Gestão da disponibilidade através do 
uso de ferramentas de monitoramento 
de rede open source.
 Aluno: Gezer ramos 
 Prof : Pedro Borges 
 Disciplina Trabalho Interdisciplinar Dirigido IV
Tópicos 
 Gestão da Disponibilidade  1: 
 Open Source  2: 
 Ferramentas de monitoramento  3:
Tópico 1 
Gestão da Disponibilidade
Tópico 1 
Gestão da Disponibilidade 
 Garantir Disponibilidade a custo justificável para atender 
necessidades atuais e f...
Tópico 1 
Gestão da Disponibilidade 
O QUE É: 
•O gerenciamento de disponibilidade é responsável por 
garantir que os serv...
Gestão da Disponibilidade 
OS PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DA 
DISPONIBILIDADE INCLUEM: 
Tópico 1 
• Monitorar todos os aspe...
Tópico 1 
Gestão da Disponibilidade 
 O Gerenciamento de Disponibilidade possui dois elementos chave: 
• Atividades Reati...
Tópico 1 
Gestão da Disponibilidade
1 
 Se você não mensura, você não pode 
gerenciar. 
2 
 Se você não mensura, você não pode 
melhorar. 
3 
 Se você não ...
Desempenho do processo de Gestão de Disponibilidade 
Tempo entre incidentes de sistema 
Indisponibilidade (downtime) 
Temp...
Tópico 2 
Open Source( código aberto)
Tópico 2 
Open Source(código aberto) 
Definição de Open Source: 
•Criado em 1988, o movimento Open Source Inovation(OSI), ...
Definição de Open Source 
 Distribuição livre; 
 Acesso ao código-fonte; 
 Permissão para criação de trabalhos derivado...
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Porque monitorar? 
 Detecção precoce e notificação de erros. 
 Ganho em seguranç...
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Critérios de escolha 
da ferramenta:
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
 Notificações em tempo real- Email, SMS, Jabber; 
 Diagnóstico e correção de fal...
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Qual ferramenta melhor se adequa a 
minha necessidade?
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Prós: 
 Popular e bem conhecido 
 Base para muitos outros sistemas de código abe...
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Prós: 
 Zabbix monitora todos os protocolos principais (HTTP, FTP, SSH, POP3, 
SM...
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Nagios Zabbix 
• Exige um esforço significativo para 
a instalação. 
• Configuraçã...
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Interface:
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Interface:
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Desempenho:
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Desempenho Nagios:
Tópico 3 
Ferramentas de monitoramento 
Desempenho Zabbix:
Referências bibliográficas: 
 MAGALHÃES, Ivan Luizio; PINHEIRO, Walfrido Brito. Gerenciamento de serviços de TI na 
práti...
FIM!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gestão da disponibilidade através do uso de ferramentas de monitoramento de rede open source

302 visualizações

Publicada em

Gestão da disponibilidade através do uso de ferramentas de monitoramento de rede open source

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
302
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão da disponibilidade através do uso de ferramentas de monitoramento de rede open source

  1. 1. Gestão da disponibilidade através do uso de ferramentas de monitoramento de rede open source.
  2. 2.  Aluno: Gezer ramos  Prof : Pedro Borges  Disciplina Trabalho Interdisciplinar Dirigido IV
  3. 3. Tópicos  Gestão da Disponibilidade  1:  Open Source  2:  Ferramentas de monitoramento  3:
  4. 4. Tópico 1 Gestão da Disponibilidade
  5. 5. Tópico 1 Gestão da Disponibilidade  Garantir Disponibilidade a custo justificável para atender necessidades atuais e futuras do negócio. Objetivos •Produzir e manter um plano de disponibilidade. •Garantir que os serviços tenham disponibilidade adequada. •Analisar o impacto das mudanças no plano de disponibilidade. •Otimizar a infra de TI, serviço e organização de suporte a entregar, por um custo justo e nível sustentado de disponibilidade, que permita cumprir os objetivos do negócio.
  6. 6. Tópico 1 Gestão da Disponibilidade O QUE É: •O gerenciamento de disponibilidade é responsável por garantir que os serviços estejam disponíveis na base nos níveis acordados entre a organização de TI e os clientes. •Apresenta uma estreita relação com o gerenciamento de capacidade para atingir o seu objetivo; esta relação não pode garantir a disponibilidade de um serviço quando a capacidade é insuficiente.
  7. 7. Gestão da Disponibilidade OS PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DA DISPONIBILIDADE INCLUEM: Tópico 1 • Monitorar todos os aspectos de disponibilidade, confiabilidade e sustentabilidade dos serviços de TI, com a utilização de eventos, alarmes e escalação para recuperação; • Manter um conjunto de métodos e técnicas para avaliação e relatório da disponibilidade; • Auxiliar no gerenciamento e análise de riscos e na resolução de incidentes e problemas relacionados à disponibilidade; • Compreender as necessidades atuais e futuras de disponibilidade pela área de negócios, produzindo o Plano para atendê-las; • Manter um agendamento de testes para avaliação dos mecanismos e componentes de tolerância à falhas e resiliência; • Implementar medidas proativas;
  8. 8. Tópico 1 Gestão da Disponibilidade  O Gerenciamento de Disponibilidade possui dois elementos chave: • Atividades Reativas: Monitoração, avaliação, gerenciamento de eventos, incidentes e problemas envolvendo disponibilidade; • Atividades Proativas: Planejamento, desenho e melhoria da disponibilidade;  O Gerenciamento é Composto de dois níveis interconectados: : • Disponibilidade de Serviço: Envolve aspectos de disponibilidade de serviço e impacto da disponibilidade e dos componentes que o compõem; • Disponibilidade de Componente: Envolve aspectos de disponibilidade do componente;
  9. 9. Tópico 1 Gestão da Disponibilidade
  10. 10. 1  Se você não mensura, você não pode gerenciar. 2  Se você não mensura, você não pode melhorar. 3  Se você não mensura, você provavelmente não liga. 4  Se você não pode influenciar ou controlar, então não mensure. Tópico 1 Gestão da Disponibilidade PRINCIPIOS:
  11. 11. Desempenho do processo de Gestão de Disponibilidade Tempo entre incidentes de sistema Indisponibilidade (downtime) Tempo de Resposta Tempo de recuperação Tempo de detecção Reparação Tempo de reparação Detecção Diagnostico Reposição Tópico 1 Gestão da Disponibilidade
  12. 12. Tópico 2 Open Source( código aberto)
  13. 13. Tópico 2 Open Source(código aberto) Definição de Open Source: •Criado em 1988, o movimento Open Source Inovation(OSI), tem como objetivo principal apoiar e promover a criação de softwares livres. •Um dos maiores sucessos entre os softwares livres foi o sistema operacional Linux. Grandes empresas do ramo de informática já colaboraram no desenvolvimento e melhoria da plataforma.
  14. 14. Definição de Open Source  Distribuição livre;  Acesso ao código-fonte;  Permissão para criação de trabalhos derivados;  Integridade do autor do código-fonte;  Não discriminação contra pessoas ou grupos;  Não discriminação contra áreas de atuação;  Distribuição da licença;  Licença não específica a um produto;  Licença não restritiva a outros programas;  Licença neutra em relação à tecnologia; Tópico 2 Open Source(código aberto)
  15. 15. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento
  16. 16. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Porque monitorar?  Detecção precoce e notificação de erros.  Ganho em segurança  Economia de custos  Software open source
  17. 17. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Critérios de escolha da ferramenta:
  18. 18. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento  Notificações em tempo real- Email, SMS, Jabber;  Diagnóstico e correção de falhas; Gerenciamento de Falhas  Relatórios; Gerenciamento de Desempenho  Gráficos;
  19. 19. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Qual ferramenta melhor se adequa a minha necessidade?
  20. 20. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Prós:  Popular e bem conhecido  Base para muitos outros sistemas de código aberto  Baseado em template e objeto de herança orientada  Nagios monitora todos os protocolos principais (HTTP, FTP, SSH, POP3, SMTP, SNMP, MySQL, etc)  Alertas de e-mail e / ou SMS  Vários níveis de alerta: ERROR, WARNING, OK  Detecção de "bater de asas"  Exibição topografia Automatic  Completamente independente, nenhum outro software necessário  Monitoramento de conteúdo Web
  21. 21. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Prós:  Zabbix monitora todos os protocolos principais (HTTP, FTP, SSH, POP3, SMTP, SNMP, MySQL, etc)  Alertas de e-mail e / ou SMS  Baseado em Templates  Arquitetura escalável e distribuída  Feito para UNIX, SNMP e monitoramento de URL  Fácil expansão com plugins ou agentes  Em constante desenvolvimento  Dados de monitoramento armazenados em banco de dados  Múltiplos itens e atributos por entidade controlada  Diferentes itens podem ser controlados por diferentes mecanismos  Alarmes baseados em comparações com valores históricos e médias  Mapas, telas e slideshows definidos pelo usuário
  22. 22. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Nagios Zabbix • Exige um esforço significativo para a instalação. • Configuração, administração e manutenção através de arquivos textos. • Dados de monitoramento armazenados em local único • Alto I/O dos arquivos de dados de monitoramento e configuração • Novas configurações necessitam de reinicio • Interface e gráficos primitivos • No começo é dificil aprendizado (Comparo com a vida com o editor vi ). • Demora as configurações iniciais, são complexas para um bom trabalho • Se você for usuário de outra ferramenta de monitoramento, será um • grande impacto. • Documentação é irregular, por vezes, Contras
  23. 23. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Interface:
  24. 24. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Interface:
  25. 25. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Desempenho:
  26. 26. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Desempenho Nagios:
  27. 27. Tópico 3 Ferramentas de monitoramento Desempenho Zabbix:
  28. 28. Referências bibliográficas:  MAGALHÃES, Ivan Luizio; PINHEIRO, Walfrido Brito. Gerenciamento de serviços de TI na prática: uma abordagem com base na ITIL. São Paulo: Novatec Editora, 2007.  SILVA, Pedro Tavares; TORRES, Catarina Botelho. Gestão e Liderança para Profissionais de TI. Lisboa: FCA Editora, 2010.  TANENBAUM, Andrew S. Redes de Computadores. Editora Elsevier. Rio de Janeiro: 2003.  DIAS, Bethovem Zanella; JR, Nilton Alves. Protocolo de Gerenciamento SNMP. Disponível em: http://www.rederio.br/downloads/pdf/nt00601.pdf. Acessado em: 11/10/2014.  DIAS, Bethovem Zanella; JR, Nilton Alves. Protocolo de Gerenciamento SNMP. Disponível em: http://www.rederio.br/downloads/pdf/nt00601.pdf. Acessado em: 10/10/2014.  MOURA, Marcos Daniel de , BECKER, Pedro Cristiano. Utilização da Ferramenta Nagios Para Monitoramento de Sinal de Antenas de Rede Wireless. Disponivel em: http://sites.setrem.com.br/stin/2012/anais/Pedro.pdf. Acessado em 10/10/2014  Zabbix-Brasil, Conheça o Zabbix. Disponivel em: http://zabbixbrasil.org/?page_id=59. Acessado em 10/10/2014
  29. 29. FIM!

×