Valorizando desempenhos

379 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
379
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Valorizando desempenhos

  1. 1. ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE URUAÇUESCOLA MUNICIPAL FELICIANO CUSTÓDIO DE FREITAS URUAÇU-GO VALORIZANDO DESEMPENHOS Uruaçu,Março de 2011
  2. 2. IDENTIFICAÇÃO:1.Unidade escolar: Escola municipal Feliciano Custódio de Freitas Endereço: Rua Brasilia setor Santana Telefone: (62) 3357-3960 Cidade: Uruaçu – GO2.Tema:3.Título:Valorizando desempenhos4.Área de conhecimento:•Língua Portuguesa•Matemática•História•Geografia•Educação Artísitica•Ensino Religioso•Ciências•Educação Física5.Duração:Março à junho – 1ª etapaAgosto – Dezembro – 2ª etapa6.Elaboração:•Divina Aparecida Goularte Matos•Gizelda Rodrigues de Araújo7.Colaboração:•Maria de Fátima Alves de Oliveira•Sonita Rodrigues dos Santos Reis8.Equipe de execução:•Turno matutino•turno vespertino9.Público alvo:Alunos do Pré -escola ao 5º ano do Ensino Fundamental
  3. 3. 10.Recuros Humanos:•Professores•alunos•funcionários•diretor•secretário APRESENTAÇÃO O presente projeto tem como propósito valorizar o desempenho dosalunos, pagando -lhes o preço de cada conquista realizada, a qual já forapreviamente tabelada. No decorrer da execução do mesmo, o professordeve elaborar projetos de atividades afim de fazer uma intervenção nasdificuldades apresentadas pelos alunos mediante determinados conteúdos epropiciando-lhes uma aprendizagem contextualizada, interdisciplinar eportanto significativa. Partindo do princípio de que o aluno já tem seu próprioconhecimento , o que denominamos de conhecimento prévio, torna-semais fácil ensinar a partir do que ele já conhece, pois assim a assimilaçãodo novo fica mais simples. Em contrapartida, quando o aluno está focado em aprender, e esseaprender faz sentido em sua vida, não sobra tempo para a indisciplina, aqual atrapalha em muito o processo de ensino -aprendizagem.
  4. 4. JUSTIFICATIVA Sabemos que a reforma educativa tem como missão não somente aordenação do sistema educativo , mas também a oferta de conteúdos emetodologias de aprendizagem , o que nos faz perceber que é necessáriouma profunda reforma de conteúdos e métodos. Conhecendo a realidade de nossa Escola e vendo que há deficiênciade aprendizagem em alguns níveis de ensino, onde se percebe o totaldesinteresse pela aprendizagem e a descrença em querer participar einteragir com o grupo, é que , resolvemos, mediante esse contexto, fazerum intervenção educativa, na qual , não somente abranja o saber, mastambém o saber fazer, não tanto o aprender, como o aprender a aparender. Mas, para que os rumos dessa intervenção educativa incorporem emsua trajetória, é necessário um conjunto de ações legais que promovam aaprendizagem e desperte no aluno a vontade e o gosto de querer aprender. Então , partimos do princípio de que a ação educativa estácondicionada ao nível de desenvolvimento dos alunos, o qual deve ser asomatória de seu conhecimento prévio e o que se ensina naescola,entendendo dessa forma , que o aluno aprende o novo a partir dovelho, isto é, apreende um novo conhecimento a partir do que já conheciaa respeito deste. Isso constitui uma aprendizagem significativa, e para ampliar emodificar as estruturas do aluno , necessário se faz que o professorprovoque discordâncias, conflitos cognitivos, desequilibrando as estruturasdo aluno afim de que este reconstrua a aprendizagem. Para isso énecessário que a apredizagem não seja excessivamente simples, o queprovocaria a frustação e a rejeição(PIAGET) Sabendo que , para que ocorra a aprendizagem vários fatores sefazem presentes , não podemos descartar a participação, a integração com
  5. 5. o outro e os grupos, o respeito, a disciplina e a responsabilidade . Paratanto , achamos viável integrar a esse projeto , os valores de vida OBJETIVO GERAL Resgatar no educando o gosto pela aprendizagem a partir de jogos ebrincadeiras e desenvolver neles o compromisso na execução de suasatividades,a integração com o grupo, assiduidade e a disciplina.
  6. 6. OBJETIVOS ESPECÍFICOS•Promover a divulgação do projeto para despertar o interesse dos alunosem participar.•Trabalhar os valores humanos afim de enculcar nos alunos o respeito pelooutro, o amor e a disciplina.•Trabalhar os conteúdos de forma interdisciplinar e contextualizada.•Valorizar o conhecimento prévio do aluno , usando como base para onovo conhecimento.•Estabelecer momentos de aprendizagem através de jogos e brincadeiras.•Favorecer uma aprendizagem significativa.•Aplicar o contrato didático afim de obter disciplina e consequentemente aaprendizagem.•Elaborar projetos de atividades , utilizando-se da sequencia didática .•Premiar os alunos conforme desempenho•Estabelecer proposta de ensino-aprendizagem
  7. 7. PROCEDIMENTO METODOLÓGICO•Reunião para apresentação•Divulgação do projeto•Envolvimento da comunidade escolar na abertura do projeto•Organização de palestras•Executar projetos de atividades referenes aos conteúdos de matemática,português, ciências e outras disciplinas.•Realização de debates e troca de informações•Observação no desempenho dos alunos quanto a aprendizagem dosconteúdos vistos no período proposto•Observação da mudança de atitude nos alunos•Confecção de cartazes e murais•Produção de textos, poesias, paródias, histórias em quadrinhos, resoluçãode situações probelmas, etc•Distribuição de cédulas e moedas simbólicas diariamente para cadaobjetivo alcançado:➔R$ 0,10 ( dez centavos): pontualidade➔R$ 0,15 (quinze centavos) : Assiduidade➔R$ 0,25 ( vinte e cinco centavos) : Interação com o grupo➔R$ 0,50 (cinquenta centavos) : tarefa de casa pronta
  8. 8. ➔R$ 0,75 ( setenta e cinco centavos) : Participação durante as aulas➔R$ 1,00 ( Um real) : Execução dos exercícios propostos( consiste ementendimento do conteúdo , facilidade de reproduzir e ajudar o colega)•doação de materiais escolares pelos professores e comunidade, comolápis, borracha, lapiseira, canetas, canetinhas, diários, livrinhos de história.•Doação de brinquedos e enfeites,como: xuxinhas, diademas, bonequinhaspequenas, bolas, carrinhos pequenos, presilhas de cabelo,etc.•Doação de produtos comestíveis como: bolos, tortas, salgadinhos,docinhos, refrigerantes, picolés, geladins, pipocas, etc.•Elaboração do diário de bordo.•Exposição dos produtos em uma feirinha no final do projeto para que osalunos possam gastar seu dinheiro adquirindo produtos da feirinha. RECURSOS:✔Palestrantes✔projetos de atividades de matemática e português✔vídeos✔internet✔atividades impressas✔jogos✔material dourado✔brincadeiras✔cédulas e moedas (impressos)✔produtos da feirinha✔textos diversos
  9. 9. AVALIAÇÃO A avaliação será feita mediante o desempenho dos alunos no tocane aaprendizagem significativa dos conteúdos ora propostos.Será contínua eprogressiva. Também será avaliado o comportamento no sentido de disciplina dosmesmos durante a execução do projeto .
  10. 10. CRONOGRAMAMeses abertura Palestras e Diagnose Execução de Avaliação informa- da projetos de e encerra- ções turma atividades mento e intervençãoMarço x x x x xabril x xMaio x x xJunho x X x

×