Sociologia da Técnica                                                      Aula #2: Introdução                            ...
A importância deste estudo. A novidade dele: como é descobrir algo que ninguém vê?
SociologiaEstudo do comportamento social das interações          e organizações humanas.
Origens       • Pensadores helênicos: A República de Platão. A política       de Aristóteles.       • Idade Média: religiã...
Augusto Comte     (1798 – 1857)     • Nasce a Sociologia como disciplina: os agrupamentos     humanos podem ser estudados ...
Herbert Spencer(1820-1903)• A evolução social não depende da vontade humana• Todos os domínios do universo – físico, bioló...
Karl Marx       (1818 – 1883)       • O Capital: gênese e o desenvolvimento das categorias       que estruturam a sociedad...
Dominio del hombre, de Victor Cauduro
Gabriel Tarde        (1843 – 1904)        • Psicossociologia        • Teoria da Imitação: o processo social caracteriza-se...
Émile Durkheim(1858 – 1917)• Homem: animal selvagem que só se tornou humanoporque se tornou sociável•Realismo Sociológico ...
Max Weber        (1864 – 1920)        • Sociologia moderna: descoberta da subjetividade na        ação e pesquisa social. ...
Álvaro Vieira Pinto                     O conceito de TecnologiaPor que estudar “Tecnologia” tão a fundo? Por dois aspecto...
O ser humano cria um espelho da natureza.
Técnica                         Como centro da reflexão da atividade                      criadora efetuada pelo homem no m...
Técnica para Aristóteles      Técnica (techne) é o conceito do trabalho sem a matéria.“A arte (...) consiste na       conc...
Barbara Kruger
TecnologiaAbordagens e concepções.
Tecnologia como logos da técnica                               Estudo, ciência e discussão da técnica.      Tecnologia com...
“Era tecnológica” como ideologia        Operação ideológica com a qual cada grupo dominante             apresenta sua vers...
Disposição dos computadores em um laboratório de informática. Modo de segurar a caneta eformato da sala de aula. Por quê é...
Que desenvolvimento tecnológico vale a pena perante tantas desigualdades?Perguntas de um operário letrado - Berthold Brech...
“Nós que aqui estamospor vós esperamos”
Estudos CTS              Estudos sobre Ciência, Tecnologia e Sociedade.            Análise crítica e interdisciplinar da C...
Social                 EconômicoCientífico             Cultural     Político
Tecnologia não é neutra. Ciência não é neutra. Analisar os três pontos sempre em conjunto,pois não dá para falar de um sem...
Mais dinheiro, melhor tecnologia?Menos dinheiro, tecnologia pior?
Tecnologia avançada                         Tecnologia atrasada?Diferença de acesso aos avanços tecnológicos.
Nuestro Legado, de Victor Cauduro
Ilha das Flores
Introdução a Tecnologia e Sociedade [Sociologia da Técnica]
Introdução a Tecnologia e Sociedade [Sociologia da Técnica]
Introdução a Tecnologia e Sociedade [Sociologia da Técnica]
Introdução a Tecnologia e Sociedade [Sociologia da Técnica]
Introdução a Tecnologia e Sociedade [Sociologia da Técnica]
Introdução a Tecnologia e Sociedade [Sociologia da Técnica]
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Introdução a Tecnologia e Sociedade [Sociologia da Técnica]

7.334 visualizações

Publicada em

Apresentação de slides da aula #2 de Sociologia da Técnica ministrada por Rodrigo Gonzatto e Gonçalo Ferraz no Instituto Faber-Ludens de Design de Interação. O conteúdo se baseia em noções de Sociologia Geral e, para questões de Tecnologia, tem como base o volume 1 do livro "O Conceito de Tecnologia", de Álvaro Vieira Pinto.

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.334
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
151
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução a Tecnologia e Sociedade [Sociologia da Técnica]

  1. 1. Sociologia da Técnica Aula #2: Introdução a Tecnologia e Sociedade Gonçalo Ferraz Rodrigo Gonzattohttp://www.webartigos.com/articles/23914/1/A-SOCIOLOGIA-E-AS-TEORIAS-SOCIOLOGICAS-/pagina1.htmlAula anterior. Dar especificações do trabalho: “Percepção de realidade”, usar imagens.Mostrar trabalhos de agenciamento mediado. Mostrar rupturas techno-cult.
  2. 2. A importância deste estudo. A novidade dele: como é descobrir algo que ninguém vê?
  3. 3. SociologiaEstudo do comportamento social das interações e organizações humanas.
  4. 4. Origens • Pensadores helênicos: A República de Platão. A política de Aristóteles. • Idade Média: religião, Santo Agostinho. • Renascença: Utopia de Thomas Morus. O príncipe de Maquiavel. Ensaios sobre o entendimento humano de Locke. Novum organum de Bacon. Discurso do Método de Descartes. • Século 18: O espírito das Leis de Montesquieu. A riqueza das nações de Adam Smith. O contrato social de Russeau. Saint Simon: “de cada um de acordo com sua capacidade, e a cada um, de acordo com sua necessidade. Own: coletivismo. Hegel e filosofia da história.Filósofo-rei de Platão. Diferença entre Platão e Aristóteles. Com a nova ordem pós-feudal, as pessoas começaram apensar sobre o que as mudanças significavam no futuro. Pensamento sistemático sobre o mundo social. Russeau: “Ohomem nasce bom e a sociedade o corrompe"
  5. 5. Augusto Comte (1798 – 1857) • Nasce a Sociologia como disciplina: os agrupamentos humanos podem ser estudados cientificamente • Positivismo • Os fenômenos da natureza acham-se submetidos a leis naturais • A observação descobre, que a ciência organiza e a tecnologia permite aplicar • "O amor por princípio, a ordem por base, o progresso por fim."Positivismo também como corrente filosófica: filosofia positiva, que busca o conhecimentopositivo.
  6. 6. Herbert Spencer(1820-1903)• A evolução social não depende da vontade humana• Todos os domínios do universo – físico, biológico e social -desenvolvem-se segundo princípios semelhante• Funcionalismo: tudo o que existe em uma sociedadecontribui para seu funcionamento equilibrado; tudo o quenela existe tem um sentido, um significado.• Evolucionismo • Método comparativo: Comparação de grupos sociais históricos para descobrir o comum
  7. 7. Karl Marx (1818 – 1883) • O Capital: gênese e o desenvolvimento das categorias que estruturam a sociedade burguesa e sua superação • O Estado como o poder público dominado pela classe que detém o poder sobre os meios de produção. • Materialismo Dialético • Manifesto Comunista: alcançar as transformações necessárias para uma sociedade mais justa, igualitária e humana • Função militante do sociólogo“O Capital” pressupõe a formação de duas classes sociais opostas e complementares e como será sua superação. Burguesia(lucro) e Proletariado (força de trabalho). Objetivo: eliminar os conflitos de classe e eliminar as classes. A classe comounidade. Mais-valia: diferença entre o valor produzido pelo trabalho e o salário pago ao trabalhador.
  8. 8. Dominio del hombre, de Victor Cauduro
  9. 9. Gabriel Tarde (1843 – 1904) • Psicossociologia • Teoria da Imitação: o processo social caracteriza-se pela invenção de poucos e imitação de muitos. • Esta imitação não se faz sem resistência, sem oposição; mas é ela que permite a adaptação social.Não há vida social sem imitação. "nós imitamos os outros a cada instante, a não se que nós inovemos, o que é raro." Muito raro:"pois nossas inovações são em sua maior parte combinações de exemplos anteriores" e "permanecem estranhas à vida social senão forem imitadas."
  10. 10. Émile Durkheim(1858 – 1917)• Homem: animal selvagem que só se tornou humanoporque se tornou sociável•Realismo Sociológico • Estuda os fatos sociais, que devem ser tratados como “coisas” • A sociedade não é a realização de consciências individuais • Os fenômenos sociais são exteriores aos indivíduos. A vida é um todo maior do que a soma das partes. • O homem, mais do que formador da sociedade, é um produto dela
  11. 11. Max Weber (1864 – 1920) • Sociologia moderna: descoberta da subjetividade na ação e pesquisa social. • “O homem é um animal amarrado a teias de significados que ele mesmo teceu” • A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo •Sociologia compreensiva • Entender o sentido que as ações de um indivíduo contêm e não apenas o aspecto exterior • Estuda a Ação Social: a conduta humana dotada de sentido.Racionalização como tendência da civilização ocidental. O capitalismo é um fenômeno claramente ocidental que foi exportado para oresto do mundo. Se, por exemplo, uma pessoa dá a outra um pedaço de papel, esse fato, em si mesmo, é irrelevante para o cientistasocial. Mas se o papel for um cheque para pagar uma dívida, aí temos sentido. Ação social: toda conduta é orientada pela conduta dooutro.
  12. 12. Álvaro Vieira Pinto O conceito de TecnologiaPor que estudar “Tecnologia” tão a fundo? Por dois aspectos fundamentais: a aquisição, pela nossa espécie, dacapacidade de projetar e a conformação de um Ser social, condição necessária para que se possa produzir oque foi projetado. Somente o homem é animal que produz.
  13. 13. O ser humano cria um espelho da natureza.
  14. 14. Técnica Como centro da reflexão da atividade criadora efetuada pelo homem no mundo.Para Vieira Pinto, a técnica pode ser libertadora, não perigosa.
  15. 15. Técnica para Aristóteles Técnica (techne) é o conceito do trabalho sem a matéria.“A arte (...) consiste na concepção do resultado a ser produzido antes da sua realização no material. Técnica para Kant Técnica é o procedimento (a causualidade) da natureza. A natureza possui uma técnica que deriva da matéria bruta de suas formas segundo leis mecânicas. O ato técnico está traçado antecipamente. Toda técnica humana só se materializa pela obediência às determinações do mundo físico. Homo faber Técnica como capacidade humana de modificar deliberadamente materiais, objetos e eventos. Técnica para Ortega y Gasset O homem não se limita a adequar-se à natureza, mas adapta a natureza a suas necessidades ou propósito. Assim a técnica talvez responda a uma inclinação do organismo a poupar esforços desnecessários. Técnica para Bunge A técnica encarna a ação racional endereçada a garantir seu próprio sucesso, a tecnologia pode ser vista como a concretização da ação plenamente racionalAristóteles: “O calor e o frio podem tornar o ferro brando ou duro mas o que faz uma espada é o movimento dos instrumentosempregados, e este movimento contém o princípio da arte (técnica). Pois a técnica é o ponto de partida e a forma do produto.” Kant: Ohomem é produto da natureza e por isso a natureza engendra, na pessoa humana por ela criada, a espécie de finalidade (que é uma ideiada consciência) que lhe pode ser atribuída.
  16. 16. Barbara Kruger
  17. 17. TecnologiaAbordagens e concepções.
  18. 18. Tecnologia como logos da técnica Estudo, ciência e discussão da técnica. Tecnologia como sinônimo de técnica É o sentido mais popular, onde tem-se técnica como os modos de produzir alguma coisa, como as artes, as habilidades do fazer e as profissões. Know-how. Tecnologia como conjunto das técnicas Todas as técnicas que dispõe uma sociedade. Concepção usada para comparar sociedades usando a tecnologia como medida e valor. Tecnologia como espistemologia da técnica O termo tecnologia como ideologia da técnica.Epistemologia ou teoria do conhecimento trata de problemas filosóficos relacionados com a crença ou conhecimento(origem, a estrutura, os métodos e a validade do conhecimento). Foucault: não estudar a verdade, mas a história doque é considerado verdade. Kuhn e paradigma.
  19. 19. “Era tecnológica” como ideologia Operação ideológica com a qual cada grupo dominante apresenta sua versão de “fim da história”. “O laboratório de pesquisas anexo a gigantesca fábrica tem o mesmo significado ético da capelinha outrora obrigatoriamente exigida ao lado de nossos engenhos rurais” A solução dos problemas dos países “subdesenvolvidos” é apenas resultado da ineficiência de gestão e falta de instrumentos adequados?Consciência ingênua: os homens são chamados a abrir mão da esperança em nome de demandas de uma eradiante da qual não há alternativa: ceder ou ceder.
  20. 20. Disposição dos computadores em um laboratório de informática. Modo de segurar a caneta eformato da sala de aula. Por quê é assim? Quem favorece? Poderia ser de outro jeito?
  21. 21. Que desenvolvimento tecnológico vale a pena perante tantas desigualdades?Perguntas de um operário letrado - Berthold Brechthttp://www.youtube.com/watch?v=EkvlAJePiEM
  22. 22. “Nós que aqui estamospor vós esperamos”
  23. 23. Estudos CTS Estudos sobre Ciência, Tecnologia e Sociedade. Análise crítica e interdisciplinar da Ciência e Tecnologia num contexto social.Intesificam-se na Europa e EUA a partir de 1980. Os fatos e artefatos científico-tecnológicos, os conhecimentos eas inovações, podem ser melhor entendi­dos se os aspectos técnicos não forem coloca­dos de um lado e osaspectos sociais de outro.
  24. 24. Social EconômicoCientífico Cultural Político
  25. 25. Tecnologia não é neutra. Ciência não é neutra. Analisar os três pontos sempre em conjunto,pois não dá para falar de um sem falar do outro.
  26. 26. Mais dinheiro, melhor tecnologia?Menos dinheiro, tecnologia pior?
  27. 27. Tecnologia avançada Tecnologia atrasada?Diferença de acesso aos avanços tecnológicos.
  28. 28. Nuestro Legado, de Victor Cauduro
  29. 29. Ilha das Flores

×