Tendências e perspectivas da economia brasileira I

620 visualizações

Publicada em

Tendências e perspectivas da economia brasileira

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
620
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
437
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tendências e perspectivas da economia brasileira I

  1. 1. Tendências e perspectivas da economia brasileira Gesner Oliveira 18 de novembro de 2016 1
  2. 2. Três pontos... 1 • Recuperação da atividade econômica será lenta... 2 • Investimento é a palavra chave para sair da recessão... 3 • Perspectivas para a economia em 2017...
  3. 3. 1. Recuperação da atividade econômica será lenta...
  4. 4. Brasil enfrenta crise profunda, mas existem condições de retomada da economia brasileira a partir de 2017... 3.4 0.4 0.5 4.4 1.3 3.1 1.2 5.7 3.1 4.0 6.0 5.0 -0.2 7.6 3.9 1.8 3.0 0.1 -3,8 -3.5 1.0 2.0 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016P 2017P 2018P Fonte: IBGE; (P) Projeções GO Associados FHC 2,2% Lula 4,0% PIB, var (%) no ano Dilma 0,60% Temer
  5. 5. Crise do Estado do Rio de Janeiro sintetiza o drama da crise brasileira... • Forte queda de receitas; • Sem perspectiva de recuperação no curto prazo; • Necessidade de corte de gastos; • Forte resistência corporativa; • Necessidade de ajuste fiscal (de médio e longo prazo) nos Estados é fundamental;
  6. 6. Prováveis resultados do Trumponomics... Taxa de juros Impostos Gastos Dólar Competitividade Protecionismo Mão de obra
  7. 7. Trump traz aumento das incertezas, mas não necessariamente uma crise aguda... • Política econômica de Trump ainda é uma incógnita, mas acredita-se que seja um mix de política fiscal expansionista (corte de impostos e aumentos de gastos) e política monetária contracionista. • Oportunidades de acordos comerciais multilaterais devem ser menores • O dólar deverá ficar mais caro nos países emergentes no curto prazo Trump fala na “Americans for Prosperity´s Freedom Summit, em Manchester, NH – 2014” Fonte: Foto - Shutterstock
  8. 8. Com Trump, sai o cenário gradualista para entrar aumento mais rápido dos juros nos EUA... Taxa de Câmbio R$/US$ Aumento forte de juros nos EUA e crise no Brasil Aumento forte de juros nos EUA e aprovação das medidas fiscais no Brasil Trajetória gradual de juros nos EUA e crise no Brasil Trajetória gradual de juros nos EUA e aprovação das medidas fiscais no Brasil 3.14 2.90 3.20 3.20 3.50 3.603.60 4.00 1.50 2.00 2.50 3.00 3.50 4.00 4.50 Mar-12 Jun-12 Sep-12 Dec-12 Mar-13 Jun-13 Sep-13 Dec-13 Mar-14 Jun-14 Sep-14 Dec-14 Mar-15 Jun-15 Sep-15 Dec-15 Mar-16 Jun-16 Sep-16 Dec-16 Mar-17 Jun-17 Sep-17 Dec-17 Dólar Melhor dos mundos Crise interna Crise externa Pior dos mundos
  9. 9. Dólar já se encontra fortalecido em comparação a cesta de moedas, isto pode sugerir que tal ciclo pode não ser tão longo... 70.00 80.00 90.00 100.00 110.00 120.00 130.00 140.00 Jan-73 Jan-75 Jan-77 Jan-79 Jan-81 Jan-83 Jan-85 Jan-87 Jan-89 Jan-91 Jan-93 Jan-95 Jan-97 Jan-99 Jan-01 Jan-03 Jan-05 Jan-07 Jan-09 Jan-11 Jan-13 Jan-15 Índice de preço do dólar contra cesta de moedas Reagan/Volcker Crise dot.com Fortalecimento recente do dólar, antes da eleição de Trump Crise 2008 Fonte: Fed St. Louis Preço médio do dólar de jan/1989 até out/2016
  10. 10. Depois de um período de excesso de otimismo, projeções ficaram mais modestas, mas melhoram para inflação... Fonte: Boletim Focus – Banco Central Mediana – Agregado 2016 2017 14/11 1 mês antes 14/11 1 mês antes PIB (% do crescimento) -3,37 -3,19 1,13 1,30 IPCA 6,84 7,01 4,93 5,04 Taxa de Câmbio 3,22 3,25 3,40 3,40 Meta Taxa Selic 13,75 13,50 10,75 11,00
  11. 11. Mas, confiança dos empresários e consumidores sobre o futuro da economia do país melhorou nos últimos meses... Fonte: Fundação Getúlio Vargas (FGV) 60.0 70.0 80.0 90.0 100.0 110.0 120.0 Jan-11 Apr-11 Jul-11 Oct-11 Jan-12 Apr-12 Jul-12 Oct-12 Jan-13 Apr-13 Jul-13 Oct-13 Jan-14 Apr-14 Jul-14 Oct-14 Jan-15 Apr-15 Jul-15 Oct-15 Jan-16 Apr-16 Jul-16 Oct-16 Índice de Confiança - Expectativa Futura (FGV) Consumidor Indústria Comércio Serviços Construção
  12. 12. Indústria deve contrair 6,5% em 2016, e apresentar modesto crescimento em 2017 mantido câmbio mais competitivo... 0.3% 8.3% 2.8% 2.7% 5.9% 3.1% -7.1% 10.2% 0.4% -2.3% 2.1% -3.0% -8.3% -6.5% 0.6% 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Projeção 12 Taxas de variação do índice de produção física industrial (var. % acumulada no ano) Fonte: IBGE; (P) Projeções GO Associados
  13. 13. 9.2% 4.8% 6.2% 9.7% 9.1% 5.9% 10.9% 6.7% 8.4% 4.3% 2.2% -4.3% -6.0% 0.0% 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Vendas no Varejo Restrito (var. % acumulada no ano) Projeção Varejo cairá 6,0% em 2016, e deve se manter estável em 2017 com mercado de trabalho ainda deteriorado... 13 Fonte: IBGE; (P) Projeções GO Associados
  14. 14. ...taxa de desemprego deve crescer em ritmo menos intenso a partir de agora, mas continuará crescendo até o 3T de 2017... Fonte: PNAD/IBGE Previsão (Média do Ano) 2016: 11,4% 2017: 12,6% 11.9% 12.8% 6.0% 7.0% 8.0% 9.0% 10.0% 11.0% 12.0% 13.0% 14.0% Mar-12 Jun-12 Sep-12 Dec-12 Mar-13 Jun-13 Sep-13 Dec-13 Mar-14 Jun-14 Sep-14 Dec-14 Mar-15 Jun-15 Sep-15 Dec-15 Mar-16 Jun-16 Sep-16 Dec-16 Mar-17 Jun-17 Sep-17 Dec-17 Taxa de desemprego – Pnad/IBGE Original Dessazonalizado Original - projeção dessazonalizado - projeção
  15. 15. Brasil perderá cerca de 2,8 milhões de empregos formais em 2015/16, que deverão ser recuperados apenas em 2020... Fonte: CAGED/MTE Previsão 2016: - 1,35 milhão 2017: + 0,4 milhão Dec-14, 41,229 Dec-16, 38,398 Dec-20, 41,298 Dec-21, 42,227 36,000 37,000 38,000 39,000 40,000 41,000 42,000 43,000 Dec-12 Jun-13 Dec-13 Jun-14 Dec-14 Jun-15 Dec-15 Jun-16 Dec-16 Jun-17 Dec-17 Jun-18 Dec-18 Jun-19 Dec-19 Jun-20 Dec-20 Jun-21 Dec-21
  16. 16. Recessão econômica tem desacelerado a inflação e inflação de serviços... Fonte: IBGE. Elaboração: GO Associados 6.8% 6.7% 7.9% 5.0% 6.0% 7.0% 8.0% 9.0% 10.0% 11.0% 6.0% 6.5% 7.0% 7.5% 8.0% 8.5% 9.0% 9.5% 10.0% Dec-12 Feb-13 Apr-13 Jun-13 Aug-13 Oct-13 Dec-13 Feb-14 Apr-14 Jun-14 Aug-14 Oct-14 Dec-14 Feb-15 Apr-15 Jun-15 Aug-15 Oct-15 Dec-15 Feb-16 Apr-16 Jun-16 Aug-16 Oct-16 IPCA Serviços Serviços Serviço subjacente IPCA Previsão 2016: 6,8% 2017: 5,0%
  17. 17. Processo de desinflação e avanço das medidas fiscais levarão Banco Central a continuar reduzindo juros... 8.80% 10.80% 11.00% 7.30% 10.00% 11.75% 14.25% 13.50% 11.00% 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016P 2017P Taxa Selic para o Final do Período 17 Fonte: BACEN; (P) Projeções GO Associados Aumento da incerteza global e depreciação cambial podem limitar tamanho do ciclo de queda...
  18. 18. Aprovação da PEC de limitação de gastos e reforma da Previdência são cruciais para reverter crise fiscal... Fonte: Banco Central do Brasil Previsão 2016: -2,5% 2017: -2,2% -3.1% -4.0% -3.0% -2.0% -1.0% 0.0% 1.0% 2.0% 3.0% 4.0% 5.0% Nov-07 Mar-08 Jul-08 Nov-08 Mar-09 Jul-09 Nov-09 Mar-10 Jul-10 Nov-10 Mar-11 Jul-11 Nov-11 Mar-12 Jul-12 Nov-12 Mar-13 Jul-13 Nov-13 Mar-14 Jul-14 Nov-14 Mar-15 Jul-15 Nov-15 Mar-16 Jul-16 Resultado Primário (% PIB)
  19. 19. E conter a escalada de crescimento da dívida pública... 44.1 70.7 30.0 35.0 40.0 45.0 50.0 55.0 60.0 65.0 70.0 75.0 Dec-06 Jun-07 Dec-07 Jun-08 Dec-08 Jun-09 Dec-09 Jun-10 Dec-10 Jun-11 Dec-11 Jun-12 Dec-12 Jun-13 Dec-13 Jun-14 Dec-14 Jun-15 Dec-15 Jun-16 (%doPIB) Dívida Líquida do Setor Público (% PIB) - Total - Setor público consolidado - % Dívida bruta do governo geral (% PIB) - Metodologia utilizada a partir de 2008 - % 19 Fonte: Banco Central do Brasil Projeções: Dívida Líquida 2016: 44,3% do PIB 2017: 50,3% do PIB Dívida Bruta 2016: 72,4% do PIB 2017: 77,0% do PIB
  20. 20. Identidade do PIB ilustra a importância dos investimentos para o país voltar a crescer no curto prazo... 𝑃𝐼𝐵 = 𝐶 + 𝐼 + 𝐺 + 𝑋 − 𝑀 𝐶 = 𝑐𝑜𝑛𝑠𝑢𝑚𝑜 𝐼 = 𝑖𝑛𝑣𝑒𝑠𝑡𝑖𝑚𝑒𝑛𝑡𝑜 𝐺 = 𝑔𝑎𝑠𝑡𝑜𝑠 𝑑𝑜 𝑔𝑜𝑣𝑒𝑟𝑛𝑜 𝑋 − 𝑀 = 𝑏𝑎𝑙𝑎𝑛ç𝑎 𝑐𝑜𝑚𝑒𝑟𝑐𝑖𝑎𝑙 (𝑒𝑥𝑝𝑜𝑟𝑡𝑎çã𝑜 − 𝑖𝑚𝑝𝑜𝑟𝑡𝑎çã𝑜) ? Desemprego, altas taxas de juros e baixo poder de compra das famílias Ajuste fiscal Variável-chave para a recuperação da economia
  21. 21. Com Trump ou sem Trump, Brasil precisa fazer seu dever de casa! Ajuste Fiscal • PEC de limitação de gastos • Reforma da Previdência • Redimensionamento do Estado Investimento em infraestrutura • Concessões e PPPs • LEI Nº 13.334 – Cria o PPI • Lei das Agências Reguladoras Setor externo • Acordos comerciais • Redução do Custo Brasil
  22. 22. Como anda a PEC de gastos?...
  23. 23. 2. Investimento é a palavra chave para sair da recessão...
  24. 24. Investimento em infraestrutura (% do PIB) no Brasil nas últimas duas décadas foi bem inferior ao de outros emergentes... Brasil Índia China Mundo 2.20% 4.70% 8.50% 3.80% Fonte: McKinsey (estudo para o Anuário EXAME de Infraestrutura 2013-2014)
  25. 25. Brasil vem perdendo competitividade nos últimos anos... • Ranking Divulgado em Setembro pelo Fórum Econômico Mundial engloba diversos pilares: • Fatores Básicos • Infraestrutura • Instituições • Ambiente macroeconômico • Saúde e educação primária • Fatores de Eficiência de Mercado • Fatores de Inovação/Sofisticação [CELLRAN GE] [CELLRAN GE] [CELLRAN GE] [CELLRAN GE] [CELLRAN GE] 3.8 3.9 4 4.1 4.2 4.3 4.4 4.5 2012 2013 2014 2015 2016 Nota0-7 Posição no Ranking Global de Competitividade Amostra de 138 países Fonte: Fórum Econômico Mundial (2016)
  26. 26. Brasil não consegue fazer o básico: país está na zona de rebaixamento em qualidade de infraestrutura... Fonte: Fórum Econômico Mundial (2016) [CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE] [CELLRANGE][CELLRANGE] [CELLRANGE] [CELLRANGE] [CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE][CELLRANGE] [CELLRANGE][CELLRANGE] 0 1 2 3 4 5 6 7 Nota0-7
  27. 27. Saneamento está na zona de rebaixamento da terceira divisão... 83% 50% 41% 37% 99% 92% 86% 31% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% Atend c/ rede Água Total Atend c/ rede Esgotos Total Tratamento Perdas de Água na Distribuição Situação atual PLANSAB (2033) Fonte: PLANSAB e SNIS 2014 103 MILHÕES SEM COLETA DE ESGOTO 121 MILHÕES SEM TRATAMENTO DE ESGOTO
  28. 28. Brasil perde R$ 8 bilhões/ano por conta das perdas de água... 8 6.7 1.1 0.2 0 1 2 3 4 5 6 7 8 Cuto total das perdas Perdas aparentes Perdas físicas Consumo não autorizado 28 Fonte: SNIS. Elaboração GO Associados referente às perdas no faturamento.
  29. 29. Das 100 maiores cidades brasileiras... 53 tratam menos de 50% do esgoto produzido 50 perdem mais de 40% da água produzida 42 não apresentaram melhoras ou até aumentaram as suas perdas entre 2013 e 2014 Fonte: Instituto Trata Brasil e SNIS 2014. 37 coletam menos de 50% do esgoto gerado
  30. 30. Total de rodovias 1.720.756 km Rodovias pavimentadas 211.468 km 12,3% Rodovias federais 64.895 km 30,7% Rodovias estaduais 119.747 km 56,6% Rodovias municipais 26.826 km 12,7% Rodovias não pavimentadas 1.351.979 km 78,6% Rodovias planejadas 157.309 km 9,1% Fonte: Pesquisa CNT de Rodovias – Relatório Gerencial - 2016 Quase 80% da malha rodoviária brasileira não é pavimentada...
  31. 31. Má distribuição geográfica e questões regulatórias são exemplos de gargalos estruturais no transporte aéreo... Fonte: Agenda 2020 - ABEAR Questões regulatórias ainda em aberto: • Jornada de trabalho dos aeronautas: entre as mais baixas do mundo, gerando maiores custos para as empresas aéreas e ineficiência • Participação do capital estrangeiro: Teto de 20% de capital estrangeiro limita a capacidade de investimento
  32. 32. Gargalo logístico está na finalização do asfalto da BR 163 e na construção da Ferrogrão... Fonte: Fabiano Mezadre Pompermayer Com investimentos privados já realizados em terminais hidroviários, barcaças e terminais de embarque de grãos, o gargalo logístico está na finalização do asfalto da BR 163 até Miritituba, bem como na construção da Ferrogrão corredor norte
  33. 33. Não faltam problemas nos terminais portuários brasileiros... • Burocracia • Portos saturados • Infraestrutura de acesso rodoviário e ferroviário • Custos portuários: manuseio da carga, documentação e alto tempo de espera do navio - sobrestadia • Deficiência na armazenagem • Morosidade na análise, liberação e autorização do setor público Fonte: Pesquisa realizada pelo Instituto (ILOS, 2012). Foto: Adriano Lima/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Veículos parados na Rodovia Anchieta, rumo ao porto de Santos – 2013
  34. 34. Custo Brasil limita competitividade do país... 34 Brasil EUA Região de Origem Norte/MT Porto de Santos Sul/GO Porto de Santos Centro Norte/ PR Porto de Paranaguá Minneapolis/MN Davenport/IA Total Transporte 164,42 102,73 79,65 90,52 79,89 Frete Terrestre 127,77 66,08 42,36 46,01 35,38 Frete Marítimo (Longo Curso) 36,65 36,65 37,29 23,13 23,3 Frete Fluvial 0 0 0 21,38 21,38 Valor na Fazenda 416,62 417,65 440,47 438,47 449,5 Custo Total 581,04 520,38 520,12 528,99 529,39 Participação do Transporte no Custo Total 28,3 % 19,7 % 15,3 % 17,1 % 15, 1 % Custo de exportação de soja para a Alemanha (Hamburgo) US$/ton
  35. 35. Vários setores têm adotado parcerias com o setor privado... Número de PPPs e Concessões por setor – 06/2014 a 11/2016 20 3 5 5 1 2 3 1 0 3 2 1 2 1 2 1 0 1 0 0 1 0 0 0 25 30 16 10 5 7 5 6 7 2 3 1 1 0 1 1 1 1 2 1 0 0 2 1 27 16 7 6 5 1 2 2 1 3 1 3 2 4 0 1 1 0 0 1 1 2 0 00 10 20 30 40 50 60 70 80 Parceria Contratada Parceria em Estruturação Intenção de Parceria
  36. 36. Aumento de parcerias indica uma revolução silenciosa nos Estados e Municípios... 36 Fonte: Diário Oficial da União e diversos diários oficiais de Estados e Municípios. Elaboração GO Associados. Número de Parcerias Público-Privadas (PPPs) e Concessões por Unidade da Federação (UF) - 06/2014 a 11/2016 18 12 3 3 1 3 4 1 1 1 0 1 3 0 0 1 0 0 0 0 2 0 0 36 23 15 7 9 5 3 4 3 1 1 4 1 3 5 1 2 0 1 1 1 1 1 12 11 7 10 3 3 3 4 5 5 5 1 1 2 0 3 3 3 2 2 0 1 00 10 20 30 40 50 60 70 Parceria Contratada Parceria em Estruturação Intenção de Parceria Municipal 84% Estadual 13% Federal 1% Distrital 2% Proporção de ocorrências de acordo com a esfera de governo
  37. 37. 3. Perspectivas para 2017...
  38. 38. Há uma luz no fim do túnel? Ou é um trem vindo em nossa direção?...
  39. 39. PPI é fundamental para reaquecer a economia... Investimentos Considerados R$187 bi 2,7 mi R$19,4 bi R$28,7 bi PIB Emprego Arrecadação Salários • Rodovias: R$ 6,3 bi • Ferrovias: R$ 17,15 bi • Aeroportos: R$ 8,4 bi • Portos: R$ 1 bi • Saneamento: R$ 25,8 bi • Energia: R$ 8,3 biMetodologia Insumo-Produto - IBGE R$ 67 bi
  40. 40. Governo anunciou concessões em diversos setores... Aeroportos •Aeroporto de Porto Alegre •Aeroporto de Salvador •Aeroporto de Florianópolis •Aeroporto de Fortaleza Portos •Terminais de combustíveis de Santarém (STM 04 e 05) •Terminal de trigo do Rio de Janeiro Rodovias •BR 364/365/GO/MG •(Jataí/Uberlândia); •BR 101/116/290/ 386/RS •Compreendendo trechos da divisa SC/RS até Osório, de Porto Alegre até Camaquã e de Porto Alegre até Carazinho Ferrovias •EF-151 SP/MG/GO/TO (Norte-Sul) •Trecho entre Porto Nacional e Estrela D'Oeste •EF-170 MT/PA (Ferrogrão) •Trecho entre Sinop e Miritituba •EF-334/BA (Fiol) •Trecho entre Ilhéus/BA e Caetité/BA Petróleo e Gás •4ª rodada de licitações de campos marginais de petróleo e gás natural (campos terrestres) sob o regime de concessão •14ª rodada de licitações de blocos exploratórios de petróleo e gás natural sob o regime de concessão (pré-sal) •2ª rodada de licitações sob o regime de partilha de produção (Petróleo - áreas unitizáveis)
  41. 41. Retomada das privatizações foi uma das principais novidades do PPI... Mineração •Ativos da Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais (CPRM) •a) fosfato de Miriri, nos Estados de Pernambuco e da Paraíba; •b) cobre, chumbo e zinco de Palmeirópolis, no Estado de Tocantins; •c) carvão de Candiota, no Estado do Rio Grande do Sul; e •d) cobre de Bom Jardim de Goiás, no Estado de Goiás. Energia •Amazonas Distribuidora de Energia S.A •Boa Vista Energia S.A •Companhia de Eletricidade do Acre •Companhia Energética de Alagoas •Companhia Energética do Piaui •Centrais Elétricas de Rondônia S.A •Usinas Hidrelétricas •a) Usina Hidrelétrica de Volta Grande; •b) Usina Hidrelétrica de Miranda; •c) Usina Hidrelétrica São Simão; •d) Usina Hidrelétrica de Pery; e •e) Usina Hidrelétrica de Agro Trafo; Saneamento •Distribuição de água, coleta e tratamento de esgoto (CEDAE) •Ditribuição de água, coleta e tratamento de esgoto (CAERD) •Distribuição de água, coleta e tratamento de esgoto (COSANPA)
  42. 42. Aeroportos: previsão para realização dos leilões no 1° semestre de 2017... • Concessão dos aeroportos de Porto Alegre, Salvador, Florianópolis e Fortaleza não deve repetir fórmula das concessões de Guarulhos, Galeão, Brasília e Campinas • Governo deve contornar a caducidade dos contratos anteriores ; ideia é que a indenização da quebra de contrato seja paga pelos novos entrantes, possível solução para Guarulhos e Viracopos. Players internacionais continuarão operando • Infraero não será mais acionista da concessionária: maior liberdade para a gestão da concessão e redução da necessidade de aportes de capital do Governo Superestimação de receitas assessórias Elevadas outorgas e dificuldade no pagamento Vista aérea do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo – Outubro de 2014 Fonte: “Infraestrutura e Governo – PPI e o plano de privatizações e concessões”, Fernando S. Marcato – Jornal JOTA. Foto: Shutterstock • Cuidados:
  43. 43. Governo reduz outorga e aumenta investimentos para aeroportos... • No novo modelo adotado PPI, o vencedor deverá pagar à vista 25% da outorga e o ágio. Com a concentração dos desembolsos no início, os valores caíram • O governo reduziu em 29% o valor combinado das outorgas mínimas do leilão dos quatro aeroportos, de R$ 4,11 bilhões para R$ 2,91 bilhões • Salvador caiu de R$ 1,49 bilhão para R$ 1,187 bilhão; Porto Alegre saiu de R$ 729 milhões para R$ 122 milhões; Florianópolis, de R$ 329 milhões para R$ 211 milhões; e Fortaleza, de R$ 1,563 bilhão para R$ 1,39 bilhão • Investimentos aumentaram R$ 500 milhões (total R$ 6,5 bilhões) Fonte: Valor Econômico.
  44. 44. Ferrovias: previsão para realização dos leilões no 2° semestre de 2017... Fonte: “Infraestrutura e Governo – PPI e o plano de privatizações e concessões”, Fernando S. Marcato – Jornal JOTA. Foto: Correio24horas Ferrovia Norte-Sul (SP/MG/GO/TO): trecho a ser concedido já está concluído e, portanto, requer volume menor de investimentos Ferrogrão (MT/PA): deve ocorrer sem maiores dificuldades Ferrovia Fiol (BA): gera maior insegurança pois não há um porto para escoar a carga transportada Trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) – Março de 2014
  45. 45. Portos: previsão para realização dos leilões no 2° semestre de 2017... Fonte: “Infraestrutura e Governo – PPI e o plano de privatizações e concessões”, Fernando S. Marcato – Jornal JOTA. Foto: Shutterstock • Leilão dos terminais de combustível de Santarém e de trigo do Rio de Janeiro deve ser realizado dentro do modelo da nova lei dos portos • Governo Dilma tentou em junho leiloar o porto de Bacarena no Pará, sem sucesso • Setor deve encontrar maior dificuldade na execução dos projetos Mudanças de expectativas da economia e maior diálogo com os interessados devem estimular a concorrência nesses leilões Navio e guindastes no porto de Santarém (PA)
  46. 46. Rodovias: previsão para realização dos leilões no segundo semestre de 2017... Fonte: “Infraestrutura e Governo – PPI e o plano de privatizações e concessões”, Fernando S. Marcato – Jornal JOTA. Foto: Shutterstock Concessões das Rodovias BR-364/365 (GO/MG) e BR-101/116/290/386 (RS) Rodovia na Chapada dos Veadeiros, Goiás Dois cuidados na modelagem dos projetos: 1. Simplificação do modelo de regulação: mudanças tecnológicas não são tão relevantes para o setor 2. Modular as concessões: concessões de vários trechos em diferentes lotes a fim de aumentar a concorrência • Governo preocupado com retornos adequados e investimentos a serem realizados é positivo • Direct Agreement (SP) poderia dar mais segurança aos projetos
  47. 47. Energia: previsão de realização dos leilões no 2° semestre de 2017... Fonte: “Infraestrutura e Governo – PPI e o plano de privatizações e concessões”, Fernando S. Marcato – Jornal JOTA. Exemplo a ser seguido: Cemar – distribuidora elétrica do Maranhão privatizada em 2004, apresenta bons resultados Exemplo a ser evitado: Celg – Distribuidora Dificuldades na realização do leilão • Intenção de privatizar: Amazonas Distribuidora de Energia; Boa Vista Energia, Cia. de Eletricidade do Acre, Cia. Energética de Alagoas, Cia. de Energia do Piauí e Centrais Elétricas de Rondônia • Grupo Eletrobrás: altos índices de perdas, furtos de energia e infraestrutura bastante precária
  48. 48. Saneamento: previsão para realização dos leilões no 1° semestre de 2018... Fonte: “Infraestrutura e Governo – PPI e o plano de privatizações e concessões”, Fernando S. Marcato – Jornal JOTA. Cedae (RJ) 30,8% 51,3% Cosanpa (PA) 1% 41,5% Caerd (RO) 0% 58,2% Tratamento de esgoto Coleta de esgoto • BNDES pretende auxiliar os Estados do Rio de Janeiro, Pará e Rondônia a privatizar suas empresas de saneamento... Dificuldades: tamanho da empresa e resistências de diversos setores à sua privatização
  49. 49. Aumento da participação privada no setor de saneamento... • O novo quadro regulamentar (2007) criou condições importantes para a participação privada • A sociedade está exigindo mais investimentos em saneamento devido à baixa cobertura de esgoto (49%), alta ineficiência (39% de índice de perda de água) e à recente seca na Região Sudeste • Empresas municipais e estaduais ineficientes com baixa capacidade de investimento não farão o que a sociedade está exigindo • A restrição fiscal reduziu a capacidade dos Estados e Municípios para financiar suas empresas de Água e Saneamento • As epidemias aumentaram a consciência sobre a importância do saneamento
  50. 50. Odebrecht Ambiental Águas do Brasil AEGEA CAB Ambiental 95 Municípios 15 Municípios 45 Municípios 18 Municípios 50 Já há empresas privadas com atuação em diferentes regiões...
  51. 51. Saneamento tem participação importante no PPI... R$65,2 bi 607,6 mi R$9,7 bi R$8,7 bi PIB Emprego Arrecadação Salários Metodologia Insumo-Produto - IBGE R$ 25,8 bi Companhia Água Esgoto Total Cosanpa (PA) R$ 3,6 R$ 4,9 R$ 8,5 Cedae (RJ) R$ 2,1 R$ 8,0 R$ 10,1 Caerd (RO) R$ 0,9 R$ 1,2 R$ 2,1 Total 2011-2030 R$ 6,6 R$ 14,1 R$ 20,7 Valor total corrigido para 2015 R$ 25,81 Investimentos Considerados
  52. 52. São inúmeros os exemplos de vacância nas diretorias... ANAC ficou 5 meses sem quórum na Diretoria no Governo Lula ANA ficou os anos de 2003 e 2004 (até outubro) sem 3 dos 5 diretores ANTAQ ficou 5 meses sem nenhum diretor no ano de 2006 ANTT ficou 22 meses sem 3 dos 5 diretores
  53. 53. Agências reguladoras precisam de autonomia e corpo técnico competente... • Perfil de uma agência reguladora independente: • Participação do Congresso na indicação dos diretores da agência • Conhecimento teórico dos diretores exigidos por Lei • Mandato longo para os diretores • Autonomia orçamentária • Transparência
  54. 54. Lei das Agências Reguladoras (PLS 52/2013) resolve parte dos problemas... • Projeto unifica as regras sobre gestão, poder e controle social das agências • Visa uma maior autonomia e independência das agências • Exige a apresentação anual de uma prestação de contas ao Congresso por parte das agências • Contratos de gestão: metas, mecanismos, fontes de custeio e resultados das ações regulatórias e fiscalizatórias das autarquias Relator atual: Simone Tebet 19/10/2016 - CEDN - Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional Ação: Matéria não apreciada nesta data em virtude do cancelamento da reunião da Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional
  55. 55. O diabo está nos detalhes... • Como fortalecer as agências regulatórias? • Como ampliar financiamento privado? • Como introduzir Project Finance? • Como assegurar maior participação de pequenas e médias?
  56. 56. O que esperar de 2017... * Projeções da pesquisa Focus do Banco Central da última segunda-feira (14/11) Projeções para 2017 Mercado* GO Associados PIB (% do crescimento) 1,13% 1,0% IPCA (final do período) 4,93% 5,0% Câmbio (final do período) R$ 3,40 R$ 3,50 Meta da taxa Selic 10,75 a.a. 10,50 a.a.
  57. 57. Reunião Anual do FMI na Suíça 17 a 20/01 01/02 Escolha do novo presidente do Senado e da Câmara dos Deputados no Brasil Eleições presidenciais na Alemanha* 12/02 23/04 Eleições presidenciais na França – 1º turno Eleições presidenciais na França – 2º turno 07/05 Reunião Anual do Banco Mundial e do FMI, nos EUA 13 a 15/10 *Cargo de presidente na Alemanha é essencialmente cerimonial, mas cause impactos importantes no Gabinete do (a) Chanceler ** O Chanceler eleito assume dia 22 de novembro. As eleições devem ocorrer 2 meses antes. Elaboração: GO Associados Por volta do dia 20/09** Eleições federais para Chanceler na Alemanha 11 a 14/12 Reunião Ministerial da OMC, na Argentina A agenda para 2017... Reforma da Previdência 1º semestre Reforma Trabalhista 2º semestre Operação Lava Jato Previsão para fechamento do acordo comercial UE/Mercosul Final do ano
  58. 58. Relembrando os três pontos... 1 • Recuperação da atividade econômica será lenta... 2 • Investimento é a palavra chave para sair da recessão... 3 • Perspectivas para a economia em 2017...
  59. 59. Muito obrigado e Feliz 2017! Email: gesner@goassociados.com.br pedro@goassociados.com.br fsmarcato@goassociados.com.br luiz.castelli@goassociados.com.br rafael.oliveira@goassociados.com.br Endereço – São Paulo (SP) Av. Brigadeiro Faria Lima, 2081, 3° andar Jardim Paulistano CEP: 01452000 Endereço – Maceió (AL) Rua Estudante Norberto Juazeiro de Farias, 193, Loteamento Stella Maris, Jatiúca CEP: 57.036-780 Twitter: gesner_oliveira @fsmarcato @alvarojmenezesc Telefone: São Paulo (SP) – (11) 3030-6676 Maceió (AL) – (82) 3028-4049 Site: www.goassociados.com.br Blog: http://goassociados.blogspot.com.br

×