Pecado E Corrupção

1.098 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.098
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pecado E Corrupção

  1. 1. Pecado e Corrupção Uma Mensagem para a Igreja Pós-Moderna <br />Prf.Mt. Eduardo Sales <br />Blog: teologiasalesiana@blogspot.com<br />
  2. 2. Pecado e Corrupção na Atualidade Brasileira<br />O pecado foi ridicularizado e desqualificado<br />Opressão da Igreja e as Indulgências<br />A doutrina do Pecado foi utilizada com fins políticos, classificando como pecado tudo que fosse interessante à classe manipuladora. <br />Positivismo: A morte de Deus<br />O desenvolvimento das ciências gerou o abandono de Deus como explicação para o mundo.<br />Nihilismo: A morte dos Valores e “Libertação do Homem”<br />Não existem valores absolutos, mas sociais e mutáveis.<br />Generalização e relativização do Pecado<br />Todos pecam, assim o pecado é algo comum; E na relativização surge a difícil questão de definir o que é pecado, principalmente em culturas não-cristãs.<br />A Transgressão como forma de prazer<br />O pecado é algo que dá prazer. O Objetivo da vida é o prazer<br />
  3. 3. Matar é pecado?<br />Roubar é pecado?<br />Sonegar Imposto de Renda?<br />Pirataria é pecado?<br />Mentir é pecado?<br />Não vir à Igreja é pecado?<br />Não querer orar é pecado?<br />Entendendo o que é o Pecado<br /><ul><li>Se eu não matar, se não roubar, se não sonegar e não fazer pirataria e se não mentir e vir para igreja e orar eu vou para o céu?</li></ul>O que é o Pecado?<br />
  4. 4. Para entender o Pecado: <br />1) Não podemos partir de Adão ou de Moisés<br />O Pecado não é <br />apenas transgressão, uma quebra da Lei<br />Questão Legal<br />(Certo ou Errado)<br />Legalismo: A fé passa a ser questão de certou ou errado<br />Compensação equivalente: O Juízo da Lei pode ser aplacado<br />O Pecado não é <br />Apenas ausência ou inobservância ritual<br />Questão Ritual<br />(Puro ou Impuro)<br />2) Não podemos partir das leis cerimoniais <br />Magia: Manipulação da divindade<br />Ritual como Fim em si mesmo: Esvaziamento da Relação Eu-Tu<br />O Pecado não é <br />Apenas questão de caráter e interioridade<br />Questão Moral<br />(Bom ou Mal)<br />3) Não podemos partir de advertências Morais <br />Interiorização vazia: A Base é o senso moral do homem<br />Relativização dos valores: Bom e mal mutáveis<br />
  5. 5. O Pecado Ritual<br />O Puro e o Impuro<br />O Pecado como Impureza – Lv 4;5;15:30; <br />Circuncisão: Gn 17:10-11<br />Sábado: Êxodo 31:14<br />Leproso: Números 5:2<br />Jesus não aceitou o pecado Ritual<br />Tocou um Leproso Mt 8:2-3<br />Restaurou a mulher do fluxo de Sangue Mt 9:20-26<br />Não Lavou as mãos com os discípulos Mt 15:16-20<br />Aceitou o louvor de uma mulher pecadora Lc 7:37-50<br />Criticou o templo Mt 12:6<br />Falou com uma Samaritana Jo 4:7; comeu com Publicanos Mt 9:10<br />O Fracasso da Pureza ritual como Forma de identificar o Santo e o Profano<br />
  6. 6. Ritual e Magia: O Deus Árvore<br />Israel e os Rituais de Magia<br />Sacrifício (1Sm 15:22; Os 6:6; Is 1)<br />Oração (Am 5:20-26<br />Jejum (Is 58)<br />Na magia não há relacionamento moral, essa perspectiva desvaloriza a definição de pecado. Coloca muita ênfase na impureza como fator externo, retira toda participação humana, tanto no contágio como na purificação. <br />Rm 12:1-2 – Culto Racional: o Fim da Magia<br />

×