O mosaico chinês (Tangram)

5.173 visualizações

Publicada em

Uma apresentação que dá a conhecer o tangram através de uma história.

Publicada em: Educação
3 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.173
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
59
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
77
Comentários
3
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O mosaico chinês (Tangram)

  1. 1. Era uma vez ...
  2. 2. … um chinês que possuía um azulejo da I Dinastia Chinesa e que era o seu encanto.
  3. 3. Um dia, ao afagá-lo pela vigésima quinta vez, deixou-o cair partindo-se em sete bocados.
  4. 6. Apanhou-os do chão e colocou-os sobre a mesa …
  5. 7. … e, muito triste sentou-se e chorou até que adormeceu.
  6. 8. Os bocados de azulejo, fartos de formarem um quadrado, meditaram e procuraram uma forma diferente.
  7. 9. Movimentaram-se e surgiu um triângulo.
  8. 10. Bem, é diferente mas não gostamos!
  9. 11. Voltaram a rodopiar e surgiu, desta vez, um rectângulo.
  10. 12. Parece um quadrado, só que engordou para um dos lados! Comentaram entre si:
  11. 13. Moveram-se novamente e eis que surge um gato.
  12. 14. Ah, agora sim, um gato com vida e bem diferente do quadrado!
  13. 15. Mas o gato teve fome.
  14. 16. Construiram um barco e foram à pesca.
  15. 17. Apanharam um peixe que deram ao gato.
  16. 18. Decidiram voar e tomaram a forma de um pássaro e voaram.
  17. 20. Voltaram e resolveram assustar o chinês, transformando-se na sua figura.
  18. 22. Este ao acordar, foi buscar a cola para colar os bocados do azulejo.
  19. 24. Porém, ao olhar para cima da mesa, verificou que os bocados do azulejo se tinham transformado na sua figura e, admirou-se!
  20. 26. Enervado, olhou e com receio movimentou alguns daqueles bocados, aparecendo-lhe um cão.
  21. 27. - Olha que giro, estes bocados parecem mágicos!
  22. 28. Voltou a reunir os bocados e …
  23. 29. ... surgiu um cisne.
  24. 30. Fantástico ! Afinal isto é o Tangram, de que tanto se fala!

×