DER - Diagrama de Entidade e Relacionamentos

24.300 visualizações

Publicada em

Explicações básicas sobre o DER - Diagrama de Entidade e Relacionamentos e também do DD - Dicionário de Dados pára Análise Estruturada.

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.300
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
22
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
396
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

DER - Diagrama de Entidade e Relacionamentos

  1. 1. Aula Especial DER + DD PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  2. 2. PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  3. 3. 1. DER – Diagrama de Entidade e Relacionamentos • É um diagrama para representação dos dados do sistema com a finalidade de facilitar ao projetista do banco de dados a construção do modelo de dados • É de simples compreensão pois mostra os arquivos como ENTIDADES e a ligação entre elas como RELACIONAMENTOS • A Entidade é um arquivo ou tabela que é representado no diagrama por um retângulo • O Relacionamento é a ligação entre as Entidades mostradas como um losango • Para o projetista do banco cada Entidade e cada Relacionamento se tornarão uma tabela • São mostrados no DER como linhas saindo da Entidade (retângulo) com terminadores em pontos negros onde aparecem os seus nomes
  4. 4. 2. Exemplo de DER ALUNO PROFESSOR MATÉRIACURSON N N • Como se lê esse diagrama: Um aluno cursa várias (N) matérias ministradas por vários (N) professores. • Um professor leciona várias (N) matérias para vários (N) alunos • Uma matéria é cursada por vários (N) alunos e ministrada por vários (N) professores • Podemos ler o diagrama de várias formas dependendo do foco a ser tomado
  5. 5. 3. Atributos • Os atributos são características importantes das entidades e podem ser mostradas para melhorar o entendimento do diagrama • Um atributo sempre vai se transformar no projeto em uma coluna (campo) da tabela • Um atributo pode ser “Chave Primária” quando define unicamente a entidade a que pertence não se repetindo seu valor na tabela • Um atributo pode ser “Chave Estrangeira” caso se refira a uma chave primária de outra entidade
  6. 6. 4. Exemplo de DER com atributos ALUNO PROFESSOR MATÉRIACURSON N N • Os atributos “Chave Primária” devem ser marcados com o asterisco * • Somente mostre os atributos relevantes no contexto do sistema não inclua todos pois pode provocar maior dificuldade do que facilitar no entendimento. Mas no DD (Dicionário de Dados) deve existir a entrada explicando eles todos NOME IDENTIDADE* ID* NOTA TOTAL NOMECPF* DATA INICIAL DATA FINAL NOME ID*
  7. 7. 5. Tipos de Relacionamentos CURSO MATÉRIATEM1 N • UM PARA N: um curso tem várias matérias, uma matéria só pertence exclusivamente a um curso ALUNO MATÉRIAFAZN N • N PARA N: um aluno faz várias matérias, uma matéria pode ser feita por vários alunos ao mesmo tempo • IMPORTANTE: Relacionamento 1 Para 1 não existe. Provavelmente se trata de um atributo que foi confundido com Entidade. Pode se tratar de um erro da análise do sistema
  8. 8. 6. Dicionário de Dados • É um recurso para descrever todos os dados mostrados no DFD e no DER de forma mais clara possível para o projetista criar a estrutura do banco de dados • Pode ser tão detalhado quanto se desejar, mas o mais importante é que o Usuário deverá compreender os dados, deverá ver e saber do que se trata no seu ambiente de trabalho • Geralmente começa descrevendo os Fluxos de Dados do DFD e depois as Entidades, Relacionamentos e Atributos do DER com as seguintes simbologias: • 0{}N = indica 0 a várias ocorrências do dado • [,] = indica uma das opções separadas por “,” • (* *) = indica um comentário a parte

×