Regime Militar - 2015

636 visualizações

Publicada em

Aula - Maristinha - By Professor Gilberto Assis

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
636
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Regime Militar - 2015

  1. 1. Regime Militar 1964 - 1985
  2. 2. E tudo tem um começo... 31 de março de 1964
  3. 3. Golpe civil e militarNovo Conceito DITADURA
  4. 4. 1964-1968 • LIBERDADE SEM DEMOCRACIA • Estratégia: impor um presidente militar para realizar uma “limpeza” e devolver o poder aos civis. 1968-1977 • A DITADURA TOTAL • AI-5:a aparência de democracia desaparece e a violência aumenta.“BRASIL: AME-O OU DEIXE-O!” 1977-1985 • ABERTURA DO REGIME • “Juro fazer deste país uma democracia.” General Figueiredo FASES
  5. 5. AI#1 1964 AI#2 1965 AI#3 1966 AI#4 1967 AI#5 1968 Eleições Indiretas para Presidente • ARENA E MDB • RECESSO DO CONGRESSO Eleições Indiretas para governadores e prefeitos. Nova Constituição Poderes de exceção ao Presidente ESTRUTURAÇÃO DO REGIME
  6. 6. LIBERDADE SEM DEMOCRACIA Colégio Eleitoral Escola Superior de Guerra
  7. 7. Marechal Castelo Branco (1964-1967) ! Eleito pelo Congresso Nacional. ! Orientou seu governo pela Doutrina de Segurança Nacional: ! Segurança e desenvolvimento ! inimigos internos: os subversivos. ! Instaura os Inquéritos Policiais Militares (IPM)
  8. 8. ! Adotou o PAEG (Plano de Ação Econômica do Governo): ! Combate à inflação e ao déficit público; ! Arrocho salarial; ! Favorecimento da entrada de capital estrangeiro no país " Fim da estabilidade do emprego com a criação do FGTS
  9. 9. Politicamente ! Decreto do AI-2: estabelecimento do bipartidarismo (Arena e MDB); ! Decreto do AI-3: estendia as eleições indiretas para governadores e prefeitos; ! Decreto do AI-4: garantir a aprovação de uma nova Constituição (1967) ! Lei de Imprensa: forte censura sobre jornais e revistas.
  10. 10. LIBERDADE SEM DEMOCRACIA Colégio Eleitoral Escola Superior de Guerra
  11. 11. Costa e Silva (1967-1969) ! Pedro Aleixo, Vice-Presidente Civil: intenção de retorno da democracia. ! No entanto, o seu governo foi marcado por profundas manifestações contra o Regime Militar. ! Essas manifestações tiveram grande influência dos movimentos europeus e estadunidenses: ! Maio de 1968 na França; ! Primavera de Praga, 1968; ! Movimento Hippie.
  12. 12. França,Paris - 1968 ! Estudantes de Paris organizam protestos que levam à ocupação da Universidade de Nanterre (oeste de Paris), em 23 de março. ! Eles contestam também a situação social e política do país e o governo do general Charles de Gaulle. ! Entre os slogans criados estão É Proibido Proibir, O Poder Está nas Ruas e A Imaginação no Poder. ! A partir de Maio, o movimento se estende na França e o resto da Europa com uma greve geral.
  13. 13. ! Mas a onda de liberdade começaria a incomodar a União Soviética porque os tchecos demonstravam interesse em transformar radicalmente sua sociedade, dinamizá-la e diminuir o papel centralizador do Partido. ! Além do mais, no campo econômico os tchecos estavam firmemente decididos a deixar de fazerem o papel de fornecedores de capitais para outros países da órbita soviética, e dividirem entre si mesmos os sucessos do seu desenvolvimento. ! É o que a União Soviética não aceitaria: controle operário da sociedade; socialismo com liberdade; fuga de sua tutela político-econômica.
  14. 14. Movimento Hippie - E.U.A ! O movimento hippie surgiu na década de 60 como uma forma de protestar contra os acontecimentos da época e os hábitos da sociedade capitalista. ! Era contra o “sistema” e qualquer outra forma de autoritarismo, defendendo a liberdade intelectual, religiosa, cultural e sexual. ! O centro desse movimento foi a cidade americana de São Francisco, na Califórnia.
  15. 15. Os Estudantes se manifestam... ! Protestos contra a qualidade da comida no restaurante universitário Calabouço. ! Mobilização dos estudantes, artistas e políticos; ! O assassinato do estudante Edson Luís; ! A passeata dos cem mil;
  16. 16. Os operários "Por esse pão pra comer, por esse chão prá dormir A certidão pra nascer e a concessão pra sorrir Por me deixar respirar, por me deixar existir, Deus lhe pague Pela cachaça de graça que a gente tem que engolir Pela fumaça e a desgraça, que a gente tem que tossir Pelos andaimes pingentes que a gente tem que cair, Deus lhe pague Pela mulher carpideira pra nos louvar e cuspir E pelas moscas bicheiras a nos beijar e cobrir E pela paz derradeira que enfim vai nos redimir, Deus lhe pague"
  17. 17. Os artistas... ! Reação por meio da música, do teatro, do cinema e de outras manifestações culturais. ! As produções artísticas falavam das dores e angústias da população pobre. ! O movimento da Tropicália representava bem o espírito de criatividade, ousadia e busca pelo novo, que marcou essa época.
  18. 18. As mulheres...
  19. 19. Os políticos resistem... ! O Deputado Márcio Moreira Alves, fez um discurso em 1968 em que ataca ferozmente as Forças Armadas: ! "As cúpulas militaristas procuram explorar o sentimento profundo de patriotismo do povo e pedirão aos colégios que desfilem junto com os algozes dos estudantes. Seria necessário que cada pai, cada mãe, se compenetrasse de que a presença dos seus filhos nesse desfileé o auxílio aos carrascos que os espancam e os metralham nas ruas. Portanto, que cada um boicote esse desfile."
  20. 20. E os militares? ! Solicitam, ao Congresso Nacional para processar Márcio Moreira Alves. ! O pedido é negado e abre-se uma crise política e institucional. ! É convocado o Conselho de Segurança Nacional, em Brasília. ! Em 13 de dezembro de 1968 é baixado o Ato Institucional nº 5.
  21. 21. A ditadura plena... ! Confere poderes ao Presidente para: ! fechar o Congresso Nacional ! fazer leis ! ordenar a intervenção nos estados e municípios ! cassar políticos eleitos pelo povo ! demitir, transferir e aposentar funcionários públicos ! decretar estado de sítio ! suspender o direito ao Habbeas corpus ! quebrar o sigilo e a inviolabilidade das comunicações.
  22. 22. A JUNTA MILITAR - 1969 ! Foi o governo que menos durou, formada por um grupo de militares, substituiu Arthur da Costa e Silva, a junta era formada pelos ministros do Exército, Marinha e Aeronáutica: ! Aprovam a Emenda Constitucional de 1969: ! Amplia os poderes presidenciais ! Pena de Morte ! Prisão Perpétua
  23. 23. “Hoje você é quem manda Falou, tá falado…”
  24. 24. Emílio Médici – 1970-1974 ! Em 1969, a Junta Militar escolhe o novo presidente: o general Emílio Garrastazu Médici. ! Seu governo é considerado o mais duro e repressivo do período, conhecido como “anos de chumbo”. ! A repressão à luta armada cresce e uma severa política de censura é colocada em execução. Jornais, revistas, livros, peças de teatro, filmes, músicas e outras formas de expressão artística são censurados. ! Muitos professores, políticos, músicos, artistas e escritores são investigados, presos, torturados ou exilados do país. ! O DOI-Codi atua como centro de investigação e repressão do governo militar.
  25. 25. A resistência Cultural ! Criado em 26/06/1968. Com textos leves, engraçados e das entrevistas descontraídas, o jornal se tornou“a pedra no sapato” da Ditadura. ! Acompanhava o movimento de resistência dos cartunistas,músicos, cantores e compositores que por meio das Canções de Protesto faziam forte resistência à Ditadura.
  26. 26. A resistência armada ! Acreditando que o combate ao regime militar somente seria possível, uma parte da oposição partiu para a LUTA ARMADA. ! Na cidade os grupos armados partiram para assaltos a bancos e sequestro de embaixadores. ! Ganha força no campo a guerrilha rural, principalmente no Araguaia. ! A guerrilha do Araguaia é fortemente reprimida pelas forças militares.
  27. 27. A ação repressora do governo ! Serviço Nacional de Informações (S.N.I).Seu papel era informar ao DOPS. ! O Departamento de Ordem Social Política e Social(DOPS) exercia o papel de polícia política do regime. ! O DOI-Codi atua como centro de investigação e repressão do governo militar. ! Seus agentes praticavam espancamentos, afogamentos, choques elétricos e outras formas de tortura.
  28. 28. Censura!
  29. 29. CENSURA
  30. 30. CENSURA
  31. 31. CENSURA
  32. 32. CENSURA
  33. 33. CENSURA
  34. 34. O Milagre econômico – (1969 -1973) ! Na área econômica o país crescia rapidamente. Este período que vai de 1969 a 1973 ficou conhecido como a época do Milagre Econômico. ! O PIB brasileiro crescia a uma taxa de quase 12% ao ano, enquanto a inflação beirava os 18%. ! Com investimentos internos e empréstimos do exterior, o país avançou e estruturou uma base de infraestrutura. ! Todos estes investimentos geraram milhões de empregos pelo país. ! Algumas obras,consideradas faraônicas, foram executadas, como a Rodovia Transamazônica e a Ponte Rio-Niterói. ! Os empréstimos estrangeiros geraram uma dívida externa elevada para os padrões econômicos do Brasil.
  35. 35. Ufanismo e a propaganda de massa ! Médici recorreu também à propaganda, martelando pelos meios de comunicação os slogans de seu governo. ! Propaganda ufanista: BRASIL, AME-O OU DEIXE- O!, BRASIL CONTE COMIGO!, NINGUÉM SEGURA ESTE PAÍS e VOCÊ CONSTRÓI ESSE PAÍS!. ! A copa de 1970 e a vitória do Brasil foram largamente utilizadas por Médici
  36. 36. O Fim do Milagre ! Por motivos internos e externos,em 1973, o milagre econômico começou a dar sinais de esgotamento. ! Externamente,a guerra entre árabes e judeus provoca um grande aumento do preço do petróleo. ! Internamente,a maioria da população,devido aos baixos salários, já não conseguia comprar o volume de produtos fabricados no Brasil.
  37. 37. MEIA VOLTA, VOLVER…
  38. 38. Governo Geisel - 1974 a 1979
  39. 39. ! O General Ernesto Geisel integrava um grupo de oficiais militares favoráveis à devolução gradual do poder aos civis"Processo lento,gradual e seguro de abertura democrática ! Principal Problema: Os órgãos de repressão se tornaram um "estado paralelo" violento e sem controle. !Avanço: ! Ação democratizante diminuindo a ação da censura ! Realização de eleições livres para Senadores,Deputados e Vereadores !Retrocesso: ! Ação violenta e continuada da repressão ! Mortes:Vladmir Herzog (1975) e Manuel Fiel Filho (1976) ! Ação da "linha dura": terrorismo de direita" "bomba em banca de jornal" e "protegendo General de 4 estrelas que fica com o c… na mão…" !Reação imediata à ação da "linha dura": ! A sociedade brasileira escandalizada com os atos de repressão ! Reação do Governo de Jimmy Carter dos E.U.A ! Afastamentodo Comandante do II Exército
  40. 40. !Reação da "linha dura":preparar,à revelia de Geisel, um sucessor presidencial (1977):General Sylvio Frota se lança candidato !Reações de Geisel e de seus auxiliares: Golbery do Couto e Silva e de Armando Falcão (Ministro da Justiça) determinam um "freio" na "distensão lenta e gradual": !O pacote de Abril de 1977:controle da propaganda eleitoral, benefício aos candidatos da ARENA e os "senadores biônicos". !O II PND (Plano Nacional de Desenvolvimento) enfatizava a necessidade de expansão das indústrias de bens de produção a fim de se conseguir uma sólida infraestrutura econômica para o progresso econômico-industrial,com a direção do Estado com a colaboração "desinteressada e nunca impositiva" de outros setores da sociedade. !Outubro de 1978: extinção do AI-5.Tentativa de compensar a crise econômica.
  41. 41. GOVERNO FIGUEIREDO 1979 A 1985
  42. 42. Abertura política ! Exigência de diversos setores da sociedade brasileira: ! Sindicatos de trabalhadores, grupos de empresários, igreja, associações artísticas e científicas, universidades e imprensa. ! Fortalecimento dos sindicatos: crise econômica e achatamentodos salários " greves, Lula e formação do Partido dos Trabalhadorese das Centrais Sindicais.
  43. 43. A Redemocratização !Anistia:ampla, geral mas não tão irrestrita. (Petrônio Portella). !Fim do Bipartidarismo: PDS, PMDB, PT, PTB. !Restabelecimento das eleições diretas para governadores e prefeitos das capitais
  44. 44. A participação civil ! Campanha dasDiretas-já: "se eu estivesse no Rio, seria hum milhão e um" ! Comícios pelo Brasil: ampla frente de oposição ! Bardenaço em Brasília: manifestação contra a política econômica; ! o Panelaço e o Estado de Emergência: violência e a Ação do Gen. Newton Cruz
  45. 45. O país se mobiliza...
  46. 46. Votação da Emenda Dante de Oliveira.
  47. 47. Política econômica e o III PND ! A POLÍTICA ECONÔMICA E O III PND: ! Metas: ! Crescimento da Renda e do Emprego, Equilíbrio da Balança de Pagamentos, Controle da Dívida Externa, Combate à Inflação e o Desenvolvimento de Novas Fontes de Energia; ! PROBLEMAS GRAVES: ! Dívida Externa "FMI; ! Inflação " 1984: 223,8% ao ano ! Desemprego " saques à supermercado:a busca de alimentos e o desespero.
  48. 48. A SUCESSÃO E O FIM DA DITADURA ! Derrota da emenda das Diretas-Já levou a oposição ao Colégio Eleitoral:Aliança Democrática; ! A eleição de Tancredo: "…enquanto houver nesse país um só homem sem trabalho, sem teto e sem letras, toda prosperidade será falsa…" ! A morte de Tancredo e a posse de Sarney:um colaborador da ditadura no poder, por quê?
  49. 49. E tudo tem um final!
  50. 50. Será que vamos esquecer?

×