Dentinogenese

22.739 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
7 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
22.739
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
290
Comentários
1
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dentinogenese

  1. 1. DENTINOGENESEGRAZIELLE SCHMITD DE ASSIS
  2. 2. GENERALIDADES• Constitui a principal massa do dente e lhe da a forma geral• Tecido duro com tubulos e forma pouco antes do esmalte• Determina a forma da coroa,cuspides e bordas incisais• Tamanhos e nº de raizes
  3. 3. PROPRIEDADESFISICAS QUIMICAS• Habitualmente de cor • 60-70% INORGANICA amarela clara em dentes (hidroxiapatita) jovens,e vai escurecendo • 20%-ORGANICA conforme a idade. (colageno,proteoglicanos...)• Elastica• Passivel d eleve deformação• Mais radiolucida por menor conteudo de sais minerais
  4. 4. ESTRUTURATUBULOS DENTINARIOS DENTINA PERITUBULAR• Prolongamentos • A dentina que circunda odontoblasticos:conforme o diretamente os tubulos odontoblasto secreta dentinarios dentina,ela vai cmainhando e deixando (esticando) uma • Forma toda a parede dos porção de seu citoplasma.Este tubulos prolongamento deixa expaços. • É mais mineralizada do que• Na coroa os tubulos a dentina intertubular dentinarios tem um trajeto semelhante a um S.
  5. 5. DENTINA INTERTUBULAR PRÉ DENTINA• A massa principal da • Localiza-se junto ao tecido dentina é constituida de pulpar dentina intertubular • É a primeira a ser formada e• Ela fica entre os tubulos não é mineralizada dentinarios,entre as zonas d • A medida que as ibras ednetina peritubular colagenas são mineralizadas ,no limite entre a pre dentina e a dentina a pre dentina se transforma em dentina e uma nova camada de pre dentina se forma circumpulparmente.
  6. 6. PROLONGAMENTOSODONTOBLASTICOS• EXTENSÕES CITOPLASMATICAS DOS ODONTOBLASTOS• Estas celulas se localizam na periferia da polpa (limite polpa/pre dentina) e seus prolongamentos s se esntendem para dentro dos tubulos dentinarios
  7. 7. DENTINA PRIMARIA (DENTINADO MANTO) DENTINA CIRCUMPULPAR• Dnetina formada em • É a que forma o restante da primeiro lugar na coroa dentina primaria (mass ado• É a parte mais periferica da dente) dentina primaria • Toda a dentina formada• Área inicial d eformação da antes de estar completa a matriz dentinaria raiz • Contem mais mineral que a dentina do manto
  8. 8. DENTINA SECUNDARIA DENTINA INTERGLOBULAR• É uma faixa a estreita de • Algumas vezes a mineralização dentina que circunda a d adnetina começa em polpa e representa a pequenas area sglobulosas dentina formada depois que que não s efundem em uma massa homogenea. a raiz está completa. • Isso resulta em zonas de• Contem menos tubulos do hipomineralização entr eos que a dentina primaria globulos. • Forma-se na coroa dos dentes (abaixo da dentina do manto)
  9. 9. DENTINA • Este selamento ocorreTERCIARIA(REPARATIVA) como um processo d• S eos prolongamentos ecicatrização iniciado pela odontoblasticos são expostos polpa,resultando na ou cortados em virtudes d eerosão,carie,etc,os resolução do processo odontoblastos morrem,ou , se inflamatorio e remoção de continuarem vivos, produzem celulas mortas. dentina reparativa. • É caracterizada por ter• AMBOS OS tubulos mais retorcidos e ODONTOBLASTOS,RECENTEME NTE DIFERNECIADOS E OS em menor numero do que LESADOS PRODUZEM A a dentina normal. DENTINA REPARATIVA.
  10. 10. • Em tais casos o bloqueioDENTINA ESCLEROSADA dos tubulos podem ser• Os estimulos podem provocar considerados como uma a formação adicional de reação de defesa da dentina dnetina reparativa mas tambem pode levar a • Gradualmente a luz do alterações protetoras d tubulo eh obliterada pelo apropria dentina mineiral.• São gerados estimulos • Os tubulos ocluem o indice suficientes para fazer com que de refração da dentina se apareçam nos tubulos fibras equaliza e tais areas colagenas e cristais de apatita tornam-se transparentes. (indiv. Mais velhos)
  11. 11. DENTINOGENESE ETAPAS DA DENTINOGÊNESE• A formação da dentina realiza-se em duas etapas: - Matriz orgânica da dentina (pré-dentina) – 30% - Dentina (mineralização) – 70%• A formação e calcificação da dentina começa na ponta das cúspides ou bordas incisais, e avança para dentro por uma aposição rítmica de camadas cônicas uma dentro da outra. Com a conclusão da dentina radicular, a formação da dentina primária chega ao seu final.
  12. 12. A pré-dentina é uma faixa recém-formada de matriz não mineralizadade dentina no limite pulpar dadentina. A pré-dentina é umaevidencia de que a dentina éformada por duas etapas:primeiramente, a matriz orgânica édepositada, e, em um segundomomento, a substancia inorgânicamineral é adicionada. Amineralização ocorre na junçãodentina/pré-dentina, e a pré-dentinase torna uma nova camada dedentina. Durante a formação dadentina primária, 4 µm de pré-dentina são depositados ecalcificados a cada dia. Após aoclusão e função, essa atividadedecresce para 1,0 a 1,5 µm por dia
  13. 13. • A formação e calcificação da dentina começa na ponta das cúspides ou bordas incisais, e avança para dentro por uma aposição rítmica de camadas cônicas uma dentro da outra. Com a conclusão da dentina radicular, a formação da dentina primária chega ao seu final. No início do desenvolvimento da matriz aparecem feixes de fibrilas entre os odontoblastos, que divergem num arranjo em forma de leque. São as fibras de Korff e sua origem e função na dentinogênese tem sido objeto de discussão. São constituintes importantes na matriz formada inicialmente, devido ao arranjo em leque de suas fibras, mas que mais tarde tornam-se compactos feixes de fibrilas paralelas. Os odontoblastos formam fibras colágenas e substância amorfa, e estas fibras se dispõem em espirais ao redor das fibrilas de Tomes e entre as mesmas, que foram deixadas pelos odontoblastos que se afastaram para o interior da papila. As fibras são unidas entre si pela matriz amorfa.Depois que várias camadas de pré-dentina foram depositadas, começa a mineralização das camadas mais próximas a junção dentina-esmalte. Forma-se então uma faixa de matriz dentinária e os odontoblastos elaboram fosfatase alcalina, dando ao meio condições ótimas de pH para que se processe a mineralização da matriz. Nesse ínterim, íons minerais transportados pelos capilares sangüíneos da papila depositam-se na matriz orgânica como sais, sob a forma de cristais de hidroxiapatita, sobre as superfícies das fibrilas colágenas e na substância fundamental. Posteriormente os cristais são depositados dentro das próprias fibrilas. O processo geral de calcificação e gradual, mas a região peritubular torna-se muito mineralizada em pouco tempo. Embora haja crescimento dos cristais enquanto a dentina amadurece, o tamanho final dos cristais permanece muito pequeno (até 0,1).O crescimento aposicional da dentina é uma deposição de matriz em forma de camadas. O crescimento aposicional é caracterizado pela deposição regular e rítmica de material extracelular, incapaz de crescer mais por si próprio. Períodos de atividade e repouso se alternam em intervalos definidos. A matriz é depositada pelas células ao longo do local delineado pelas células formadoras. As junções dentina-esmalte e dentina-cemento são diferentes entre si e em cada tipo de dente. As linhas incrementares do Owen são linhas de implicação que refletem variações na estrutura e mineralização durante a formação de dentina. Correspondem as linhas incrementais de Von Ebner que estão acentuadas devido a distúrbios no processo de mineralização. As linhas de contorno de Owen representam, radiograficamente, faixas hipocalcificadas.
  14. 14. MINERALIZAÇÃO• A primeira deposição de cristais se faz em forma de placas muito delgadas de hidroziapatita na superficie das fribrilas colagenas e substancia fundamental• Em seguida os cristais são depositados dentro das fibrilas• O processo geral da calcificação é gradual mas a regiao peritubular se torna altamanete mineralizada.• Os cristais crescem amedida que a dentina amadurece
  15. 15. MINERALIZAÇÃO GLOBULAR• A DENTINA MINERALIZA POR REGIOES CIRCULARES (GLOBULAR)• CADA CIRCULO E UMA CALCOSFERITA• DEFEITOS NA FUSÃO DAS MASSAS GLOBULARES:DENTINA INTERGLOULAR• Como é em esfera ,as vezes uma esfera não encontra com as outras,resultando em areas menos mineralizadas.

×