2
GAZETADOSANTACÂNDIDA
Atingindo a maioria dos bairros da nossa região.
Anuncie
8433-7462
3328-0176
Diretor: Adilson da Co...
3
DIAGNÓSTICO PRECOCE DO
SOBREPESO EM ADOLESCENTES
O Laboratório de Ergonomia da UTFPR está realizando gratuita-
mente ava...
4
Desde o final da manhã desta sexta-
feira, 144 famílias são proprietárias de
apartamentos do Residencial Paineiras, um
c...
5
Mais de 30 anos de história retrata-
das em oito exposições. São fotos, tex-
tos, áudios e vídeos que contam como
foi a ...
6
Jornalista de O Globo leva
três tocos durante entrevista
com o ex-chanceler mexicano
Jorge Castañeda
Ajornalista de O Gl...
7
PAULISTANOS VÃO BEBER ÁGUA DE BOSTA
ArepresadeGuarapiranga,emSão
Paulo, recebe todos os dias resíduos
de remédios e prod...
8
A Fundação Nacional de Artes
(Funarte) publicou, no dia 27 de No-
vembro, o resultado final do Prêmio
Cultura Hip Hop. D...
9
Associação MãosAmigas, faz abertura do jogo de futebol na praça doAbaeté
no último dia 14 de dezembro, reunindo a grande...
10
O ex-diretor da Petrobras, Paulo
Roberto Costa prestou depoimentos
fortesnaCPIqueinvestiganegóciosli-
gados à estatal; ...
11
Vendo Terreno
de 500 metros com uma casa mista.
Terreno plano e escriturado
No Jardim Paulista próximo ao Jardim Joanna...
12
Dezembro. Festas, presentes, reu-
niões de fim de ano... Enquanto penso
em todos os eventos que acontecem
neste mês, es...
13
Mujica é homenageado em
inauguração de nova sede da UNASUL
Unasul inaugura imponente sede em
Quito com homenagem a Pepe...
14
“Sempre ouvi falar da dificuldade
queéoEnemetinhamedo.Masquan-
do vi, sinceramente, achei muito fácil.
Quandocorrigipel...
15
No final da missa, o padre viu um
bêbado que passava de bicicleta e
disse:
- Cuidado meu filho. Vá devagar. Vai
com Deu...
16
O “ Mestre’’ como
costumo chamar meu
bar, veio para agradar
a todos, afirma seu
proprietário, Lenine
Chemim.
Mestre do ...
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA - DEZEMBRO 2014
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA - DEZEMBRO 2014

3.894 visualizações

Publicada em

Jornal com circulação gratuita na região norte de Curitiba. "Jornal que tem o que falar".

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.894
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.290
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA - DEZEMBRO 2014

  1. 1. 2 GAZETADOSANTACÂNDIDA Atingindo a maioria dos bairros da nossa região. Anuncie 8433-7462 3328-0176 Diretor: Adilson da Costa Moreira - Fones 8433-7462 e 3328-0176 Dep. comercial: Sharon Simão Zunino Rua Canadá, 2108 - Ap. 32 - Bloco A3 - Bacacheri - Curitiba E-mail: gazetasantacandida@gmail.com Tiragem: 10.000 exemplares www.gazetasantacandida.com.br / www.gazetasantacandida.blogspot.com As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal. EXPEDIENTE O governador Beto Richa confir- mou o nome dos secretários que formarão a equipe de governo que vai auxiliá-lo na gestão a partir de 1º. de janeiro de 2015. A nova administração terá 17 Secretarias de Estado (veja abaixo). "São nomes dos mais qualifica- dos, dos mais respeitados que vão nos ajudar no segundo período de governo a superar as ações e os avanços conquistados para o Estado no primeiro, que foram muito boas", afirmou o governa- dor. Richa afirmou que estabeleceu metas ousadas de trabalho para a equipe e acredita que será possí- vel realizar muitos programas em favor da população paranaense. "Vamos desmistificar a tese de que a segunda gestão não conse- gue superar a primeira. Estou convicto de que isso é possível e muito motivado, até pela equipe que anunciamos hoje", destacou Richa. O governador ressaltou que pas- sou as últimas semanas fazendo uma análise criteriosa dos nomes para compor a equipe de trabalho. "O sucesso da nossa administra- ção passa obrigatoriamente pelo bom desempenho de cada um dos secretários", disse Richa. Além dos novos secretários, o governador também anunciou os titulares das áreas de assessoramento e de apoio técni- co do governo. Os presidentes das empresas estatais também foram confirmados. Secretarias de Estado Administração e Previdência Dinorah Botto Portugal Nogara Richa confirma secretários para o 2º mandato Agricultura e Abastecimento Norberto Anacleto Ortigara Casa Civil Eduardo Francisco Sciarra Ciência, Tecnologia e Ensino Superior João Carlos Gomes Comunicação Social Marcelo Simas do Amaral Cattani Cultura Paulino Viapiana Esporte e Turismo Douglas Fabrício Desenvolvimento Urbano Ratinho Jr. Educação Fernando Xavier Ferreira Fazenda Mauro Ricardo Costa Infraestrutura e Logística José Richa Filho Justiça, Cidadania e Direitos Humanos Maria Tereza Uille Gomes Planejamento e Coordenação Geral Silvio Magalhães Barros Saúde Michele Caputo Neto Meio Ambiente e Recursos Hídricos Ricardo Soavinski Segurança Pública e Administra- ção Penitenciária Fernando Francischini Trabalho e Desenvolvimento Social Fernanda Richa Assessorias Assuntos Estratégicos Flávio José Arns Cerimonial e Relações Internaci- onais Ezequias Moreira Rodrigues Chefia de Gabinete Deonilson Roldo Apoio Técnico Casa Militar Cel. Adilson Castilho Casitas Controladoria Geral do Estado Carlos Eduardo de Moura Procuradoria Geral do Estado Ubirajara Ayres Gasparin Empresas Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina Luiz Henrique Tessutti Dividino Companhia de Habitação do Paraná - Cohapar Abelardo Luiz Lupion Mello Companhia Paranaense de Ener- gia - Copel Luiz Fernando Leone Vianna Companhia Paranaense de Gás - Compagas Fernando Eugênio Ghignone Companhia de Saneamento do Paraná - Sanepar Mounir Chaowiche
  2. 2. 3 DIAGNÓSTICO PRECOCE DO SOBREPESO EM ADOLESCENTES O Laboratório de Ergonomia da UTFPR está realizando gratuita- mente avaliações de composição corporal em adolescentes com idade entre 12 a 17 anos para fins de pesquisa. Interessados entrar em contato pelo e-mail laergcuritiba@gmail.com A inscrição de chapas para a eleição para a presidência da Câmara Munici- pal de Curitiba acabou no ultimo dia 15 deste mês em confronto físico e troca de acusações entre vereadores. A briga aconteceu quando o grupo que apóia a candidatura do atual primeiro-secretário, vereador Ailton Araújo (PSC), tentava protocolar a formação de um bloco parti- dário composto pelo PSC, PV, PT, PPS, PSDC, PMDB e PROS – e formado por 17 dos 38 vereadores. O vereador pastor Valdemir Soares (PRB) – candidato de oposição à atual gestão do presidente da Casa, vereador Paulo Salamuni (PV), porém – teria rasgado o documento para impedir que ele fosse protocolado dentro do prazo limite previsto pelo regimento interno, que expirava às 18 horas. Além disso,eleteriatentadoimpediravereadora Noêmia Rocha (PMDB), a aderir ao gru- po. O vereador do PRB nega e diz que ele é que teria sido agredido por Salamuni e vereadores do bloco de situação. Diante da atitude de Soares, advoga- dos do grupo correram e “colaram” o documento com fita adesiva, para tentar novamente fazer o registro no protoco- lo. O vereador do PRB teria então pu- xado as tomadas e desligado os compu- tadores da sessão de protocolo da Câ- mara, para obstruir o registro. O líder da bancada do prefeito, vereador Pedro Paulo (PT) e outros parlamentares rea- giram tentando conter Soares, que então alegou ter sido agredido pelo grupo. “O pastor tentou constranger a vereadora Noêmia e depois desligou os computadores. Tudo para alegar que a inscrição foi feita fora do prazo”, confir- mou Salamuni. Segundo ele, apesar da tentativa de obstrução por parte de Soa- res, a eleição para a Mesa Diretora da Câmara está mantida para amanhã. “Va- mos considerar as inscrições. E vamos Pastores vereadores brigam pelo controle da Câmara de Curitiba discutir em plenário ou decidir no voto”, afirma o presidente. “As pessoas não entendem que as coisas aqui mudaram. Virou uma guerra de formação de blo- cos”, explicou o vereador. Pedro Paulo e outros vereadores que presenciaram a cena foram até a polícia para registrar queixa contra o vereador. O vereador Bruno Pessuti (PSC) postou no twitter uma foto do documento ras- gado pelo vereador do PRB. Pessuti che- gou a registrar outro documento com a constituição do bloco, mas ele aparece no sistema da Câmara como tendo sido protocolado às 18h10. O vereador pastor Valdemir Soares rebateu as acusações. Segundo sua ver- são, o próprio Aílton Araújo (PSC) teria rasgado o documento com o registro da chapa adversária, ao perceber que já havia passado o horário limite para o pro- tocolo. Soares afirma ainda que Salamuni estaria pressionando a vereadora Noêmia Rocha a assinar o documento contra a sua vontade, apesar do prazo já ter expirado, quando houve o confronto. “A Noêmia não queria ir. O presidente me empurrou, me agredindo”, alegou. Ele disse ter imagens que comprovam a agressão do atual presidente contra ele. O vereador do PRB garantiu ter o apoio de um bloco de 16 parlamentares formado pelo seu partido mais PSL, PDT, PP, PSDB, PSDC e Solidarieda- de. E que se o grupo adversário insistir em concorrer, vai recorrer à Justiça. “A agressão mostra o desespero dos adver- sários”. Soares admitiu ter desligado os computadores da Câmara quando o gru- po adversário tentava fazer o registro da chapa. “Os computadores foram desli- gados depois das 18h10, por mim e por funcionários da Câmara por questão de regimento”, justificou. Vereador pastor Ailton Araújo vence eleição A Câmara de Curitiba realizou, na tarde desta terça-feira, a primeira elei- ção para a Mesa Diretora após o fim da reeleição. O resultado foi a vitória de Ailton Araújo (PSC), que obteve 25 vo- tos na disputa pela presidência do Legislativo. Ele concorreu contra o ve- reador Chicarelli (PSDC), que fez 12 votos.Adisputa foi tumultuada e dividiu os vereadores em dois blocos parlamen- tares, com pedidos de impugnação de ambos os lados. XEROX - Colorido a partir de R$ 0,50 - Preto a partir de R$ 0,10 Plastificação a partir de R$ 0,50 - CARIMBOS EM 2 HORAS Encadernação em espiral Rua Riachuelo, 305 ( Entre as Ruas 13 de Maio e Rua São Francisco jejusmota.mota@gmail.com - www.jbcopias.com Gaste acima de R$ 5,00 e concorra a R$ 200,00 3015-1574 9878-1446
  3. 3. 4 Desde o final da manhã desta sexta- feira, 144 famílias são proprietárias de apartamentos do Residencial Paineiras, um condomínio localizado no bairro Santa Cândida. Com isso, chega a 1.778 o nú- mero de famílias de Curitiba beneficiadas este ano com a liberação de casas, aparta- mentos e sobrados, nos dois segmentos de público atendidos pela Cohab – famíli- as da fila e moradores de áreas de risco. O novo empreendimento foi entregue pelo prefeito Gustavo Fruet, com a pre- sença também da vice-prefeita e secretá- ria do Trabalho e Emprego, Mírian Gon- çalves, e do presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues, em cerimônia que marcou o encerramento das entregas do programa habitacional do Município em 2014. O Residencial Paineiras foi construído com recursos do programa Minha Casa, Minha Vida, foi destinado a inscritos no cadastro da Companhia de Habitação Po- pular de Curitiba (Cohab), com renda en- tre R$ 1.601 e R$ 3.275. Durante a solenidade, o prefeito anun- ciou para os moradores a pavimentação de um trecho de 900 metros da Rua Este- vão Manika, que dá acesso ao condomí- nio, e a isenção de Imposto sobre a Pro- priedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), já aprovada pela Câmara Munici- pal, para imóveis do programa habitacional. Área verde Localizado ao lado de outros três Residenciais – os empreendimentos Ce- dros, Pinheiros e Figueiras – que ainda estão em obras e têm um total de 751 uni- dades, o Paineiras foi edificado em um terreno com 9 mil metros quadrados, em Caixa Econômica financia 144 apartamentos da Cohab no Santa Cândida meio a uma região que preserva muita área verde – aspecto que foi ressaltado pelo prefeito em sua fala às famílias. Os 144 apartamentos estão distribuí- dos em nove blocos de quatro pavimen- tos cada um, formando um condomínio, equipado com salão de festas, guarita, parque infantil e vagas de estacionamento (uma por unidade). Os apartamentos têm dois quartos e um custo que varia entre R$ 82 mil (térre- os) e R$ 85 mil (demais unidades). Para aquisição, as famílias contaram com sub- sídio diferenciado em função da renda. Quem ganha menos teve abatimento de R$ 17,9 mil e quem tem rendimento mais pró- ximo do teto (R$ 3,275) teve desconto menor, de R$ 2,1 mil. As famílias que receberam as chaves haviamadquiridoasunidadesaindanafase de projeto, ou “na planta”, como é conhe- cido esta modalidade de financiamento habitacional. O contrato de aquisição foi firmado com a Caixa Econômica Federal, que é o gestor do programa Minha Casa, MinhaVida. Mudança A artesã Nádia Gugik será uma das mo- radoras do condomínio. Ela foi acompa- nhada do filho Davi, de 6 anos, à entrega das chaves e não escondia o contentamen- to. Moradora do Abranches, onde vive com a mãe, contou que estava acompa- nhando passo-a-passo a obra do Residencial. “Ficava só namorando o imóvel, do lado de fora, pois a visita não era permiti- da pela construtora por questão de segu- rança”, disse. Agora, já com as chaves na mão, ela pretende mudar em janeiro para o apartamento. “Vou arrumar aos poucos, para deixar tudo com a minha cara”, pla- neja. Tassiane Lima, vendedora, e Leandro Franco da Silva, jardineiro, tem plano se- melhante. Os dois têm uma filha de qua- tro anos e estão vivendo atualmente em uma casa nos fundos do terreno da mãe dele – solução que encontraram quando venceu o contrato de aluguel de um imó- velemSantaFelicidade,ondeestavammo- rando até meados deste ano. A ideia do casal é providenciar a mobí- lia e fazer algumas melhorias no aparta- mento antes da mudança no começo do próximo ano. A despesa com a casa pró- pria será equivalente àquela que tinham com aluguel – em torno de R$ 500 men- sais. “Mas será um gasto bem diferente para o dinheiro, porque o apartamento é um investimento para a vida toda”, disse Tissiane. Gledson Picone, operador de máqui- nas, e Luciane Mara, foram à entrega de unidades com a filha Valentina, de 8 me- ses. Eles estão casados há quatro anos e a conquista da casa própria era o grande projeto – agora, realizado – que tinham. A família vai deixar para trás o aluguel, que consumia R$ 500 do orçamento, pelo pagamento da prestação. Como os dois op- taram por um financiamento com prazo menor – 20 anos – terão uma prestação um pouco maior (R$ 700), mas acham que o gasto adicional será compensador. “O lugar onde vamos morar é muito bom e está numa região de crescimento”, disse Gledson. Investimento Para concretizar o empreendimento, que significou um investimento de R$ 12,1 milhões, a Cohab e a Prefeitura atuaram em parceria com a Caixa. A Prefeitura concedeu incentivos fiscais e construti- vos para a obra e irá executar a infraestrutura de acesso ao empreendi- mento, com a pavimentação de um trecho da Rua Estevão Manika. Já a Cohab fez a intermediação entre a iniciativaprivada,PrefeituraeaCaixa,para tirar o projeto do papel. Participou depois da identificação da demanda, fazendo a convocação das famílias da fila e dando suporte à comercialização das unidades. Na etapa final, a Cohab apoiou a instala- ção do condomínio para gestão futura do Residencial pelos seus moradores. “Esta forma de atuação permite a am- pliação do alcance do programa habitacional do município, atende os inte- resses do governo federal que está inves- tindo em moradia popular e, principalmen- te, beneficia as famílias quie precisam de moradia”, diz o presidente da Cohab. Também participaram da solenidade de entrega de chaves do Residencial Paineiras oadministradorregionaldaBoaVista,José Ribeiro, e Wilton Cabral, gerente regional da Caixa Econômica Federal em Curitiba. Encomendasparaaniversários, almoço, festas e eventos. Produtos gourmet de alta qualidade Fones 9509-6919 e 3257-2046 Alexandra EMPADAS E CIA MASSOTERAPIA DrenagemLinfática-Do-in Estética-Emagrecimento Reflexologia-Relaxante Riki(Reiki)-Shiatsu Shantallaparacrianças ATENDIMENTO DOMICILIAR
  4. 4. 5 Mais de 30 anos de história retrata- das em oito exposições. São fotos, tex- tos, áudios e vídeos que contam como foi a caminhada do que era um projeto de erradicar a mortalidade infantil e se tornou uma das mais importantes ações de defesa da vida de crianças desde a gestação. O Museu da Vida foi inaugu- rado oficialmente na manhã desta sex- ta-feira com a benção da Igreja e con- tou com a presença do administrador da Arquidiocese de Curitiba, Dom Rafael Biernaski, do sobrinho e vice-governa- dor da Dra. Zilda, Flávio Arns, familia- res e amigos da fundadora, além de líde- res da Pastoral da Criança. Cerca de 150 pessoas acompa- nharam a benção do Museu da Vida Cerca de 150 pessoas participaram da celebração que foi marcada pela benção de todos os espaços que com- põem o Museu. "O museu foi feito de modo extraordinário: ele trouxe os fun- damentos do carisma que levam a es- sência, a criança e ao amor pela crian- ça", afirmou Dom Rafael. Para ele é pos- sível perceber no museu "o carisma do serviço" que a fundadora soube desen- volver tão bem ao longo da vida. O sobrinho da fundadora, o vice-go- vernador FlávioArns, recordou, durante a celebração, do exemplo dos jovens de Florestópolis, os primeiros atendidos pela Museu da Vida da Pastoral da Criança Museu da Vida é inaugurado com a benção de Dom Rafael Biernaski Pastoral da Criança em 1983, e que par- ticiparam em outras comemorações da entidade. Para ele, as histórias deles con- tam um pouco a transformação que a Pastoral da Criança proporcionou para outras milhares de crianças. "A vida plena [lema da Pastoral] aconteceu para ele e para milhões de crianças em todo Brasil", afirmou. Ele lembra que este espaço mostra não ape- nas o passado, mas vê o futuro."Sabemos que este Museu foi feito com o olhar para o futuro e é uma referência daqui, do Paraná, para milhões de pessoas do Bra- sil e do Mundo. Que o exemplo da tia Zilda inspirem a todos para continuar a caminhada", afirmou. Após a benção, os presentes pude- ram conhecer as exposições e tirar dú- vidas e saber curiosidades sobre as pe- ças. "Esse é um espaço para a família", apontou o coordenador adjunto da Pas- toral da Criança e filho da Dra. Zilda, Dr. NelsonArns Neumann. Ele lembrou que o museu "possibilita a interação en- tre pais e filhos durante a visitação. Na sala dos Mil Dias, por exemplo, enquan- to o adulto lê os painéis com informação, a criança pode reproduzir o momento do parto com as bonecas que estão ao seu alcance, inclusive tirando a placenta e colocando o bebê para mamar. Isso dá oportunidade para o diálogo, para a cons- trução coletiva do conhecimento". Visitação O Museu fica junto a sede da entida- de, na Rua Jacarezinho, 1691, nas Mer- cês, em Curitiba. Funciona das 8h às 19h, todos os dias da semana, exceto entre os dias 24 dezembro a 4 de janeiro de 2015. A entrada é gratuita.
  5. 5. 6 Jornalista de O Globo leva três tocos durante entrevista com o ex-chanceler mexicano Jorge Castañeda Ajornalista de O Globo, Tatiana Farah, entrevistou o ex-chanceler mexicano Jorge Castañeda. Ou ela é mal informada ou jogou cas- cas de banana em três perguntas, mas levou 3 tocos como respos- ta. Vergonha alheia. Veja abaixo as perguntas e as respostas: Jornalista: O Brasil estagnou em seus anseios econômicos e se encolheu no que diz respeito à pro- jeção internacional? Chanceler: O Brasil tem um pa- pel econômico internacional mui- to importante. É uma voz que se escuta. Jornalista: Os países da Alian- ça do Pacífico têm crescido mais que os do Mercosul? Por quê?” Chanceler: “Isso é falso. O Bra- sil cresce mais que o México. E “países do Pacífico” não existem. Há um país grande, que é o Méxi- co, há um país mediano, que é a Colômbia, e dois países peque- nos, que são Peru e Chile. Não é Repórter da Globo se dá mal ao tentar fazer entrevista tendenciosa certo que os do Pacífico cresce- ram mais. Essa é uma ficção cria- da pelos mercados na mídia inter- nacional. O que se sucede é que as expectativas sobre o Brasil fo- ram muito elevadas.Afirma-se que o México cresce mais que o Bra- sil, mas, no ano passado, o Brasil cresceu mais. E este ano o Brasil vai crescer mais que o México. Jornalista: Como avalia o go- verno do presidente do México, Enrique Peña Nieto? Chanceler: É um governo que teve muitas boas ideias, boas in- tenções, algumas realizações, mas os resultados ainda não ve- mos. Há por um lado impaciência e , por outro, ceticismo.As pesso- as estão impacientes e céticas. É possível que haja resultados. Mas é uma incógnita. Quando a economia brasileira começou a estagnar, a imprensa internacional passou a dizer que a nova potência da América Lati- na seria o México. Isso é um pouco falso. O Brasil continua recebendo muito mais in- vestimento estrangeiro que o Mé- xico. A mídia brasileira é ruim, a mexicana é muito ruim e a mídia internacional, quando fala de Bra- sil e do México, é péssima. É mui- to mau conselho escutar o que diz a mídia internacional tanto sobre Brasil quanto sobre o México, por- que ela sempre se equivoca. Ex-diretor da Assembleia é preso novamente O ex-todo poderoso diretor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná,Abib Miguel, o Bibinho, retornou novamente à prisão. Os deputados que participa- ram do desvio de dinheiro naquela Casa de Leis continuam impunes. O desembargador José Maurício Pin- to deAlmeida, do Tribunal de Justiça do Paraná, decretou a prisão preventiva do ex-diretor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná, Abib Miguel, o Bibinho, investigado por desvios de di- nheiro na Assembleia Legislativa do Paraná. O mandado foi expedido com base em dois processos a que ele res- pondeu na 9.ª Vara Criminal de Curitiba e que estão em fase de recurso, sob a relatoria do desembargador, junto à 2.ª Câmara Criminal do TJ. O mandado foi cumprido nesta sexta-feira (12 de de- zembro 2014), em Curitiba. No dia 28 de novembro passado, Abib Miguel já havia sido detido em Brasília, durante a Operação Argonautas, do GAECO (Grupo deAtu- ação Especial de Combate ao Crime Or- ganizado) do Paraná, com a participa- ção das unidades do GAECO do Distri- to Federal, Goiás,Amapá e Rio Grande do Sul. Mas, com o fim do prazo da pri- são temporária, no último dia 05, ele foi solto. Além do ex-diretor da Assembleia, outras quatro pessoas ligadas a ele tam- bém haviam sido detidas no final de no- vembro. Abib Miguel estava na capital federal e foi preso no momento em que recebia cerca de R$ 70 mil do adminis- trador de suas propriedades no estado de Goiás. A operação decorre de inves- tigação coordenada pelo Núcleo do GAECO de Curitiba, relacionada a cri- me de lavagem de dinheiro, apontado como desviado da Assembleia Legislativa do Paraná.
  6. 6. 7 PAULISTANOS VÃO BEBER ÁGUA DE BOSTA ArepresadeGuarapiranga,emSão Paulo, recebe todos os dias resíduos de remédios e produtos industriais. Não bastasse isso, o governo anuncia autilização,pelospaulistanos,deágua de reuso, isto é, água de esgoto - bos- ta - tratada. Atenção: tem café na sua água. Café e mais: resíduos de colesterol, hormônios sexuais, produtos industri- aiseumainfinidadedesubstânciasmi- croscópicas que passam pelo sistema de tratamento das cidades brasileiras. Mas não faz mal?Aí é que fica a inter- rogação. Os pesquisadores da OMS ainda estão investigando o assunto, masnãotemumalegislaçãoespecífica sobre essas substâncias e sem legisla- ção os pesquisadores não podem fa- zer nada.Apreocupação dos pesqui- sadores é maior quando falamos dos hormônios. Por exemplo, aqueles que existem em comprimidos anticoncep- cionais, que são expelidos pelo orga- nismo de mulheres e liberados na água todos os dias. Por enquanto não se sabe se isso pode causar algum pro- blema à saúde humana, mas os hormônios em excesso já estão alte- rando o desenvolvimento de espécies de plantas e animais nas represas. Para complicar ainda mais a situa- ção dos paulistanos, o governo Alckminanunciouquevaicolocarágua de reuso (no Paraná essa água é usa- da apenas em descargas de sanitários e para lavar calçadas) no torneira da população, ou seja, vai colocar água de bosta na mesa dos paulistanos, e nos alimentos produzidos pela indús- tria do Estado de São Paulo. Será que os consumidores aceita- rão consumir alimentos processados com água de reuso? Eu não. Mas os alimentos fabricados em São Paulo - com ou sem água de reuso - chegarão A indústria de São Paulo será prejudicada com a utilização de água de reuso na fabricação de produtos alimentícios. Muitos consumidores deixarão de comprar produtos com “água de bosta”. a todo o país, e a população não será devidamenteinformada. Segundo Heitor Scalambrini Cos- ta, professor da Universidade Federal de Pernambuco, “O que acontece com o Estado de São Paulo na questão da água é um exemplo do que pode acon- tecer em outros estados e cidades bra- sileiras, segundo dados recentes pu- blicados pela ANA (Agência Nacio- nal de Águas). Portanto, aprender e tirar lições deste episódio poderá aju- dar gestores públicos e a sociedade a não repetir os erros que foram come- tidos, e conviver melhor com uma si- tuação que veio para ficar. A crise hídrica, como ficou conhe- cida, não ocorreu por uma única cau- sa,ouporumúnicoerrocometido,nem tampouco pela falta de chuvas – mes- mo considerando que esta seca é uma das piores dos últimos 84 anos. Na verdadefoiumconjuntodefatoresque levou a maior cidade brasileira, sua re- giãometropolitanaeváriascidadesim- portantes do interior do Estado a so- frerem o desabastecimento de água. A Sabesp (Companhia de Sanea- mento Básico do Estado de São Pau- lo), empresa que administra a coleta, o tratamento, a distribuição de água, e também o tratamento dos esgotos, é uma das maiores empresas de sanea- mento do mundo, e uma das mais pre- paradas do Brasil – com um corpo téc- nico altamente qualificado, e dispon- do de uma boa infraestrutura. Assim pode-se afirmar sem dúvida que a cau- sa principal de tamanha incompetên- cia foi a sua administração voltada ao mercado, voltada ao lucro, que trata a água, um bem essencial à vida, como uma mera mercadoria. Em 1994, a Sabesp se tornou uma empresa de capital misto, com a justi- ficativa de que vendendo parte de suas açõesconseguiriamaisrecursosfinan- ceiros para investir nos sistemas de abastecimentodeáguaedesaneamen- to. Depois de 20 anos, o controle acionário se encontra nas mãos do Es- tado, que detém 50,3% das ações (me- tade negociada na BMF/ Bovespa, e a outra metade na Bolsa de NY), fi- cando os 49,7% restantes com inves- tidores brasileiros (25,5%) e estran- geiros (24,2%). A Sabesp é a empresa outorgada para utilizar e gerir o Sistema Alto Tietê, Guarapiranga e Cantareira, des- tinando em tempos normais 33 m³/s para Região Metropolitana de SP. Com a persistência da falta de chu- vas e clima adverso, foi obrigada a reduzir pela metade a captação (pou- co mais de 16 m³/s), apesar de fazê- lo tardiamente.Assim, o que era con- siderado um risco remoto tornou-se uma grande incerteza.Asituação che- gou a um ponto tal de dramaticidade que foi perdido o controle do sistema hídrico e, agora, além da captação do volume morto dos reservatórios, em curto prazo, a população fica na de- pendência das chuvas.” Confira a qualidade da sua água mineral A Secretaria Estadual da Saúde divulgou nesta terça-feira os resultados de um amplo estudo sobre a qualidade da água mineral envasada e comercializada no Paraná. Das 22 marcas avaliadas, oito tiveram amostras classificadas como fora dos padrões de qualidade para galões de cinco e 20 litros.As empresas fabricantes já foram inspecionadas e notificadas a adequar seus processos de produção e envase à legislação sanitária vigente. A pesquisa foi realizada entre os meses de março e outubro deste ano, com a coleta de produtos em supermercados de diversas regiões do Estado.Aação teve o apoio das equipes municipais e regionais de vigilância sanitária.Apesar das irregularidades, apenas uma marca foi reprovada por conter substâncias prejudiciais à saúde humana.Ao analisar a amostra da marca “Ana Rosa”, produzida em Maringá, foram encontrados coliformes, um indício da presença da bactéria e.coli. “Quem tomasse a água contaminada poderia ter sintomas como diarreia, náuseas, vômito e febre”, explica o superintendente deVigilância em Saúde, Sezifredo Paz.A contaminação pode ter sido resultado de falhas no processo de captação, condução e/ou embalagem da água mineral. Durante a fiscalização na empresa que envasava o produto, as equipes de vigilância sanitária foram informadas que a água mineral “Ana Rosa” já não era mais produzida. Mesmo assim, foi determinada a proibição da venda do produto irregular no Estado. A equipe de saúde também coletou amostras de outras marcas envasadas no local para nova análise.Seis marcas, incluindo a “Ana Rosa”, apresentaram laudos insatisfatórios por conter bactérias heterotróficas em níveis acima do permitido pela Agência NacionaldeVigilânciaSanitária.Emoutras duas marcas o problema foi por conta do nível de fluoreto que estava abaixo do informado na embalagem. “Nestes casos, o risco à saúde do consumidor é mínimo, mas os resultados também demonstram que as rotinas de trabalho das empresas eram inadequadas”, disse o chefe do Centro Estadual de Vigilância Sanitária, Paulo Costa Santana.A análise das amostras foi realizada pela Secretaria Estadual da Saúde em parceria com o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). A intenção agora é ampliar o monitoramento para a água mineral de garrafa e copo plástico.As marcas com resultados insatisfatórios foram: Ana Rosa, Timbu, Frescale, Maceratti, Aguativa, Itaipu, Fontana Oro e D’Fonte.
  7. 7. 8 A Fundação Nacional de Artes (Funarte) publicou, no dia 27 de No- vembro, o resultado final do Prêmio Cultura Hip Hop. Dois artistas curitibanos foram contemplados no edital:Ayron Ferreira dos Santos, com o projeto Hip Hop aoAlcance de To- dos, e Sesóstris FilipeArmstrong Oli- veira,comoprojetoAulasdeBreaking na Rua da Cidadania BoaVista. Vereador Jairo Marcelino deseja a todos os leitoreseamigos moradores da região norte de Curitiba, UmfelizNataleum 2015 de paz e harmonia. PROJETO AULAS DE BREAKING DA RUA DA CIDADANIA BOA VISTA RECEBEU PRÊMIO CULTURA HIP HOP 2014 DA FUNARTE O curso de breaking, a dança do movimento hip hop, leva todas as se- manas mais de 40 alunos ao espaço da Fundação Cultural de Curitiba naAd- ministração Regional da Boa Vista. O curso é oferecido gratuitamente por Sesóstris,queépremiadoemcompeti- ções no Paraná e em outros estados. Ele é morador do bairro Boa Vista e formadoemEducaçãoFísica.Militan- te e multiplicador do movimento hip hop, tem se dedicado a projetos soci- ais e de arte-educação. Realizado pela Funarte, em parce- ria com a Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, a segunda edição do Prêmio CulturaHipHopselecionouiniciativas relacionadascomapromoçãocontinu- ada da cultura hip hop. Nesta edição foram, no total, 166 projetos de todo o paíscontempladosemduascategorias, sendo 14 premiações no valor de R$ 20mil,concedidasainstituiçõespriva- dassemfinslucrativos,eoutras150no valor de R$ 14,3 mil para pessoas físi- cas e grupos ou coletivos “sem consti- tuição jurídica” – categoria em que es- tão os dois projetos curitibanos. O objetivo do programa é estimu- lar e valorizar as iniciativas do gênero, considerando sua influência no modo de vida da juventude, através da di- vulgação de suas expressões culturais, da ampliação da sua visibilidade e do fortalecimento de sua identidade cul- tural. Com o Prêmio, a Funarte e a SCDC/MinC pretendem, ainda, con- tribuir para a consolidação e o fortale- cimento das expressões culturais do Movimento Hip Hop, visando à sua continuidade e para o incentivo finan- ceiro de artistas, grupos e comunida- des praticantes das diferentes lingua- gens do gênero no Brasil. Aulas de Breaking na Rua da Cida- dania BoaVista Dias:terçasequintas-feiras Horário: 18h30 às 20h30 Classificação:Livre Valor:Gratuito Orientador: Sesóstris Filipe ArmstrongOliveira O ex-presidente do Clube Atlético Paranaense, empresário Valmor Zimermann,foihomenageadoporalgunsconselheirosdoFuracãocomuma Bacalhoada no apartamento do conselheiro Cleon Padilha. Valmor Zimermann escreveu uma história de dedicação ao clube, e será sempre reconhecido como um dos grandes construtores do ClubeAtlético Paranaense. Na foto, os conselheiros do CAP, Príncipe, Gardenal (Ricardo), Dela Torre,CleonPadilha,ValmorZimermann,GrifeeEmerson. Na próxima edição publicaremos entrevista exclusiva com o ex-presi- denteValmorZimermann. Atleticanos homenageiam Valmor Zimermann
  8. 8. 9 Associação MãosAmigas, faz abertura do jogo de futebol na praça doAbaeté no último dia 14 de dezembro, reunindo a grande torcida e moradores do bairro Boa Vista para prestigiar o evento. Sandra Guérios ganha as redes e dá o ''chute inicial'' para o futebol de domingo na coordenação de Oliveira. Nanoitedessaquinta-feira,aCâmaraMu- nicipal entregou título de cidadão honorário de Curitiba aVitorio Bonacin Filho.Ahome- nagem foi realizada no Palácio Rio Branco, em sessão solene conduzida pelo vereador AiltonAraújo (PSC), primeiro secretário da Casa, e contou com a presença de outros par- lamentares, autoridades, ami- gos e familiares do homenage- ado. O título foi concedido a Bonacin Filho por meio da lei municipal14.536/2014,deiniciativadeDona Lourdes (PSB). Em seu discurso, a vereadora falou sobre a trajetória de vida do homenage- ado, que é cirurgião dentista de formação e atua como empresário do ramo odontológico, professor universitário e em projetos sociais. A vereadora destacou a origem humilde de Bonacin Filho, cuja família emigrou de São Paulo para o interior do Paraná em bus- ca de melhores oportunidades. “Aos 12 anos ele já trabalhava emAndirá como auxiliar de protético. Na década de 70, seus pais defini- ram a vinda para Curitiba, onde os filhos te- riam mais oportunidades de desenvolvimen- to profissional”. Dona Lourdes também comentou sobre Vitorio Bonacin recebe cidadania honorária os esforços do empresário em obter a for- mação profissional na área odontológica e sua constante busca por especialização, tendo feito inclusive doutora- do na área de odontologia clí- nica. “Atualmente é professor adjunto da Universidade Fe- deral do Paraná e administra a Clinica Odontológica Pio XII, aprimeira24horasdacapital”. As ações sociais desen- volvidas por Vitorio Bonacin Filho, seja no meio acadêmico ou por meio de associações co- munitárias, foram outro destaque da vereadora. “Ressalto aqui o programa 'Sorri- so Feliz', executado em parceria com a PUC- PR, onde alunos do curso de odontologia realizam atendimentos à pacientes de baixa renda. Neste projeto, mais de cinco mil pes- soas já foram atendidas, em sua maioria mo- radores de áreas menos favorecidas”. Também participaram da sessão o vere- ador Zé Maria (SD), o deputado estadual Rasca Rodrigues (PV), o decano da faculda- de de odontologia da Universidade Federal do Paraná, Marco Antonio Lopes Feres e o grão-mestre da Grande Loja do Paraná, Valdemar Kretschmer. Ao se aposentar dos campos, Alfredo Di Stéfano, grande craque ar- gentino, destacou feito quadro em sua sala uma bola com a legenda “Graças, Vieja”,que significa “Obrigado, Velha”.Faz tempo que venho cada vez mais compreendendo esse sentimento, que hoje me toma por completo. Tudo o que tenho devo ao futebol. Tudo o que sou devo ao futebol. O fute- bol foi mais do que esporte ou ganha- pão.Foiaminhavida.Graçasaelepude conquistar o que dificilmente consegui- ria. Nasci em família humilde, cresci numa comunidade, só a minha família sabedasdificuldadesporquepassamos. O futebol nos salvou. Fizamigos,conheciomundo,atueiem estádios maravilhosos e outros precári- os toda vida. Senti na pele o ônus e o bônus de ser profissional da bola. Vi o ladoAe o lado B do esporte e cheguei a aprender, na marra, a defender os meus direitos de cidadão, indo até à Justiça pra clamar por justiça. Passei instantes de sufoco, tensão, desespero, pavor, revolta, mas também vivimomentosdesonhoeincontáveisale- grias.Sorrimuito,vibreimuito,meemo- cionei,saídemim,piseinasnuvens.Dei sangue,suorelágrimasenãotenhouma vírgula do que me arrepender. Realizeiosonhodetodacriança,que é jogar futebol em alto nível, vestir a ca- Carta de Alex, o camisa 10 do Coritiba misa do time do meu coração, depois fe- char com grandes clubes nacionais, ser ovacionadoporváriastorcidas,defender a seleção brasileira e, por fim, me tornar ídolonaEuropa.Souumsujeitorealizado. O ‘Rei de Roma’ Falcão falou uma vez que “jogador de futebol morre duas vezes; a primeira, quando para de jo- gar”. Compreendo o que quis dizer, mas prefiro falar que jogador de fute- bol nasce duas vezes. Meu segundo nascimento se dará agora. Agradeço ao futebol pelo turbilhão de emoções que me proporcionou. Pe- los amigos fiéis e os igualmente fiéis desafetos que acumulei única e exclusi- vamenteportermeposicionadooumos- tradoopinião.Pelabelafamíliaquecons- truí. Por todo o aprendizado que ganhei. Obrigado a todos que comigo estive- ram próximos ou mesmo de longe tor- ceram por mim ao longo desses 19 anos de carreira. Inicio uma nova etapa na minha vida de peito aberto e com a mes- ma coragem com que enfrentei tudo e todos para dizer o que penso ou sinto. O que vai acontecer daqui pra frente eu não sei. Mas o que aconteceu, jamais esquecerei. Alex Associação Mãos Amigas do Boa Vista
  9. 9. 10 O ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa prestou depoimentos fortesnaCPIqueinvestiganegóciosli- gados à estatal; segundo ele, a corrupçãoatingepraticamentetodosos setoresdavidaeconômicadoPaís:“isso acontecia no Brasil inteiro, nas rodovi- as, nas ferrovias, nos portos, aeropor- tos, nas hidrelétricas, isso acontece no Brasilinteiro,ésóinvestigar”,disseele. Um comerciante, proprietário de umagrandeoficina,reclamaquealguns funcionários roubam tintas para fazer serviços em casa. O servidor que rou- ba folhas de sulfite ou canetas da re- partição pública não é melhor que os larápios presos na operação Lava Jato. Aqueles que promovem pequenos fur- tos ou roubos, que vendem o voto, que trocam favores com pessoas suspeitas ou criminosas, fazem parte desta gran- de fauna que elege políticos e governantes corruptos, confirmando aquela velha frase: “Cada povo tem o governoquemerece”! Diariamente lemos notícias sobre prefeitos e vereadores presos ou cas- sados. Parece que roubar dinheiro pú- bliconoBrasilvirourotina.Mas,nãoé só no Brasil: é em todas as partes do globo terrestre.Acorrupção nos Esta- dos Unidos faz com que o país seja o maior consumidor de drogas do mun- do, porque a droga entra através da corrupção de policiais e magistrados. Até nos países socialistas - onde os cri- minosossãofuziladosquandoapanha- dos - ou em países asiáticos, onde o costume é o suicídio na desonra, a corrupção está plantada, como se fos- se uma característica do ser humano. Costa atribui a corrupção às indica- ções políticas nas estatais, o que, se- gundo ele, vem desde o governo Sarney;“Infelizmenteaceiteiumaindi- cação política para assumir a diretoria deAbastecimentoeestouextremamente arrependido de ter feito isso”, afirmou. A corrupção não está só na Petrobras: está em toda parte! “Aceitei esse cargo e esse cargo me deixou e nos deixou aqui onde estou hoje”. A declaração coloca em suspeição a grande maioria – ou todas – as em- presasestataisdoBrasil.Talvezporisso existaumabrigadefoiceparaconquis- tar indicações em empresas públicas a cadaeleição.Ospartidospolíticosfun- cionariam como articuladores de ver- dadeiras quadrilhas organizadas para saquear os cofres públicos: trocam apoio por indicação em estatais, e co- locam nas estatais corruptos para rou- bar? É isso o que se conclui das afir- mações de Paulo Roberto Costa. A operação Lava-Jato da Polícia Federal descobriu corrupção e desvio de mais de 10 bilhões de reais em ne- gócios com a Petrobras. Na segunda fase haverá abertura de inquéritoscontrapolíticos–maisde36 políticos, entre deputados federais e senadores estariam envolvidos na roubalheira, segundo Paulo Roberto, e denúncias contra empreiteiros - aque- lesqueficamricoscomobraspúblicas. É neste ponto em que a Justiça falha? Será que veremos a repetição de es- cândalos do passado que acabaram em pizza? Aolevaraopédaletraasdenúncias de Paulo Roberto Costa, o escândalo da Petrobras seria apenas uma ponta do iceberg da roubalheira que impera no país. O ex-deputadoAndré Vargas (ex- PT)disseemmensagemdecelularque “é apenas um cisco” no escândalo da Petrobras. Se ele é um cisco, e chegou a ser vice presidente da Câmara dos Deputados, imaginem o que está por vir - ou não. Ovolumededenúnciascontrapolí- ticos é tão grande que temos a impres- são - só impressão ? - de que o Brasil está entregue à roubalheira, e salve-se quempuder! E pensar que esta corrupção toda não começou agora: vem de decadas e decadas atrás. Desde que o Brasil foi descoberto,acorrupçãoéalgoinerente àhistóriabrasileira. Desde a Guerra do Paraguai onde os militares compravam e recompravam cavalos argentinos com preços superfaturados, até o valor da Itaipu que custou 10 vezes mais que o previsto, passando pelo Banestado, contas CC5 etc etc etc. Corruptos sempre mandaram no país. Mas o que mudou? Mudou que agora o lixo não é mais varrido para debaixo do tapete, está sendo denun- ciado, investigado, apurado. Mudou porque os poderes constituidos evoluiram, o Judiciário melhorou,aPolíciaFederalmelhorou, oMinistérioPúblicomelhorou;enfim, a evolução faz parte da história da hu- manidade.Orestoécortinadefumaça para esconder a verdade - algo que a grandeimprensafazmuitobem,mani- pulandofatosembenefíciopróprio. Ao atacar de forma sistemática a Petrobras, chegando ao cúmulo de re- baixar os preços das ações, a grande imprensaestáfazendoojogodoscartéis internacionais do petróleo, da mesma forma que atuou para privatizar aVale do Rio Doce, a maior empresa mineradoradomundo. Agrandeimprensaquerprivatizara Petrobras e o Pré-Sal para obter lu- cros escorchantes com grandes anun- ciantes estrangeiros. Estão repetindo a canalhice que fizeram tempos atrás na campanha “O Petróleo é nosso!”. Re- petem a campanha sórdida para entre- gar de bandeja as riquezas do povo brasileiro. Carla Regina
  10. 10. 11 Vendo Terreno de 500 metros com uma casa mista. Terreno plano e escriturado No Jardim Paulista próximo ao Jardim Joanna. Valor R$ 95 mil. Aceito proposta. Ligar para 9894-1462 ou 8764-3193 Atriz Lucélia Santos desabafa após ser flagrada em ônibus lotado Lucélia Santos usou as redes sociais para fazer um protesto depois de ter se tornado assun- to no Facebook e no Twitter. Na última quarta-feira, a atriz virou alvo de comentários após ter uma foto em que aparece den- tro de um ônibus do Rio de Ja- neiro compartilhada. “Ônibus 524 lotado. Me ofe- reço para segurar a bolsa da moça. Quando olho, é a atriz Lucélia Santos”, escreveu a fã responsável pela publicação. O que parecia um singelo comen- tário ganhou repercussão e che- gouaoconhecimentodeLucélia, que não gostou de ter sido julgada por utilizar o coletivo. “O Brasil é o único país que conhe- ço em que andar de ônibus é politicamente incorreto!!!!!!! Vai entender…”, vociferou a atriz. Além de responder aos detratores,aatrizecineastaava- liou as condições dos transpor- tes públicos brasileiros e questi- onou o papel da imprensa nes- sa questão. “Isso porque os ônibus aqui e transportes coletivos, de um modo geral, são precários e or- dinários, o que mostra total des- respeito à população! Em qual- quer país civilizado, educado e organizado, é o contrário. As pessoas dão prioridade a trans- portes coletivos para proteger o meioambiente.Osgovernosde- veriam investir em transportes decentesparaapopulação,com conforto e dignidade, e depois pretender fazer discursos de 1º mundo”, desabafou. “A impren- sa deveria usar sua inteligência para divulgar campanhas para os transportes públicos coletivos de primeira grandeza“. LucéliaSantoséconhecidain- ternacionalmente por persona- gens das telas, como em Escra- va Isaura. No cinema, estrelou três dos mais proeminentes fil- mes adaptados da obra de Nel- son Rodrigues, como Bonitinha, mas Ordinária ou Otto Lara Resende,EngraçadinhaeÁlbum de Família. Nestaquinta-feiraelapublicou noTwitter uma foto em seu perfil no Instagram em que aparece posandosorridentedentrodeum ônibus. “E viva o transporte pú- blico de boa qualidade!”, escre- veu na legenda. GAZETADOSANTACÂNDIDA Atingindo a maioria dos bairros da nossa região. Anuncie 8433-7462 3328-0176 www.gazetasantacandida.com.br www.gazetasantacandida.blogspot.com
  11. 11. 12 Dezembro. Festas, presentes, reu- niões de fim de ano... Enquanto penso em todos os eventos que acontecem neste mês, escuto o samba enredo de uma grande escola de samba carioca quediz:”Aluzdentrodevocê...Acen- da!”. Essa frase me fez parar e refletir sobreascomemoraçõesnatalinaseso- bre a vida em geral! Nofinaldoano,aspessoassentem- se pressionadas a finalizar seus afaze- res. O Natal e o Reveillon passam a ser datas limites para tudo. Visando cumprirocalendário,todossedeixam envolver por uma atmosfera mental equivocada de angústia e ansiedade. Esquecemdepensarnoquerealmente significa apreciar e viver plenamente essa data. O Natal marca o nascimento de Je- sus e representa o surgimento de uma nova ideia, o Cristo, que traz a mensa- gem de paz, harmonia e união, por ser amanifestaçãodoAmordivino. Emcertorelatobíblico,quandoJe- sus diz que é preciso nascer de novo, questionam-lhe:“Mestre,comovoltar Acenda a luz dentro de você! ao ventre materno?” Entretanto, Jesus se referia ao renascer espiritual. Mais tarde, Paulo interpreta e expande essa ideia,explicandoqueotransformar-se depende da renovação da mente: mu- dar a forma de pensar. Poressemotivo,diantedoturbilhão de acontecimentos que precedem o Nataléimportanteacalmaropensamen- toeperceberqual“ideia”gostaríamos que nascesse ou renascesse em nós. Pense:Sealgumasqualidadesesti- vessemexpostasemumavitrine,quais vocêescolheria? Acenda a luz dentro de você mes- mo e veja que tudo o que precisa já está à sua disposição. A paz infinita trazida pelo Cristo é capaz de restau- rar as relações, a harmonia e a saúde. A letra do samba enredo que esta- va ouvindo, continua assim: “Nada é maior do que o amor, entenda...” Andrea Cabral, jornalista e advogada, atua como Comitê de Pu- blicação da Ciência Cristã para o Bra- sil-brasil@compub.org Um dos projetos que compõem o Programa Curitiba Lê, da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), está entre os finalistas doVivaleitura 2014. O ci- clodeleiturasPalavradeMulher,idea- lizado pelo mediadorAlisson Freyer – responsávelpelaCasadaLeituraDario Vellozo – concorre ao prêmio na cate- goria Bibliotecas Públicas, Privadas e Comunitárias. Responsável pelo projeto, Freyer estará na próxima terça-feira em Brasília como convidado do Prêmio, assim como todos os outros finalistas, para participar da cerimônia de premiação, no Salão Nobre da Câma- ra dos Deputados. Na ocasião serão revelados os vencedores de cada cate- goria. Os 20 finalistas recebem diplo- ma e o troféuVivaleitura. Os projetos, ainda, serão objeto de uma publicação especial. Para a coordenadora de Literatura da FCC, Mariane Torres, o reconheci- mento a essa ação do Programa CuritibaLêéimportantíssimo.“Porque vem de diversas instituições governa- mentaisedasociedadecivil,nacionais e internacionais, que voltam seu olhar para a importância da leitura na cons- trução do país que almejamos, com menosdesigualdades,sejamsociaisou AÇÃO DO CURITIBA LÊ ESTÁ ENTRE OS FINALISTAS DO PRÊMIO VIVALEITURA 2014 culturaisemaisconsciênciadapopula- çãosobreseuspotenciaisderealização individualecoletiva”,disse. Desde 2012, o ciclo “Palavra de Mulher”promovealeituradetextosde autorasbrasileirasseguidadeumacon- versa livre sobre as impressões dos participantes. Neste período o projeto atendeu 2.684 pessoas em rodas de leituranaCasadaLeituraDarioVellozo, noInstitutoMunicipaldeAdministração Pública, em unidades da Fundação de Ação Social, em grupos de idosos, as- sociaçõescomunitárias,instituiçõesde ensino para jovens e adultos, escolas e bibliotecas das redes Estadual e Muni- cipaldeensino. Entreasobrasescolhidasestãocon- tos, poemas e peças de dramaturgia de Cecília Meirelles, Clarice Lispector, RacheldeQueiroz,LíviaGarcia-Roza, Sônia Coutinho, Hilda Hilst, Márcia Denser, Luci Collin, Cora Coralina, RozaAmandaStrausz,BeatrizBracher, VerônicaStigger,entreoutras. Sobre o prêmio – O Prêmio Vivaleituratemoobjetivodeestimular, fomentarereconhecerasmelhoresex- periências que promovam a leitura em territórionacional.Éumainiciativados ministériosdaCultura(MinC)edaEdu- cação (MEC) e da Organização dos EstadosIbero-americanosparaEduca- ção, a Ciência e a Cultura (OEI), com o apoio do Conselho Nacional de Se- cretários de Educação (Consed), da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Fundação Santillana. O Prêmio integra as ações do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL). O ciclo Palavra de Mulher conta comaparceriadasmediadorasDiamila Medeiros e Iamni Reche, suporte dos agentesadministrativosVagnerCustó- dio e João Henrique de Moraes, acom- panhamento da gerente das Casas da Leitura da FCC, Patrícia Wohlke e su- pervisão da coordenadora de Literatu- ra Mariane Torres.
  12. 12. 13 Mujica é homenageado em inauguração de nova sede da UNASUL Unasul inaugura imponente sede em Quito com homenagem a Pepe Mujica. Presidente uruguaio foi condecorado com a 'Ordem Nacional ao Mérito, no grau de Grande Colar”, máximo galardão equatoriano - aplausos ensurdecedores! Com inauguração, em Quito, nesta sex- ta-feira, 5 de dezembro, de seu edifício-sede com arrojadíssima arquitetura – em cuja construção o governo Rafael Correa gas- tou 43,5 milhões de dólares – e uma emo- cionante homenagem ao presidente do Uruguai em fim de mandato, José Pepe Mujica, a União de Nações Sul-America- nas (UNASUL) realiza nova cúpula enfatizando o imperativo da solidariedade, complementariedade e cidadania sul-ame- ricanas. Não poderia ter sido diferente: os dois homenageados pela cúpula da Unasul fo- ram o argentino Néstor Kirchner – seu pri- meiro secretário-geral, prematuramente falecido em 2010, cujo nome batiza o edifí- cio-sede da organização, com traços futu- ristas – e o uruguaio José Mujica, que dei- xa a presidência da República Oriental em 1° de março de 2015, mas em tempo de receber de Desi Bouterse, presidente do Suriname, a presidência pro tempore da Unasul. A utopia segundo Mujica Com muita saudade adiantada e um le- gado que pode ser sintetizado pela fórmula “o presidente-atitude” ou “o presidente-pen- sador”, o lendário Mujica foi de longe o grande protagonista da cúpula de Quito. Já declarado “Cidadão Ilustre da Cidade de Guayaquil” em ocasião anterior, ontem Domenica Tabacchi - a bela vice-prefeita da cidade e adversária política de Rafael Correa – lembrou com inflamado discurso que “seis balaços, nem 15 anos de prisão foram capazes de inibir seu espirito guer- reiro”, oferecendo a Mujica “a chave de uma porta grande, que é a do nosso coração”. E então a coroação da homenagem: pelas mãos de Rafael Correa, Mujica foi condecorado com a ‘Ordem Nacional ao Mérito, no grau de Grande Colar”, máximo galardão equatoriano – aplausos ensurde- cedores! . Com seu jeitão de comediante distraí- do, El Pepe agradeceu, definindo-se como “paisano atravesado” (camponês metido, chato), “sem vocação para herói”. Dirigin- do-se aos jovens, presentes ao ato em gran- de número, e aludindo a “tanta concentra- ção da riqueza e tanta desigualdade social jamais vista em toda a história da Humani- dade”, o presidente e ex-guerrilheiro Tupamaro alertou: “Ergam uma ideia na que acreditam, vivam para servi-la, mas não se deixem escravizar pelo mercado”. Que a América Latina seja “um continente a ser- viço do melhor da sociedad humana”, co- brou o uruguaio – “um continente da soli- dariedade, um continente, onde é bonito nascer e morrer, um continente sem ódios, sem vin- gança; um continente que dig- nifique a existência do Homem sobre a face da Terra”. “A supremacía do ser huma- no sobre o capital e da socie- dade sobre o mercado, deve prevalecer na América Latina”, insistiu furioso. Se não for as- sim, baubau – do sonho não fi- cará pedra sobre pedra! Duro na queda, ele também, ao final da alocução de Mujica, Rafael Correa estava às lágri- mas. Da estabilização democrática… Impulsionada pelo governo Lula e cria- da em 2008, primeiramente como contra- peso político à OEA, em seus primeiros anos de existência, a Unasul norteou-se pela máxima “roupa suja se lava em casa”, protegendo seus membros contra ingerên- cias da OEA, fortemente partrulhada pelos EUA, e fortalecendo a institucionalidade de- mocrática no Continente. Foi o caso de sua intervenção diplomática na crise paraguaia, com a deposição do presidente Fernando Lugo, como também seu papel negociador durante a crise interna bolíviana e, em 2013, seu apoio a Evo Morales, cujo avião ficou retido no aeroporto de Viena, por pressão dos EUA, com o risível pretexto de que mantivesse a bordo Edward Snowden, em fuga de Moscou. …à institucionalidade continental Seis anos após sua criação, a Unasul ganhou corpo – atualmente integrada por 12 países – e lideranças regionais mais per- sistentes, como Rafael Correa, cobram uma institucionalidade que – ao mesmo tempo que não abre mão de importantes compe- tências nacionais a uma instituição supranacional, como a União Europeia – deve dotá-la de paredes e teto de uma au- têntica Casa Comum dos Latino-America- nos, embrião da “Pátria Grande”, segundo o jargão bolivariano. Daí a atual movimen- tação em torno da instituição do Passapor- te Único Sul-Americano. Se é que se pode falar em conotação ideológica, então seu projeto político é a construção da legítima e atrasada Unida- de Latino-Americana. Para impulsioná-la, seu Tratado Constitutivo previu a instala- ção do Parlamento Sul-Americano em Cochabamba, Bolívia, a criação do Banco do Sul, com sede provisória em Caracas, Venezuela, e a entrada em ação do Conse- lho de Defesa Sul-Americano, sugerido pelo então presidente Luis Inácio Lula da Silva, e aprovado em 15 de dezembro de 2008, em cúpula extraordinária da Unasul. Mas tudo ainda muito modesto. E atra- sado no tempo, até mesmo em relação à África. AAmérica do Sul foi uma das últimas regiões do mundo a criar seu próprio forum para assuntos de segurança e defesa regi- onal, a exemplo da Organização para a Se- gurança e Cooperação na Europa (OSCE), a Comunidade dos Estados Independen- tes (CEI) no território da extinta União Sovi- ética, da Organização para Cooperação de Xangai (OCX) ou do Conselho de Paz e Se- gurança da União Africana. Talvez o atraso se deva ao fato de que, em comparação com os demais continentes, ao longo dos últimos 100 anos e salvo raros conflitos pontuais, a América do Sul prevaleceu de fato como zona de paz. Frederico Füllgraf, GGN Pragmatismo Político O presidente Rafael Correa, do Equador, aplaude o presidente José Mujica, do Uruguai UmestudodeHarvard,publicado na revista de leis e políticas públicas da faculdade, concluiu que tirar as armas da população não diminui os homicídios.Oestudoanalisouvários países, e mostra que Luxemburgo, quetemleisrígidascontraarmas,tem umíndicedehomicídios9vezesmaior que o daAlemanha, que tem 30 mil armas pra cada 100 mil habitantes. Eles também citam um estudo da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, que analisa 253 artigos de jornais, 99 livros e 43 publicações governamentais, e que conclui que nenhuma medida de controle bélico na história reduziu o número de homicídios (em muitos casos o contrário aconteceu). Estudo de Harvard comprova que a legalização das armas diminui os homicídios Oestudoconcluiquenoslugaresem que a população pode ter armas, as taxasdeviolênciaehomicídiossãomuito menores. Também desmistifica-se a históriadequenosEUAémaisfácilde conseguir armas do que na Europa. O estudoconcluiquenaEuropaaspessoas têm mais acesso à armas do que nos EUA. A Austria tem a menor taxa de homicídios dos países industrializados (0,8 pessoas assassinadas a cada 100.000 habitantes) e existem 17 mil armas pra cada 100 mil pessoas lá. A Noruega está em segundo, com 0,81 assassinados a cada 100 mil habitantes, e e tem 36 mil armas a cada 100 mil pessoas.AAlemanha temumíndicede0.93homicídiosa cada100milhabitantes,com36mil armas a cada 100 mil também. O estudo diz: “O mesmo padrão se encontra no mundo inteiro: Quanto menosarmasapopulaçãotem,maioro índicedehomicídios” Um outro mito é de que o índice de homicídiosdaEuropadiminuiudepois que leis que visam o controle do governo sobre as armas foram sancionadas. Os índices na verdade aumentaram, segundo os estudos. A Rússiabaniutodasasarmas,eelestêm um índice de homicídios de 30,6%, enquantonosEUA(ondeamaioriados EUA permite o porte de armas) esse índice é de 7,8%. Durante os anos 90, houveumgrandeaumentonoportede armas da população, enquanto no mesmoperíodoataxadecriminalidade caiu 30%. Na Inglaterra, após o banimento das armas, os índices de criminalidade aumentaram consideravelmente.
  13. 13. 14 “Sempre ouvi falar da dificuldade queéoEnemetinhamedo.Masquan- do vi, sinceramente, achei muito fácil. Quandocorrigipelogabarito,nãofiquei assustado, apenas lamentei pelas oito (questões erradas)”, diz com a simpli- cidadedequemdormiaemmédiaqua- tro horas por dia para garantir o bom desempenho. João Vitor Claudiano dos Santos, aluno de escola pública do Ceará Ver João Vitor falar sobre a recente conquistaéassistiràlutaentreatimidezdo garotomaisacostumadoaoslivrosdoque agrandesconversaseoorgulhodequem estávendooesforçorecompensado. O número da vitória é de impres- sionar: João Vitor acertou 172 ques- tões das 180 que compõem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O equivalente a 95,5% de acertos. Mas João Vitor Claudiano dos San- tos, 16, aluno do 2º ano da Escola de Ensino Médio Governador Adauto Bezerra,aindanãoconseguemensurar o significado do feito. O JOVEM QUE ACERTOU 95% DO ENEM O menino agora espera o resultado oficial,quedevesairemjaneirode2015, mas,emumcomparativo,JoãoVitorul- trapassou os 164 acertos da estudante mineiraMarianaDrummond,quecon- quistouoprimeirolugarnoEnem2013. A nota final ainda depende do desem- penho na Redação, que João acredita tersidoamaisdifícildasavaliações. “Sempre ouvi falar da dificuldade queéoEnemetinhamedo.Masquan- do vi, sinceramente, achei muito fácil. Quandocorrigipelogabarito,nãofiquei assustado, apenas lamentei pelas oito (questões erradas)”, diz com a simpli- cidadedequemdormiaemmédiaqua- tro horas por dia para garantir o bom desempenho, que ele credita também ao apoio recebido dos professores. Aficha da biblioteca, lugar preferi- do de João, já vai na segunda folha e ultrapassa os 40 livros.Aleitura assí- dua é o segredo dele. “O que tem de cansativo no Enem são os textos gran- des. Então, minha estratégia foi me adaptar à leitura, ler livros grandes, al- gunscomlinguagemrebuscada”. João, cujo maior orgulho é ter es- tudado a vida toda em escola pública, ainda não sabe se irá cursar o 3º ano, mas quer fazer Ciências Biológicas e sonhaemviajarparaoReinoUnidopelo Ciência Sem Fronteiras.Aos 16 anos, ele tem muito bem traçados os planos da vida. “Sempre me vejo fazendo es- pecialização em bioquímica e biologia molecular.Queroserpesquisadorees- tudar o resto da vida”. Criadopelamãe,aaposentadaAna Maria Santos, morador do bairro Vila União, quarto de cinco irmãos, João será o primeiro da família a ingressar no ensino superior. Os estudos foram, para ele, a forma de transformar o pró- prio destino. “Sou um garoto que não conheceu o pai, que sempre sofreu bullying por ser nerd, por causa do ca- belo, do sapato, da magreza. O estudo não combateu minha timidez, mas me ajudouaserfeliz”. Domitila Andrade
  14. 14. 15 No final da missa, o padre viu um bêbado que passava de bicicleta e disse: - Cuidado meu filho. Vá devagar. Vai com Deus, São Jorge, São Mateus e Nossa Senhora. Depois de algumas quadras o bêbado perdeu o controle da bicicleta e caiu. Ao se levantar, disse: - Eu sabia que com tanta gente na bicicleta não daria certo. .o0o. A mulher estava do outro lado da rua conversando com uma amiga. O marido estava na lotérica conferindo o bilhete da mega-sena. Quando viu que tinha acertado as seis dezenas, enlouquece e começou a gritar: - Jurema! Jurema! Ganhei, ganhei a mega-sena. A mulher atravessa a rua como louca, vem um ônibus e a atropela, matando a coitada. O marido vendo a cena trágica, fala: - Puta que pariu! Quando o cara tá com sorte, tá com sorte mesmo! .o0o. NUNCA ME SENTI TÃO SEGURO Nossa vizinhança sofre assaltos regularmente. E eu estava cheio disso. Então desativei meu sistema de alar- me, deixei de pagar o guarda noturno e dispensei a empresa de vigilância e monitoramento. No jardim de casa coloquei 3 bandei- ras: Uma bandeira de Afeganistão, outra do Paquistão e no meio, a bandeira negra do Estado Islâmico. A gente agora é vigiado pela polícia local, Federal, Segurança Pública, Interpol, CIA, ABIN etc. Meus filhos são seguidos quando vão à escola. Minha esposa quando sai de casa, e me seguem quando vou e volto ao trabalho. Ninguém mexe com a gente. Nunca me senti tão seguro ! .o0o. Pai e filho antes da festa: - Pai tô indo na festa. - Você vai beber? - Não. -Vai fumar? - Não. - Vai usar droga? - Não. - Vai transar? - Não. - Então fica em casa. .o0o. Fui parado em uma blitz hoje, e o policial perguntou por que meu carro estava sem placa. Eu respondi: Porque ele usa Colgate Total 12. Rimosmuitoefuipreso. Sonhosdeumhomem Ser tão bonito como sua mãe crê que eleé. Tertantodinheiroquantoseufilhocrê queeletem. Tertantasmulherescomosuaesposa achaqueeletem. Ser tão bom de cama como ele mesmoacreditaser. .o0o. Umíndiovaiaocartórioesolicita mudançadenome.Oescrevente pergunta: - Qual é seu nome? -“Grandenuvemazulqueleva mensagemparaomundo.” - E como quer chamar-se? -E-mail! .o0o. Noescritório,umfuncionáriovaifalar comafaixineira: -Genoveva,vocêviuqueobanheiro doshomensestáentupido? -Vi,sim,senhor.Écupim! -Cupim?Nobanheiro? - Craro, só dá no banheiro dos homi. - Mas como é que vai dar cupim em banheiro? - É que oceis toma café e joga o cupimdentrodovaso! .o0o. O esposo regressa da missa, entra em casa a correr e dirige-se à esposa cominvulgaralegria. Abraça-a,levanta-aternamentenos braçosevaidançandocom ela suspensa no ar, à volta de cada móveldecasa. Perguntaaesposa,bastanteadmirada comogesto: - O que foi que disse hoje o padre no sermão? Será que disse que os maridosdevemsermais carinhososcomassuasesposas? Respondeomarido,radiante: - Não amor, o padre disse que temos quecarregaranossacruzcomalegria redobrada. .o0o. QUANDOAPAIXÃOACABA... Omarido deitacommuitocuidadona camaesussurrasuavementee apaixonadamentenoouvidodesua mulher: - Estou sem cueca.... Eamulherlheresponde: -Amanhã eulavouma.. .o0o. Quaisosquatroanimaisqueuma mulherprecisaparaserfeliz? UmJaguarnagaragem,umvisonno pescoço,umtigrenacamaeum burro para pagar as contas.
  15. 15. 16 O “ Mestre’’ como costumo chamar meu bar, veio para agradar a todos, afirma seu proprietário, Lenine Chemim. Mestre do Bares é para todos os gostos, tem música da melhor qualidade, petiscos e porções especiais Lenine Chemim, conhecedor da noite curitibana e cria do bairro Bacacheri, há muito tempo, planeja- va um lugar para receber seus amigos e também e fazer novos amigos, daí nasceu o Mestre dos Bares para servir uma boa comida, boa música e bons amigos. Aos domingos um almoço “rápido’’ Filé, arroz , maionese e farofa. 4ª feira serve carne de onça, 5ª Moela ensopada e bucho à milanesa, 6ª feira Carneiro e Filé. NATAL DAS CRIANÇAS NA COMUNIDADE FERNANDO DE NORONHA O MESTRE DOS BARES Funciona todos os dias de semana, de 3ª feira a 6ª da 17 até o último cliente. Sábado das 11 hs até o último cliente e aos domingos das 11 hs as 16 hs Endereço: Av. Paraná, 1820 - Boa Vista Pouco mais de 100 crianças receberam a visita de dois Papais Noéis, no pátio da Capela de Nossa Senhora de Monte Claro, sábado dia 13 de dezembro. Com a organização de IroniTereza Budziak e colaboração de voluntários funcionários da saúde e moradores.Alex Rato em parceria com os Clubes de Motoqueiros: Irmandade Coruja e Escultores doAço, conseguiram os presenteselanchesdestribuídosgratuitamenteàcriançadaparticipante. Muita diversão com cama elástica e fotos com papai Noel e nas motos "invocadas"fizeramaalegriadagarotada. AlexRatocontinuaorganizandoatividadesfestivasnosbairros, em parceria com diversos segmentos do mercado. ''O importante é ter a parceria de amigos e colaboradores para fazermos um dia diferente para as crianças nestes períodos festivos”, diz,Alex Rato.

×