Web, mídia social  e administração pública Agosto 2008
Revolução digital <ul><li>Internet é a maior e mais importante transformação na comunicação dos últimos 200 anos </li></ul...
Inteligência coletiva <ul><li>Em 1996, a web (1.0) era predominantemente um ambiente de leitura. Só uma pequena fração do ...
Democratização <ul><li>O termo web 2.0 se refere a um conjunto de ferramentas e de novos recursos da internet que facilita...
O cidadão conectado. <ul><li>Esse novo cidadão, o cidadão conectado, começa a descobrir o seu poder. </li></ul><ul><li>Ele...
Impacto na administração pública <ul><li>A administração pública, as organizações em geral, estão muito mais expostas.  </...
Conversação <ul><li>Um segundo ponto, igualmente importante, é que a administração pública acompanhe o que se passa na red...
SismoWeb <ul><li>Para acompanhar e processar as manifestações do consumidor na mídia social, a CDN Interativa criou, em 20...
SismoWeb <ul><li>No SismoWeb, o cliente pode acompanhar, em tempo real, a evolução de sua imagem na mídia social, os temas...
Uma nova química <ul><li>As mídias sociais representam uma nova química na comunicação, novas possibilidades de relacionam...
Ministério 2.0 <ul><li>Um bom exemplo de disposição para a interatividade e a colaboração é o site do Ministério da Cultur...
Ministério 2.0 <ul><li>A própria linguagem do site foge ao formalismo e adota um tom mais próximo da linguagem oral e da c...
Obrigado! GERSON PENHA [email_address] www.sismoweb.com.br www.cdni.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Web, mídia social e administração pública

2.416 visualizações

Publicada em

Apresentação de Gerson Penha, diretor-geral da CDN Interativa, no 8º Congresso Brasileiro de Comunicação no Serviço Público, promovido pela Mega Brasil (agosto 2008)

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.416
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
78
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Web, mídia social e administração pública

  1. 1. Web, mídia social e administração pública Agosto 2008
  2. 2. Revolução digital <ul><li>Internet é a maior e mais importante transformação na comunicação dos últimos 200 anos </li></ul><ul><li>É o primeiro meio de comunicação da história que possibilita a comunicação de muitos para muitos, em escala global. </li></ul><ul><li>A web muda, definitivamente, a forma como nós, seres humanos, nos comunicamos. </li></ul><ul><li>influencia e transforma todas as esferas da atividade humana: os comportamentos, a cultura, a economia, a política... </li></ul><ul><li>E, claro, também os governos e as suas relações com a sociedade e os cidadãos. </li></ul>
  3. 3. Inteligência coletiva <ul><li>Em 1996, a web (1.0) era predominantemente um ambiente de leitura. Só uma pequena fração do conteúdo era criada pelo usuário; </li></ul><ul><li>Dez anos depois, duas grandes mudanças: </li></ul><ul><ul><li>a expansão da web, que chegou, já em 2006, a 1 bilhão de internautas (são 1 bilhão e 200 milhões hoje e serão 2 bilhões em 2010) </li></ul></ul><ul><ul><li>presença cada vez maior do conteúdo gerado pelo usuário, que criou uma rede de nova qualidade, onde cada internauta é, ao mesmo tempo, leitor e editor (web 2.0). </li></ul></ul>
  4. 4. Democratização <ul><li>O termo web 2.0 se refere a um conjunto de ferramentas e de novos recursos da internet que facilitaram imensamente a capacidade do usuário comum de produzir conteúdo e de compartilhar esses conteúdos com outros internautas de forma extremamente ágil. </li></ul><ul><li>Os blogs, as redes sociais os sites de compartilhamento, os programas de trocas de arquivos,, todos esses novos modelos de utilização da rede, constituem a mídia social. </li></ul><ul><li>A característica comum de toda a mídia social, de toda a web 2.0, é que o internauta, o consumidor, o cidadão comum, ganhou voz e ganhou poder. </li></ul>
  5. 5. O cidadão conectado. <ul><li>Esse novo cidadão, o cidadão conectado, começa a descobrir o seu poder. </li></ul><ul><li>Ele tem acesso a várias fontes de informação e de referência. </li></ul><ul><li>Ele tem meios, na própria rede, para levar sua opinião para muito mais gente </li></ul><ul><li>É mais exigente, mais crítico, mais opinativo </li></ul><ul><li>Ele não quer só estar informado, quer participar e influenciar. </li></ul>
  6. 6. Impacto na administração pública <ul><li>A administração pública, as organizações em geral, estão muito mais expostas. </li></ul><ul><li>A demanda por informações e por transparência na comunicação se torna cada vez maior. </li></ul><ul><li>Para atender a isso, os governos e órgãos públicos precisam se abrir para o diálogo, para a interatividade. </li></ul><ul><li>É esse o novo mundo da comunicação. A rede é uma grande conversação. </li></ul><ul><li>Portanto, o espaço para a comunicação burocrática, evasiva, unilateral, se reduziu. A comunicação feita de baixo para cima, de forma mais ou menos autoritária, perdeu impacto e eficiência. </li></ul><ul><li>As pessoas querem ser ouvidas. E querem encontrar do outro lado gente disposta a conversar e a trocar informações. </li></ul>
  7. 7. Conversação <ul><li>Um segundo ponto, igualmente importante, é que a administração pública acompanhe o que se passa na rede, em particular as manifestações dos cidadãos e das comunidades nas mídias sociais. </li></ul><ul><li>Esse acompanhamento é imprescindível para que se tome a temperatura dos públicos de interesse e para que se colham ali informações para subsidiar estratégias e ações de comunicação. </li></ul>
  8. 8. SismoWeb <ul><li>Para acompanhar e processar as manifestações do consumidor na mídia social, a CDN Interativa criou, em 2007, o SismoWeb, sistema de monitoramento web. </li></ul><ul><li>O Sismoweb é uma plataforma online na qual é possível monitorar permanentemente a conversação na rede, coletando informações criadas pelos internautas em blogs, redes sociais, no Youtube, nos fóruns, nos sites de reclamação, em toda a mídia social online. </li></ul><ul><li>Essas informações são analisadas e classificadas e disponibilizadas imediatamente para o cliente.no ambiente do SismoWeb </li></ul>
  9. 9. SismoWeb <ul><li>No SismoWeb, o cliente pode acompanhar, em tempo real, a evolução de sua imagem na mídia social, os temas em discussão, os assuntos que exigem atenção imediata, as oportunidades e riscos </li></ul><ul><li>O objetivo é transformar a enorme nuvem de informações dispersas na rede num conjunto de dados inteligível e útil para subsidiar estratégias de comunicação e de marketing e contribuir para a renovação da organização como um todo. </li></ul>
  10. 10. Uma nova química <ul><li>As mídias sociais representam uma nova química na comunicação, novas possibilidades de relacionamento.para a administração pública </li></ul><ul><li>Colaboração significa contar com a contribuição e a participação de centenas ou milhares de pessoas para a conquista de objetivos comuns. </li></ul><ul><li>Para isso, é preciso que os governos e órgãos públicos se disponham a abrir mão de parte do controle e a compartilhar com a sociedade dados e informações que, processados pela inteligência coletiva, podem resultar em conhecimento, em desenvolvimento, em inovação. </li></ul><ul><li>As ferramentas para essa colaboração, são as ferramentas da web 2.0: blogs, wikis, RSS, fóruns, redes sociais. </li></ul>
  11. 11. Ministério 2.0 <ul><li>Um bom exemplo de disposição para a interatividade e a colaboração é o site do Ministério da Cultura; </li></ul><ul><li>Em primeiro lugar, ele é desenvolvido numa plataforma livre, o Wordpress, uma ferramenta que é constantemente aprimorada por desenvolvedores do mundo todo, de forma colaborativa; </li></ul><ul><li>A própria equipe de tecnologia do Ministério colabora com a comunidade do Wordpress, compartilhando aplicativos e templates; </li></ul><ul><li>. </li></ul><ul><li>Como o Wordpress é, originalmente, uma ferramenta voltada para a montagem de blogs, o site do Ministério da Cultura tem a cara e as funcionalidades típicas da mídia social: fóruns, blogs, RSS, conteúdo multimídia que pode ser baixado pelo internauta, pelo jornalista, pelo blogueiro. </li></ul>
  12. 12. Ministério 2.0 <ul><li>A própria linguagem do site foge ao formalismo e adota um tom mais próximo da linguagem oral e da conversação. </li></ul><ul><li>Recursos como a nuvem de termos, fóruns e enquetes incentivam a participação </li></ul><ul><li>Há uma série de blogs temáticos hospedados no site, abertos para comentários dos internautas. </li></ul><ul><li>Predomina o debate construtivo e a colaboração entre a equipe do próprio Ministério, artistas e agentes culturais e os internautas em geral. </li></ul><ul><li>É uma experiência interessante e, certamente, uma referência para pensar as possibilidades de comunicação e relacionamento que a web e as mídias sociais oferecem para a administração pública. </li></ul><ul><li>Obrigado! </li></ul>
  13. 13. Obrigado! GERSON PENHA [email_address] www.sismoweb.com.br www.cdni.com.br

×