Os tipos de internet 2

1.072 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.072
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os tipos de internet 2

  1. 1. A internet evoluiu muito na última década. O que era apenas uma utopia em filmes de ficção científica, hoje está cada vez mais presente em nossas vidas. Se você é internauta de longa data, deve ter acompanhado todas as transformações do mundo digital e visto aquela conexão lenta e chiada virar algo rápido e móvel.<br />
  2. 2. Dial Modem<br />A famosa internet discada foi praticamente o pontapé inicial da rede no Brasil. Apesar de ainda ser utilizada, não é mais tão popular quanto foi no início dos anos 2000.<br />O motivo? A baixa velocidade. A conexão Dial Modem alcançava, no máximo, míseros 56,6 kbps. Sem contar o irritante som que emitia enquanto conectava e o fato de cair sempre que alguém tirava o telefone do gancho.<br />Além disso, como a conexão era feita a partir de uma ligação telefônica para a operadora, o computador precisava ficar próximo a alguma tomada ou ao alcance do fio. Como a grande maioria dos cabos tinha apenas 1,5m, a distância era bastante limitada. Porém nada impedia de comprar uma extensão maior e alcançar incríveis 5 metros da tomada!<br />No princípio era o fio<br /> A internet deu seus primeiros passos a partir de cabos e fios. Apesar de soar como algo bastante antiquado, esses tipos de conexões ainda são amplamente utilizados, principalmente devido à alta velocidade obtida por alguns.<br />
  3. 3. Dial Modem<br />
  4. 4. xDSL<br />Acessar a internet até cinco vezes mais rápido do que a conexão discada e conseguir falar ao telefone ao mesmo tempo. Por esse simples motivo, a banda larga foi vista como a grande revolução tecnológica para muitos internautas. E foram as conexões da família xDSL (Digital SubscriberLine, ou linha de assinante digital) as primeiras a se popularizarem nesse sentido.<br />Este tipo de conexão ainda utilizava uma linha telefônica para acessar a internet, mas conectada a um modem externo específico, o que acabava com a necessidade fazer ligações para a operadora. Você simplesmente pagava uma mensalidade para a empresa, que liberava o sinal em sua residência.<br />A velocidade, em comparação com a internet discada, era o paraíso: 128 kbps, no mínimo. Mas a xDLS era capaz de alcançar inimagináveis (ao menos para a época) 24 Mbps.<br />
  5. 5. Cabo<br />Você já deve ter ouvido falar de TV a cabo, certo? Algumas <br />empresas decidiram aliar a ela o acesso à internet. Com isso, <br />uma linha telefônica não era mais pré-requisito para se <br />conectar, o que deu mais liberdade ao usuário.<br />Outra grande vantagem deste tipo de conexão é a velocidade, <br />que varia entre 70 kbps e 150 Mbps. Além disso, a internet a <br />cabo facilitou a criação de redes de computadores, dividindo a <br />conexão com múltiplas máquinas, sem contar a distribuição <br />sem fio através de roteadores wireless.<br />O problema é que a internet a cabo necessita de um modem especial para receber o sinal via cabeamento de televisão. O aparelho é fornecido pela própria empresa, mas se você está migrando de uma ADSL, por exemplo, vai ficar com um modem sem utilização, devido à incompatibilidade.<br />
  6. 6.
  7. 7. Redes ad-hoc<br /> Se a rede Wi-Fi necessita de um ponto de acesso para realizar a distribuição de sinal, as ad-hoc fazem com que cada computador transforme-se em uma espécie de roteador.<br /> Em outras palavras, é como se os PCs se comunicassem entre si sem a necessidade que um dispositivo faça a mediação. Isso torna mais flexível a troca de informação.<br />Outro ponto interessante deste tipo de conexão é que ela não é exclusiva para computadores. Você pode conectar desde sua impressora até criar uma rede de video games para jogos online. Um exemplo prático são alguns games de PSP que utilizam o Playstation 3 para ativar um modo para múltiplos jogadores.<br />
  8. 8. INTERNET VIA RÁDIO<br />Também conhecida tecnologia wireless (sem fio) permite a conexão a internet sem a necessidade de cabos, através de uma instalação de uma antena e de uma radio de transmissão. O sinal é recebido em alta freqüência porem não interfere em nenhum tipo de aparelho eletrônico<br />Wireless (wire=fio, less=sem), um sistema de antenas interligadas entre si, que transmite informações entre si via ondas de radio<br />Nos últimos anos a internet via radio tem conquistado a preferência de muitos usuários. Além de ser mais barata, ela oferece mais qualidade e agilidade na hora de navegar. O sinal que é enviado por uma torre de transmissão, chega até a sua casa por intermédio de uma antena.<br />No computador, é instalado o modem, que ao contrario dos demais, é conectado na porta USB. A velocidade de conexão é 200 vezes maior do que a internet discada, podendo chegar aos 11 Kbp/s.<br />O único problema é que o sinal pode ser interrompido por causa das chuvas. Mas, caso a sua antena esteja posicionada em uma posição favorável, dificilmente isso irá acontecer. A internet via radio é uma opção a mais para quem deseja navegar com qualidade.<br />
  9. 9.
  10. 10.
  11. 11. Satélite<br />A conexão via satélite funciona de maneira semelhante à rádio, <br />mas com a diferença de poder ser acessada de qualquer lugar <br />do planeta. Por conta disso, é um dos métodos mais caros para <br />acessar a internet. Para conectar é necessário ter dois modems <br />(um para envio de dados e outro para recebimento) e uma <br />antena específica para este tipo de sinal.<br />Como a distância entre o satélite e o receptor é enorme (afinal <br />estamos de falando de equipamentos que orbitam pelo nosso <br />planeta), o tempo de resposta e envio de dados é muito alto e sujeito a múltiplas interferências. Para contornar isso, a troca de informações é feita em grandes “pacotes”, mas com um grande intervalo entre um e outro. A velocidade fica entre 200 e 600 kbps.<br />
  12. 12. 3G<br /> A queridinha dos usuários de celular. Funciona de maneira semelhante à conexão a rádio e os sinais são enviados praticamente pelas mesmas torres que enviam o sinal de telefonia para o aparelho, o que significa um amplo raio de alcance. Além disso, a conexão pode chegar a 7 Mbps.<br />Presente em praticamente todos os celulares atuais, a internet 3G tornou-se tão popular que recebeu até adaptação para computadores. Pequenos modems exclusivos foram desenvolvidos para que você possa conectar-se à internet em seu notebook através deste tipo de conexão quando não existirem redes Wi-Fi.<br />
  13. 13. Alem dessas existem outras conexões intenert que ainda não estão disponiveis a usuariospublicos, restrita a ulguns privilegiados da sociedade.<br />Algumas delas são:<br />WiMax<br />A WiMax é, resumidamente, uma versão mais poderosa e potente da já conhecida rede Wi-Fi, tanto em velocidade quanto em cobertura. Esta conexão é capaz de cobrir uma cidade inteira e com uma taxa de transferência de dados surpreendente.<br />LTE<br />Considerada por muitos a evolução do 3G, a conexão LTE alcança velocidades inimagináveis em comparação com a tecnologia atual. Para se ter uma ideia, essa velocidade supera o 3G em mais de dez vezes<br />

×