Doença de
Chagas
Ou
Mal de Chagas
Conceito:
 É uma doença infecciosa causada por
um protozoário parasita
chamado Trypanosoma cruzi, nome
dado por seu desco...
É transmitido pelas fezes de um inseto
(triatoma) conhecido como barbeiro
Se esconde principalmente nas frestas
de casas rudimentares construídas de
pau-a-pique e sem reboco
Sintomas
 Fase Aguda: Febre, mal-estar, falta
de apetite, dor ganglionar, inchaço
ocular e aumento do fígado e baço
são a...
Esplenomegalia
Hepatomegalia
Sintomas:
 Crônica: O mal de Chagas pode
destruir a musculatura dos órgãos
atingidos (principalmente a do
coração e do cé...
Diagnostico e periodo de
incubação:
 O período de incubação vai de 5 a 14
dias após a picada e o diagnóstico é
feito atra...
Diagnostico e periodo de
incubação:
 O diagnóstico pode ser feito via
exame de sangue do paciente na
busca do parasita no...
Tratamento:
 A medicação é dada sob
acompanhamento médico nos
hospitais devido aos efeitos colaterais
que provoca, e deve...
Na fase inicial aguda, a administração
de fármacos como Nifurtimox, Alopurinol
e Benzonidazol curam completamente
ou dimin...
Tratamento:
 Na fase crônica, não compensa
utilizá-lo mais e o tratamento é
direcionado às manifestações da
doença a fim ...
Ainda não há vacina para a prevenção
da doença
Cuidados de Enfermagem
Cuidados de Enfermagem:
 Os cuidados iniciais são de caráter
educativo, passando para o paciente
cuidados com a higiene
p...
Cuidados de Enfermagem:
 Na fase crônica o enfermeiro deve
observar a aceitação de alimentos,
queixas de dores abdominais...
Dados Epidemiologicos:
 No Brasil, o risco da transmissão
correspondia a 36% do território do
país, atingindo mais de 2.4...
Dados Epidemiologicos:
 O inquérito sorológico nacional,
realizado no final da década de 70,
estimou a existência de 5 mi...
Dados Epidemiológicos:
Municípios com casos registrados da doença de Chagas
aguda por município no período de 2000 a 2010 ...
Bibliografia:
 http://www.ebah.com.br/content/ABAAAe5rwAH/doenca-chagas-
ebah
 http://www.saudeemmovimento.com.br/conteu...
Perguntas:
 Quais são os sintomas de Chagas na
fase aguda e na fase crônica?
 Qual é o Agente Etiologico e o Vetor
da do...
Trabalho de chagas. power point
Trabalho de chagas. power point
Trabalho de chagas. power point
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho de chagas. power point

3.142 visualizações

Publicada em

Doença de Chagas. Agente Etiologico, Vetor da doença, sintomas, cuidados voltado para Enfermagem e dados epidemiologicos.

Publicada em: Educação
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.142
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
215
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de chagas. power point

  1. 1. Doença de Chagas Ou Mal de Chagas
  2. 2. Conceito:  É uma doença infecciosa causada por um protozoário parasita chamado Trypanosoma cruzi, nome dado por seu descobridor, o cientista brasileiro Carlos Chagas, em homenagem a outro cientista, também, brasileiro, Oswaldo Cruz.
  3. 3. É transmitido pelas fezes de um inseto (triatoma) conhecido como barbeiro
  4. 4. Se esconde principalmente nas frestas de casas rudimentares construídas de pau-a-pique e sem reboco
  5. 5. Sintomas  Fase Aguda: Febre, mal-estar, falta de apetite, dor ganglionar, inchaço ocular e aumento do fígado e baço são alguns sintomas que podem aparecer inicialmente, embora existam casos em que a doença se apresenta de forma assintomática.
  6. 6. Esplenomegalia Hepatomegalia
  7. 7. Sintomas:  Crônica: O mal de Chagas pode destruir a musculatura dos órgãos atingidos (principalmente a do coração e do cérebro), provocando o aumento destes, de forma irreversível. Em muitos casos, somente essa fase é percebida pelo paciente, sendo que ela pode se manifestar décadas depois do indivíduo ter sido infectado pelo parasita.
  8. 8. Diagnostico e periodo de incubação:  O período de incubação vai de 5 a 14 dias após a picada e o diagnóstico é feito através de um exame de sangue, que deve ser prescrito, principalmente, quando um indivíduo vem de zonas endêmicas e apresenta os sintomas antes mencionados.
  9. 9. Diagnostico e periodo de incubação:  O diagnóstico pode ser feito via exame de sangue do paciente na busca do parasita no próprio material coletado (microscopia) ou pela presença de anticorpos no soro (através de testes sorológicos)
  10. 10. Tratamento:  A medicação é dada sob acompanhamento médico nos hospitais devido aos efeitos colaterais que provoca, e deve ser mantida, no mínimo, por um mês. O efeito do medicamento costuma ser satisfatório na fase aguda da doença, enquanto o parasita está circulando no sangue.
  11. 11. Na fase inicial aguda, a administração de fármacos como Nifurtimox, Alopurinol e Benzonidazol curam completamente ou diminuem a probabilidade de cronicidade em mais de 80% dos casos.
  12. 12. Tratamento:  Na fase crônica, não compensa utilizá-lo mais e o tratamento é direcionado às manifestações da doença a fim de controlar os sintomas e evitar as complicações.
  13. 13. Ainda não há vacina para a prevenção da doença
  14. 14. Cuidados de Enfermagem
  15. 15. Cuidados de Enfermagem:  Os cuidados iniciais são de caráter educativo, passando para o paciente cuidados com a higiene principalmente oral, reeducação alimentar, incentivo ao tratamento, apoio psicológico.
  16. 16. Cuidados de Enfermagem:  Na fase crônica o enfermeiro deve observar a aceitação de alimentos, queixas de dores abdominais, nauseais e vômitos, verificar sinais vitais, sempre fazendo anotações sobre cada sintoma do paciente.
  17. 17. Dados Epidemiologicos:  No Brasil, o risco da transmissão correspondia a 36% do território do país, atingindo mais de 2.450 municípios, que se estendiam do Maranhão ao Rio Grande do Sul, incluindo grande parte das regiões Nordeste, Sudeste, Sul e Centro- Oeste.
  18. 18. Dados Epidemiologicos:  O inquérito sorológico nacional, realizado no final da década de 70, estimou a existência de 5 milhões de brasileiros infectados pelo Trypanosoma cruzi
  19. 19. Dados Epidemiológicos: Municípios com casos registrados da doença de Chagas aguda por município no período de 2000 a 2010 (Fonte: SVS/MS).
  20. 20. Bibliografia:  http://www.ebah.com.br/content/ABAAAe5rwAH/doenca-chagas- ebah  http://www.saudeemmovimento.com.br/conteudos/conteudo_frame. asp?cod_noticia=658  http://pt.wikipedia.org/wiki/Doen%C3%A7a_de_Chagas  http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/Pesquisa_Saude/tela13_ 2.html
  21. 21. Perguntas:  Quais são os sintomas de Chagas na fase aguda e na fase crônica?  Qual é o Agente Etiologico e o Vetor da doença?  Quais devem ser os cuidados de enfermagem na fase crônica?

×