GOVERNO LULA  E A CRISE INTERNACIONAL
O QUE FOI FEITO ANTES
PLANEJAMENTO Desenvolver o país de forma sustentável, promovendo o crescimento econômico com inclusão social, buscando con...
CRESCIMENTO Governo Lula: 4,1% ao ano Governo FHC: 2,1% ao ano
AUMENTO DE RESERVAS Aumento do comércio exterior Aumento de nossas reservas: hoje US$ 210 bi Pagamento da dívida com o FMI...
POLÍTICA FISCAL Redução da dívida interna:  de 56% do PIB para 36%
INFLAÇÃO Controle rigoroso dentro da meta Política de valorização do salário mínimo Programas de transferência de renda Au...
MERCADO INTERNO: A APOSTA Mercado interno foi o principal fator  para contrabalançar a crise externa
SALÁRIO MÍNIMO Hoje, o salário mínimo equivale a quase  duas cestas básicas do DIEESE-SP Em 2002, equivalia a uma
CRÉDITO Aumento do volume de crédito  na economia. Em 2002, o total de crédito  no mercado era de 22% do PIB. Hoje é de 43%.
A NOVA CLASSE MÉDIA 20 milhões de pessoas migraram das classes  D e E (de consumo) para a classe C.
JUROS Redução dos juros Casa própria: era 10,2% a.a, hoje é de 8,6% a.a Financiamento para caminhões,  máquinas e equipame...
INVESTIMENTOS PÚBLICOS Os investimentos públicos cresceram  de 1,7% para 3,7% do PIB com  os financiamentos do BNDES
REDUÇÃO DA POBREZA Com os programas sociais, o governo  reduziu a pobreza e a desigualdade.  Em 2002, o percentual de indi...
EDUCAÇÃO Aumento expressivo dos investimentos em educação: Criação do FUNDEB  (extendido para educação infantil e ensino m...
A CRISE A crise internacional começou a atingir  o Brasil a partir do 3º trimestre de 2008 Primeiramente, com a redução de...
O QUE FOI FEITO PARA  ENFRENTAR A CRISE Diante desse novo ambiente, o governo adotou  medidas para reverter os efeitos da ...
RESULTADOS A resposta rápida e eficiente tem permitido que  a economia brasileira apresente melhores resultados e  a socie...
MUITO OBRIGADO. GLEISI HOFFMANN
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Governo Lula e a Crise

3.793 visualizações

Publicada em

Análise do Governo Lula sob a ótica econômica e como está conseguindo enfrentar a Crise mundial.

Publicada em: Economia e finanças
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.793
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Governo Lula e a Crise

  1. 1. GOVERNO LULA E A CRISE INTERNACIONAL
  2. 2. O QUE FOI FEITO ANTES
  3. 3. PLANEJAMENTO Desenvolver o país de forma sustentável, promovendo o crescimento econômico com inclusão social, buscando constituir um mercado de consumo de massa Desenvolvimento com inclusão social e educação de qualidade
  4. 4. CRESCIMENTO Governo Lula: 4,1% ao ano Governo FHC: 2,1% ao ano
  5. 5. AUMENTO DE RESERVAS Aumento do comércio exterior Aumento de nossas reservas: hoje US$ 210 bi Pagamento da dívida com o FMI e com o Clube de Paris
  6. 6. POLÍTICA FISCAL Redução da dívida interna: de 56% do PIB para 36%
  7. 7. INFLAÇÃO Controle rigoroso dentro da meta Política de valorização do salário mínimo Programas de transferência de renda Aumento do poder aquisitivo das famílias mais pobres (a renda dos 10% mais pobres cresce 7 vezes mais do que a dos mais ricos)
  8. 8. MERCADO INTERNO: A APOSTA Mercado interno foi o principal fator para contrabalançar a crise externa
  9. 9. SALÁRIO MÍNIMO Hoje, o salário mínimo equivale a quase duas cestas básicas do DIEESE-SP Em 2002, equivalia a uma
  10. 10. CRÉDITO Aumento do volume de crédito na economia. Em 2002, o total de crédito no mercado era de 22% do PIB. Hoje é de 43%.
  11. 11. A NOVA CLASSE MÉDIA 20 milhões de pessoas migraram das classes D e E (de consumo) para a classe C.
  12. 12. JUROS Redução dos juros Casa própria: era 10,2% a.a, hoje é de 8,6% a.a Financiamento para caminhões, máquinas e equipamentos: 4,5% a.a
  13. 13. INVESTIMENTOS PÚBLICOS Os investimentos públicos cresceram de 1,7% para 3,7% do PIB com os financiamentos do BNDES
  14. 14. REDUÇÃO DA POBREZA Com os programas sociais, o governo reduziu a pobreza e a desigualdade. Em 2002, o percentual de indivíduos na extrema pobreza era de 13%. No final de 2007, caiu para 7,9%.
  15. 15. EDUCAÇÃO Aumento expressivo dos investimentos em educação: Criação do FUNDEB (extendido para educação infantil e ensino médio); Criação do PROUNI, que já tem 400 mil bolsistas; Aplicação do ensino técnico de nível médio e superior, com a criação de 214 novas escolas técnicas; Ampliação do ensino superior público federal. Duplicaram o número de vagas entre 2003 e 2009; Duplicado o número de bolsistas da Capes e do CNPQ, aumentando o valor das bolsas pagas.
  16. 16. A CRISE A crise internacional começou a atingir o Brasil a partir do 3º trimestre de 2008 Primeiramente, com a redução de linhas de crédito que afetaram o setor produtivo e o consumo das famílias Depois, com a queda da demanda e dos preços de nossas exportações, resultando em redução da atividade econômica
  17. 17. O QUE FOI FEITO PARA ENFRENTAR A CRISE Diante desse novo ambiente, o governo adotou medidas para reverter os efeitos da crise sobre: a disponibilidade de crédito dos bancos, o capital de giro das empresas e agricultores, a capacidade de consumo das famílias e o investimento na construção civil
  18. 18. RESULTADOS A resposta rápida e eficiente tem permitido que a economia brasileira apresente melhores resultados e a sociedade sofra menor impacto que a de outros países.
  19. 19. MUITO OBRIGADO. GLEISI HOFFMANN

×