Vídeo aula 24

815 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
815
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vídeo aula 24

  1. 1. Vídeo-aula 24:“Diversidade e pluralidade cultural na escola” Por: Veronica Perazolli
  2. 2. Nesta vídeo-aula “Diversidade/Pluralidade Culturalna Escola” busca-se expor como tema a diversidadecultural/étnica e os novos contornos, à partir do finalda década de 1990, com a publicação de parâmetrose diretrizes educacionais, além de novas leis edefinições sobre o tema. Para levantar questõessobre o complexo e urgente desafio de se lidar comas diferenças, que se multiplicam e deslocam nocontexto escolar, analisam-se as seguintescategorias: O outro como fonte de todo mal; O outrocomo sujeito pleno de uma marca cultural e O outrocomo alguém a tolerar. Profª Daniele Kowalewski
  3. 3. Educação e construção de valores: Maior acesso e diversidade; As dificuldades de se lidar com a diferença /diversidade / pluralidade/ multiculturalismo; Algumas categorias para pensarmos:• O outro como fonte de todo mal;• O outro como sujeito pleno de uma marca cultural;• O outro como alguém a tolerar.
  4. 4. Histórico e Diretrizes: questões das diferenças como assuntos educacionais.• Constituição de 1988: tema da Pluralidade é abordado.• 1996: LDB aborda alguns parágrafos destinados às diferenças com foco na educação indígena.• 1998: publicação dos Parâmetros Curriculares Nacionais, a Pluralidade Cultural passa a ser um dos temas transversais da educação brasileira.• 2003: Lei 10 639: obrigatoriedade da história da África e Cultura afro-brasileira em nossas escolas.• 2005: Diretriz Curricular Nacional para a Educação Étnico- Racial.• 2007: Publicação do Programa Ética e Cidadania com textos de autores consagrados e idéias de atividades para que este trabalho seja contemplado no âmbito das escolas.• 2010: assinatura do Estatuto da Igualdade Racial.
  5. 5. • Discriminação racial passa a ser definida como “distinção, exclusão, restrição ou preferência baseada em etnia, descendência ou origem nacional”;• Desigualdade racial ficou definida como “as situações de diferenciação de acesso e gozo de bens e serviços e oportunidades nas esferas pública e privada;• População negra é formada por todas as pessoas que se classificam como tais ou como pretos, pardos ou outro termo parecido;
  6. 6. Algumas experiências e questões:• Devemos promover oficinas com professores e trabalhos em sala de aula: trocas constantes;• Questões mais polêmicas: as cotas raciais;• O que fazer na escola quanto a temática da pluralidade?• Será que nós, educadores, conseguimos lidar com todas as diferenças?• É possível ensinar sobre o outro sem torná-lo diferente?• Afinal, como é possível educar na diferença?
  7. 7. “Devemos promover a universalidade dos direitospara todos e nas suas particularidades, para que as escolas sejam mais justas.”

×