Vídeo aula 6

725 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
725
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vídeo aula 6

  1. 1. Vídeo-aula 6:“Temas Transversais em Educação” Por: Veronica Perazolli
  2. 2. 1 º Momento:Diferentes concepções da transversalidade• Na legislação brasileira, os Parâmetros Curriculares Nacionais sugerem que sejam trabalhados alguns dos seguintes temas: ética, saúde, meio ambiente, orientação sexual, pluralidade cultural, trabalho e consumo.• Defende-se que cada cultura escolha seus temas de interesse, e cada comunidade ou escola pode e deve escolher os temas a serem trabalhados
  3. 3. Formas de desenvolver a transversalidade Primeira forma: As disciplinas como eixo vertebrador• O objetivo maior da escola é promover conceitos das disciplinas, utilizando:• Atividades pontuais: tendo cada professor como objetivo maior sua disciplina, uma continuação do ensino fragmentado.• Disciplinas, palestras e acessórios sobre os temas transversais: verificação da escola contratando convidados para desenvolver assuntos, por acreditar que não há preparo para desenvolve-los. Mais uma vez fragmentando o ensino.
  4. 4. • Oferecimento de projetos interdisciplinares sobre temas transversais : Materiais trazidos, discutidos por cada matéria, muitas vezes como forma de projeto, porém sem diálogo entre as disciplinas, continua portanto havendo a fragmentação.• A transversalidade deve estar incorporada nas próprias disciplinas: A grande crítica é que a prioridade continua sendo a disciplina de cada professor, busca orientar de acordo a sua matéria, e não os temas transversais.• A transversalidade é trabalhada como um currículo oculto: os temas são discutidos à medida que surgem. O grande problema está nos “hábitos dos professores”, em conceitos arbitrários, há falta de sistematização no trabalho a ser desenvolvido.
  5. 5. Formas de desenvolver a transversalidade Segunda forma: As temáticas transversais são o eixo vertebrador do currículo• Temáticas que são necessárias para serem trabalhadas na comunidade. Perpassando transversalmente estão as disciplinas curriculares. Isso é uma mudança paradigmática muito importante. Os conteúdos tradicionais deixam de ser “finalidade” da educação e passam a ser concebidos como “meio” para se trabalhar os temas transversais.• As temáticas transversais são pontos de partida ou de chegada na formação do sujeito. Elas objetivam a educação em valores e tornam-se o eixo vertebrador do sistema educativo, em torno dos quais serão trabalhados os conteúdos curriculares tradicionais.
  6. 6. • Contudo, é necessário reconhecer que ela continua promovendo determinada fragmentação, à medida que as diferentes temáticas não se encontram, pois não existem articulações entre elas. Por isso, continuamos buscando novas maneiras para se conceber essa transversalidade.• Tanto nos campos disciplinares quanto nas áreas de conhecimento.
  7. 7. Formas de desenvolver a transversalidade Terceira forma: Novas metáforas para a transversalidade.• Estratégias que vão além da compartimentalização disciplinar (romper com a organização escolar);• Estratégias que tiram a escola do seu isolamento, conectando-a com o mundo externo.• Deve promover um trabalho que tenha como ponto de partida um tema relevante para a comunidade escolar. Esse é um eixo vertebrador e a partir deste podemos recorrer aos diferentes campos do conhecimento.• Isso exigirá um trabalho articulado entre diferentes professores, para termos uma visão mais completa e complexa dos problemas sociais.
  8. 8. Interdisciplinaridade

×