EXPEDIENTE
Diretor: Adilson da Costa Moreira
Fones 8433-7462 e 3328-0176
Dep. comerciail: Antonio Fernando Soares Neto
Rua...
3
Por Mário Celso Cunha
Efeitos positivos para Curitiba e o
Paraná com a realização da Copa do
Mundo 2014 em nossa capital...
4
A instalação das Unidades Paraná
Seguro (UPS) tem aproximado cada
vez mais a população da polícia e
mudado a realidade n...
5
or incidência, segundo pesquisa
com os moradores – caiu de 569 em
2011 para 321 neste ano, uma que-
da de 43,6%, de acor...
6
7
* Corte feminino e masculino
* Designer de sombrancelhas
* Alongamento de cílios de fio a fio
* Progressiva
* Botox capi...
8
Este cereal fornecedor de energia é o
melhor aliado numa dieta(que torna mais
magro) nesta temporada já que, para
além d...
9
Especializada e motores, regulagem
de motores, revisões completas,
injeção eletrônica.
Troca de óleo, amortecedores, fre...
10
Marido
de aluguel
Pequenos reparos em
eletricidade, hidráulica
básica e pinturas
Consulte 8457-6128
BAR DO GAÚCHO
13 an...
11
O passageiro vê a linda aeromoça,toda
sexy, e pergunta:
- Qual o seu nome?
A aeromoça responde:
- Mercedes, Senhor!
O p...
12
Querendo ganhar dinheiro, uma
mulher casada que mora em
Blumenau, interior de Santa
Catarina, resolveu virar garota de
...
GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2012
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2012

486 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
486
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GAZETA SANTA CÂNDIDA DEZEMBRO 2012

  1. 1. EXPEDIENTE Diretor: Adilson da Costa Moreira Fones 8433-7462 e 3328-0176 Dep. comerciail: Antonio Fernando Soares Neto Rua Eng. Luiz Augusto L. Fonseca, 520 - Santa Cândida - Curitiba E-mail: gazetasantacandida@gmail.com Tiragem: 10.000 exemplares www.santacandida.blogspot.com As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal. 2 O Centro Histórico de Curitiba está ainda mais charmoso com a revitalização da rua São Francisco. O prefeito Luciano Ducci entregou na noite de quinta-feira as obras de re- novação urbana de uma das mais an- tigas ruas da cidade. O trabalho, além de preservar a memória da cidade, va- loriza as atividades comerciais e tam- bém ajuda na segurança de quem vive, trabalha ou usufrui da região. “Fiz questão de fazer a inaugura- ção à noite pra conferir a iluminação, um dos itens de destaque nesse tra- balho tão especial. O Ippuc está de pa- rabéns por mais esse projeto, que se soma a tantos outros já executados e planejados. Esta obra alia melhoria na acessibilidade com a preservação dos elementos históricos, valorização do comércio e melhorias para os mora- dores”, destacou Luciano Ducci. As obras na rua São Francisco são a continuidade do programa Novo Centro, que desde 2005 vem transfor- mando a região central/histórica da cidade com o restauro de antigos pré- dios como o Paço Municipal, Cate- dral Basílica de Curitiba, Praça Tiradentes e a vizinha da São Fran- cisco, a rua Riachuelo. Nesse perío- do a Prefeitura também melhorou a iluminação das ruas, instalou câmeras Luciano Ducci resgata a memória de Curitiba com a renovação da São Francisco de monitoramento entre outras medi- das. As obras na rua São Francisco le- varam cerca de quatro meses. Ela está dentro de um pacote de investimen- tos financiados pelo Fundo de Desen- volvimento Urbano (FDU) do gover- no estadual. Na mesma semana o pre- feito Luciano Ducci entregou a Fagundes Varela. Estão em obras ain- da aAugusto Stresser, Ladislau Kula, Enette Dubard e avenida Bispo Dom José. Outra obra que vai mudar para me- lhor o Centro é a do Cine Passeio, per- to da São Francisco, outro projeto do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba. O projeto será financiado com re- cursos do Potencial Construtivo que já estão vendidos no mercado. As obras devem começar em janeiro e consistem na transformação do pré- dio do antigo Quartel da rua Riachuelo em salas de cinema, remetendo aos antigos cines Luz e Ritz, e ainda numa escola de cinema com cursos e even- tos da área. Legado - “Dei- xo a gestão com um legado importante para a renovação ur- bana da cidade. O próximo prefeito irá inaugurar uma série de obras que foram iniciadas ou já estão asseguradas, tudo feito por nossa valo- rosa equipe”, decla- rou Luciano. Junto com o presidente do sistema Fecomércio, Darci Piana, o prefeito andou todo o trecho da São Francisco. No caminho conversou com comerciantes e moradores, de quem recebeu muitos elogios. Sem interferências no aspecto histórico a rua São Francisco foi in- teiramente recuperada. As calçadas foram alargadas, passando em um dos lados de 2 metros para cerca de 3,5 metros com implanta- ção de placas de concre- to de alta resistência na cor vermelha, o mesmo modelo usado na revitalização da rua Riachuelo, que corta a rua São Francisco. No projeto, o Ippuc preservou uma faixa do piso histórico da rua, de blocos de pedras de gra- nito. Esse calçamento é típico do período pré- colonial e chamado matacão. O pavimento em paralelepípedo foi mantido, mas passou por correção de nivelamento. As pedras foram retira- das e feita uma nova base antes da recolocação.A rua São Francisco ga- nhou está denominação em 1867. Antes disso ela foi chamada de rua do Fogo, do Hospício e do Terço. “Essa é uma rua sem grande im- portância para o sistema viário atual da cidade. Ela é uma via local, por isso os carros devem apenas passar por aqui, sem muita velocidade. O que pretendemos foi transformar a rua num local agradável de circular a pé”, explicou o arquiteto Mauro Magnabosco, autor do projeto. A iluminação pública da rua mis- turou arandelas no modelo do setor histórico nas fachadas dos prédios com postes no padrão da Riachuelo. Anuncie aqui Quem anuncia, vende mais! 8433-7462 3328-0176 www.santacandida.blogspot.com Foram mais de 30 postes e arandelas que destaca e valoriza as fachadas dos imóveis. Uma parceria com a Tintas Coral está proporcionando a pintura das fa- chadas dos prédios.Algumas já estão prontas e outra parcela será feita em janeiro. “A rua São Francisco tem uma forte vocação para a gastronomia, e queremos que os donos de estabele- cimentos sintam-se empolgados a ex- plorarem isso também na parte exter- na da rua”, disse Magnabosco. Uma mostra desse potencial acon- teceu nesta quinta-feira. Barracas de comidas e atrações culturais marca- ram a inauguração da rua. O evento foi organizado pela Fecomércio em parceria com a Prefeitura.
  2. 2. 3 Por Mário Celso Cunha Efeitos positivos para Curitiba e o Paraná com a realização da Copa do Mundo 2014 em nossa capital. Informações importantes: 1 - POTENCIAL CONSTRUTIVO não é dinheiro na mão. Trata-se de uma moeda virtual, que serve de garantia de financiamento. No caso da garantia tradicional não cobrir, o clube terá que vender o Potencial para as construtoras. Portanto, a Câmara não está liberando 35 milhões para o Clube, mas sim fazendo ajuste no valor das cotas desta moeda VIRTUAL. O Atlético terá o menor custo para conclusão: 184 milhões. O que passar deste valor é de responsabilidade exclusiva doAtlético. Demais estádios PÚBLICOS (DINHEIRO DE PREFEITURAS OU GOVERNOS): Maracanã: 1 bilhão Mineirão: 700 milhões Nacional de Brasília: 800 milhões Arena Pernambuco: 470 milhões Fonte Nova : 700 milhões Castelão(Ceará): 600 milhões Arena daAmazonia: 500 milhões Arena Pantanal (Cuiabá): 500 milhões Arena das Dunas (Natal); 400 milhões. Todos estes são SIM dinheiro público, pagos totalmente por Questões de grande relevância sobre a Copa de 2014 Ministro Aldo Rebelo, presidente do Atlético, Mario Celso Petraglia e Mário Celso Cunha, durante visita às obras da Arena. Prefeituras e Governos. 2 - Vamos trazer para cá cerca de 18.500 jornalistas estrangeiros. Veja que visibilidade para turistas e empresários. Turismo deve girar no Brasil 183 bilhões de dólares Paraná tem 35 cidades indutoras do turismo. Ministério e Embratur investindo aqui. CURITIBA é a quarta melhor cidade para se fazer turismo. Fica atras somente de Foz, Rio de Janeiro e Salvador. É a terceira cidade mais visitada por turistas entrengeiros para negócios e eventos. ALINHATURISMO teve 604 mil embarques somente em 2011 3 - Rede hoteleira aumentando capacidade. Hoje Curitiba tem 18.500 leitos, até a Copa teremos 20 mil leitos. Foz do Iguaçu tem hoje 22 mil leitos, até a Copa passa para 35 mil leitos. 4 - A FANFEST da Copa será no Parque Barigui, em parceria com a Rede Globo. Já estão contratados cerca de 2 mil artistas, entre os quais bandas de Curitiba, cantores e artistas de rua. 5 - QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Hoje o Paraná já tem 30 mil trabalhadores capacitados para a Copa 2014. SENAC tem 500 cursos, capacitando 20 mil trabalhadores. SEBRAE capacitando 2 mil taxistas, com cursos de ingles e espanhol e mais bem receber o turista. FACOP - capacitando pessoal de limpeza e conservação. ABRASEL - qualificando pessoal de bares e restaurantes. ABIH - pessoal da rede hoteleira. PRONATEC (Ministério do Turismo) iniciou mais 52 cursos em dezembro. SENASP (Ministério da Justiça) qualificando no Paraná: 2.128 Policiais Militares, 1031 Policiais Civis, 306 Bombeiros, 164 guardas municipais de Curitiba,158 GMs de São José dos Pinhais e 52 GMs de Araucária. 6 - VOLUNTÁRIOS No Brasil se habilitaram 130 mil voluntários, incluindo estrangeiros (Argentina, Colombia, Espanha, México, Estados Unidos). No Paraná estão cadastrados 4.935 voluntários. Tudo pela Copa 2014. 7 - GERAÇÃO DE EMPREGOS No Brasil 700 mil, senso 400 mil permanentes e 300 mil temporários. No Paraná são cerca de 150 mil empregos para a Copa 2014. 8 - PAC DA COPA (9 GRANDES PROJETOS) Recursos via Caixa Economica Federal: 500 milhões para Curitiba e 500 milhões para o Paraná. 9 - AEROPORTOS A Infraero investirá cerca de 350 milhões no Paraná: Afonso Pena (250 milhões), Londrina(30 milhões), Foz do Iguaçu (60 milhões) e Bacacheri (12 milhões). O governo está fazendo convenios para melhorias e ampliações em aeroportos do Estado: Maringá, Cascavel, Ponta Grossa, Maringá e outros. 10 - PORTO DE PARANAGUÁ Novo Terminal Turístico: 35 milhões, alem de obras dragagem e aprondamento, equipamentos e derrocagem submarina para receber grandes navios (Transatlânticos) com turistas internacionais. 11 - CTs IncluindoAtlético, Coritiba, Paraná, Bosch, Trieste, Janguito Eco-estádio (Curitiba), além do interior: Foz, Londrina, Paranaguá, Ponta Grossa, Paranavai, Cascavel e Maringá. A FIFA vai ajudar com recursos para melhorias nos CTs do interior (Maringá e Cascavel). Também já indicou oficialmente quatro CTs do Paraná no primeiro Catálogo Oficial. Mario Celso Cunha, o autor, é Secretário Especial para Assuntos da Copa do Mundo 2014. Natural de Curitiba. Foi Vereador em Curitiba por sete mandatos, Deputado Estadual, Secretário Municipal do Menor, Prefeito Interino em Curitiba por três vezes, assessor de dois prefeitos e um governador. Presidiu a Câmara Municipal de Curitiba e foi líder dos prefeitos Cássio Taniguchi, Beto Richa e Luciano Ducci. É jornalista profissional e radialista.
  3. 3. 4 A instalação das Unidades Paraná Seguro (UPS) tem aproximado cada vez mais a população da polícia e mudado a realidade nas regiões. Pes- quisas feitas com moradores locais demonstram o resgate da confiança nos policiais e na segurança públi- ca, objetivo principal desse sistema de policiamento comunitário. A se- gurança também deixou de ser a principal necessidade, segundo os moradores. Os formulários de visita – pesqui- sa realizada pelos próprios policiais, nas unidades ou em visitas às resi- dências – estão sendo aplicados há cerca de quatro meses em regiões onde estão as UPS mais antigas. Os questionários buscam avaliar o tra- balho dos policiais e identificar as principais demandas e reclamações da comunidade, além de passar ori- entações de segurança à população. Na maioria dos locais pesquisados, a segurança já não é mais apontada como a principal ne- cessidade. Cedeu o lugar para áreas como saúde, saneamento e asfalto. O objetivo, segundo a PM, é melho- rar o planejamento da atuação dos policiais com base nas informações passadas pela população.As pesqui- sas também serão unificadas e repas- sadas a órgãos do poder público es- tadual e municipal. “As UPS, diferentemente das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) do Rio de Janeiro, não são uma ação de domínio de território e exclusiva da polícia, mas sim um planejamento de revitalização do es- paço comunitário”, explicou o se- Segurança deixa de ser a principal preocupação de moradores de UPS cretário de Estado da Segurança Pública, Cid Vasques. Segundo ele, a primeira ação da polícia é identificar as áreas de criminalidade, fazer a limpeza des- sas áreas, para depois instalar as uni- dades. “É aí que entra a UPS, com uma filosofia de polícia comunitá- ria a partir da qual os profissionais da segurança estabelecem um con- tato direto com a comunidade, de modo a constituir uma relação de confiança”, afirmou Vasques. Já são 12 UPS instaladas pelo Governo do Estado em oito meses. Na capital, são 10 unidades em bair- ros estratégicos, que apresentavam índices altos de homicídio: Uberaba, Parolin, Sítio Cercado, Cajuru, Tatuquara e Cidade Industrial de Curitiba (quatro unidades). AS pri- meiras unidades do interior foram instaladas em Cascavel e Londrina. Algumas UPS, como as do inte- rior, ainda não realizam pesquisas nas residências por serem recentes. CONFIANÇA – Os formulários de visita apontam que quanto mais tempo de presença da UPS no bair- ro, maior a confiança da população na polícia. Tanto é que umas das principais preocupações dos mora- dores é a continuidade do projeto. A UPS mais antiga, instalada em março deste ano pelo governador Beto Richa, é a do bairro Uberaba, em Curitiba. A região foi escolhida para receber a primeira unidade por ter aproximadamente 80 mil mora- dores e apresentar um dos índices mais altos de homicídios. Após quase nove meses de tra- balho, a sede da UPS já recebeu mais de 3.500 visitas de moradores que procuraram a polícia para relatar al- gum crime, pedir ajuda, ou simples- mente agradecer. “A população re- almente comprou a causa da UPS e tem nos ajudado muito com dados úteis para a apuração de crimes e também impedindo que outros cri- mes aconteçam, por esse contato que têm conosco”, disse a tenente da PM Caroline Costa, chefe da UPS Uberaba. No último relatório do bairro – feito em novembro – foram entre- vistados 118 moradores do Uberaba. Desse total, 84% aprovam o traba- lho, entre os que acham a segurança do bairro excelente, ótima e boa. Quinze por cento acham a seguran- ça razoável e apenas 1% classifica- ram como ruim.Aavaliação dos ser- viços prestados pelos policiais mi- litares é ainda melhor: nada menos que 94% dos moradores aprovam (soma dos conceitos excelente, óti- mo e bom). Para 5% os serviços são razoáveis e só um 1% consideram ruins. A maioria dos moradores (98%) disse que houve mudanças para me- lhor na segurança do bairro após a instalação da unidade. Segundo a pesquisa, a maior necessidade da po- pulação hoje é na área da saúde, se- guida por esgoto e educação. Segu- rança pública está em quarto lugar. A UPS Uberaba conta com 60 po- liciais e cinco viaturas para patrulha local. De acordo com a tenente Caroline, os homicídios no bairro di- minuíram 70% após a instalação. Cerca de 70 pessoas foram presas nos últimos oito meses. O número de roubos na região – crime de mai-
  4. 4. 5 or incidência, segundo pesquisa com os moradores – caiu de 569 em 2011 para 321 neste ano, uma que- da de 43,6%, de acordo com a Se- cretaria de Segurança Pública. “A comunidade começa a confi- ar, vendo que a polícia está aqui e vai permanecer. É importante para eles terem esse contato com o poli- cial, saber o nome do policial, e é isso o que está acontecendo”, des- tacou Caroline. Segundo ela, todos os policiais que atuam na UPS Uberaba estão ali desde a instalação da unidade. “Já começamos a colher os frutos desta parceria entre a co- munidade e a Polícia Militar”, res- saltou. No início do mês, policiais da UPS realizaram uma festa de Natal para crianças do bairro, com apoio da Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS) e Conselho Comu- nitário de Segurança (Conseg) do bairro. Mais de 150 crianças parti- ciparam, recebendo brinquedos do- ados e participando de atividades recreativas. “Não há como comparar em nú- meros. Melhorou muito. O pessoal era assaltado no caminho para o tra- balho, nos pontos de ônibus, no co- mércio.Avinda da UPS mudou esta realidade”, disse o microempresário José Aparecido Dudu da Silva, 52 anos, presidente do Conseg. “Algu- mas pessoas ainda têm medo dos policiais, mas a maioria delas enten- de que a polícia é parceira da comu- nidade”, ressaltou. CONTINUIDADE – A realida- de do bairro Uberaba é visivelmen- te melhor. De modo parecido, as de- mais localidades que receberam UPS têm revertido o problema de segurança pública e criado um am- biente favorável à cidadania e o de- senvolvimento social da população. Assim como no Uberaba, no Parolin – segundo bairro de Curitiba a receber uma UPS –, a segurança pública não é mais o principal pro- blema. De acordo com os formulá- rios, as principais necessidades são asfalto, saneamento, saúde e educa- ção. “A Polícia Militar não conse- gue zerar os índices de criminalidade. Entretanto é possível ter a diminuição desses crimes, e esse é o objetivo da UPS”, afirmou Guilherme Ovçar, oficial da PM, chefe da UPS Parolin. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o bairro apresen- ta redução na ocorrência dos princi- pais crimes. Até novembro deste ano, a região teve queda de 33,3% no número de homicídios dolosos. O registro de roubos no bairro caiu 39,6%, em comparação ao ano pas- sado, assim como o número de fur- tos, que teve queda de 26,1%. “A segurança melhorou muito. Era muito mais perigoso antes”, re- latou a dona de casa Maria Ozélia Sampaio, 48 anos, moradora do bair- ro há 22 anos. Segundo ela, antiga- mente havia toque de recolher no bairro por causa dos tiroteios. O Parolin tem hoje com cerca de 12 mil moradores. A UPS Parolin conta com 32 po- liciais, um módulo policial e duas viaturas. O atendimento do serviço 190 na região demora, em média, de um a dois minutos, metade do tem- po que os policiais gastavam para chegar às ocorrências antes da ins- talação da unidade. HOMICÍDIOS – De acordo com dados da Secretaria de Seguran- ça Pública, as regiões de UPS têm re- gistrado, em média, uma queda de 50% nos homicídios. O reflexo des- se trabalho é a queda de 15% dos ho- micídios em Curitiba e região metro- politana, desde a instalação da pri- meira unidade, em março deste ano. O número de roubos consumados nesses locais também caiu. Em 2011, foram registrados 2.114 rou- bos. Até o final de novembro deste ano, este número caiu para 1.656, aproximadamente 22% menor que o ano passado. Foram pesquisados os seis bair- ros que receberam UPS na capital – Uberaba, Parolin, Sítio Cercado, Cajuru, Tatuquara e Cidade Indus- trial de Curitiba (quatro unidades) – , além de Cascavel e Londrina, os primeiros municípios do interior a receberem uma unidade de polícia comunitária. De acordo com o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques, a previsão é que novas unidades se- jam instaladas no Estado, assim como novos Módulos Móveis de Segurança, para combater a criminalidade e melhorar a qualida- de de vida dos paranaenses. Mais segurança para a região do Santa Cândida O Conselho Comunitário de Segurança do bairro está solicitando das autoridades policiais mais policiamento, rondas e viaturas no bairro e região, e a instalação de uma UPS no Jardim Aliança.
  5. 5. 6
  6. 6. 7 * Corte feminino e masculino * Designer de sombrancelhas * Alongamento de cílios de fio a fio * Progressiva * Botox capilar e cristalização Débora Cabeleireiros Rua Guilherme Weigert esquina com Rua Ilda Manaszczuk (prox. ao Mercado Boni) Com estacionamento próprio,wi fi, tv a cabo 3155-2200 Nascido em Caçador em 07 de Janeiro de 1948.Antes jogador pro- fissional, ex-árbitro, treinador de fu- tebol e comentarista esportivo, eis alguns atributos de OsvaldoAntunes de Sá, e que o tornaram um perso- nagem - Capitão Gancho - muito co- nhecido no esporte paranaense. Aos dois anos vim morar onde hoje é a Garagem de ônibus na av. Paraná próximo ao Bairro Tingui, no Osvaldo Antunes, o popular “Capitão Gancho” 10º ano fui inscrito no futebol infan- til do clube denominados ''Os Kanias'', no bairro Santa Cândida, campeão de um torneio de cobristas em 1958. Em 1964 ingressei no time juvenil do Coritiba FC, que era comandado pelo téc- nico Janguinho. Após dois anos de atividades, inclusive com a conquista de um títu- lo, comecei a sentir dores nas costas. O exame médico di- agnosticou a necessidade de extrair um dos rins. Mesmo recuperado, perdi a condição de tornar atleta profissional, resolvendo continuar minhas atividades em clubes amado- res. Assinei registro com o Vila Inah em 1968, sendo campeão da série verde na categoria de aspirantes. Em 1969 defendi as co- res aurenegras do Batelzinho, ganhando o título na série da categoria de adultos,quem me levou para este Clube foi o zagueiro Orlando, pai de Ocimar Bolicenho. Joguei no Santa Cândida E.C Em 1970, apesar de minha deficiência renal, me transferi para a cidade de Londrina onde defendi as cores do São Paulo, local.Voltei no ano seguinte para Curitiba para jogar no São Vicente (antigo Cam- po Novo), decidindo o título da sé- rie amarela com o Rosenau. Joguei de goleiro e comemorei o título.As- sumi interinamente a presidência do clube vicentino quando ajudei a re- alizar reformas no Estádio Vicente Kania e terraplanagem para a sede social. Em 1971,joguei no América do Boa Vista. Em 1972, fiz inscrição para o curso de árbitros. Presidente da co- missão: Ivan ribas de Abreu. Presi- dente da FPF: Dr. Esperidião Feres. Fui reprovado. Insisti em 1975, en- trando em novo curso de arbitragens. Presidente da comissão: Jaime Ludmann. Presidente da FPF: Mota Ribeiro. Desta vez fui aprovado com distinção. Ganhei meu diploma e passei a apitar fogos de futebol. Em 1977 fui para o Rio de Janeiro fazer curso de administrador do metrô.Trabalhei ao lado de Joel Ra- mos e dividi apartamento com o fa- moso Dirceuzinho, que fazia suces- so no futebol carioca e brasileiro.Fui convidado para apitar no Maracanã, jogo amistoso entre o Goitagaz de Campos e o Olaria, preliminar de um Fla-Flu. Em 1981 retornei a Curitiba passando a fazer parte do quadro de árbitros da federação, apitando jo- gos de amadores e profissionais até o ano de 1989. Minha despedida foi num jogo; Toledo x Pinheiros no Estádio 14 de Dezembro, na cidade de Toledo. Foram 14 anos de arbitragens, ga- nhei muitos prêmios como diplomas,placas e menções honro- sas e até um ramalhete de flores en- tregues pelos capitães de um jogo no Capão Raso em homenagem ao dia das mães (foto de 10/05/77). Es- colhi uma nova função a partir de 1989: comentarista de uma equipe de rádio, sob o comando do Capitão Hidalgo. Em 1989 pela Rádio Ata- laia, participei de transmissões de jogos do Brasil na Copa do Mundo realizada na Itália. Fui coordenador da equipe da Eldorado, comandade por Marcelo Ribeiro e Cláudio Marques no ano de 1992. Em 1993 aceitei convite de Algaci Túlio e Taíco para trabalhar como coorde- nador da equipe da Estação da Luz, em seguida Radio Capital com equipe própria. Em 1994 sob comando do Dr. Lourival Barão Marques e do Taíco. Abracei nova missão a partir de 1995, tornando-se treinador da equipe do Umbara, no campeo- nato da Suburbana onde chega- mos ao 4º Lugar. Fui técnico do time de masters do Vila Hauer em 1997. Comandei a esquadra do Bairro Alto em 1998 ( 4º lu- gar na divisão especial). Após recuperar-me de um grave acidente,fui contratado pela Assenco, de Colombo,onde montei uma escolinha de futebol re- velando atletas até para o exterior. Em 1999,a diretoria do Novo mun- do me levou para ser técnico, mas, por motivo de saúde, não pude com- pletar meu trabalho. Lancei na Radio do Paraná, na equipe "Rolando a bola";AdilsonArantes, hoje na Raio Banda B e Marcelo Ortiz, atualmen- te na radio 98 FM, Edson Tomaz plantonista e reporter, Cristian toledo apresentador de Televisão Canal Oi,entre outros Fui fundador do Taubaté da Vár- zea do Noroeste F.C; campo onde hoje é o conjunto Moradias Marilú, Bairro Santa Cândida, ambas as equipes da vila Tingui. Em sua casa Osvaldo Antunes conserva muitas recordações, recor- tes de reportagens dos jornais de sua trajetória, muitos troféus, camisas de clubes e fotos diversas. Adilson Moreira, Arquivo da Bola com Denis Barbosa 8457-6128 Osvaldo Antunes como árbitro sendo homenageado, ao lado de Jacob Jacomel e Nelson Cordeiro em 10.05.1977 Mantenha nosso bairro limpo As ruas e praças não são banheiros. Seja educado. Limpe as fezes do seu cão. A HISTÓRIA E A MEMÓRIA DE GENTE QUE TEM O QUE FALAR
  7. 7. 8 Este cereal fornecedor de energia é o melhor aliado numa dieta(que torna mais magro) nesta temporada já que, para além das vantagens da sua riqueza em fibra (que atua como limpeza intestinal, libertando o organismo das toxinas). Anti-estresse - A aveia contém uma substância chamada avenina que possui uma ação relaxante, muito útil em estados de nervosismo, fadiga ou estresse. Anti-colesterol - Graças à sua riqueza em ácidos gordos insaturados, fibra, lecitina e avenasterol, a aveia ajuda a reduzir os níveis de LDL no sangue (colesterol “mau”). A aveia, remineralizante e reconstituinte, destaca-se por ser um dos cereais mais ricos em proteínas este cereal é também rico nas vitaminas B1, B2, B3 e E, e ainda em minerais tão Poluição sonora pode fechar bares e restaurantes Alguns bares e restaurantes do nosso bairro e de bairros da região não cumprem a legislação que trata de perturbação da ordem e poluição sonora. Alguns bares foram multados e outros fechados porque insistiram em desafiar a legislação, produzindo som alto. Para ter som ao vivo é necessário que o bar tenha isolamento acústico adequado, e que tenha seguranças para impedir algazarra na rua por parte de frequentadores ou curiosos. Ouvir música acima do normal também é punido por lei. Os moradores que se sentirem prejudicados em seu direito ao repouso devem acionar a Justiça da seguinte forma: Fazendo Boletim de Ocorrência junto à autoridade policial, ou comparecendo à Promotoria de Defesa do Meio Ambiente na avenida Marechal Floriano Peixoto (fone 3250- 4766) para instauração de inquérito. O Decreto-Lei 3688/41, Lei das Contravenções Penais — LCP diz: Perturbação do trabalho ou do sossego alheios Art. 42 – Perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheios: I – com gritaria ou algazarra; II – exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais; III – abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos; IV – provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem guarda: Pena – prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa. Os proprietários de bares que desrespeitarem a lei podem ser multados, presos, ou terem o estabelecimento fechado. Uma prova disso foi dada pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) que determinou nesta sexta-feira o fechamento da tradicional casa noturna Wood’s Bar, localizada no bairro Bacacheri, em Curitiba. A decisão é resultado de uma ação movida pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), motivada pela poluição sonora que seria produzida pelo estabelecimento e por frequentadores no entorno do bar. Emagreça com farelo de aveia importantes como o cálcio, o magnésio, o fósforo, o ferro, o zinco e o enxofre.Favorece o trânsito intestinal sem provocar irritação por ser rico em fibras (10% do seu peso) Como os hidratos de carbono que contém são complexos, absorvem-se lentamente, proporcionando energia e sensação de saciedade. Assim, a aveia torna-se muito adequada para as dietas adelgaçantes(que torna a pessoa mais magra). O ideal a ser consumido é cerca de 20 a 30 gramas por dia, e para alcançar a meta deve-se ingerir aveia, frutas,verduras e legumes. Acrescente esse ingrediente no seu cardápio e tenha uma vida mais saudável! FLOR DE LARANJEIRAS PRODUTOS NATURAIS Rua: Guilherme Wigert, 1046 - Santa Cândida - Fone 3357-1428 Locais para doar sangue em Curitiba: Banco de Sangue do Hospital Erasto Gaertner - Rua Dr. Ovande do Amaral, 201, Jardim das Américas Funcionamento: segunda à sexta, das 13h às 17h30. Nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro, estará fechado. Hemepar - Travessa João Prosdócimo, 145, Alto da XV Funcionamento: das 7h30 às 18h30, de segunda a sexta-feira; sábado das 8 às 18 h. Informações: 0800-6454-555. Hemobanco - Rua Capitão Souza Franco, 290 - Informações: 3023-5545. O número de pessoas com mais de 60 anos presas nas cadeias portugue- sas aumentou 26% nos últimos 10 anos e, atualmente, há 199 presos com mais de 65 anos a viver nas prisões. Poden- do, às vezes são eles próprios que re- cusam sair e regres- sar a casa. O aumento do número de detidos commaisde60anos em Portugal - 472 a 1 de dezembro des- teano,contra432no final de 2011, o que corresponde a cer- ca de 3,1% do total de reclusos - foi on- tem revelado pelo sub-diretor geral de reinserção e serviços prisionais, Jorge Azevedo, num encontro em Lisboa so- bre envelhecimento em meio prisional. Das 199 pessoas com mais de 65 anos, a maioria ingressou no sistema pela pri- meira vez já em idade avançada e por crimes graves como homicídios (98 ca- sos) e violação (28). O código de execução de penas pre- vê que, nalgumas circunstâncias, quan- do o detido atinge 70 anos pode pedir uma modificação da execução da pena, regressando a casa ou a um estabeleci- mento de saúde ou de acolhimento ade- quado. Mas muitos, por vergonha, falta de recursos ou quebra dos laços famili- ares acabam por preferir ficar na prisão, admitiu, ao JN, o sub-diretor geral, reve- lando que há pelo menos um recluso com mais de 90 anos a viver na cadeia. Jorge Azevedo garante que o siste- Portugal: Aumenta prisões de idosos ma tem vindo a desenvolver respostas específicas e adequadas a este tipo de população, que muitas vezes apresen- ta à entrada debilidades físicas e psico- lógicas que requerem atenção e trata- mento médico ade- quado. "Quando há problemas de de- mência ou debilida- des físicas são inter- nados no hospital prisional de Caxias ouemSantaCruzdo Bispo", diz, lembran- do que estas pesso- as têm as doenças típicas da idade, como as demências e os problemas cardiovasculares. Jorge Leiria Lopes, psiquiatra clí- nico que trabalha para a Direção Ge- ral dos Serviços Prisionais, explicou que muitos crimes que envolvem ido- sos devem-se a actos impulsivos e reactivos e a situações de conflitos ou de honra, como os casos de disputa de terras ou de cursos de água entre vizinhos ou a ciúmes patológicos. Mui- tas vezes associados a consumo de álcool ou doença mental. "Estaspessoasdevemmereceruma especial atenção desde o início. É fre- quenteapresentaremcondiçõesdemai- or fragilidade, baixa auto-estima e uma forte componente de vergonha, angús- tia e depressão. A entrada na prisão é vivida como um choque", diz, explican- do que muitas vezes acabam por per- der os laços com a família e "a prisão torna-se a sua casa, o seu refúgio".
  8. 8. 9 Especializada e motores, regulagem de motores, revisões completas, injeção eletrônica. Troca de óleo, amortecedores, freios, suspenção, alternadores, motor de partida, baterias. Agende o Chek Up gratuito de 50 itens JB RACING - MECÂNICA GERAL Rua Mariano Gardolinski,150 - Santa Cândida 9624-0535 O Governo do Estado projetou inves- tir R$ 1 bilhão nas áreas de saúde e edu- cação utilizando parte do empréstimo de US$ 350 milhões (cerca de R$ 730 mi- lhões) solicitado ao Banco Mundial. A instituição já havia aprovado a forma de destinação dos recursos. O bloqueio im- posto ao projeto pelo senador Roberto Requião, durante votação da proposta no Senado Federal nesta semana, vai preju- dicar a aplicação do dinheiro. Segundo o governador Beto Richa, to- dos os procedimentos necessários para a aprovação do financiamento foram cum- pridos pelo Estado, após meses de avalia- ção criteriosa da proposta por diversos órgãos de controle. “Chega a ser irônico que justamente um senador do seu Estado obstrua a liberação de recursos que são tão importantes para a melhoria da quali- dade de vida dos paranaenses”, disse. O financiamento vai apoiar o Projeto Multissetorial para o Desenvolvimento do Paraná, que envolve aproximadamente R$ 2 bilhões. Deste valor, R$ 1,3 bilhão são próprios do Estado. Segundo Richa, a proposta prevê que para cada R$ 1,00 liberado pelo banco internacional o go- verno investirá outros R$ 2,00 como contrapartida em ações nas áreas de saú- de, educação, agricultura, meio ambien- te e gestão pública. Para acessar a linha de crédito, o Es- tado utilizará a modalidade SWAPs (Sector-Wide Approaches). Por este sis- tema, os recursos são liberados a partir do cumprimento de metas e resultados es- tabelecidos pela instituição financeira. O Estado investe e o banco reembolsa par- te do realizado. As negociações com o banco foram concluídas após um ano de intenso tra- balho. Depois disso, a proposta do Paraná passou por outras instâncias federais de avaliação. Houve plena aprovação de ór- gãos como a Secretaria do Tesouro Naci- onal (STN), da Comissão de Financia- mentos Externos do Ministério do Pla- nejamento, Ministério da Fazenda, Ban- co Central, Casa Civil e da presidência da República. SAÚDE - Na área de saúde estão pro- Bloqueio de empréstimo atrasa investimentos em saúde e educação gramados investimentos de cerca de R$ 730 milhões. No valor global estão in- cluídos R$ 360 milhões para reforçar as estruturas da Rede Mãe Paranaense, um sistema de assistência médica que prevê atender 70 mil gestantes e reduzir as ta- xas de mortalidade materno-infantil. O compromisso do governo é ofere- cer no mínimo sete consultas e 17 exa- mes durante o pré-natal. Também será feita uma classificação de risco das ges- tantes e das crianças para que a mãe te- nha acesso a um ambulatório especializa- do em caso de necessidade. Ela também vai saber, desde os primeiros atendimen- tos, em qual hospital será realizado o parto. Outra iniciativa que fica prejudicada sem os recursos do Banco Mundial é o fortalecimento da rede de urgência e emergência do Estado com o reforço do atendimento pré-hospitalar em todas as Regiões de Saúde do Estado até 2014. Entre os projetos em andamento estão a construção e ampliação de unidades bá- sicas de saúde, compra de equipamentos para hospitais de referência e de novas ambulâncias para reforçar o Serviço Mó- vel de Urgência (Samu), além da contratação e qualificação de pessoal para atuar na área de emergências médicas. EDUCAÇÃO – Na área de educa- ção várias medidas foram iniciadas pelo Governo do Estado na expectativa de res- sarcimento de parte dos investimentos pelo Banco Mundial. Entre as ações es- tão reformas e readequações em 800 es- colas. Destas, 340 receberão investimen- tos com recursos internacionais. No total, os recursos projetados para esta ação chegam a R$ 265 milhões. “Ini- ciamos um forte programa para recupe- rar as escolas estaduais que deixaram de receber obras. O financiamento vai nos ajudar a fazer muito mais”, afirma o vice- governador e secretário da Educação, FlávioArns. Outra iniciativa que conta com recur- sos externos é o Sistema de Avaliação da Educação Básica do Paraná, desenvolvido para medir a aprendizagem dos estudantes e para subsidiar os professores na prática docente, facilitando a formulação e o monitoramentodepolíticaseducacionais. O programa já está em funcionamen- to, com recursos do Estado. Neste ano, houve uma prova, envolvendo 250 mil estudantes. Em 2013, serão feitas duas avaliações. O financiamento do Banco Mundial vai arcar com um terço dos cus- tos. Além disso, o Estado conta com o empréstimo para ampliar o programa de formação e qualificação de docentes da rede estadual de ensino. AGRICULTURA – O governo es- tadual também projetou investir R$ 130 milhões no programa Desenvolvimento Econômico Territorial – Pró-Rural, con- tando o apoio do Banco Mundial. O ob- jetivo é atender 30 mil famílias e aumen- tar a competitividade dos pequenos pro- dutores rurais. O programa abrangerá oito territórios e 131 municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Outros 32 mil produtores serão bene- ficiados com programa Gestão do Solo e Água em Microbacias, cujo foco são áre- as com agricultura altamente intensifica- da e que sofrem com problemas associa- dos a erosão e água. “O objetivo é me- lhorar a sustentabilidade ambiental da agricultura no Estado”, informa o secre- tário daAgricultura e doAbastecimento, Norberto Ortigara. O programa, que terá R$ 90 milhões, será implementado em 400 microbacias, abrangendo cerca de dois milhões de hec- tares de terra. A prioridade é atender re- giões com problemas de erosão, uso in- tensivo de agrotóxicos e de alta pressão sobre os recursos hídricos e da biodiversidade. Beneficiar diretamente cerca de 32 mil produtores rurais. MEIO AMBIENTE - O financia- mento internacional também vai contri- buir para o projeto de Modernização do Sistema de LicenciamentoAmbiental.A medida vai revisar os procedimentos atu- ais e capacitar instituições ambientais es- taduais. O novo sistema irá assegurar que as responsabilidades para o cumprimen- to da legislação ambiental sejam devida- mente definidas e monitoradas e que os dados sejam armazenados e atualizados. O governo estadual também pretende reforçar o sistema de Gestão de Riscos com a implantação de um sistema de governança e investimentos para ampli- ar a capacidade de resposta do Estado em casos de desastres naturais. O programa apoiará o desenvolvimen- to de cenários de riscos de inundações e deslizamentos em áreas metropolitanas; um sistema de previsão e estimativa de chuva; a integração de sistemas de infor- mação, o estabelecimento de uma sala de situação para monitorar eventos; a aqui- sição de um radar meteorológico, e esta- ções hidrometeorológicas.
  9. 9. 10 Marido de aluguel Pequenos reparos em eletricidade, hidráulica básica e pinturas Consulte 8457-6128 BAR DO GAÚCHO 13 anos de bom atendimento "ambiente familiar está aqui" das 9 às 23 horas, de 2ª a Domingo R. Odacir Schilipak, 218 Bairro Santa Cândida É uma organização internacional sediada no Japão, na cidade de Takayama, Distrito de Gifu. Em Curitiba: Rua Padre Germano Mayer,1642 - bairro Cristo Rei. Sukyo diz respeito às “leis universais que Deus estabele- ceu, na época da Criação, para que todas as coisas do univer- so pudessem prosperar eterna- mente”, e Mahikari significa “Verdadeira Luz”, a Luz de Deus que purifica a parte espi- ritual de todas as coisas. A Sukyo Mahikari acredita que, pela experiência de receber a Verdadeira Luz, pode tornar-se muito mais fácil a uma pessoa despertar para a existência de Deus e para os Seus princípios universais. Como em qualquer outra via espiritual, a via da Sukyo Mahikari é um caminho muito pessoal para Deus. A Sukyo Mahikari acredita que, à medi- da que as pessoas forem culti- vando uma mais profunda compre- ensão das leis universais, elas terão o desejo de trabalhar em conjunto a fim de estabelecer na Terra uma ci- vilização em que os valores espiri- tuais tenham prioridade sobre os valores materiais e onde a paz e a harmonia existam para todos. Como estamos na alvorada da ci- vilização espiritualista, chegou o momento de vivermos em conformi- dade com o princípio de ‘’o espírito Conheça os benefícios do Sukio Mahikari é o principal, a mente obedece e o corpo acompanha’’. Até agora, a humanidade vivia segundo a teoria de que a mente e o sentimento eram os principais e de que o corpo lhes era subordinado; e, devido a isso, a máxima disciplina que se conheceu foi a do treinamento mental, porém, somente com esse tipo de treinamen- to da mente, pois ela e o sentimento estão muito conectados ao corpo. Ou seja, o aprimoramento mental rece- be grande influência do corpo físi- co por existir uma estreita relação do corpo físico com os cinco senti- dos. Deus está conduzindo o Plano Divino em direção à concretização da civilização espiritualista, a civi- lização vertical; logo, é preciso dar prioridade ao espírito. O espírito (centelha divina) controla o corpo espiritual e as células espirituais do cérebro; por essa razão, é preciso re- alizar transformação a partir do es- pírito. Se considerarem a mente e o sentimento como os principais, aca- barão recebendo a influência do cor- po físico. Ao aprender a moral, a fi- losofia, as teorias religiosas, uma pessoa consegue controlar sua mente e seu sentimento?Não! Os sentimen- tos acabam manipulando livremen- te o individuo. Por isso, vejo o quão importante é a purificação do espírito. Foi por essa razão que, embora até agora tenham praticado uma elevada fé religiosa e feito exercícios mentais, acabaram geran- do uma civilização frag- mentada, que não conse- gue evitar o derramamen- to de sangue. Essa é a civi- lização atual, pautada pe- los ismos, pelo confronto e frgmantação, cuja vítima é a própria humanidade.As guerras de hoje não são mais os conflitos permiti- dos por Deus para o De- senvolvimento da civiliza- ção material; acabaram se tornado batalhas de ódio entre seres humanos domi- nados por ideologias e pensamentos parciais, de discriminação. Com a transição ocorrida no Pla- no Divino, Deus irá transformar esta civilização numa civilização espiritualista. Por isso, precisam abandonar completamente as ideias que conduzem a fragmentação. Além disso, a humanidade precisa se unificar, tendo como centro o Grande Deus SU, Criador do Céu e da Terra. Há somente um único planeta Terra. E a humanidade que surgiu neste planeta é, na origem, única, conforme diz o ensinamento: “A Terra é uma só; a origem da huma- nidade uma só”. Como o Deus Pai da Humanidade é único, os seres humanos que surgiram Dele são, ver- dadeiramente, irmãos de sangue. Somos irmãos espirituais, somos também irmão fisicamente. Então o ato de nos conflitarmos, de nos con- frontarmos, é um fenômeno total- mente antinatural. Por essa razão, defendo que devemos nos unificar sob a verdade de que a nossa origem é única. (Ensinamento de Sukuinushisama) "A arte Mahikari tem como prá- tica principal transmitir através da imposição da mão, a energia positi- va proveniente do Universo, trazen- do através da prática a purificação do aspecto espiritual, emocional e físico." SOKUO MAHIKARI Todas as terças feiras das 14 as 20 horas. Rua Alberto Potier,114,Bairro Boa Vista Salão da AMOCC
  10. 10. 11 O passageiro vê a linda aeromoça,toda sexy, e pergunta: - Qual o seu nome? A aeromoça responde: - Mercedes, Senhor! O passageiro: - O sobrenome, por acaso, é Benz? Com aquele sorriso maravilhoso ela responde: - Exatamente, Senhor! E o passageiro novamente: - Lindo nome. Alguma relação com o carro? E a aeromoça com o mesmo sorriso envolvente responde: - O mesmo preço, Senhor!!! NA SEXTA NÃO DÁ Um casal vai a um psicólogo. Logo que chegam ao consultório, o terapeuta pergunta qual é o motivo da consulta. A mulher tira uma lista bem grande e detalhada de todos os problemas que tiveram em 25 anos de casados: É... pouca atenção, falta de intimidade, vazio, solidão, não me sinto amada e desejada... por aí vai. Finalmente, o psicólogo se levanta, aproxima-se da mulher, pede que ela também se levante, abraça e a beija com paixão, enquanto o marido os observa, impressionado. A mulher fica muda e se senta meio atordoada. O terapeuta vira para o marido e diz: - Isto é o que sua mulher precisa pelo menos 3 vezes por semana! Você consegue? O marido pensa um pouco e responde: - Bom, eu posso trazê-la segunda e quarta, mas, às sextas, eu jogo bola! Criação do meu pai O fazendeiro chega na beira do rio com sua criação de vacas e pergunta para o Joãozinho que está em cima da cerca: - Esse rio é fundo menino? O Joãozinho responde: - Não, a criação do meu pai passa com a água no peito... Então o fazendeiro passa sua criação e lá pelo meio do rio todas as vacas se afogam. Desesperado ele pergunta para o menino: - Caracas! Seu pai cria o quê, moleque filho da puta? - Pato. Outra do Joãozinho A professora (muito gostosa) entra no banheiro atrás do Joãozinho, e pega o menino com a mão na massa (depenando o sabiá): - Joãozinho!! O que é isso, menino? E ele diz: - Professora! Que susto! A senhora não morre tão cedo. Estava pensando na senhora. O jovem ginecologista Um jovem ginecologista, recém-formado, atende uma garota de fechar o comércio. Ele pede para ela se despir, mas perde a cabeça e abandona a ética profissional imediatamente quando a vê nua sobre a cama ginecológica. Vendo que ela era tímida e meio bobinha, ele não resiste e passa a mão sobre aquela pele lisa e sensual. Para ter certeza de que poderia ir em frente, ele pergunta: - Você entende o que estou fazendo? A moça responde: - O senhor está fazendo um teste dermatológico? - Exatamente, diz o médico. Depois ele acaricia aqueles seios duros e empinados. E novamente pergunta: - Você entende o que estou fazendo? - O senhor está verificando se eu tenho algum tumor no seio? O médico mente mais uma vez: - Exato! Não resistindo, vendo aquelas pernas, ele abaixa as calças e manda ver. Terminado o ato, ele volta a perguntar: - E agora, você entendeu o que eu fiz? - Sim, doutor. O senhor contraiu Aids, que é o motivo pelo qual estou aqui. A PULGA Uma pulga está tomando sol na praia, toda bronzeada, embaixo de um guarda- sol. Nisto, chega outra pulga, branca e morta de frio. A primeira lhe pergunta: - O que aconteceu? - É que eu quis vir à praia tomar um solzinho e então subi no bigode de um motoqueiro que vinha pra cá. Acontece que o cara veio a 200 km/h eu quase congelei de frio! A pulga bronzeada responde: - Pô, você tem que fazer como eu: esconda-se no banheiro feminino e quando entrar uma garota esconda-se na calcinha dela, naqueles pelinhos macios, você viaja quentinha e segura! No fim de semana seguinte, voltam a encontrar-se na praia: a primeira, bronzeadíssima e a segunda branca e morta de frio. - E agora, o que aconteceu? Não fez como eu disse? - Claro que fiz. Escondi-me no banheiro e quando a garota entrou e baixou a calcinha, eu me acomodei ali muitíssimo bem e dormi. - Então, por que você está assim? - Não faço a menor idéia. Quando acordei estava de novo a 200 km/h no bigode do motoqueiro! FILOSOFIA Alô você que gosta de beijar o seu cachorro na boca: 5 minutos atrás ele estava lambendo o próprio pênis. Sou tão azarado que se eu rodar a baiana, ela vomita em mim. Domingo é um dia surpreendente. Por mais que você não tenha expectativas, ele consegue te decepcionar. Não tenho tudo que amo, mas um muambeiro ficou de trazer tudo lá do Paraguai pra mim. Na farmácia: Você tem calmante? Tem? Então toma um, porque isso aqui é um assalto! Pedi para minha namorada pegar no meu grandão... Ela pegou no meu nariz! Um elefante incomoda muita gente, mas calcinha (ou cueca) enfiada na bunda incomoda muito mais. Sou tão sincera, que quando meu marido diz que é bom de cama eu discordo e digo: “Seus amigos são melhores!” Lógico que a pulseira do equilíbrio funciona... para selecionar quem é trouxa de quem não é. Não basta ser gordo, tem que sair pro carnaval fantasiado de bebê. Sabe aqueles dias que você acha dinheiro perdido na rua? Pois é, nem eu. Malandro é o tal do Chico, que todo mês fica uma semana com a sua mulher. Falar de mim é fácil, quero ver é pagar as minhas contas. Tem gente que fala tanta merda que deveria escovar os dentes com papel higiênico. Filho, sai já do computador! Ah mãe, vai a merda! O que você disse? Já tô saindo! Tenho uma amiga tão safada que se ela tomar banho de ducha quente, já começa a dar um cheiro de canja no ar!
  11. 11. 12 Querendo ganhar dinheiro, uma mulher casada que mora em Blumenau, interior de Santa Catarina, resolveu virar garota de programa. Para tentar conseguir clientes ela publicou anúncio no jornal, com nome e celular dife- rente, para o marido não descon- fiar. A primeira ligação ocorreu justamente no horário de trabalho do marido, motivo para ela pular de alegria e correr para os braços do primeiro cliente, já pensando na grana que iria ganhar. Mas o primeiro cliente foi jus- tamente o marido, que viu o anún- cio nos Classificados do jornal e telefonou, sem saber que se trata- va da sua esposa. O encontro foi marcado em um galpão abandonado. O cliente foi exigente pedindo para que a garo- ta entrasse no local seminua. Quando a mulher chegou ao local, que tirou parte da roupa e entrou A história conta que São Pantaleão,peranbulava vestido com trapilhos por um vilarejo na Itália, num dia 29 de dezembro. Com fome, bateu à porta de uma casa e pediu comida. E um casal o recebeu com desconfiança.mas mesmo assim o convidou para sentar-se à mesa. Como eram pobres e os tempos eram difíceis eles só tinham nhoque para comer, que dividiram com o Santo, sete nhoques para cada um. São Pantaleão comeu, agradeceu por ter sido recebido por eles e se foi. Para surpresa do casal , depois de São Pataleão se retirou da mesa, o casal encontrou em baixo dos pratos, moedas de ouro. A partir daí, tornou-se tradição que, em todo o dia 29 deve-se comer nhoque para atrair fortuna, não esquecendo de colocar uma nota de qualquer valor sob o prato, podendo ser dólar, real ou qualquer outra moeda estrangeira. Em seguida fique de pé e concentre-se para iniciar o ritual. No prato, separe sete nhoques e coma um a um. Para cada nhoque faça um pedido diferente ou peça 7 vezes o mesmo pedido que tanto deseja. Depois sente-se e saboreie o restante do prato. O dinheiro colocado sob o prato deve ficar guardado em sua carteira ou faça um patuá até o próximo dia 29, para garantir a fartura. Outros dizem que deve ser dado a alguém que necessite. Fica a critério de cada um. Brasilianas Massas Rua Padre João Wislinski, 567 - Santa Cândida - Fone 3151-4401, próximo a Igreja Santa Cândida Como surgiu o nhoque da sorteMulher casada iria fazer o primeiro programa como prostituta mas deu errado porque o cliente era o marido no galpão, viu que o cliente era o seu marido e começou a confusão. O marido – quase traído – cor- reu atrás da sua esposa, com um pedaço de ferro na mão, mas ela foi mais rápida, pulou várias cer- cas, e conseguiu escapar. Ao conversar com a repórter, a mulher lamentou o episódio admi- tindo ser muito azarenta, e disse que não serve sequer para ser ga- rota de programa. “Outra vez ten- tei conseguir um amante pela Internet mas o cara era o meu pai. Nunca tive sorte na vida”, contou a nossa repórter.

×