A Era Vargas

733 visualizações

Publicada em

Governos de Vargas

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
733
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
279
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Era Vargas

  1. 1. A Era Vargas - A Revolução de 1930 e a chegada da Aliança Liberal ao poder colocou fim a política café com leite e gerou uma grande expectativa ao novo governo.
  2. 2. Grupos que apoiaram a Aliança Liberal e sua razões:  Oligarquias dissidentes: - maior participação política sem mudanças profundas.  Burguesia industrial: - maiores investimentos e controle dos operários.  Classes médias e tenentes:- defendiam o fim da corrupção com a economia menos dependente  Operários: - melhores condições de vida e trabalho além de participação
  3. 3. 1930: Revolução ou simples troca de elites no poder?  Os que defendiam um movimento revolucionário e argumentavam o fim das oligarquias. O atendimento parcialmente de todos os grupos.  Os que defendiam que o movimento não passou de uma troca de elites no poder.
  4. 4. Getúlio, qual deles? Governo provisório 1930- 1934  Criação do Ministério do Trabalho  Leis trabalhistas  Revolução Constitucionalista de 32
  5. 5. Governo constitucional (1934- 1937)  Promulgação da constituição de 1934  Eleições diretas para câmaras de vereadores, assembleias, câmara e senado federal;  O voto secreto e feminino;  Ensino primário gratuito e obrigatório;  Proibição das diferenças salariais por sexo, idade estado civil e nacionalidade;  Eleição indireta de Vargas como presidente até 1938 quando seriam realizadas novas eleições.
  6. 6. Estado Novo (1937-1945)  Imposição da ditadura de Vargas:  Nova constituição em 1937, suspende direitos individuais e lhe dá plenos poderes. Perseguição aos opositores.  Criação do DIP  Rompimento com o Eixo e entrada na segunda guerra ao lado dos Aliados  Unificação das Leis Trabalhistas  Deposição de Vargas após o fim da 2º G. M., não resistiu as pressões internas por democracia. Derrota do facismo.
  7. 7. Governo eleito (1951-1954)  Eleição de Vargas para a Presidência  Caráter nacionalista e popular  Criação da Petrobras (“O petróleo é nosso”)  Denuncias de corrupção e atentados dos opositores  Rumores que haveria um golpe militar contra Vargas, o suicídio e a posse de seu vice Café Filho.
  8. 8. A política na Era Vargas: populismo  Populismo – o governante estabelece uma relação direta e emocional com as massas e procura atender as necessidades de maneira paternalista.  Procurou controlar a maior parte das organizações popular impedindo mudanças profundas : - Fed. Brasileira para o progresso Feminino, Liga Eleitoral Católica, escolas de samba do RJ.
  9. 9.  Vargas apresentava reivindicações dos trabalhadores como se fosse suas e o DIP se encarregava de noticiar as “realizações do governo” e ficando conhecido como “pai dos pobres”  (as elites se sentiam atendidas pois o povo era mantido sob controle “mãe dos ricos”)  Rádio, capa de cartilhas e jornais  População proibida de se organizar  Perseguição aos opositores
  10. 10.  AIB (Ação Integralista Brasileira) fascistas  Líder : Plínio Salgado. Apoiavam Vargas pois eram autoritaristas;  ANL (Aliança Nacional Libertadora), era um grupo de esquerda, foi o primeiro grupo de esquerda do Brasil  Líder : Luís Carlos Prestes  Vargas ordena seu fechamento a ANL trona-se ilegal
  11. 11. Plano Cohen  Vargas não poderia concorrer as eleições de 1937 então forja um suposto plano subversivo colocando a culpa nos comunistas usando-o como justificativa para implantar uma ditadura.  No Estado Novo Vargas governa como ditador fecha o congresso e redige uma nova Constituição lhe concedendo plenos poderes.
  12. 12. Populismo e Ditadura x cidadania e democracia  Um governo democrático:  Existência de leis e judiciário independente  Leis elaboradas por representantes de grupos sociais  Governantes eleitos pelo povo e que respeitem as leis  Cidadãos participantes da política
  13. 13. Constituição  Conjunto de leis de um país ( todos tem que cumpri-la)  O sistema político baseado em leis é chamado de Estado de Direito  Populismo desrespeita a cidadania, pois nele a população não atua como sujeito e sim como beneficiária das ações do governo.
  14. 14. A economia na Era Vargas: industrialização subsidiada pelo Estado  Industrialização como prioridade  Café após 1930 ainda era importante e o governo queima o excedente no entanto durante o governo, os cafeicultores tiveram que arcar com os prejuízos e foram impedidos de fazer novos plantios.  Criação de institutos para cuidar de diversos produtos no entanto a industrialização recebeu um discurso nacionalista.
  15. 15. Industrialização na Era Vargas  Infraestrutura – estradas e ferrovias  Industria de base – produção de matéria prima  Petrobras 1953, Companhia Vale do Rio Doce 1942, Companhia Siderúrgica Nacional 1941  Bens de capital e de consumo – maquinas e equipamentos  Intervenção Estatal
  16. 16. O Segundo Mandato: 1951-1954  Em 1950, Vargas voltou ao poder através de eleições democráticas. Neste governo continuou com uma política nacionalista. Criou a campanha do " Petróleo é Nosso" que resultaria na criação da Petrobrás.
  17. 17. O suicídio de Vargas:  Em agosto de 1954, Vargas suicidou-se no Palácio do Catete com um tiro no peito. Deixou uma carta testamento com uma frase que entrou para a história : "Deixo a vida para entrar na História." Até hoje o suicídio de Vargas gera polêmicas. O que sabemos é que seus últimos dias de governo foram marcados por forte pressão política por parte da imprensa e dos militares. A situação econômica do país não era positiva o que gerava muito descontentamento entre a população.

×