Articulação temporomandibular

3.154 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
62
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Articulação temporomandibular

  1. 1. Articulação Temporomandibular<br />Sinovial, composta, Triaxial (3 eixos – 6 movimentos), Bicondilar<br />Estruturas componentes<br />Mandíbula - Condilo Mandibular <br />Osso Temporal – Fossa mandibular, tubérculo articular<br />Disco articular<br />Capsula articular ( estrutura fibrosa)<br />Ligamentos articulares<br />Zona Bilaminar<br />
  2. 2. Movimentos e Músculos<br /> Fechamento da boa - Masseter <br /> - Temporal<br /> - Pterigoideio Medial<br />Abertura da boca - Pterigoideo Lateral<br /> - Suprehioideus (principalmente o Digástrico)<br /> - Infrahióideus<br /> Protusão – Acão simétrica dos Pterigóideus Laterais e ação sinergica dos músculos de fechamento<br /> Retrusão – Fibras posteriores do Osso Temporal <br /> Lateralidade – Pterigoideu do lado oposto<br />
  3. 3. Tratamento Tendo-se a formulação do diagnóstico, o tratamento se dividirá em duas fases distintas:<br /><ul><li>Fase 1:
  4. 4. Reduzir - eliminar dor articular e muscular
  5. 5. Reduzir - eliminar inflamação nos músculos e ATM
  6. 6. Melhorarlimite de movimentomandibular
  7. 7. Reduzircargaadversanas ATMs
  8. 8. Reposicionar a mandíbula ao crânio para melhorar função
  9. 9. Reeducar o paciente (posicionamento correto da mandíbula)
  10. 10. Melhorarpostura
  11. 11. Fortalecer o sistema músculo-esquelético estomatognático</li></ul>Biofeeback<br />Medicamento<br />Placa interoclusal emergencial<br />Placa interoclusal resiliente<br />Placa interoclusal rígida<br />Coronoplastia<br />Mobilização de tecido mole<br />Reduzir travamento<br />LASER de baixa intensidade<br />TENS<br />FES<br />ULTRA-SOM<br />Fonoforese<br />Injeção em área de trigger point<br />Crioterapia<br />Calor úmido<br />Exercícios<br />E-Z-FLEX<br />Educar postura<br />Dieta mole<br />
  12. 12. Fase 2<br />Paciente está assintomática, inicia-se o fortalecimento dos músculos mastigadores ((indispensável a tratamento da disfunção da ATM.<br />Tratamento ortodôntico (3 meses após o início). Aparelho ortodôntico fixo. Observar a acentuada melhora da estética facial.<br />
  13. 13. FISIOPATOLOGIA DTM<br /> <br />Dor miofascial: É uma manifestação regional de uma desordem musculoesquelética similar as observadas em outras partes do corpo.<br />A maioria dos casos tem natureza intermitente, mas em alguns pacientes a dor persiste por um longo período.<br />Relembrando as características principais da musculatura da mandíbula, vale lembrar que ocorre uma ativação muscular heterogênea., ou seja, os motoneurônios de um músculo são divididos em subpopulações que recebem diferentes inputs sinápticos, podendo ser ativados de forma diferenciada “compartimentos funcionais”.<br />As unidades motoras dos músculos da mandíbula também demonstram propriedades direcionais, ou seja, são preferencialmente ativados com uma força ou direção de movimento específica.<br />A DTM miofascial pode então ser interpretada como um fenômeno determinado por múltiplos fatores. A dor pode ser influenciada por ativação continua das vias motoras descendentes, como em casos de perturbações psicológicas ou uma pré disposição.<br />Os novos conceitos biomédicos ressaltam 3 tipos de fatores de risco.<br /> 1-Predisposição (estrutural, neuroendócrina, genética)<br /> 2-Iniciação (microtrauma e sobrecarga)<br /> 3-Perpetuação (psicológica, psicosocial, parafunções)<br />

×