Matéria e energia

2.863 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.863
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
125
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Matéria e energia

  1. 1. MATÉRIA E ENERGIA :
  2. 2. <ul><li>CORPO = PORÇÃO LIMITADA DA MATÉRIA </li></ul>CONCEITOS B Á SICOS:
  3. 3. <ul><li>OBJETO = CORPO TRABALHADO PARA UMA FINALIDADE </li></ul>
  4. 4. <ul><li>ÁTOMOS = UNIDADE DA MATÉRIA </li></ul>Todas as substâncias são feitas de matéria e a unidade fundamental da matéria é o átomo. O átomo constitui a menor partícula de um elemento. O átomo é composto de um núcleo central contendo prótons (com carga positiva) e nêutrons (sem carga). Os elétrons (com carga negativa e massa insignificante) revolvem em torno do núcleo em diferentes trajetórias imaginárias chamadas órbitas. http://www.adorofisica.com.br/trabalhos/alkimia/atomo.gif
  5. 5. <ul><li>ELEMENTOS </li></ul>Elemento é uma substância feita de átomos de um só tipo. http://energizerblog.blogspot.com/2007/05/energia-do-hidrognio.html
  6. 6. <ul><li>MOLÉCULA = MENOR PORÇÃO VISÍVEL DE UMA SUBSTÂNCIA </li></ul><ul><li>Uma molécula é formada quando átomos do mesmo ou diferentes elementos se combinam. A molécula é a menor partícula de uma substância que pode normalmente existir de maneira independente. Exemplos: </li></ul><ul><li>Dois átomos de oxigênio se combinam para formar uma molécula de oxigênio [O 2 ]. </li></ul><ul><li>Um átomo de carbono se combina com dois átomos de oxigênio para formar uma molécula de dióxido de carbono [CO 2 ]. </li></ul>www.ucs.br/.../molecula_agua.jpg
  7. 7. <ul><li>SUBSTÂNCIA = DIFERENTES VARIEDADES DA MATÉRIA. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>SUBSTÂNCIAS </li></ul><ul><li>TIPOS: </li></ul><ul><li>SIMPLES- POSSUI UM MESMO TIPO DE ÁTOMO </li></ul><ul><li>EXEMPLOS: OXIGÊNIO, CARBONO, OZÔNIO </li></ul><ul><li>COMPOSTAS - POSSUI DIFERENTES TIPOS DE ÁTOMOS. (PODE SER DECOMPOSTA EM SUBSTÂNCIAS SIMPLES). </li></ul><ul><li>EXEMPLOS: DIÓXIDO DE CARBONO, ÁGUA DIÓXIDO DE ENXOFRE. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>No século XIII, o conceito de quatro elementos primitivos e geradores da natureza (água, fogo, terra e ar) , foi substituído pela idéia de que havia apenas três elementos básicos: mercúrio, enxofre e sal. </li></ul><ul><li>  A alquimia deixou muitas contribuições para a química, como subproduto de seus estudos, dentre elas podemos citar: a pólvora, a porcelana, vários ácidos (ácido sulfúrico), gases (cloro), metais (antimônio), técnicas físico-químicas (destilação, precipitação e sublimação), além de vários equipamentos de laboratório </li></ul><ul><li>O CONCEITO MAIS IMPORTANTE       </li></ul><ul><li>   A natureza e todos os seus constituintes devem ser respeitados para que a harmonia perfeita possa ser mantida. Esta consciência opõe-se claramente a forma de encarar a natureza até hoje, em que esta deve ser explorada o máximo possível e ainda consideram isto a evolução da humanidade. Voltar às raízes, a ver, sentir e ouvir a natureza, significa incorporar-se a ela, para relembrar o remoto passado quando fazíamos parte dela integralmente . </li></ul><ul><li>http://www.caiozip.com/alquimia.htm </li></ul><ul><li>ALQUIMISTAS PEDRA FILOSOFAL E ELIXIR DA LONGA VIDA </li></ul>
  10. 10. ESTADOS FISICOS DA MATERIA
  11. 11. <ul><li>Fusão - mudança do estado sólido para o líquido.Existem dois tipos de fusão: </li></ul><ul><ul><li>Gelatinosa - derrete todo por igual; por exemplo o plástico. </li></ul></ul><ul><ul><li>Cristalina - derrete de fora para dentro; por exemplo o gelo. </li></ul></ul><ul><li>Vaporização - mudança do estado líquido para o gasoso. Existem três tipos de vaporização: </li></ul><ul><ul><li>Evaporação - as moléculas da superfície do líquido tornam-se gás em qualquer temperatura. </li></ul></ul><ul><ul><li>Ebulição - o líquido está na temperatura de ebulição e fica borbulhando, recebendo calor e tornando-se gás. </li></ul></ul><ul><ul><li>Calefação - o líquido recebe uma grande quantidade de calor em período curto e se torna gás rapidamente. </li></ul></ul><ul><li>Condensação - mudança de estado gasoso para líquido (inverso da Vaporização). </li></ul><ul><li>Solidificação - mudança de estado líquido para o estado sólido (inverso da Fusão). </li></ul><ul><li>Sublimação - um corpo pode ainda passar diretamente do estado sólido para o gasoso. </li></ul><ul><li>Re-sublimação - mudança direta do estado gasoso para o sólido (inverso da Sublimação). </li></ul>MUDANÇAS DE ESTADOS FISICOS DA MATERIA http://pt.wikipedia.org/wiki/Estados_f%C3%ADsicos_da_mat%C3%A9ria
  12. 12. <ul><li>PROPRIEDADES DA MATÉRIA </li></ul><ul><li>GERAIS: </li></ul><ul><li>Extensão: Propriedade que a mat é ria tem de ocupar um lugar no espa ç o. O volume mede a extensão de um corpo. </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm O espa ç o da estante ficou totalmente preenchido pelos livros.
  13. 13. <ul><li>In é rcia: propriedade que a mat é ria tem em permanecer na situa ç ão em que se encontra, seja em movimento, seja em repouso. Quanto maior for a massa de um corpo, mais dif í cil alterar seu movimento, e maior a in é rcia. A massa mede a in é rcia de um corpo. </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm Fotografia estrobosc ó pica de motorista durante a parada de um carro. Com uma s é rie de instantâneos em intervalos sucessivos de tempo, permite o estudo detalhado do movimento do corpo. Observe a movimenta ç ão do motorista e a a ç ão do cinto de seguran ç a.
  14. 14. <ul><li>Massa: </li></ul><ul><li>É uma propriedade relacionada com a quantidade de matéria e é medida geralmente em quilogramas. A massa é a medida da inércia. Quanto maior a massa de um corpo, maior a sua inércia. Massa e peso são duas coisas diferentes. A massa de um corpo pode ser medida em uma balança. O peso é uma força medida pelos dinamômetros. </li></ul>blog.scudeto.com/.../img/Homem_na_Lua_1.jpg http://www.papodegordo.com.br/wp-content/uploads/gordinho-cachorro.png
  15. 15. <ul><li>Impenetrabilidade: Dois corpos não podem ocupar, simultaneamente o mesmo lugar no espa ç o. </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm O ar existente no interior do copo impede a entrada da á gua a ponto de molhar o papel.
  16. 16. <ul><li>Compressibilidade: propriedade da mat é ria que consiste em ter volume reduzido quando submetida a determinada pressão. </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm
  17. 17. <ul><li>Elasticidade: Propriedade que a mat é ria tem de retornar seu volume inicial - ap ó s cessada a for ç a que causa a compressão. </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm
  18. 18. <ul><li>Divisibilidade: Propriedade que a mat é ria tem se reduzir-se em part í culas extremamente pequenas. </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm
  19. 19. <ul><li>Indestrutibilidade: A mat é ria não pode ser criada nem destru í da, apenas transformada. </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm Ao ser queimada a mat é ria se transforma em gases, fuma ç a e cinzas.
  20. 20. PROPRIEDADES ESPEC Í FICAS DA MAT É RIA São as propriedades que variam conforme as substâncias de que a mat é ria é feita. Cor:   Diferentes materiais apresentam diferentes cores.     As cores caracter í sticas de cada substância http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm
  21. 21. <ul><li>Dureza: É definida pela resistência que a superf í cie oferece quando riscada por outro material. A substância mais dura que se conhece é o diamante, usado para cortar e riscar materiais como o vidro. </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm O papel é mais duro que o grafite, que se desgasta ao ser riscado pelo papel.
  22. 22. <ul><li>Brilho: É a propriedade que faz com que os corpos reflitam a luz de modo diferente. </li></ul><ul><li>Maleabilidade: Propriedade que permite à mat é ria ser moldada. Existem materiais male á veis e não-male á veis. </li></ul><ul><li>    </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm Artesanato em madeira e em ferro.
  23. 23. <ul><li>Ductilidade: Propriedade que permite transformar materiais em fios. Um exemplo é o cobre, usado em forma de fios em instala ç ões el é tricas e o ferro na fabrica ç ão de arames. </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm Por ser um bom condutor de eletricidade, o cobre é usado como fio que conecta os aparelhos as tomadas.
  24. 24. <ul><li>Densidade : è tamb é m chamada de massa espec í fica de uma substância. </li></ul><ul><li>           </li></ul><ul><li>        </li></ul>http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/marcirio/propriedade_materia/propriedade_materia.htm A diferen ç a na densidade permite que os corpos b ó iem - o homem e o iceberg. A á gua quando congelada aumenta de volume.
  25. 25. OUTRAS PROPRIEDADES ESPECÍFICAS <ul><li>ORGANOLÉPTICAS: </li></ul><ul><li>SABOR </li></ul><ul><li>ODOR </li></ul><ul><li>FÍSICAS: </li></ul><ul><li>PONTO DE FUSÃO </li></ul><ul><li>PONTO DE EBULIÇÃO </li></ul><ul><li>SOLUBILIDADE </li></ul><ul><li>CONDUTIBILIDADE </li></ul><ul><li>PERMEABILIDADE </li></ul>
  26. 26. O QUE A QUÍMICA E A FÍSICA ESTUDAM? <ul><li>FÍSICA- ESTUDA OS FENÔMENOS FÍSICOS. </li></ul><ul><li>SÃO OS QUE NÃO ALTERAM A NATUREZA DA MATÉRIA </li></ul><ul><li>EX: AS MUDANÇAS DE ESTADO DA MATÉRIA: </li></ul>http://www.maristas.org.br/colegios/assuncao/pags/site_colegio/espaco/mudancas_estados/imagens/fig1.jpg
  27. 27. <ul><li>A QUÍMICA </li></ul><ul><li>ESTUDA OS FENÔMENOS QUÍMICOS OU REAÇÕES QUÍMICAS. </li></ul><ul><li>(ALTERAM A NATUREZA DA MATÉRIA, PRODUZINDO NOVAS SUBSTÂNCIAS). </li></ul><ul><li>TIPOS DE REAÇÕES QUÍMICAS: </li></ul><ul><li>ENDOTÉRMICAS -PRECISA RECEBER CALOR PARA ACONTECER. </li></ul><ul><li>EXOTÉRMICAS -LIBERA CALOR </li></ul><ul><li>EXEMPLOS DE REAÇÕES QUÍMICAS : </li></ul><ul><li>1. RESPIRAÇÃO CELULAR C 6 H 12 O 6 + 6O 2 -> 6CO 2 + 6H 2 O + energia </li></ul>http://biologiainterativa.files.wordpress.com/2009/06/obterenergia_20.png?w=450&h=337
  28. 28. 2. FOTOSSÍNTESE 6H 2 O + 6CO 2 -> 6O 2 +C 6 H 12 O 6 . http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Fotoss%C3%ADntese.jpg
  29. 29. http://www.elsbett.com.br/fileadmin/elsbett/images/cicloco2.jpg http://www.conecteeducacao.com/escconect/medio/QUI/imagem/4_2_1_c_magnesio1.jpg 3 .A COMBUSTÃO DO CARBONO 4 .A COMBUSTÃO DE UMA FITA DE MAGNÉSIO
  30. 30. 5.ACOMBUSTÃO DO ENXOFRE, DO NITROGÊNIO E AS CHUVAS ÁCIDAS http://br.geocities.com/saladefisica5/leituras/chuvaacida50.jpg

×