Jornal da escola 3

326 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal da escola 3

  1. 1. Escola Tenente Avelino Gomes COTIDIANO DIDÁTICO ANIL, CARIRÉ-CE, 11 DE JULHO DE 2011 VOLUME III EDIÇÃO IArraiá Junino Para comemorar as festas ju- duas vezes e por um curto período Entrega de mudas deninas, o final do semestre letivo e de tempo, foi realmente digno dea aproximação das férias, prepa- apreciação, pois tudo ocorreu muito plantas para os alunosrou-se de última hora, o Arraiá bem.do 2° ano, especialmente pelo Depois da apresentação que ori-fato dos alunos da referida série ginou o evento veio a turma do 3°terem passado todo o semestre ano, da professora Toinha, que tam-estudando bastante, num árduo bém deu a sua contribuição comtrabalho cotidiano de busca pelo uma peça bastante engraçada. Logoconhecimento. após houve mais uma quadrilha Assim, no dia 01 de julho do apresentada pelos alunos do 5º ano,ano em curso, realizou-se o refe- turma da professora Silvehelena,rido evento, que contou com a que receberam a ajuda incontestávelpresença de todos os professores, da professora substituta Luana. Dando continuidade aonúcleo gestor, alunos e funcioná- Encerradas as apresentações, foi projeto das plantas ornamen-rios do período matutino, e ainda servido um lanche bem gostoso, tais de nossa escola, foram en-com alguns pais que não deixa- composto por uma comida típica tregues aos alunos algumasram de vir prestigiar essa festa. das festas juninas, que é a canjica, e mudas que os próprios cuida- O evento iniciou com a apre- todos se despediram com saudosos vam. Além da comunidadesentação da quadrilha do 2° ano, abraços e se dirigiram para suas ca- escolar, esteve presente o re-que apesar dos alunos não terem sas curtir as férias, que já estavam presentante político local, Már-ensaiado os passos por muito alegremente presentes no semblante cio Clay, que participou da en-tempo, visto que foram apenas de cada um. trega e prestigiou o evento.
  2. 2. COTIDIANO DIDÁTICO Página 2 Aulas de Arte I Luau Junino IV Mostra Literária do Curso de Letras da UVA A IV Mostra Literária ás, vale a pena ressaltar, As aulas de arte, realiza- Na noite do dia 22 de do Curso de Letras da U- que muitas dessas estraté- das pelo professor Elias,junho, com iniciativa do VA realizou-se ia 30/05/11 gias apresentadas já esta- estão bastante produtivas.Grêmio Estudantil, realizou- e contou com a presença vam sendo desenvolvidas Prova disso, é a criaçãose o I Luau Junino, com a da professora do 2° ano, em nossa escola. pelos próprios alunos, decolaboração de todas as tur- Fabiana Soares Gomes, Na ocasião, havia pes- uma casinha onde nelamas de 6º a 9º ano. Na oca- que se sentiu prestigiada ao soas caracterizadas de al- colocam em corações pala-sião, teve muita comida típi- ser convidada a participar guns personagens literários, vras que desejam que sem- desse evento pela sua ex- o que despertou ainda mais pre tenha em sua casa co- professora Maria Edinete mo saúde, amor, prosperi- Tomás, a própria organiza- dade, etc. Após a confec- dora do evento. ção, os alunos levaram suas O referido evento teve casinhas para casa. Foi como principal objetivo, muito produtivo e educati- ampliar e atualizar conteú- vo, pois sensibilizou a tur- dos da formação do pro- ma a procurar sempre pala- fessor, mais especificamen- vras boas para ter em seu te, do professor de Língua lar e em seu convívio. Portuguesa atuante nas diversas etapas da Educa- ção Básica, assim como foi mencionado no convite impresso recebido e noca como: canjica, bolo de folder explicativo. a atenção dos presentes emilho, paçoca, batata-doce, A Mostra apresentou também música ao vivo,entre outras. Como toda resultados teóricos e práti- que contribuiu bastantefesta junina, não poderia cos de diferentes pesquisas para alegrar o ambiente.faltar o forró, de grande tra- temáticas, realizadas na Portanto, foi realmentedição. Houve muita anima- disciplina de Literatura In- um evento bem atrativo eção, com a ajuda de todos e fantil e Juvenil, que é com- importante, especialmenteo sucesso foi consequência ponente curricular do Cur-de um bom trabalho de e- no que se refere ao traba- so de Letras. Dessa forma, lho de incentivo à leitura,quipe, onde os alunos se havia muitos trabalhos ex- prática que anda tão desva- Receita Caseira paraempenharam e mobilizaram postos e ótimas estratégiastoda a escola. para serem utilizadas no lorizada pelos nossos jo- Sinusite Tudo na vida dá certo vens. Ingredientes: trabalho com a leitura. Ali-quando fazemos com esfor-ço e parceria. 200 ml de álcool ¼ do fruto da cabacinhaConcurso de Forró Forró: Antonio Jael- do norte son Martins Mendes e Ana 5 folhas de eucalipto verde No dia 22 de junho, já Carla Paulo da Silva. 1 dente de alho roxocom vista ao encerramento Um pouco de fumo Traje típico: Adriano dodo semestre e aproveitando Nascimento Muniz e Sheilao período junino, o profes- Modo de preparo: Maria da Silvasor Elias Gomes realizouum Concurso de Forró e a O evento deixou os Coloca tudo em um recipi-escolha do melhor casal em alunos muito empolgados ente de vidro, deixa des-traje típico entre os alunos, com o desejo de outras cansar por quinze dias.nas aulas de Artes. Os ven- manifestações desse tipo, Logo após, estará pronto para uso, é só inalar.cedores foram os alunos do que trabalha tanto a cultura7º ano, sendo eles: quanto o físico e o mental Dica: Rejane dos educandos.
  3. 3. Página 3 VOLUME III EDIÇÃO IA Mulher que falava Ela começou a anotar as tos românticos, como na Pense Nisso! frases dos caminhões que tarde em que ficou a sósPara-Choquês atendeu naquele dia: com o noivo: - Decidi: quero me casar Almejar ser sempre uma pessoa Cada um tinha um jeito "Marido de mulher feia tem com você. Aceita? melhor é muito louvável, masde fazer o tempo passar ódio de domingo e feria- - "O amor é como a guerra:também perigoso. Corre o riscomais depressa. Dirce ficava do", "Ladrão em casa de depois de declarado, não há de passar a vida toda insatisfei-seis horas espremida em to, se achando muito menos douma das cinco cabines do que se queria ser. Nascemospedágio no quilômetro 54.A rodovia não era das mais com muitas limitações, precisa-movimentadas. Às vezes, mos aprender a comer, a andar,havia intervalos de meia a falar. Mais tarde, somoshora entre um veículo e ensinados a dirigir carros, ope-outro. Valia tudo para se rar computadores, educar osdistrair: walkman, roman- filhos e entender de política.ces bem melosos, palavras- Nosso aprendizado nunca temcruzadas... fim, a cada dia há algo novo a se conhecer, outra informação a A moça preferia criar se adquirir. Se não soubermospassatempos. Quando o dosar nosso ideal de perfeição,carro se aproximava, lálonge, ela tentava adivinhar nunca nos sentiremos realiza-quantas pessoas havia den- dos com nossas conquistas etro. Em dias de pouco mo- pobre só leva susto", "70 mais paz". Era o jeito de felizes com nós mesmos.vimento, ficava empilhan- me passar, passe 100 atra- dizer sim.do as moedinhas de troco. palhar". Os dois se casaram algumApesar da reclamação dos Com o tempo, todos já a tempo depois (o padre qua-motoristas, torcia para nun- esperavam com as anota- se parou a cerimônia, pois,ca arredondarem o preço Aniversariantes do Mês ções, que ia lendo durante no altar, a noiva soltou: "Sedo pedágio. Essa era a roti- o jantar. Ninguém sabe casamento fosse bom, nãona dela. A vida mudou precisar o dia em que as precisaria de testemunhas". 03/07mesmo no dia em que foi frases começaram a ser in- Tiveram três filhos. Ana Célia Martinsescalada para ficar na cabi- corporadas nas conversas "Casamento é o fim dasne que atendia os veículos de Dirce como se fossem criancices e o começo das 06/07mais pesados. Quando o dela. Primeiro com as ami- criançadas", comentou. Maria de Fátima Freire Al-primeiro caminhão passou, gas:- Sabia que a Mirtes está Dirce ganhou fama. Ficou meidaela reparou na frase escrita de caso com o filho do do- conhecida como "a mulherna parte de trás: "Nas cur- no da mercearia? que falava para-choquês". Uma homenagem especial devas do teu corpo, capotei - "As mulheres perdidas Uma emissora de TV dameu coração". todos que compõem a Escola são as mais procuradas". capital veio entrevistá-la. E Tenente Avelino Gomes a Na fila do supermercado: não havia pergunta que ela Dirce achou aquilo en- - "Pobre só come carne não respondesse com uma essas duas auxiliares que segraçadinho. Deu um sorri- quando morde a língua". frase de pára-choque. dedicam a fazer uma merendaso e ficou repetindo men- Ao abrir o contra-cheque - Você nunca pensou em mais saborosa, pois tem umtalmente a frase. Veio ou- no trabalho: ter um caminhão? - pergun- tempero especial consigo. Sãotro caminhão com outra - "Dinheiro de pobre pare- tou a repórter. duas figuras de fundamentalfrase. Mais um e mais um ce sabão; quando pega, es- - Não, não... "Motorista é importância para o crescimentopára-choque. Ao chegar em correga da mão". igual bezerro: só dorme e evolução de nossos educandos.casa, porém, só conseguiu No começo, as frases de apertado".se lembrar de duas ou três. pára-choques de caminhão E assim, de frase em frase, Feliz Aniversário!Foi assim que teve a ideia eram colocadas no meio da ela virou uma celebridade.de levar um caderno de Que essa data se repita por conversa. Depois passaram Até que... muitas e muitas vezes.brochura para a cabine do a ser as únicas coisas ditaspedágio no dia seguinte. por Dirce. Até em momen- Parabéns! Marcelo Duarte
  4. 4. Entretenimento Adivinhações Quadro de Piadas Cantinho da Paródia1. Todos me pisam, O patrão para o empregado:Mas eu não piso em ninguém; Música: Meu PaísTodos perguntam por mim, − No mês passado quando erramos Zezé Di Camargo e Luciano e colocamos por engano 500 reais a Paródia: Francisco AzevedoE eu não pergunto por ninguém. mais no seu salário você não falou2. Adivinhe quem sou: nada, neste mês, que tiramos 500 MINHA ÁGUA reais do seu salário você vem recla- Seja do nosso soloquanto mais lavo, mar, né? Ou da chuvamais suja vou − É que um erro eu até deixo pas- A água é muito útil à gente sar, mas dois já é demais! Diga a seus amigos3. O que é que é que nunca volta, em- Que não a desperdicem, nãobora nunca tenha ido? Motivo Justo Porque ela nos traz o pão A professora ralhava com o Joãozi- Se a natureza deu este ouro pra gente Em todos os Estados 3. o passado 1. o caminho 2. a água nho: A água está presente − Joãozinho, a que distância você mora da escola? Se também usamos para cozinhar Redação: − A dois quilômetros, professora!Francisco das Chagas de Azevedo Por que desperdiçar, meu país? − E a que horas você sai de casa? Por que desperdiçar? (BIS) Edição: − Às sete e quinze, professora!Francisco das Chagas de Azevedo − Então, se você tem quarenta e Tem alguém levando o lucro cinco minutos para percorrer apenas Alguém represando tudo Produção: dois quilômetros, por que é que Mas ela pode acabarEscola Tenente Avelino Gomes chega todo dia atrasado? Tá faltando consciência − É que tá cheio de placas escrito: Tá faltando inteligência Colaboradores: Tá faltando economizar.Núcleo Gestor, Professores, Alunos e “Devagar, Escola”.Funcionários da Escola Tenente Ave-lino Gomes Joãozinho e a Internet O mundo está mal governado E o povo pouco preocupadoEscola Tenente Avelino Gomes O Joãozinho passava o dia inteiro Com essa riqueza humana Adriana Freitas Araújo Cada vez é menos pura na frente do computador, só mexen- Diretora Mas ainda existe a cura do no Orkut. Até que sua mãe Pra que a água não vire lama Teresinha Araújo Teles de Paiva decidiu que era necessário por um Coordenadora Pedagógica ponto final naquele vício: Pra que a água não vire lama. − Joãozinho, já chega! Vou te levar na igreja para conversar com o Patrocínio: padre pra ver se esse vício acaba! Água é vida! Edite Lourenço Secretária da Educação de Cariré Foram os dois à igreja, chegando Preserve este nosso tesouro! lá, depois de muita conversa, o pa- dre diz ao Joãozinho: Primeira paródia composta por Francisco Azevedo, em 2005. Apoio: − E então, meu filho, largue esse vício e aceite Jesus. Você vai aceitar Jesus? − Depende padre, se ele deixar um Contatos: scrap... e-mail: francisco.chagas.anil@hotmail.com tia.adrianaanil@hotmail.com

×