Influencia do meio no fenômeno mediúnico

8.615 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.615
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.928
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
151
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Influencia do meio no fenômeno mediúnico

  1. 1. INFLUÊNCIA DO MEIO NO FENÔMENO MEDIÚNICO Page 1
  2. 2. INFLUÊNCIA QUE EXERCE Determinam o fenômeno mediúnico não apenas o espírito comunicante e o seu intermediário (o médium) como, também, o meio em que se dá a manifestação.Chico Xavier, na cabeceira da mesa, durante reunião mediúnica em 1972 Page 2
  3. 3. Compreende-se que assim seja, pois que ospresentes à reunião mediúnica não estãoinertes, mas agem, emitem pensamentos, pensamentosatraem espíritos afins, irradiam forças, afins forçassentem simpatia ou antipatia. Page 3
  4. 4. Homogeneidade e intensidadePara que o fenômeno mediúnico se dê emcondições favo-ráveis, é preciso que médium eassistentes formem um grupo harmônico echeguem a uma vibração e pensamento o maisuníssonos que puderem.Quanto mais homogêneo for o todo da reunião,mais inten-sidade terá o fenômeno mediúnico. Page 4
  5. 5. Quando o meio não favoreceA interferência contráriaQuando médium e assistentes não atingem a homoge-neidadenecessária, os pensamentos emitidos e as forças ex-teriorizadas seembaraçam e anulam reciprocamente. Page 5
  6. 6. No meio dessas correntes contrárias, o médium (apesar de oferecerpossibilidades para o intercâmbio e estarem boas condições)experimenta uma opressão, um mal-estar indefi-nível, chegando a opressão indefi-nívelsentir-se, em certos casos, como que para-lisado e sucumbido. Page 6
  7. 7. Então, torna-se necessária uma poderosa intervenção do planoespiritual superior para que o mínimo fenômeno tenha lugar.E o fenômeno pode até não se dar, por absoluta falta de ambientaçãoadequada e segura para que a realização da delicada tarefa dointercâmbio mediúnico seja sem riscos para a integridade física epsíquica do médium.  Page 7
  8. 8. Qualidade das manifestaçõesSe o conjunto dos presentes for vicioso, indisciplinado, discordante, malintencionado, não se obterão comunicações boas, a não sereventualmente (ainda que o médium ofereça possibilidades), porque, demodo normal, os bons espíritos não lançam sementes boas em cima depedras, e abandonam o campo aos espíritos inferiores, afins com opedrasgrupo. Page 8
  9. 9. Mas, se essas mesmas pessoas fizeremum esforço pela melhoria do seupadrão vibratório, o mesmo médium vibratóriopode-rá servir aos espíritos de boavontade, que virão em resposta àcondição melhor, agora oferecida.  Page 9
  10. 10. Em conclusãoUma reunião de público comum, heterogêneo, despre-parado, onde semisturam elementos curiosos, descrentes, antagônicos, viciosos etc.,dificilmente oferecerá meio favo-rável ao bom intercâmbiomediúnico. Page 10
  11. 11. Mas um grupo mediúnico doutrinariamenteesclarecido e conscientizado, buscando objetivosnobres e trabalhando com perseverança,proporcionará o ambiente mental e fluídicofavorável, em que os bons espíritos poderão atuarcom eficiência em benefício geral. Page 11
  12. 12. Recomendações básicas de Allan Kardec, para que se ofe-reça meioambiente favorável na reunião mediúnica:-perfeita comunhão de ideias e sentimentos; benevolên-cia recíproca entretodos os membros;-renúncia a todo sentimento contrário à caridade;-desejo unânime de se instruir e de melhorar, por meio dos ensinamentos dosbons espíritos, com o aproveitamento dos seus conselhos;-concentração e silêncio respeitoso durante as conversa-ções com os espíritos.  Page 12
  13. 13. AVALIAÇÃO:1-Por que o meio (constituído pelas pessoas presentes) influi no fenômenomediúnico? 2-Como o meio influi nas manifestações mediúnicas?*( ) Pela quantidade de pessoas presentes (quanto mais pessoas, mais fluidos àdisposição dos espíritos). *( ) Pela qualidade e homogeneidade dos pensamentos e forçasexteriorizados.3-Uma reunião de publico comum favorece o bom inter-câmbio mediúnico?( ) SIM ( ) Não  Page 13
  14. 14. BIBLIOGRAFIA:Coleção: Estudos e cursos Mediunidade Therezinha de OliveiraDe Allan Kardec:-O Livro dos Médiuns, 2ª parte, caps. XXI e XXIX. De Divaldo P. Franco e J. Raul Teixeira: -Diretrizes de Segurança, cap. II. De Hermínio C. Miranda:-Diálogo com as Sombras, caps. I e II. De Martins Peralva:-Estudando a Mediunidade, caps. V, XXV, XXXI e XXXII. Page 14
  15. 15. Page 15

×