Grupo Espírita Allan Kardecwww.luzdoespiritismo.com
O FLUIDO UNIVERSALO VEÍCULO DO PENSAMENTO
A ENERGIA DOPENSAMENTO:Cria formas admiráveis;Alimenta uma gama decoisas sem precedentes.
TRANSMISSÃO DO   PENSAMENTO  A CORRENDE FLUÍDICA“(...) Dirigindo, pois, o pensamento paraum ser qualquer, na terra ou no e...
Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867.  Os pensamentos bons       impõem-lhes             Os pensamentos maus       ...
PENSAMENTOS E FLUIDOS     Pode-se concluir assim, que em torno de uma   pessoa, de uma família, de uma cidade, de uma  naç...
PENSAMENTOS E FLUIDOS  À atmosfera fluídica                        Por esta razão, os Espíritos    associam-se seres      ...
PENSAMENTOS E FLUIDOS                                            A angústia, a tristeza e a                               ...
ELEVAÇÃO MENTAL     A SINTONIA DO PENSAMENTO“Os maus pensamentos corrompem os fluidos espirituais, como os miasmas deletér...
PENSAMENTOS E FLUIDOSÀ medida que cresce através do conhecimento, o homem percebe quesuas mazelas, tanto físicas quanto es...
PENSAMENTOS E FLUIDOS “Melhorando-se, a humanidade verá depurar-se a atmosfera  fluídica em cujo meio vive, porque não lhe...
PENSAMENTOS E FLUIDOS     Se um dia a Terra chegar a não ser povoada senão     por homens que, entre si, praticam as leis ...
O Espírito, encarnado, conserva, com as      qualidades que lhe são próprias, o seu      perispírito.     Como se sabe, nã...
Pela sua união íntima com o corpo, o       perispírito desempenha preponderante papel       no organismo.       Pela sua e...
O pensamento do encarnado            atua sobre os fluidos           espirituais, como o dos        desencarnados, e se tr...
Conforme seja bom ou         mau, saneia ou vicia os          fluidos ambientes.A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qua...
Sendo o perispíritodos encarnados de                        Esses fluidos exercemnatureza idêntica à                      ...
Atuando esses fluidos sobre o perispírito, este,                a seu turno, reage sobre o organismo                materi...
Os eflúvios maus    Se são permanentes e enérgicos.                             podem ocasionar                           ...
Assim se               Uma assembleia                  É como uma explicam os                é um foco de                 ...
Resulta daí umamultiplicidade de                                                      Como num coro  correntes e de       ...
Mas, do mesmo modo                                                       Ora, para isso,     que há                       ...
Envolve-a uma como salubreTal a causa da satisfação que                 atmosfera moral, onde sese experimenta numa reuniã...
Desse modo também Basta, porém, que se                           se explica a lhe misturem alguns                         ...
O pensamento, portanto, produz uma                   espécie de efeito físico que reage sobre o                    moral, ...
Como recupera,                                                                          por meio dos                      ...
É que, com efeito, opensamento é uma emissãoque ocasiona perda real de    fluidos espirituais.                          Co...
A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 20Quando se diz que um médico opera a cura de um doente, po...
AMBIENTE PESADO                                          Sim, aquele ambiente que                                         ...
Um ambiente habitado por pessoasO fator determinante                                 invejosas, ciumentas, orgulhosas, che...
Mas também                Resultam também ocorrem em locais            da má vontade ou públicos, onde um             da p...
Alterar, pois, um ambiente onde chegamos ou estamos,depende em grande parte de nossos próprios pensamentos.Se chegamos num...
Imagine-se então                O resultado é  quando vários ou                 imediato.                 E isto vale para...
Elementos neutros  Eles, os fluidos, são de                                          obedecem à vontade que osorigem divin...
Apenas obedecem à                       Do Criador elesforça do pensamento                    partem puros e agem que os i...
QuandoNas mentes viciosas          direcionados pela              Que estamos   “carregam” o            mente humana para ...
QUERER É SERVontade + Esforço + Tempo      Mudança de       costumes
A LIMPEZA DA MENTETrabalho paciente e constante
DEVEMOS: Modificar nossos pensamentos   Doutrinar nossas emoções   Observar a nossa palavra      (procurar filtrá-la)
DEVEMOS:  ORAR E VIGIAR(policiar a nossa mente)
BIBLIOGRAFIA:Allan Kardec - A Gênese » Os milagres segundo o Espiritismo» Capítulo XIV - Os fluidos » I - Natureza e propr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O pensamento saneia ou vicia o ambiente

23.427 visualizações

Publicada em

pensamento, espiritismo, saneia, espirito, espiritual

Publicada em: Espiritual
0 comentários
13 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.427
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16.841
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
701
Comentários
0
Gostaram
13
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O pensamento saneia ou vicia o ambiente

  1. 1. Grupo Espírita Allan Kardecwww.luzdoespiritismo.com
  2. 2. O FLUIDO UNIVERSALO VEÍCULO DO PENSAMENTO
  3. 3. A ENERGIA DOPENSAMENTO:Cria formas admiráveis;Alimenta uma gama decoisas sem precedentes.
  4. 4. TRANSMISSÃO DO PENSAMENTO A CORRENDE FLUÍDICA“(...) Dirigindo, pois, o pensamento paraum ser qualquer, na terra ou no espaço, deencarnado para desencarnado, ou viceversa, uma corrente fluídica se estabeleceentre um e outro, transmitindo de um aooutro o pensamento, como o ar transmite osom (...)” ESE (Allan Kardec) - Cap. XXVII § 10
  5. 5. Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867. Os pensamentos bons impõem-lhes Os pensamentos maus Os fluidos ficam escuros eluminosidade e vibrações provocam alterações sua ação provoca mal elevadas que causam vibratórias contrárias às estar físico e psíquico. conforto e sensação de citadas. bem estar às pessoas sob sua influência.
  6. 6. PENSAMENTOS E FLUIDOS Pode-se concluir assim, que em torno de uma pessoa, de uma família, de uma cidade, de uma nação ou planeta, existe uma atmosfera espiritual fluídica, que varia vibratoriamente, segundo a natureza moral dos Espíritos envolvidos. Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867.
  7. 7. PENSAMENTOS E FLUIDOS À atmosfera fluídica Por esta razão, os Espíritos associam-se seres superiores recomendam desencarnados com que nossa conduta, nas tendências morais e relações com a vida, seja avibratórias semelhantes. mais elevada possível. Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867.
  8. 8. PENSAMENTOS E FLUIDOS A angústia, a tristeza e a desesperança aparecem, formando um quadro físico-psíquicoUma criatura que vive entregue ao deprimente, que pode ser modificadopessimismo e aos maus sob a orientação dos ensinos moraispensamentos, tem em volta de si de Jesus.uma atmosfera espiritual escura,da qual aproximam-se Espíritosdoentios. Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867.
  9. 9. ELEVAÇÃO MENTAL A SINTONIA DO PENSAMENTO“Os maus pensamentos corrompem os fluidos espirituais, como os miasmas deletérios corrompem o ar respirável” (Allan Kardec - A Gênese, cap. XIV, item 16)
  10. 10. PENSAMENTOS E FLUIDOSÀ medida que cresce através do conhecimento, o homem percebe quesuas mazelas, tanto físicas quanto espirituais, é diretamenteproporcional ao seu grau evolutivo e que ele pode mudar esse estado decoisas, modificando-se moralmente. Aliando-se a boas companhias espirituais através de seus bons Resumindo, todos somospensamentos, poderá estabelecer uma responsáveis pelo estado de melhor atmosfera fluídica em torno dificuldades morais que vive de si e, consequentemente, do o planeta atualmente. ambiente em que vive. Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867.
  11. 11. PENSAMENTOS E FLUIDOS “Melhorando-se, a humanidade verá depurar-se a atmosfera fluídica em cujo meio vive, porque não lhe enviará senãobons fluidos, e estes oporão uma barreira à invasão dos maus. Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867.
  12. 12. PENSAMENTOS E FLUIDOS Se um dia a Terra chegar a não ser povoada senão por homens que, entre si, praticam as leis divinas do amor e da caridade, ninguém duvida que não se encontrem em condições de higiene física e moral completamente outras que as hoje existentes. Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867.
  13. 13. O Espírito, encarnado, conserva, com as qualidades que lhe são próprias, o seu perispírito. Como se sabe, não fica circunscrito pelo corpo, mas irradia ao seu derredor e o envolve como que de uma atmosfera fluídica.A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 18
  14. 14. Pela sua união íntima com o corpo, o perispírito desempenha preponderante papel no organismo. Pela sua expansão, põe o Espírito encarnado em relação mais direta com os Espíritos livres e também com os Espíritos encarnados.A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 18
  15. 15. O pensamento do encarnado atua sobre os fluidos espirituais, como o dos desencarnados, e se transmite de Espírito a Espírito pelas mesmas vias.A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 18
  16. 16. Conforme seja bom ou mau, saneia ou vicia os fluidos ambientes.A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 18
  17. 17. Sendo o perispíritodos encarnados de Esses fluidos exercemnatureza idêntica à sobre o perispírito dos fluidos uma ação tanto mais espirituais, ele os direta, quanto, por assimila com sua expansão e sua facilidade, como irradiação, o uma esponja se perispírito com eles embebe de um se confunde. líquido.A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 18
  18. 18. Atuando esses fluidos sobre o perispírito, este, a seu turno, reage sobre o organismo material com que se acha em contato molecular.Se os eflúvios são de boa natureza, o corporessente uma impressão salutar; se são maus, aimpressão é penosa. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 18
  19. 19. Os eflúvios maus Se são permanentes e enérgicos. podem ocasionar desordens físicas.Os meios onde superabundam os mausEspíritos são, pois, impregnados demaus fluidos que o encarnado absorvepelos poros perispiríticos, como absorve Não é outra a causa de certaspelos poros do corpo os miasmaspestilenciais. enfermidades. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 18
  20. 20. Assim se Uma assembleia É como uma explicam os é um foco de orquestra, umefeitos que se irradiação de coro deproduzem nos pensamentos pensamentos, lugares de diversos. onde cada um reunião. emite uma nota. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 19
  21. 21. Resulta daí umamultiplicidade de Como num coro correntes e de musical cada umeflúvios fluídicos recebe a impressão cuja impressão dos sons pelo cada um recebe sentido da audição. pelo sentido espiritual. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 19
  22. 22. Mas, do mesmo modo Ora, para isso, que há não se faz radiações mister que o sonoras, Se o conjunto pensamento se Penosa, se harmoniosas é harmonioso, exteriorize por aquele é ou agradável é a palavras; quer discordante. dissonantes, impressão. ele se externe, também há quer não, a pensamentos irradiaçãoharmônicos ou existe sempre. discordantes. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 19
  23. 23. Envolve-a uma como salubreTal a causa da satisfação que atmosfera moral, onde sese experimenta numa reunião respira à vontade; sai-se simpática, animada de reconfortado dali, porquepensamentos bons e benévolos. impregnado de salutares eflúvios fluídicos. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 19
  24. 24. Desse modo também Basta, porém, que se se explica a lhe misturem alguns ansiedade, o pensamentos maus, indefinível mal-estar para produzirem o que se experimentaefeito de uma corrente numa reunião de ar gelado num antipática, onde meio tépido, ou o de malévolosuma nota desafinada pensamentos num concerto. provocam correntes de fluido nauseabundo. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 19
  25. 25. O pensamento, portanto, produz uma espécie de efeito físico que reage sobre o moral, fato este que só o Espiritismo podia tornar compreensível.A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 20
  26. 26. Como recupera, por meio dos Podendo-se dizer alimentos, as que, em tais perdas do corpo Onde sabe que reuniões, ele material. pode haurir recupera asO homem o sente novas forças perdas fluídicasinstintivamente, morais. que sofre todos osvisto que procura dias pelaas reuniões irradiação dohomogêneas e pensamento.simpáticas. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 20
  27. 27. É que, com efeito, opensamento é uma emissãoque ocasiona perda real de fluidos espirituais. Conseguintemente, de fluidos materiais, de maneira tal que o homem precisa retemperar-se com os eflúvios que recebe do exterior. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 20
  28. 28. A Gênese » Capítulo XIV - Os fluidos » Qualidade dos fluidos » 20Quando se diz que um médico opera a cura de um doente, por meiode boas palavras, enuncia-se uma verdade absoluta, pois que umpensamento bondoso traz consigo fluidos reparadores que atuamsobre o físico, tanto quanto sobre o moral.
  29. 29. AMBIENTE PESADO Sim, aquele ambiente que costumamos rotular de Sabe aquela sensação de “pesado”, onde a sensação échegar num lugar e sentir que desagradável, o mal estar fica o clima “pesou”? em nossa companhia e ao mesmo tempo, ao lado do desconforto físico, o relacionamento é tenso... Ambiente pesado – Orson Carrara
  30. 30. Um ambiente habitado por pessoasO fator determinante invejosas, ciumentas, orgulhosas, cheias para tal estado de de melindres ou mesmo contrariadas coisas são os modificam os “ares” e causam esses pensamentos. constrangimentos. Podem ocorrer em família, por força muitas vezes de palavras pronunciadas sem pensar e mesmo de pensamentos alimentados – sem articulação de palavras –, de mágoas ou ressentimentos. Ambiente pesado – Orson Carrara
  31. 31. Mas também Resultam também ocorrem em locais da má vontade ou públicos, onde um da preguiça, da atendente, por antipatia, da exemplo, fica mentira, da traição, contrariado de da “fofoca” e mesmoprestar atendimento de presenças a determinado espirituais menos cliente. recomendáveis. Ambiente pesado – Orson Carrara
  32. 32. Alterar, pois, um ambiente onde chegamos ou estamos,depende em grande parte de nossos próprios pensamentos.Se chegamos num local onde as pessoas estão antipáticas oucontrariadas entre si, podemos sugerir no própriocomportamento amigo uma modificação mental, sem nosdeixarmos intoxicar pelos pensamentos viciosos ali reinantes. Ambiente pesado – Orson Carrara
  33. 33. Imagine-se então O resultado é quando vários ou imediato. E isto vale para otodos os componentes ambiente familiar, node um grupo resolvem trabalho, em locais por alterar a própria públicos e até numa conduta mental, nação inteira. modificando a atmosfera em que se situam? Ambiente pesado – Orson Carrara
  34. 34. Elementos neutros Eles, os fluidos, são de obedecem à vontade que osorigem divina, e associados dirigem. Não são bons nemaos pensamentos humanos. maus. Ambiente pesado – Orson Carrara
  35. 35. Apenas obedecem à Do Criador elesforça do pensamento partem puros e agem que os impulsiona. construindo. Ambiente pesado – Orson Carrara
  36. 36. QuandoNas mentes viciosas direcionados pela Que estamos “carregam” o mente humana para esperando para viverambiente tornando- o bem e a harmonia, melhor? Basta o “pesado” como proporcionam a pensar bem! costumamos sensação agradável chamar. do bem estar. Ambiente pesado – Orson Carrara
  37. 37. QUERER É SERVontade + Esforço + Tempo Mudança de costumes
  38. 38. A LIMPEZA DA MENTETrabalho paciente e constante
  39. 39. DEVEMOS: Modificar nossos pensamentos  Doutrinar nossas emoções  Observar a nossa palavra (procurar filtrá-la)
  40. 40. DEVEMOS:  ORAR E VIGIAR(policiar a nossa mente)
  41. 41. BIBLIOGRAFIA:Allan Kardec - A Gênese » Os milagres segundo o Espiritismo» Capítulo XIV - Os fluidos » I - Natureza e propriedades dosfluidos » Qualidade dos fluidos »18 à 20Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867.Artigo: Ambiente pesado – Orson Carrara Grupo Espírita Allan Kardec www.luzdoespiritismo.com

×