E book 2 - Assessoria 2.0

705 visualizações

Publicada em

E-Book de Gilberto Musto traz comportamento e inovações para se constituir uma Assessoria Política 2.0

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
705
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

E book 2 - Assessoria 2.0

  1. 1. 2 Sobre o autor
  2. 2. MapadoVOTO Digital 3 mpenhar um trabalho para uma autoridade ou político de JULHO 2013 www.marketingpolitico.art.br CAS NAL udo, e avancar junto ao ra si as s da vel, Vamos compartilhar as principais técnicas de assesso- ria política para uma melhor performance ao desem- penhar um trabalho para uma autoridade ou político de expressão. Características do profissional Os políticos dos mais diversificados cargos, necessi- tam antes de tudo, uma pessoa que reúne qualidades que vão alavancar ainda mais o trabalho junto ao pú- blico eleitor, pois na maioria das vezes, o assessor vai tomar para si as questões e resolvê-las da melhor ma- neira possível, auxiliando-o e não substituindo-o. Assessorria 2.0
  3. 3. 4 A cerca das qualificações mínimas exigidas destacam-se: Integridade: Por meio dela o assessor se diferencia no trabalho, oferecendo altíssima credibilidade por estar sempre interessado em resolver o problema de forma profis- sional Ética: Traduz-se na carreira do assessor como uma linha do tempo onde as questões que sempre estiveram em pauta, foram decidias com ética, e o credenciam a novas oportunidades de recolocação no meio em que atua. É um profissional que dificilmente muda radical- mente de profissão. Competência: No cenário político a competência é sinônimo de rela- cionamento, histórico político e de percepção aguça- díssima. Entender as coisas um segundo antes delas acontecerem, e ter uma leitura clara dos mais diversos
  4. 4. MapadoVOTO Digital 5 cenários que a política oferece é ser competente. Resolutividade Como o assessor percorre com o político, as vezes 5 ou 6 cidades em um único dia, os problemas a serem resolvidos, realmente não podem se acumular. Esta qualificação é sinônimo de dinamismo, velocidade, razão e um BackOffice interativo com você, enquanto estão na estrada. Conectado Ser conectado é diferente de estar conectado. O as- sessor de destaque é conectado. Ele tem alto conhe- cimento da utilização dos meios digitais, possui bons equipamentos que conversam entre si e um espaço considerável para armazenamento in Cloud. Não há como levar toda a papelada que você precisa em uma única pasta ou mochila.
  5. 5. 6 Viagens Normalmente o assessor deve ter uma equipe de Back Office com pelo menos mais um colaborador que pre- pare as mais importantes informações para cada visita do político em seu destino e vá abastecendo o asses- sor na medida em que for solicitado. O Back Office não é o que trabalha de segunda a sexta até as 17h00, é o que está disponível a qualquer hora e a qualquer dia: Principais equipamentos que o assessor deve ter em mãos. Câmara fotográfica Carregador veicular de celular LapTop Ipad / Tablet - com Chip Adaptador de tomadas Busi- pare as mais importantes informações para cada visita do e vá abastecendo o assessor na medida em que for não é o que trabalha de segunda a sexta até as 17h00, é o alquer hora e a qualquer dia: entos que o assessor deve ter em mãos JULHO 2013 www.marketingpolitico.art.br elular phone hamento ões que o Back-Office deve fornecer ao assessor mails Clubes de serviços viços ção rceiros
  6. 6. MapadoVOTO Digital 7 ness Card GPS pelo tablet / Smartphone Aplicativos de compar- tilhamento Principais informações que o Back-Office deve for- necer ao assessor Contatos, telefones e e-mails População Orçamento do Município Economia local Entidades, Instituições e Clubes de serviços Indústria, comércio e serviços Partidos aliados Partidos de oposição Características da oposição Nomes dos principais par- ceiros Assessoria em eventos Ser um excelente assessor requer se comportar como o próprio político, porém sem lhe tirar o brilho em um evento. Deve-se entender que o relacionamento em eventos é breve e muito disputado, na maioria das vezes, militan- tes vem de longe, viajam horas para ter três segundos
  7. 7. 8 de fama, e podem-se frustrar. Por um gesto simples, em um momento de muita expectativa pode-se perder um grupo inteiro de admiradores. Assim, deve-se mapear antes quem está presente no evento, após a precedência, vem as prioridades verifi- cando o tamanho do grupo visitante. Se são pessoas de um bairro, de várias cidades ou de vários estados, o procedimento é o mesmo. O assessor deve atentar-se para um detalhe: hoje com os smartphones e o com- partilhamento imediato das fotos nas redes sociais, é uma excelente oportunidade para o político ter maior visibilidade, mas também existem riscos, se o encon- tro não for bem administrado. Se seu político é a maior autoridade do evento, é bem mais fácil porque tudo está sob seu controle. Mas se existem outras autoridades superiores ao seu político, aí cabem as regras de atenção devida, personalização no atendimento e identificação prévia dos que aborda- rão o político. “Prefeito este é o Nei da comunidade do Canta Galo, veio com seus amigos mais chegados lhe cumprimentar”. “Deputado, permita-me, a dona Ana é líder das costureiras da ilha de Marajó. Uma pessoa muito influente em seu meio”.
  8. 8. MapadoVOTO Digital 9 1 - Deve-se dizer sempre o cargo do político, pois, outras pessoas do grupo podem se confundir porque passam a conhecer diferentes pessoas públicas no mesmo local concomitantemente. “Deputado, Prefeito, Governador este é...”. Fale alto e deixe claro o cargo de seu político na apresentação dos convidados. Não pense que todos o conhecem. 83% das pessoas hoje, não se lembram em quem votaram para deputado na última eleição. 2 - No mesmo instante, tem-se que inverter a apre- sentação e engrandeçer o apresentado, pois dará tem- po do político memorizar o nome da pessoa e cumpri- JULHO 2013 www.marketingpolitico.art.br As fotos feitas com atenção e um sorriso estampado no rosto dos admiradores e postadas com satisfação nas redes sociais, multiplica visibilidade de seu político muitas vezes a mais, em relação a quanti de pessoas que estavam presentes no evento.
  9. 9. 10 menta-la com firmeza. São segundos preciosos: “Lucas como vai meu jovem? Muito obrigado por ter vindo, é uma satisfação saber que você tem uma boa influência juntos aos amigos que trabalham com fertilizantes” E o Lucas já estará satisfeito que o político sabe que ele representa aquele grupo de trabalhadores nas empre- sas de fertilizantes. É diferente de você dizer, Senador esta é a Judite de Juiz de Fora. Ou seja você não fez política e não informou ao seu político que “apito toca” a Judite. A Judite sai frustrada que seu ídolo não teceu uma sílaba sobre ela, que viajou 478 Km, de van, para ter um segundo muito mal trabalhado. Mal trabalhado pelo assessor que não soube ser político. Identifique-se em situações similares e jogue dos dois lados, este é o melhor papel que o assessor pode de- sempenhar em eventos externos, capitalizando politi- camente ao seu comandante. As fotos feitas com atenção e um sorriso estampado no rosto dos admiradores e postadas com satisfação nas redes sociais, multiplicará a visibilidade de seu po- lítico muitas vezes a mais, em relação a quantidade de pessoas que estavam presentes no evento.
  10. 10. MapadoVOTO Digital 11 Oficialmente deve-se preparar um dossiê de informações sobre tudo e todos que estarão no evento, mas o importante é estar atento as formas de tratamento que se utilizam, sem possibilidade de causar um mal estar entre o político e a autoridade nominada. Assim saiba que: ASSESSORIA 2.0 Marketing Político JULHO 2013 www.marketingpolitico.art.br formas de tratamento E-book 2 CARGO TRATAMENTO Presidente da República; Vice-Presidente da República Ministros de Estado; Secretários Executivos dos Ministérios; Procurador Geral da República; Governadores do Estado e do Distrito Federal; Vice- Governadores; Prefeitos Municipais; Secretários de Estado; Senadores, Deputados Estaduais e Federais; Ministro do Tribunal de Contas da União; Presidentes e Conselheiros dos TCEs; Oficiais Generais das Forças Armadas; Desembargadores, Juízes e Promotores de Justiça; Embaixadores e Cônsules; Vereadores Presidentes das Câmaras Municipais(*). Vossa Excelência Excelentíssimo Senhor Formas de tratamento Oficialmente deve-se preparar um dossiê de informa- ções sobre tudo e todos que estarão no evento, mas o importante é estar atento as formas de tratamento que se utilizam, sem possibilidade de causar um mal estar entre o político e a autoridade nominada.Assim saiba que:
  11. 11. 12 ASSESSORIA 2.0 Marketing Político JULHO 2013 www.marketingpolitico.art.br E-book 2 CARGO TRATAMENTO Papa Vossa Santidade Santíssimo Padre Cardeais Vossa Eminência Eminentíssimo Senhor Bispos e Arcebispos Vossa Excelência Reverendíssimo Cardeais, Sacerdotes e Religiosos Reverendo Reis Rainhas e Imperadores Vossa Majestade Príncipes e Princesas Vossa Alteza Reitor de Universidade Vossa Magnificência Magnífico Reitor Demais Autoridades Senhor e Senhora As regras de precedência estabelecem a hierarquia entre as autoridades dos diversos segmentos. Esta hierarquia é estabelecida atribuindo-se a cada autoridade seu respectivo nível de escalonamento. Precedência Referência: Decreto Federal nº 70.274/72 Aprova as normas do cerimonial público e a ordem geral de precedência. Precedência As regras de precedência estabelecem a hierarquia entre as autoridades dos diversos segmentos. Esta hierarquia é estabelecida atribuindo-se a cada auto- ridade seu respectivo nível de escalonamento. Referência: Decreto Federal no 70.274/72 Aprova as normas do cerimonial público e a ordem geral de precedência.
  12. 12. MapadoVOTO Digital 13 Precedência NÍVEL 1 Presidente da República NÍVEL 2 Vice-Presidente da República; Governador do Estado em que ocorre a cerimônia; Cardeais; Embaixadores estrangeiros. Art . 8o A precedência entre os Governadores dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios é deter- minada pela ordem de constituição histórica dessas entidades, a saber: Bahia, Rio de Janeiro, Maranhão, Pará, Pernambu- co, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Ceará, Paraíba, Espírito Santo, Piauí, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alago- as, Sergipe, Amazonas, Paraná, Acre, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, e Territórios: Amapá, Fer- nando de Noronha, Rondônia e Roraima.
  13. 13. 14 NÍVEL 3 Presidente do Congresso Nacional (Pres.Senado); Presidente da Câmara dos Deputados; Presidente do Supremo Tribunal Federal. NÍVEL 4 Chefes do Gabinetes Civil e Militar da Presidência da República; Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas; Vice-Governador do Estado em que ocorre a ceri- mônia; Ministros de Estado; Seguem outras autoridades... ente do Congresso Nacional (Pres.Senado); ente da Câmara dos Deputados; ente do Supremo Tribunal Federal. L 4 do Gabinetes Civil e Militar da Presidência da República; do Estado-Maior das Forças Armadas; overnador do Estado em que ocorre a cerimônia; os de Estado; m outras autoridades...
  14. 14. MapadoVOTO Digital 15 Elaboração de convites Principais informações: ASSESSORIA 2.0 Marketing Político 1. Quem convida 2. Para que convida 3. Quando será 4. Onde será mações: 1. Quem convida 2. Para que convida 3. Quando será 4. Onde será 1. Definição do traje 2. Pedido de confirmação 3. Outras orientações Informações adicionais:
  15. 15. 16 Elaboração de convites Atente para os detalhes na elaboração do texto do convite que deve-se posicionar o nível do anfitrião com o texto “Tem a honra de convidar” quando auto- ridades superiores a ele e “Tem o prazer ou a satis- fação” quando amigos, pares subordinados ou auto- ridades de precedência inferior ao anfitrião. Tem a honra Autoridades superiores SEU NÍVEL Tem o Prazer a satisfação Amigos, pares, subordinados e de precedência inferior
  16. 16. MapadoVOTO Digital 17 Marketing Político Os E-books são uma publicação do Grupo de Estudos Políticos MAPA DO VOTO GILBERTO MUSTO Marketing Político Os E-books são um publicação do Grup de Estudos Político MAPA DO VOTO GILBERTO MUSTO
  17. 17. 18

×