
106
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

FELIZ ANO NOVO!

  1. 1. FELIZ ANO NOVO!
  2. 2. “ – Para a vida material, a posse do necessário; para a vida moral a consciência pura e a fé no futuro.” (“O Livro dos Espíritos”, questão nº 922)
  3. 3. (William George Ward) “O pessimista se queixa do vento. O otimista espera que ele mude. O realista ajusta as velas.”
  4. 4. (Allan Kardec – E.S.E. cap, XIX, item 2) “A fé robusta confere a perseverança, a energia e os recursos necessários para a vitória sobre os obstáculos, tanto nas pequenas quanto nas grandes coisas. A fé vacilante produz a incerteza, a hesitação, de que se aproveitam os adversários que devemos combater; ela nem sequer procura os meios de vencer, porque não crê na possibilidade de vitória.”
  5. 5. (Allan Kardec – E.S.E. cap, XIX, item 12) “Eu vos repito: a fé é humana e divina. Se todas as criaturas encarnadas estivessem suficientemente persuadidas da força que trazem consigo e se quisessem por a sua vontade a serviço dessa força, seriam capazes de realizar o que, até hoje, chamais de prodígios e que não é simplesmente senão um desenvolvimento das faculdades humanas.”
  6. 6. (O E.S.E. cap. VII, 13 “Não vos orgulheis por aquilo que sabeis, porque esse saber tem limites bem estreitos, no mundo que habitais. Mesmo supondo que sejais uma das sumidades desse globo, não tendes nenhuma razão para vos envaidecer.” (Adolfo, Bispo de Alger
  7. 7. (Sócrates – 469 a 399 a.C ) “parece que sou um nadinha mais sábio que ele exatamente em não supor que saiba o que não sei.
  8. 8. “...e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz...” Gonzaguinha
  9. 9. (A Gênese – Cap. VI, item 2) “O tempo é apenas uma medida relativa da sucessão das coisas transitórias; a eternidade não é susceptível de medida alguma, do ponto de vista da duração; para ela não há começo, nem fim: tudo lhe é presente.”
  10. 10. (MARINS, Luiz Ph.D in O Poder do Entusiasmo) 70% do tempo vivendo e pensando no PASSADO 25% do tempo vivendo e pensando no FUTURO 5% do tempo vivendo o PRESENTE
  11. 11. “Não andeis cuidadosos da vossa vida, que comereis, nem para o vosso corpo, que vestireis. Não é mais a alma do que a comida, e o corpo mais do que o vestido? Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem segam, nem fazem provimentos nos celeiros; e, contudo, vosso Pai celestial as sustenta. Porventura não sois muito mais do que elas? (...)”
  12. 12. “Considerai como crescem os lírios do campo; eles não trabalham nem fiam; digo-vos mais, que nem Salomão, em toda a sua glória, se cobriu jamais como um destes. Pois se ao feno do campo, que hoje é e amanhã é lançado no forno. Deus veste assim, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Não vos aflijais, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos cobriremos? (Jesus). Mateus, 19:21,25-34)
  13. 13. “Mesmo enquanto falamos, o tempo ciumento está fugindo de nós. Colha o dia, confia o mínimo no amanhã.” Horácio (65 a.C a 8 a.C)
  14. 14. (PIRES, J. Herculano in O Infinito e o Finito) “(...) do ponto de vista espírita, é compreendermos a relatividade das coisas, de maneira a nos servirmos delas como necessidades imediatas, sem transformá-las em realidades absolutas.”
  15. 15. (SANTO NETO, F. Esp. Santo – Um Modo de Entender...) “Teus pensamentos e vontades são as chaves de teus atos e atitudes, são as fontes de atração e repulsão na tua jornada vivencial. Não reclames nem te faças de vítima. Antes de tudo, analisa e observa. A mudança está em suas mãos. Reprograma tua meta. Busca o bem e viverás melhor.”
  16. 16. MUDANÇA A.C. V.P. V.A. V.A. - VIDA AFETIVA V.P. - VIDA PROFISSIONAL A.C. – AUTOCONHECIMENTO
  17. 17. “Não existe nada permanente, exceto a mudança” (Heráclito) (535 a.C – 475 a.C)
  18. 18. (Alceu Valença – Tesoura do Desejo) “- Vamos entrar... - Não tenho tempo! - O que é que houve? - O que é que há? - O que é que houve, meu amor, você cortou os seus cabelos? - Foi a tesoura do desejo, desejo mesmo de mudar.”
  19. 19. (GAUDÊNCIO, Paulo in Mudar e Vencer) NEGAÇÃO ESTÁGIO A NÍVEL DE PENSAR EVOLUIR PARA O ESTÁGIO A NÍVEL DE SENTIR “As mudanças na maneira de sentir são as que alteram definitivamente o comportamento.”
  20. 20. (PIRES, J. Herculano in O Infinito e o Finito) “(...) Mas, se verificarmos que perdemos o ano que finda, não nos desesperemos. Temos pela frente um novo ano, ainda intacto, como um presente do Eterno, para o nosso desenvolvimento na duração.”
  21. 21. O SENTIDO DA VIDA ESPÍRITO E MATÉRIA OS SONHOS DEFEITOS E VIRTUDES
  22. 22. (Mateus 5:14-16)
  23. 23. (“O Livro dos Espíritos” – questão nº 919) “Qual o meio prático mais eficaz para se melhorar nesta vida e resistir ao arrastamento do mal? - Um sábio da Antiguidade vos disse: “Conhece-te a ti mesmo.”
  24. 24. ( O Tempo – Mário Quintana) “A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas! Quando de vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal...
  25. 25. ( O Tempo – Mário Quintana) Quando se vê, já terminou o ano... Quando se vê perdemos o amor da nossa vida. Quando se vê passaram 50 anos! Agora é tarde demais para ser reprovado...
  26. 26. ( O Tempo – Mário Quintana) Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas... Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
  27. 27. ( O Tempo – Mário Quintana) E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo. Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz. A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

×