VALVULOPATÍAAÓRTICA Y PULMONAR       23-10-2012                Miguel Arenas García               Gema Fernández Lozano   ...
UMA CAMINHADA ATRAVÉS DA VALVULOPATÍA AÓRTICA E       PULMONARo   Estenose Aórticao   Insuficiência Aórticao   Valvulopatí...
1. ESTENOSE AÓRTICASituaçao    clinico-patológica   derivada doestreitamento anormal do orificio da válvulaaórtica (<2 cm²...
Etiología
FisiopatologíaHipertrofia concêntrica del VE compensatóriaFibrilação Auricular (disfunção diastólica VE)    Demanda Oxígen...
ClínicaAsintomáticaSintomática (Progressãorápida)o   Angina (30-60%)o   Sincopeo   Dispnea do esforçoo   Só fases finais (...
Exploração FísicaPulso parvus et tardusFrémitoChoque ponte sustidoPressão arterial convergente2º ruido disminuido o compon...
Exploraçoes ComplementariasECG (HVE, crecimiento auricular izquierdo,hemibloqueo anterior)Rx tórax (silueta cardíaca norma...
Eco-DopplerTécnica de elecçãoMorfologíaCalcificacçãoMovilidadGradiente sistólicoÁrea Valvular
TratamientoMédico sintomático hasta cirugía (evitarionotropos positivos e vasodilatadores; darionotropos negativos)Cirúrgi...
2. INSUFICIENCIA      AÓRTICADeficiente coaptação das valvas da valvulaaórtica, ocasionando uma regurgitaçao dosangue desd...
Etiología•   Pode ser causada por uma alteraçao das    valvulas, da aorta o da ambas.•   IA Cronica + Frequente ----> Febr...
Exploração Física•   Soplo diastólico precoz•   Disminução do 2º ruido. A veces 3º Ruido•   Soplo sistólico aórtico por hi...
Exploraçoes ComplementariasECG: HVE edescenso do STRx do tórax:Cardiomegaliae dilatação daraiz aortica
EcocardiogramaCateterismo
TratamientoProfilaxis do endocarditisIECA, vasodilatadoresIndicaçao CirurgicaSintomas o sim sintomas si ha FE <50% oraiz a...
3. VALVULOPATÍA    PULMONAR
ESTENOSE PULMONAR   Situação clinico-patologica derivada do  estreitamiento da valvula pulmonar e como  resultado produce ...
INSUFICIÊNCIA     PULMONARSituação clinico-patologica derivada da leção einsuficiencia de valvula pulmonarCausada pela sob...
CASO CLÍNICOo   Um doente de 75 anos, género masculino recorre à consulta    do seu Médico de Família por história de ango...
1. Com base na história clínica apresentada, quehipóteses de diagnóstico lhe parecem mais prováveis?  Qual será a etiologi...
2. Dos exames complementares que se seguem, o que recomendaria realizar numa primeira abordagem e  porquê? ECG, Rx tórax, ...
3. Indique co-morbilidades importantes asociadas à doença valvular em causa •   Insuficiência Aórtica •   Insuficiência Mi...
4. A ecocardiografia revelou um ventrículo esquerdo com hipertrofia de     paredes e boa função sistólica ventricular esqu...
5. Esta figura representa o marcadorfisiopatológico da estenose aórtica. Comopoderá ter sido obtida? Faça a sua legenda
Escala em: mmHg e tempoCurva 1: VentriculoEsquerdoCurva 2: Aorta SLV: Ventr. Esquerdo, Ao:Aorta, S1: Primeiro ruidocardiac...
6. Que opçoes terapêuticas conhece para a  estenose aórtica? Baseado no pronóstico dadoença que terapêutica sugeriria ao d...
Bibliografiao   Livro “Manual CTO de Medicina y Cirugía: Cardiología y    Cirugía Cardiovascular”o   Livro “Manual AMIR: C...
Obrigado pela sua atenção
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Trabajo cardiología
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabajo cardiología

814 visualizações

Publicada em

trabalho cardiologia valvulopatias

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
814
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabajo cardiología

  1. 1. VALVULOPATÍAAÓRTICA Y PULMONAR 23-10-2012 Miguel Arenas García Gema Fernández Lozano Pablo Sánchez Jordán
  2. 2. UMA CAMINHADA ATRAVÉS DA VALVULOPATÍA AÓRTICA E PULMONARo Estenose Aórticao Insuficiência Aórticao Valvulopatía Pulmonar (Estenose e insuficiência)
  3. 3. 1. ESTENOSE AÓRTICASituaçao clinico-patológica derivada doestreitamento anormal do orificio da válvulaaórtica (<2 cm²) com obstrucção do fluxo desaida de sangue do VI do coraçao.Occidente  ♂
  4. 4. Etiología
  5. 5. FisiopatologíaHipertrofia concêntrica del VE compensatóriaFibrilação Auricular (disfunção diastólica VE) Demanda Oxígeno do miocardio (angina) Pressão Auricular Esquerda, HP com falhodereito em fase final (disnea)Alteraçao sistólica final (síncope)
  6. 6. ClínicaAsintomáticaSintomática (Progressãorápida)o Angina (30-60%)o Sincopeo Dispnea do esforçoo Só fases finais (fallo ventrículo Direito)
  7. 7. Exploração FísicaPulso parvus et tardusFrémitoChoque ponte sustidoPressão arterial convergente2º ruido disminuido o componemte aortico retrasado(desdoblamiento paradoxal)3º (dilatação e disfunção) e 4º ruido (hipertrofia)Soplo sistólico (romboidal, baja frecuencia, foco aórtico ycarótidas). Fenómeno de Gallavardin.
  8. 8. Exploraçoes ComplementariasECG (HVE, crecimiento auricular izquierdo,hemibloqueo anterior)Rx tórax (silueta cardíaca normal, dilataciónpostestenótica da aorta ascendente,calcificación da válvula aórtica)Aumento péptidos natriuréticos en severaECO- DOPPLER
  9. 9. Eco-DopplerTécnica de elecçãoMorfologíaCalcificacçãoMovilidadGradiente sistólicoÁrea Valvular
  10. 10. TratamientoMédico sintomático hasta cirugía (evitarionotropos positivos e vasodilatadores; darionotropos negativos)Cirúrgico quando e grave e há síntomas,disminução FE (sustitução valvular deprótesis)
  11. 11. 2. INSUFICIENCIA AÓRTICADeficiente coaptação das valvas da valvulaaórtica, ocasionando uma regurgitaçao dosangue desde a aorta até o ventriculo esquerdodurante a diástole
  12. 12. Etiología• Pode ser causada por uma alteraçao das valvulas, da aorta o da ambas.• IA Cronica + Frequente ----> Febre Reumática• IA Aguda + Frequente ---> Disecçao da aorta e endocarditis.• Outras causas: Dilataçao do anillo aortico, Marfan e doençias do tejidos conectivo...
  13. 13. Exploração Física• Soplo diastólico precoz• Disminução do 2º ruido. A veces 3º Ruido• Soplo sistólico aórtico por hiperaflujo• A veces, Austin Flinn (Do estenosis Mitral)
  14. 14. Exploraçoes ComplementariasECG: HVE edescenso do STRx do tórax:Cardiomegaliae dilatação daraiz aortica
  15. 15. EcocardiogramaCateterismo
  16. 16. TratamientoProfilaxis do endocarditisIECA, vasodilatadoresIndicaçao CirurgicaSintomas o sim sintomas si ha FE <50% oraiz aortica >55mmIA Aguda URGENTE
  17. 17. 3. VALVULOPATÍA PULMONAR
  18. 18. ESTENOSE PULMONAR Situação clinico-patologica derivada do estreitamiento da valvula pulmonar e como resultado produce disminuçao de fluxo de sangue aos pulmones. A etiologia mais frecuente é congenita Clinica: Asintomatica Sintomatica: gasto cardiaco, angina e congestion venosa sitemica sem congestion pulmonar. Tratamiento: valvuloplastia con cateter balón
  19. 19. INSUFICIÊNCIA PULMONARSituação clinico-patologica derivada da leção einsuficiencia de valvula pulmonarCausada pela sobrecarga do VD que pode passarinadvertida muitos anosO tratamento costuma ser só sintomático
  20. 20. CASO CLÍNICOo Um doente de 75 anos, género masculino recorre à consulta do seu Médico de Família por história de angor para pequenos esforços com cerca de 6 meses de evolução. O doente negava outra sintomatologia cardiovascular, nomeadamente síncope, dispneia de esforço, ortopneia ou cansaço. Dos antecedentes pessoais era de assinalar uma história de hipertensão arterial e dislipidémia com 6 anos de evolução. O doente não tinha história de eventos cardiovasculares conhecidos. Ao exame objectivo foi notado um sopro mesossistólico, grau III/IV pan-focal, com irradiação carotídea bilateral. Não eram evidentes sinais de sobrecarga hídrica, e a tensão arterial era de 155/97 mmHg, com frequência cardíaca de 70/min. De notar que o sopro foi-lhe detectado pela primeira vez aos 70 anos, numa ida ao serviço de Urgência por descontrolo tensional.
  21. 21. 1. Com base na história clínica apresentada, quehipóteses de diagnóstico lhe parecem mais prováveis? Qual será a etiologia mais provável para a doença valvular?• Estenose Aórtica (degenerativ a ou senil).
  22. 22. 2. Dos exames complementares que se seguem, o que recomendaria realizar numa primeira abordagem e porquê? ECG, Rx tórax, ecocardiograma, prova de esforço tapete rolante ou cateterismo cardiaco• ECG ✔• Rx tórax x• Ecocardiograma ✔• Prova de esforço tapete rolante x• Cateterismo cardiaco ✔ x
  23. 23. 3. Indique co-morbilidades importantes asociadas à doença valvular em causa • Insuficiência Aórtica • Insuficiência Mitral • Hipertensión Pulmonar • Insuficiencia Cardiaca • Arterioesclerosis
  24. 24. 4. A ecocardiografia revelou um ventrículo esquerdo com hipertrofia de paredes e boa função sistólica ventricular esquerda (com fracção de ejercção do ventrículo esquerdo de aproximadamente 60%). A válvula aórtica estava muito calcificada, e era evidente uma marcada redução da abertura. A aera valvular estimada era de 0.4 cm2/m2, com gradientes transvalvulares de 85 (máximo) e 51 (médio) mmHg. Foi também notado uma insuficiência aórtica ligeira e uma insuficiência mitral ligeira. Comoclassificaria a gravidade da estenose aórtica? Com base na histórica clínica apresentada, o que faria em seguida? • Estenose Aórtica Severa • Tratamiento Cirúrgico
  25. 25. 5. Esta figura representa o marcadorfisiopatológico da estenose aórtica. Comopoderá ter sido obtida? Faça a sua legenda
  26. 26. Escala em: mmHg e tempoCurva 1: VentriculoEsquerdoCurva 2: Aorta SLV: Ventr. Esquerdo, Ao:Aorta, S1: Primeiro ruidocardiaco, EC: Clic de eyecçao,S2A: Componente aortico dosegundo ruido cardiaco, SM:Soplo sistolico.Periodo C: Apertura ValvulaaorticaPeriodo A: SistolePeriodo D:fechamento davalvula aorticaPeriodo B: Diastole
  27. 27. 6. Que opçoes terapêuticas conhece para a estenose aórtica? Baseado no pronóstico dadoença que terapêutica sugeriria ao doente? E se o doente referido não tivesse sintomas, o que faria?• Tratamiento sintomático médico• Tratamiento cirúrgico (sustituçao valvular por prótesis, biológica ou mecánica)
  28. 28. Bibliografiao Livro “Manual CTO de Medicina y Cirugía: Cardiología y Cirugía Cardiovascular”o Livro “Manual AMIR: Cardiología y Cirugía Cardiovascular”o “Harrison Principios de Medicina Interna 17a edición Anthony S. Fauci, Eugene Braunwald, Dennis L. Kasper, Stephen L. Hauser, Dan L. Longo, J. Larry Jameson, and Joseph Loscalzo, Eds.”o Guidelines in the management of valvular heart disease (version 2012) – European Hearts Journal
  29. 29. Obrigado pela sua atenção

×