Conceitos de ecologia revisão

2.339 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.339
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
87
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conceitos de ecologia revisão

  1. 1. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ECOLOGIA
  2. 2. DEFINIÇÃO DE ECOLOGIA É O RAMO DA BIOLOGIA QUE ESTUDA OS SERES VIVOS E SUAS RELAÇÕES SER VIVO SER VIVO SER VIVO MEIO AMBIENTE
  3. 3. NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO CÉLULA CITOLOGIA TECIDO HISTOLOGIA INDIVÍDUO ÓRGÃO/SIST. ANATOMIA POPULAÇÃO CONJUNTO DE INDIVÍDUOS DE UMA MESMA ESPÉCIE ÁREA/VOLUME COMUNIDADE CONJUNTO DE POPULAÇÕES QUE HABITAM UM MESMA ÁREA/VOLUME ECOSSISTEMA BIOCENOSE (COMUNIDADE) + BIÓTOPO BIOSFERA CONJUNTO DE ECOSSISTEMAS DO PLANETA TERRA
  4. 4. OUTROS CONCEITOS FUNDAMENTAIS HABITAT NICHO ECOLÓGICO LOCAL COMUM = SAVANA PROFISSÃO = SEU PAPEL ZEBRA, ELEFANTE, HIENA... MUITO ESPECÍFICO ENDEREÇO QUANDO MUITO PRÓXIMO GERA COMPETIÇÃO
  5. 5. CADEIA ALIMENTAR E NÍVEL TRÓFICO PRODUTORES CONSUMIDOR PRIMÁRIO CONSUMIDOR SECUNDÁRIO CONSUMIDOR TERCEÁRIO CONSUMIDOR QUATERNÁRIO
  6. 6. TEIA ALIMENTAR Produtor Consumidor primário Consumidor secundário Produtor Consumidor primário Consumidor primário e secundário Consumidor terceário Decompositores
  7. 7. PIRÂMIDES ECOLÓGICAS PIRÂMIDES DE NÚMEROS CAPIM GAFANHOTO PARDAL COBRA PIRÂMIDE DIREITA ÁRVORE CUPINS PARASITAS PIRÂMIDE INVERTIDA
  8. 8. PIRÂMIDES ECOLÓGICAS PIRÂMIDES DE BIOMASSA ALFAFA=8t BOI=1t HOMEM=7OKg PIRÂMIDE DIREITA FITOP.=4g/m² ZOOPLÂNCTON= 20g/m² PIRÂMIDE INVERTIDA
  9. 9. PIRÂMIDES ECOLÓGICAS PIRÂMIDES DE ENERGIA PRODUTOR CONS. PRIM. CONS.SEC. ENERGIA DISSIPADA EM FORMA DE CALOR OBSERVAÇÃO: NÃO EXISTE PIRÂMIDE INVERTIDA NESTE CASO.
  10. 10. TIPOS DE RELAÇÕES HARMÔNICAS +/+ OU +/ 0 DESARMÔNICAS + /  INTRA-ESPECÍFICAS IND. DA MESMA ESPÉCIE INTERESPECÍFICAS IND. DE ESPÉCIES DIFERENTES INTRA-ESPECÍFICAS INTERESPECÍFICAS
  11. 11. COMPONENTES ABIÓTICOS DE UM ECOSSISTEMA
  12. 12. DEFINIÇÃO BÁSICA: São os fatores do meio ambiente que atuam nos seres vivos. LUZ IMPORTÂNCIA: <ul><li>FOTOSSÍNTESE </li></ul><ul><li>FOTOPERIODICIDADE </li></ul>CLASSIFICAÇÃO FOTÓFILOS FOTÓFOBOS
  13. 13. TEMPERATURA CLASSIFICAÇÃO: <ul><li>TEMPERATURA VARIÁVEL = PECILOTÉRMICOS </li></ul><ul><li>TEMPERATURA CONSTANTE = HOMEOTÉRMICOS </li></ul>“ LEMBRAR”- Cada ser possui uma temperatura ótima de sobrevivência para o seu metabolismo. ÁGUA ADAPTAÇÕES: <ul><li>ARMAZENAMENTO DE ÁGUA </li></ul><ul><li>URINA POUCO </li></ul><ul><li>FEZES SECAS </li></ul><ul><li>AUSÊNCIA OU BAIXA QUANTIDADE DE GLÂNDULAS SUDORÍPARAS </li></ul><ul><li>XERÓFITAS - RAÍZES LONGAS, FOLHAS COM A FORMA DE ESPINHOS. </li></ul>
  14. 14. PRESSÃO CLASSIFICAÇÃO: <ul><li>EURÍBAROS = SUPORTAM GRANDES VARIAÇÕES </li></ul><ul><li>ESTENÓBAROS = NÃO SUPORTAM VARIAÇÕES </li></ul>“ NÃO ESQUEÇA”- Ao nível do mar a pressão normal é de 1 atm. Se subimos ela diminui, se afundamos ela aumenta. EURÍBAROS ESTENÓBAROS
  15. 15. SALINIDADE CLASSIFICAÇÃO: <ul><li>EURÍALINOS = SUPORTAM GRANDES VARIAÇÕES </li></ul><ul><li>ESTENÓALINOS = NÃO SUPORTAM VARIAÇÕES </li></ul>ESTENÓALINOS PIRANHAS
  16. 16. SALINIDADE EURIALINOS RIO MAR CATÁDROMO ANÁDROMO LAMPRÉIAS E ENGUIAS SALMÃO E TAINHA
  17. 17. TIPOS DE RELAÇÕES HARMÔNICAS +/+ OU +/ 0 DESARMÔNICAS + /  INTRA-ESPECÍFICAS IND. DA MESMA ESPÉCIE INTERESPECÍFICAS IND. DE ESPÉCIES DIFERENTES INTRA-ESPECÍFICAS INTERESPECÍFICAS
  18. 18. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTRA-ESPECÍFICAS COLÔNIAS Physalia sp. SOCIEDADE RAINHA OPERÁRIAS ZANGÕES
  19. 19. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS MUTUALISMO SIMBIOSE PROTOCOOPERAÇÃO LÍQUENS ALGA (ALIMENTO) + FUNGO (PROTEÇÃO) BEM-TE-VI (SE ALIMENTA) + RINOCERONTE (CARRAPATO)
  20. 20. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS COMENSALISMO INQUILINISMO TUBARÃO + RÊMORA PEPINO DO MAR (CASA) + FIERASTER (INQUILINO)
  21. 21. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS EPIFITISMO FORESIA ORQUÍDEAS E ÁRVORES CRACAS E SIRI
  22. 22. RELAÇÃO DESARARMÔNICA INTRA-ESPECÍFICA CANIBALISMO FATORES QUE INFLUENCIAM: STRESS, ESPAÇO, COMPETIÇÃO E ALIMENTO TUBARÃO PORCO COELHO
  23. 23. RELAÇÕES DESARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS PREDATISMO PARASITISMO GUEPARDO E ANTÍLOPE ENDOPARASITA = LOMBRIGA ECTOPARASITA = CARRAPATO
  24. 24. RELAÇÕES DESARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS AMENSALISMO ESCLAVAGISMO ANTIBIOSE FORMIGA + PULGÃO
  25. 25. CAMUFLAGEM QUANDO O ANIMAL SE CONFUNDE COM O AMBIENTE CAMALEÃO URSO POLAR POLVO Cuidado: o grilo realiza camuflagem e mimetismo.
  26. 26. MIMETISMO QUANDO INDIVÍDUOS DE UMA ESPÉCIE PARECEM DE OUTRA DEFENSIVO BATESIANO imita um maior ou + perigoso MÜLERIANO utiliza maus odores

×