Sistema Operacional - Aula001

538 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema Operacional - Aula001

  1. 1. Aula 001 Sistemas Operacionais PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  2. 2. PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  3. 3. 1. INFORMÁTICA • Significado: informação automática • Base para a informática: o computador • O uso do computador se divide em duas partes: hardware e software • Hardware: parte física - equipamentos, periféricos, dispositivos, memórias, CPU, processadores (Fundamentos) • Software: parte lógica – programas, dados, aplicativos, sistemas (SO e Aplicativos) • Sistema Operacional: é o software básico para o funcionamento de um computador
  4. 4. 2. Sistema Operacional • É o software básico responsável por permitir o uso do computador e todos os seus recursos: dispositivos de entrada, processador, memórias e dispositivos de saída • O SO é o garçom que nos atende bastando dar a ele os comandos corretos • Essa característica chama-se “máquina estendida”, termo que indica que o SO simplifica o uso do computador fazendo a parte complicada deixando o usuário saber somente o cardápio • Outra característica do SO: gerencia recursos – podemos gravar um DVD, ouvir uma música, ver um vídeo pela internet, criar um programa aplicativo.
  5. 5. 3. Tipos de SO • SO de supercomputadores e computadores de grande porte (Ex: OS/360) • SO servidores de rede (Ex: Win2008, OpenSuse) • SO pessoal ou de desktop (Ex: Win7, XP, Linux Ubuntu) • SO embarcado são os presentes em dispositivos móveis, celulares, smartphones, tablets (Ex: Android, Windows CE)
  6. 6. 4 História dos SO • Se confunde com a história dos computadores onde deviam funcionar • A primeira geração em 1940 – totalmente manual e até precisava conectar fios e ligar relés para funcionar • A segunda geração em 1960 – programas e dados introduzidos por cartão perfurados. As linguagens de programação eram Assembly (linguagem de máquina) e Fortran • Nos anos 80 foram a vez dos grandes computadores IBM e com isso nasceu o sistema baseado em caracteres como o MS-DOS • Nos anos 90 já aparecem os primeiros SO baseados em interface gráfica: o Windows que na verdade era o MS-DOS com uma roupagem mais elegante e facilitadora • Atualmente os sistemas operacionais são baseados em interface gráfica com alto grau de segurança nas informações e de rede (Win2008 e Win7)
  7. 7. 5 Classificação do SO • Tempo-Real (real time) destinado a equipamentos que não podem parar e o usuário não tem acesso, são máquinas “lacradas” • Monousuário, monotarefa: aceita somente um usuário fazendo uma única tarefa (ex: Palm OS) • Monousuário, multitarefas: aceita um usuário por vez realizando diversas tarefas (ex: Windows) • Multiusuário: aceitam vários usuários conectados a ele ao mesmo tempo realizando diversas tarefas (Ex: Windows 2008 Server)
  8. 8. 6 Conceitos • Processo: é um programa em execução, em linguagem popular dizemos “rodando na máquina” • Thread: (linha) são subtarefas em que um processo se subdivide a si mesmo, a soma delas é igual ao resultado do processo como um todo • Uma thread sempre pertence a um processo • Um processo tem no mínimo uma thread (ele próprio) ou várias • Estados do processo: Não submetido, suspenso, pronto, executando, completo ou em espera • Thread user-level: disparada pelo usuário • Thread kernel-level: disparada pelo SO (int.)
  9. 9. 7 Mais conceitos • Deadlock: (impasse) ocorre quando dois ou mais processos esperam a liberação dos recursos de outros processos (Ex: Processo A tem o leitor de DVD e o B tem o drive de disco, o A Precisa do drive de disco e aguarda o B, mas o B aguarda o A porque precisa do DVD) – bloqueio (chamado “pau no sistema”,”travou”) • Evitar deadlock: algorítimos – avestruz, semáforo, fila de prioridade
  10. 10. 8 Gerenciamento de Memória • A memória é o recurso mais importante para os processos e portanto deve ser bem cuidado • Alocação: processo requisita ocupar bloco • Reciclagem: processo libera bloco • Alocação estática: o processo rodando já aloca um espaço fixo até terminar • Alocação dinâmica: o processo requisita blocos e os libera a medida que não precisa mais (aceita paginação) • Paginação: os blocos de memória não ficam contíguos (juntos) ficam espalhados • Fragmentação: quando muito paginada a memória tende a dividir os blocos tornando-os cada vez menores e menos úteis, são os fragmentos. É um problema para o SO resolver • Memória virtual: técnica muito usada para “enganar” o SO e usar parte de memórias permanentes (HD) como memória rápida
  11. 11. 8 Gerenciamento de Memória • Algoritmos de substituição de página: ótimo, não usada recentemente, FIFO, segunda chance, do relógio, usada mais antiga, WSclock • Garbage collector: (coletor de lixo) libera blocos de memória que não estão mais em uso pelos processos • No MS-DOS a memória máxima para os processos é de 640KB mais 384KB como memória estendida (EMS) usando o EMM386.exe, o Himem.sys e o Smartdrv.exe

×