RECEITAS NÃO TARIFÁRIAS NO METRÔ-SP
Novos Negócios
Dezembro
2014
Análise dos particulares comerciais, operacionais e admin...
2
METRÔ-SP E RECEITAS NÃO-TARIFÁRIAS
PERSPECTIVAS PARA O FUTURO
METRÔS NO MUNDO
2
AGENDA
3
Duas entidades internacionais reúnem os sistemas metroviários pelo mundo,
a CoMet composta pelos grandes* e a Nova com p...
4
Alguns metrôs alcançam faturamento não-tarifário superior a US$ 0,20 por
passageiro
$0.00
$0.05
$0.10
$0.15
$0.20
$0.25
...
5
O Metrô-SP vem conseguindo equilibrar a relação custo/receita com a
contribuição das receitas não-tarifárias, mas é prec...
6
Hong Kong Shanghai
SydneyLondres
Os principais metrôs do mundo investem fortemente em formas de alavancar
suas receitas ...
7
Tóquio
Nova Iorque
Rio de Janeiro
Nova Deli
Modelo adotado tanto por empresas públicas quanto privadas
Estocolmo
8
PERSPECTIVAS PARA O FUTURO
METRÔS NO MUNDO
8
AGENDA
METRÔ-SP E RECEITAS NÃO-TARIFÁRIAS
9
3
Paulista
Luz
4
5
Brigadeiro
Sacomã
Tamanduateí
Vila Prudente
V.Madalena
2
Tucuruvi
Parada Inglesa
Santana
Carandiru
Po...
10
2.6 2.5 2.5 2.4 2.4 2.4 2.7 2.9 3.2 3.3 3.6 3.7 3.8 3.7
0.5
0.6 0.7
2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2...
11
As receitas não-tarifárias do Metrô-SP crescem desde 2004 e alcançaram
9,5% das receitas tarifárias em 2013
(Em R$ milh...
12
São contratos com remuneração mensal fixa ou percentual sobre o faturamento
que geram receitas para o Metrô-SP
190 espa...
13
Os contratos de mídia têm acompanhamento e fiscalização periódica dos minutos
de publicidade pactuados
4 contratos com ...
14
8,801
643
Telefonia Móvel Cabeamento
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA
(R$ mil)
93%
7%
25,224
9,769
688
Mídia Metrô TV Minuto Outras...
15
São 5 Shoppings implantados: Metrô Tatuapé, Boulevard Tatuapé,
Metrô Itaquera, Metrô Tucuruvi e Metrô Santa Cruz
Os con...
16
Trata-se do arrendamento dos serviços dos Terminais Rodoviários, com remuneração baseada no número de partidas de
ônibu...
17
ÁreatotalMetrô-SP=3.090milm²
INDISPONÍVEL
237 mil m² = 8%
ADMINISTRATIVA
41 mil m² = 1%
SOCIAL:
creche, Fundação Casa, ...
18
8,801
643
Telefonia Móvel Cabeamento
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA
(R$ mil)
93%
7%
25,224
9,769
688
Mídia Metrô TV Minuto Outras...
19
Cada estação comporta em média,
cerca de 4 lojas de 25 m2...
... 5 estandes,
entre 4 m2 e 20 m2...
Existe disponibilida...
20
56%
47%
37%
44%44%45%42%43%46%46%46%
51%54%52%
42%43%44%45%46%47%48%
A elevação do grau de ocupação de lojas, estandes,...
21
8,801
643
Telefonia Móvel Cabeamento
INOVAÇÃO TECNOLÓGICA
(R$ mil)
93%
7%
Publicidade gera receitas com locação de espa...
22
Publicidade
• Mídia Metrô: publicidade nos espaços em estações, trens e terminais
A locação de espaços de Mídia gera a ...
23
Publicidade
• Mídia Metrô: publicidade nos espaços em estações, trens e terminais
• TV Minuto: mídia digital dentro dos...
24
9,5 9,5 9,3 9,3 9,1 8,9 8,9 8,8 8,5 8,8 8,5 8,4 8,3 8,3 8,3 8,7 8,5 8,5 8,3 8,3 8,3
Em dezembro de 2013, cerca de 1.700...
25
25,224
9,769
688
Mídia Metrô TV Minuto Outras
PUBLICIDADE
(R$ mil)
71%
27%
2%
Inovação tecnológica engloba telefonia em...
26
R$ 0,6
milhões
A receita de Inovação Tecnológica contribui com uma parcela ainda pequena nas
receitas não-tarifárias do...
27
METRÔS NO MUNDO
METRÔ-SP E RECEITAS NÃO-TARIFÁRIAS
27
AGENDA
PERSPECTIVAS PARA O FUTURO
28
O desafio é um planejamento de longo prazo espelhado na estratégia de Hong Kong ou Tóquio, onde
as estações já nascem n...
29
EXEMPLO ILUSTRATIVO:
Dentro das estações
Previsão de áreas comerciais no projeto
funcional e no executivo
Possibilidad...
30
Publicidade é outra forte alavanca de crescimento para as receitas não-tarifárias
A Copa do Mundo mostrou o elevado int...
31
A Lei Cidade Limpa traz grande oportunidade da crescimento para a mídia OOH no Metrô-SP
O Metrô-SP tem potencial para a...
32
Telões em alta definição Mídia em túneis
A área Novos Negócios está buscando formas de elevar receitas de publicidade,
...
33
Vitrines virtuais
Vitrines virtuais e painéis digitais são algumas das opções de publicidade no
Metrô-SP
Displays LED
P...
34
Inovação com novas tecnologias também pode se tornar um dos vetores do
crescimento de receitas não-tarifárias para o Me...
35
George Millard
Desenvolvimento de Novos
Negócios
Rua Libero Badaró, 293 - 22º Andar
São Paulo- SP Brasil
E-mail: gmilla...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Receitas Acessórias no Metro de SP - Forum MoveCidades - Dez2014

739 visualizações

Publicada em

Apresentacao no Fórum MoveCidades de 2014 de como alavancar receitas acessórias ao negocio principal: Transporte de passageiros.
Análise dos particulares comerciais, operacionais e administrativos da exploração comercial de várias oportunidades no Metrô-SP como meio para incrementar receitas e aumentar a capacidade de investimentos do operador.
Alavancar oportunidades de receitas adicionais ao core business do Metro de SP nos segmentos:
1. Desenvolvimento Imobiliario /Real Estate
2. Varejo / Retail em estacoes e terminais
3. Publicidade / midia out of home
4. Inovação tecnologica - uso de tecnologias para alavacar receitas comerciais

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
739
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Receitas Acessórias no Metro de SP - Forum MoveCidades - Dez2014

  1. 1. RECEITAS NÃO TARIFÁRIAS NO METRÔ-SP Novos Negócios Dezembro 2014 Análise dos particulares comerciais, operacionais e administrativos da exploração comercial no Metrô-SP como meio para aumentar a capacidade de investimentos do operador
  2. 2. 2 METRÔ-SP E RECEITAS NÃO-TARIFÁRIAS PERSPECTIVAS PARA O FUTURO METRÔS NO MUNDO 2 AGENDA
  3. 3. 3 Duas entidades internacionais reúnem os sistemas metroviários pelo mundo, a CoMet composta pelos grandes* e a Nova com pequenos e médios metrôs Fonte: CoMet e Nova * Metrôs com volume de pelo menos 500 milhões de passageiros por ano São Paulo
  4. 4. 4 Alguns metrôs alcançam faturamento não-tarifário superior a US$ 0,20 por passageiro $0.00 $0.05 $0.10 $0.15 $0.20 $0.25 $0.30 $0.35 $0.40 $0.45 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 Receitas Não-Tarifárias Publicidade Imobiliário e Varejo Inovação Outras Todas SP Nova: BA – Buenos Aires, Argentina Bc – Barcelona, Espanha Bs – Bruxelas, Bélgica Bk – Bancoc, Tailândia Dh – Nova Deli, Índia KL – Kuala Lumpur, Malásia Lb – Lisboa, Portugal Mt – Montreal, Canadá Nc – Newcastle, Inglaterra Nj – Nanjing, China Np – Napoli, Itália RJ – Rio de Janeiro, Brasil Sg – Singapura Sy – Sydney, Austrália To – Toronto, Canadá CoMET: Bg – Beijing, Índia Gz – Guangzhou, China HK – Hong Kong Ln – LUL, Londres, Inglaterra MC – Cidade do México, México Md – Madri, Espanha Mw – Moscou, Rússia NY – Nova Iorque, EUA Pm – RATP Metro, Paris, França Pr – RATP RER, Paris, França SC – Santiago, Chile Sh – Shanghai, China SP – São Paulo, Brasil Tp – Taipé, China Fonte: CoMet Receita não-tarifária Metrô-SP: USD 0,07 / passageiro Em destaque os top 5
  5. 5. 5 O Metrô-SP vem conseguindo equilibrar a relação custo/receita com a contribuição das receitas não-tarifárias, mas é preciso alavancá-las 0.0 0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 Cobertura de Custos Operacionais Receitas comerciais não-tarifárias Receitas tarifárias SP Fonte: CoMet Estamos no limite TotalReceitasobreCustoOperacional(2012) A tarifa de R$ 3,00/pax/viagem do Metrô-SP ficou congelada por todo o ano de 2014, o que reforça a importância de crescimento das receitas não-tarifárias
  6. 6. 6 Hong Kong Shanghai SydneyLondres Os principais metrôs do mundo investem fortemente em formas de alavancar suas receitas não-tarifárias
  7. 7. 7 Tóquio Nova Iorque Rio de Janeiro Nova Deli Modelo adotado tanto por empresas públicas quanto privadas Estocolmo
  8. 8. 8 PERSPECTIVAS PARA O FUTURO METRÔS NO MUNDO 8 AGENDA METRÔ-SP E RECEITAS NÃO-TARIFÁRIAS
  9. 9. 9 3 Paulista Luz 4 5 Brigadeiro Sacomã Tamanduateí Vila Prudente V.Madalena 2 Tucuruvi Parada Inglesa Santana Carandiru Portuguesa-Tietê Armênia Tiradentes Sé São Bento Liberdade São Joaquim Vergueiro Paraíso Ana Rosa Santa Cruz Praça da Árvore Saúde São Judas Conceição Jabaquara 1 Jd. São Paulo-Ayrton Sena O Metrô em São Paulo possui 5 linhas e 65 estações, numa extensão de 75 km Com Sé, Paraíso e Ana Rosa computados somente na Linha 1, Consolação/Paulista e República computados nas Linhas 1 e 4 Fonte: GPE – Metrô-SP
  10. 10. 10 2.6 2.5 2.5 2.4 2.4 2.4 2.7 2.9 3.2 3.3 3.6 3.7 3.8 3.7 0.5 0.6 0.7 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Passageiros transportados (média dia útil - milhões de passageiros) Cia. Metrô-SP Via Quatro* São cerca de quatro milhões e meio de passageiros transportados diariamente A Linha-4 Amarela é uma Parceria Público Privada (PPP), não faz parte da Cia. Metrô-SP Fonte: GPE – Metrô-SP *Linha-4 Amarela
  11. 11. 11 As receitas não-tarifárias do Metrô-SP crescem desde 2004 e alcançaram 9,5% das receitas tarifárias em 2013 (Em R$ milhões) O Metrô de São Paulo vem aumentando a participação das receitas não-tarifárias ao longo do tempo, em comparação com as receitas tarifárias Fonte: Relatórios Contábeis - Metrô-SP * Janeiro-Agosto/2014 1,671 1,086 158 123 5.7% 5.9% 6.5% 7.9% 7.3% 8.6% 9.1% 8.2% 9.2% 9.5% 11.3% 0.0% 2.0% 4.0% 6.0% 8.0% 10.0% 12.0% 0 200 400 600 800 1,000 1,200 1,400 1,600 1,800 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014* Receitas Metrô-SP Tarifária Não-Tarifária Participação
  12. 12. 12 São contratos com remuneração mensal fixa ou percentual sobre o faturamento que geram receitas para o Metrô-SP 190 espaços de quiosques em terminais rodoviários 27 contratos de imóveis e terrenos Estas receitas acessórias provêm de espaços em shoppings, estações, terrenos e terminais rodoviários... * Máquinas Dispensadoras de Produtos 1.326 espaços em shoppings (incluindo as lojas) 578 espaços de lojas, estandes e MDPs* em estações de Metrôs
  13. 13. 13 Os contratos de mídia têm acompanhamento e fiscalização periódica dos minutos de publicidade pactuados 4 contratos com empresas de estacionamento 8.400 espaços de mídia em estações, terminais e trens 2 contratos de cabeamento com operadoras de banda larga 5 contratos com operadoras de telefonia móvel ... além de contratos de mídia, telefonia móvel, cabeamento e estacionamentos
  14. 14. 14 8,801 643 Telefonia Móvel Cabeamento INOVAÇÃO TECNOLÓGICA (R$ mil) 93% 7% 25,224 9,769 688 Mídia Metrô TV Minuto Outras PUBLICIDADE (R$ mil) 71% 27% 2% 16.654 9.926 8.91647% 28% 25% Bilhete Único Lojas Licitadas Ações Promocionais VAREJO (R$ mil) Em 2013, as receitas não-tarifárias do Metrô-SP totalizaram R$ 158 milhões, sendo R$ 77 milhões provenientes de Desenvolvimento Imobiliário Fonte: Relatórios Contábeis - Metrô-SP Desenvolvimento imobiliário é composto pela exploração comercial das concessões de shopping centers e terminais rodoviários e por aluguel de terrenos e imóveis do Metrô-SP 43,090 27,319 7,122 Shoppings Terminais Rodoviários Imóveis DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO (R$ mil) 56% 35% 9% DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO R$ 77 49% PUBLICIDADE R$ 36 22% VAREJO R$ 36 23% INOVAÇÃO R$ 9 5% Total R$ 158 Milhões
  15. 15. 15 São 5 Shoppings implantados: Metrô Tatuapé, Boulevard Tatuapé, Metrô Itaquera, Metrô Tucuruvi e Metrô Santa Cruz Os contratos com este segmento de negócio são de Concessão de Direito Real de Uso para implantação de empreendimentos de grande porte, com remuneração fixa ou variável, o que for maior Shopping Boulevard Tatuapé Shopping Metrô Tatuapé Shopping Metrô Vila Madalena Shopping Metrô Vila MarianaShopping Metrô Itaquera e 2 empreendimentos em fase de implantação, os centros comerciais Vila Mariana e Vila Madalena * Faturamento 2013 R$ 10,2 milhões R$ 3,0 milhões R$ 14,4 milhões R$ 1,9 milhões R$ 0,3 milhões Shopping Metrô Santa CruzShopping Metrô Tucuruvi R$ 4,6 milhões R$ 8,6 milhões Shopping Centers são os principais vetores de receita da linha de negócios imobiliários, com R$ 43 milhões*
  16. 16. 16 Trata-se do arrendamento dos serviços dos Terminais Rodoviários, com remuneração baseada no número de partidas de ônibus (10 TUTs por partida) e 25% sobre todas as outras operações comerciais dos Terminais A arrecadação com esse segmento de negócio provém de dois Terminais: Jabaquara Tietê R$ 3,0 milhões R$ 24,3 milhões A segunda maior receita não-tarifária é obtida com o arrendamento de Terminais Rodoviários, com R$ 27,3 milhões* * Faturamento 2013
  17. 17. 17 ÁreatotalMetrô-SP=3.090milm² INDISPONÍVEL 237 mil m² = 8% ADMINISTRATIVA 41 mil m² = 1% SOCIAL: creche, Fundação Casa, delegacia INDISPONÍVEL: áreas a serem transferidas ao GESP, áreas utilizadas pela CPTM ADMINISTRATIVA: escritórios, Metrô Clube, canteiros OPERACIONAL: acessos, estações, terminais, ventilações de via, saídas de emergência, poço LOGRADOURO ou PÚBLICA: leito de rua, praça, córrego, canal, alargamento e abertura de via Áreas do Metrô-SP contratadas Mil m2 Shoppings 211 Estacionamentos 50 Comércio varejista 22 Concessionárias veículos 8 Serviços 1 Total 292 Áreas disponíveis 499 mil m2 Cerca de 60% das áreas remanescentes, aproximadamente 500 mil m2, ainda estão disponíveis, e destas, 75% têm bom potencial para comercialização O Metrô-SP possui também cerca de 800 mil m2 de áreas para exploração comercial ou redução de custos SOCIAL 124 mil m² = 4% OPERACIONAL 1.475 mil m² = 48% REMANESCENTE 791 mil m² 25% LOGRADOURO ou PÚBLICA 422 mil m² = 14%
  18. 18. 18 8,801 643 Telefonia Móvel Cabeamento INOVAÇÃO TECNOLÓGICA (R$ mil) 93% 7% 25,224 9,769 688 Mídia Metrô TV Minuto Outras PUBLICIDADE (R$ mil) 71% 27% 2% 56% 35% 9% 43,090 27,319 7,122 Shoppings Terminais Rodoviários Imóveis DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO (R$ mil) Varejo envolve exploração comercial dos espaços disponíveis nas estações e terminais, com lojas, estandes, quiosques e ações promocionais de marketing 16.654 9.926 8.91647% 28% 25% Bilhete Único Lojas Licitadas Ações Promocionais VAREJO (R$ mil) As receitas de Varejo totalizaram R$ 36 milhões em 2013 DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO R$ 77 49% PUBLICIDADE R$ 36 22% VAREJO R$ 36 23% INOVAÇÃO R$ 9 5% Total R$ 158 Milhões Fonte: Relatórios Contábeis - Metrô-SP
  19. 19. 19 Cada estação comporta em média, cerca de 4 lojas de 25 m2... ... 5 estandes, entre 4 m2 e 20 m2... Existe disponibilidade para 143 estandes, totalizando 1 mil m2 São 819 espaços comerciais disponíveis para lojas, estandes, quiosques e máquinas dispensadoras de produtos totalizando mais de 10 mil m2 de ABL ... 4 quiosques de 4 m2... ... e 3 máquinas dispensadoras de produtos (MDP) de 1 m2 Estão disponíveis espaços para 158 MDPs, equivalentes a 158 m2 Existem 640 m2 para 161 quiosques Estão disponíveis 357 lojas, num total de 9 mil m2
  20. 20. 20 56% 47% 37% 44%44%45%42%43%46%46%46% 51%54%52% 42%43%44%45%46%47%48% A elevação do grau de ocupação de lojas, estandes, quiosques e ações promocionais vai aumentar, significativamente, a receita de Varejo com esses espaços 4.7 11.1 2.8 0.2 16.7 Linha Azul Linha Vermelha Linha Verde Linha Lilás Bilhete Único Receita de Varejo em 2013 R$ milhões Varejo Ocupação de espaços Há potencial de crescimento da receita de Varejo com novas locações Fonte: Relatórios Contábeis - Metrô-SP
  21. 21. 21 8,801 643 Telefonia Móvel Cabeamento INOVAÇÃO TECNOLÓGICA (R$ mil) 93% 7% Publicidade gera receitas com locação de espaços comerciais e franquias da marca Metrô As receitas de Publicidade também alcançaram R$ 36 milhões em 2013 35% 9% 43,090 27,319 7,122 Shoppings Terminais Rodoviários Imóveis DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO (R$ mil) 16.654 9.926 8.91647% 28% 25% Bilhete Único Lojas Licitadas Ações Promocionais VAREJO (R$ mil) 25,224 9,769 688 Mídia Metrô TV Minuto Outras PUBLICIDADE (R$ mil) 71% 27% 2% DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO R$ 77 49% PUBLICIDADE R$ 36 22% VAREJO R$ 36 23% INOVAÇÃO R$ 9 5% Total R$ 158 Milhões Fonte: Relatórios Contábeis - Metrô-SP
  22. 22. 22 Publicidade • Mídia Metrô: publicidade nos espaços em estações, trens e terminais A locação de espaços de Mídia gera a maior receita de Publicidade no Metrô-SP R$ 25,2 milhões
  23. 23. 23 Publicidade • Mídia Metrô: publicidade nos espaços em estações, trens e terminais • TV Minuto: mídia digital dentro dos trens do Metrô-SP exploradoras por parceiro concessionário Mídia digital e exploração da Marca são as outras opções receita de Publicidade R$ 9,8 milhões • Marca Metrô: exploração da marca Metrô através de royalties pagos pelos parceiros interessados em comercializar produtos com nossa marca
  24. 24. 24 9,5 9,5 9,3 9,3 9,1 8,9 8,9 8,8 8,5 8,8 8,5 8,4 8,3 8,3 8,3 8,7 8,5 8,5 8,3 8,3 8,3 Em dezembro de 2013, cerca de 1.700 espaços estavam disponíveis em estações, 925 ocupados, e 6.700 em trens, sendo 4.800 ocupados Ocupação de Espaços em Publicidade (em milhares) Ainda existe espaço para crescimento da receita de publicidade no Metrô-SP
  25. 25. 25 25,224 9,769 688 Mídia Metrô TV Minuto Outras PUBLICIDADE (R$ mil) 71% 27% 2% Inovação tecnológica engloba telefonia em túneis e nas estações, além de outros produtos e serviços apoiados por tecnologia e infraestrutura de fibra/wifi do Metrô-SP Inovação Tecnológica participou com quase 6% da receita, com R$ 9 milhões 56% 35% 9% 43,090 27,319 7,122 Shoppings Terminais Rodoviários Imóveis DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO (R$ mil) 16.654 9.926 8.91647% 28% 25% Bilhete Único Lojas Licitadas Ações Promocionais VAREJO (R$ mil) DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO R$ 77 49% PUBLICIDADE R$ 36 22% VAREJO R$ 36 23% INOVAÇÃO R$ 9 6% Total R$ 158 Milhões Fonte: Relatórios Contábeis - Metrô-SP 8,801 643 Telefonia Móvel Cabeamento INOVAÇÃO TECNOLÓGICA (R$ mil) 93% 7%
  26. 26. 26 R$ 0,6 milhões A receita de Inovação Tecnológica contribui com uma parcela ainda pequena nas receitas não-tarifárias do Metrô-SP R$ 8,8 milhões Telefonia móvel Cabeamento
  27. 27. 27 METRÔS NO MUNDO METRÔ-SP E RECEITAS NÃO-TARIFÁRIAS 27 AGENDA PERSPECTIVAS PARA O FUTURO
  28. 28. 28 O desafio é um planejamento de longo prazo espelhado na estratégia de Hong Kong ou Tóquio, onde as estações já nascem no projeto com empreendimentos comerciais definidos em projeto O Metrô-SP tem enorme oportunidade de elevar receitas acessórias em desenvolvimento imobiliário, com a significativa expansão de sua malha Fonte: GPE 1 8 18Estrada dos Alvarengas Capitão Casa Café Filho Pça. Lauro Gomes Ferrazópolis 22 J. Bonfiglioli P.J.Previdência Tucuruvi Parada Inglesa Jd. São Paulo- Ayrton Sena Santana Carandiru Portuguesa-Tietê Armênia Tiradentes Sé São Bento Liberdade São Joaquim Vergueiro Paraíso Ana Rosa Santa Cruz Praça da Árvore Saúde São Judas Conceição Jabaquara 1 Paulista Sacomã Tamanduateí Vila Prudente V.Madalena 3 Sesc Pompéia Perdizes PUC Cardoso de Almeida Pinheiros Faria Lima Luz Pinheiros 4 Aurélia Cerro Corá Paço Municipal Djalma Dutra Baeta Neves Senador Vergueiro Winston Churchill Fundação Santo André Afonsina Instituto Mauá Pça. Regina Matielo Estrada das Lágrimas Espaço Cerâmica Goiás 66 Bandeirantes Rubem Berta Indianópolis 20 Alberto Anália Franco Vila CaneroLion 6 Rede 2030 192 novas Estações, mais 212 Km de Extensão 15 São Mateus 2 Dutra Ponte Grande Paulo Freire Tiquatira Penha de França Aricanduva Nova Manchester Guilherme Giorgi V. Formosa Água Rasa Orfanato Construção L15 Prata Construção L19 Celeste 19 Tancredo Neves Guarulhos Vila AugustaItapegica Dutra Edu Chaves Jd. Guançã Vila Medeiros Jd. Japão Curuça V.Maria Catumbi Teles Silva Pari Mercado Correios Brigadeiro Jd. Paulista Pq. Ibirapuera Itaim Bibi Hélio Peregrino Hospital São Paulo AACD- Servidor Santa Cruz Extensão L5 Lilás 17 Congonhas Chucri Zaidan MorumbiAmérico Maurano ParaisópolisPanamby Estádio do Morumbi Construção L17 Ouro Extensão L2 Verde 5 Hospital Sabóia Ipiranga
  29. 29. 29 EXEMPLO ILUSTRATIVO: Dentro das estações Previsão de áreas comerciais no projeto funcional e no executivo Possibilidade de áreas comerciais pré- definidas para varejo EXEMPLO ILUSTRATIVO: Considerando “air rights” (uso de espaço sobre as futuras estações) Possibilidade de implantação SIMULTÂNEA de empreendimentos (como SHOPPINGS) em conjunto com construção da estação subterrânea Áreas comerciais previstas no projeto da Estação Iniciativa Privada O modelo futuro de trabalho da área de Novos Negócios prevê interface e atuação em conjunto com áreas de Planejamento do Metrô-SP METRÔ
  30. 30. 30 Publicidade é outra forte alavanca de crescimento para as receitas não-tarifárias A Copa do Mundo mostrou o elevado interesse do mercado na utilização dos espaços do Metrô-SP
  31. 31. 31 A Lei Cidade Limpa traz grande oportunidade da crescimento para a mídia OOH no Metrô-SP O Metrô-SP tem potencial para aumentar a participação no mercado publicitário brasileiro TV Aberta 71% Jornal 11% Rádio 4% Revista 6% Internet 5% OOH* 3% Mercado Publicitário no Brasil 2013 Outros 98% Metrô-SP 2% Mídia OOH* Brasil x Metrô-SP * Mídia Out of Home (OOH, ou publicidade que impacta ao consumidor fora de casa)
  32. 32. 32 Telões em alta definição Mídia em túneis A área Novos Negócios está buscando formas de elevar receitas de publicidade, através de modernas mídias
  33. 33. 33 Vitrines virtuais Vitrines virtuais e painéis digitais são algumas das opções de publicidade no Metrô-SP Displays LED Painéis digitais
  34. 34. 34 Inovação com novas tecnologias também pode se tornar um dos vetores do crescimento de receitas não-tarifárias para o Metrô-SP no futuro próximo Tendências/oportunidades: • Geolocalização com interação empresas-passageiros Metrô-SP • Quiosques de informação do Metrô ultrafuturistas • Conexão da rede Metrô-SP com empresas ao redor
  35. 35. 35 George Millard Desenvolvimento de Novos Negócios Rua Libero Badaró, 293 - 22º Andar São Paulo- SP Brasil E-mail: gmillard@metrosp.com.br Tel.: 11 3111-8700 www.metro.sp.gov.br Obrigado

×