Mic

1.708 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.708
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mic

  1. 1. Importância Clínica da Concentração Inibitória Mínima (MIC) para Gram Positivos e Gram Negativos no Sucesso Terapêutico Renato Satovschi Grinbaum CCIH – Hospital da Beneficência Portuguesa
  2. 2. 64 32 16 8 4 2 1 0,5 0,125 <0,1 Concentração (µg/mL) µ Primeiro passo: inocular bactérias em soluções com concentrações conhecidas do antimicrobiano Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 2
  3. 3. 64 32 16 8 4 2 1 0,5 0,125 <0,1 Concentração (µg/mL) µ Esta é a concentração inibitória mínima (MIC) As bactérias começaram a crescer a partir desta concentração de antimicrobianos MIC=1 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 3
  4. 4. Distribuição da MIC e sensibilidade 4 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 Turnridge & Patterson - CLINICAL MICROBIOLOGY REVIEWS, July 2007, p. 391–408
  5. 5. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 5
  6. 6. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 6
  7. 7. Efetivo Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 Não efetivo 7
  8. 8. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 8
  9. 9. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 9
  10. 10. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 10
  11. 11. Limitações do antibiograma Erros muito graves Relata sensibilidade, quando bactéria é resistente Erros graves Relata resistência, quando a bactéria é sensível Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 11
  12. 12. Detecção de resistência aos carbapenêmicos em P. aeruginosa 45 40 38,5 35 29,6 30 30 25 25 25 23 % 20 15,2 14,8 15 12,1 10 5 0 Disco-difusão MicroScan Pasco Senstitre Vitek Erros maiores Erros menores Steward - J Clin Microbiol 2003; 41(1): 351-8 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 12
  13. 13. Pontos de corte para Enterobactérias País Ponto de corte Cefotaxima (mg/L) Ciprofloxacina (mg/L) S R S R BSAC (UK) 2 4 1 2 CA-SFM (França) 4 >32 1 >2 CRG (Holanda) 4 >16 1 >2 DIN (Alemanha) 2 16 1 4 NCCLS (EUA) 8 64 1 4 NWGA (Noruega) 1 32 0.12 4 SRGA (Suécia) 0.5 2 0.12 2 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 13 Kahlmeter - JAC 2003; 52: 145-148
  14. 14. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 14
  15. 15. A MIC É MAIS INFORMATIVA Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 15
  16. 16. Farinha R Quase R Nada S Às vezes S Meio S S Bem S Muito S Exageradamente S Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 16
  17. 17. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 17
  18. 18. Bacteremia causada por Klebsiella sp e E. coli ESBL+ 100 89 80 73 % falha 60 40 33 19 20 0 <1 2 4 8 MIC (mg/L) Uso de cefalosporinas em 42 pacientes Andes & Craig CMI 2005; 11 (Suppl 6): 10-17 18 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30
  19. 19. Categories of Susceptibility of S. pneumoniae to Penicillin Meningitis Minimal inhibitory Degree of resistance concentration (MIC) <0.1 ug/mL Susceptible 0.1 to 1 ug/mL Intermediate* > 2 ug/mL Resistant* * Nonsusceptible (NSSP) includes intermediate and resistant categories MMWR 1996;45:RR 1 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 19
  20. 20. Estudo Bayer/Moxifloxacina Pneumonia leve a moderada - Etiologia pneumocócica suspeita Resultado Moxifloxacina Amoxicilina Pen S Pen I Pen R Pen S Pen I Pen R Final do tratamento 28 11 7 30 11 4 Cura clínica 82% 100% 86% 90% 82% 100% Seguimento tardio 25 10 7 28 9 3 Cura clínica 80% 100% 71% 89% 89% 100% Petitpretz - Chest 2001; 119(1): 185-95 20 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30
  21. 21. Pneumonia pneumocócica Risco de óbito de acordo com resistência à penicilina (análise multivariada) MIC Risco de óbito Risco de óbito após 4o. Dia de internação >4 2,3 7,1* 2,0 1,3 0,65 0,12-1,0 1,4 1,0 <0,12 Ref Ref Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 Feikin - Am J Public Health 2000 21
  22. 22. Target attainment is critical unbound trough of at least 4 times the MIC % response % target attainment 80 76 P=.05 85 90 P=.02 70 80 60 56 70 50 62 60 40 50 30 40 20 30 10 20 0 10 Achieved target Did not achieve 0 MIC<=1 MIC=2 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 22 Hidayat: Arch Intern Med, Volume 166(19).October 23, 2006.2138–2144
  23. 23. Brasil 1998 - 2000: MICVANCO S.aureus MIC more common Less target attainment hVISA 0.5 1 2 4 HC-FMUSP 12,4% 38% 42,3% 7,3% (N=137) Emílio Ribas 20,9% 47,9% 31,2% 0 (N=48) Vila Penteado 4,6% 41,4% 46% 8% (N=174) HU-FMUSP 16,7% 44,5% 38,8% 0 (N=76) Total 10,4% 41,3% 42,2% 6,1% (N=395) Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 23 Oliveira GA et al. J Bras Patol 2001;37(4):239-246
  24. 24. Mortalidade de acordo com a MIC (Etest) S.aureus e vancomicina Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 24 Hsu - International Journal of Antimicrobial Agents 32 (2008) 378–385
  25. 25. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 25
  26. 26. Posologia Dose: 15 to 20 mg/kg dia Se MIC>1, ou infecção do SNC considerar dose mais alta Avaliar função renal Correção para dose convencional CrCl, mL/min Intervalo, horas 100 12 80-99 18 60-79 24 40-59 36 25-39 48 <25 Mensurar vancomicinemia Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 26
  27. 27. Recomendações para monitorização dos níveis de vancomicinemia Variável Recomendação Nível de evidência Momento Concentração no vale é preferida IIB Nível ótimo >10mg/L IIIB Se MIC>1mg/L, manter níveis >15mg/L Monitorização da concentração no Não recomendado IIB pico para previsão de insuficiência renal Monitorização da concentração no *pacientes em uso de doses altas IIIB vale *pacientes em risco de nefrotoxicidade *Pacientes com quadro instável, ou pacientes em IIB uso prolongado (>3-5 dias) 27 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 Rybak - Am J Health-Syst Pharm—Vol 66 Jan 1, 2009
  28. 28. A INFORMAÇÃO FARMACODINÂMICA É AINDA MELHOR Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 28
  29. 29. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 29
  30. 30. Relação entre MIC e obtenção de alvo Levofloxaxina e dois agentes de PAH Chien - Antimicrob. Agents Chemother. 41:2256–2260, 1997 30 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30
  31. 31. Vancomycin concentrations depends on MICs MIC AUC24h/MIC 1 400 2 200 4 10 8 50 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 31
  32. 32. 32 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30
  33. 33. In Vivo Efficacy of Human Simulated Prolonged Infusion Doripenem against Carbapenemase-Producing Klebsiella Pneumoniae Bulik & Nicolau - Antimicrob. Agents Chemother. doi:10.1128/AAC.00026-10 Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 33
  34. 34. Mas...
  35. 35. Worldwide Experience with the Use of Doripenem against Extended-Spectrum--Lactamase-Producing and Ciprofloxacin-Resistant Enterobacteriaceae: Analysis of Six Phase 3 Clinical Studies Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 35 Kaniga - ANTIMICROBIAL AGENTS AND CHEMOTHERAPY, May 2010, p. 2119–2124
  36. 36. Worldwide Experience with the Use of Doripenem against Extended-Spectrum--Lactamase-Producing and Ciprofloxacin-Resistant Enterobacteriaceae: Analysis of Six Phase 3 Clinical Studies Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 36 Kaniga - ANTIMICROBIAL AGENTS AND CHEMOTHERAPY, May 2010, p. 2119–2124
  37. 37. Além da MIC Concentração tecidual Interação com proteínas Estado metabólico/farmacocinética Imunidade do paciente Seleção de subpopulações resistentes Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 37
  38. 38. Conclusões 1. A MIC fornece informações mais detalhadas que o Sensível/resistente 2. Informações baseadas em farmacodinâmica são um passo posterior desejável 3. A MIC pode indicar resistência "oculta" ou necessidade de mudança de estratégia 1. KPC, ESBL 2. MRSA, Pseudomonas aeruginosa 4. A correlação clínica entre dados fornecidos pela MIC e resultados clínicos são os únicos parâmetros definitivos de avaliação Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 38
  39. 39. Congresso ABIH 03/09/2010 10:30 39

×