Teorias Administrativas - Henri Fayol
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Teorias Administrativas - Henri Fayol

on

  • 23,662 visualizações

Teoria Clássica da Administração de Henri Fayol

Teoria Clássica da Administração de Henri Fayol

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
23,662
Visualizações no SlideShare
23,662
Visualizações incorporadas
0

Actions

Curtidas
9
Downloads
527
Comentários
0

0 Incorporações 0

No embeds

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Teorias Administrativas - Henri Fayol Presentation Transcript

  • 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO – FAED CURSO DE BIBLIOTECONOMIA Florianópolis-SC Outubro de 2013 Benilde Alves Franciéle Garcês Marcella Souza Thayná Duarte Teoria Clássica da Administração de Henri Fayol 1
  • 2. Jules Henri Fayol 2
  • 3. • Nascido: 29/07/1841 Constantinopla, Turquia • Falecido: 19/11/1925 Paris, França • Engenheiro de Minas francês 3
  • 4. Um dos teóricos clássicos da Ciência da Administração e fundador da Teoria Clássica da Administração 4
  • 5. Autor do livro “Administração Industrial e Geral” 5
  • 6. Defendia princípios semelhantes a Frederick Taylor na Europa, baseando suas experiências na alta administração 6
  • 7. Henri Fayol leva a análise dos processos para toda a organização 7
  • 8. É considerado o pai da ideia de organização estrutural das empresas por funções
  • 9. 9 Fayol distinguiu seis funções empresariais como o conjunto de operações que toda a empresa possui
  • 10. 10 Operação técnica Função relacionada à produção de bens ou serviços da empresa (atividade fim), considerada por Fayol como a função primordial de uma empresa
  • 11. 11 Operação comercial Relacionada à compra, venda, permuta de matéria-prima e produtos
  • 12. 12 Operação financeira Função que trata da captação e da gerência de capitais
  • 13. 13 Operação de segurança Visa proteger os bens e as pessoas de problemas, como roubo, inundações e obstáculos de ordem social, como greves e atentados
  • 14. 14 Operação de contabilidade Relacionada aos registros contábeis. Revela a situação econômica da empresa e é um poderoso instrumento de direção
  • 15. 15 Operação administrativa Coordena e sincroniza as demais funções. É distribuída dentro dos níveis hierárquicos. O ritmo da administração é assegurado pela direção, com o objetivo de conduzir a empresa
  • 16. O modelo de Administração de Fayol baseava-se em CINCO funções ou áreas 16
  • 17. PLANEJAR Estabelecer os objetivos da organização, especificando a forma como serão alcançados 17
  • 18. ORGANIZAR É a forma de coordenar todos os recursos da empresa (humanos, financeiros, materiais), alocando-os seguindo o planejamento 18
  • 19. COMANDAR Fazer com que os subordinados executem o que deve ser feito 19
  • 20. COORDENAR A coordenação das atitudes e esforços de toda a empresa almejando as metas traçadas 20
  • 21. CONTROLAR Estabelecer padrões e medidas de desempenho que permitam assegurar que as atitudes empregadas sejam as mais compatíveis com as que a empresa espera 21
  • 22. Para o desenvolvimento de cada função, Fayol considera necessário um conjunto de qualidades pessoais 22
  • 23. Físicas Saúde, destreza, vigor 23
  • 24. Intelectuais Aptidão para compreender e aprender, discernimento, força e agilidade intelectual 24
  • 25. Morais Energia, firmeza, coragem em aceitar responsabilidades, lealdade 25
  • 26. Cultura geral Conhecimentos variados 26
  • 27. Conhecimentos especiais Relativos à função 27
  • 28. Experiência Conhecimento prático 28
  • 29. Administração Conceito amplo por envolver o planejamento, a organização, a direção, o controle e a coordenação de forma conectada 29 Diferença entre Administração e Organização
  • 30. Organização Significa o ato de organizar, estruturar, integrar os recursos e os órgãos incumbidos de sua administração e estabelecer as relações entre eles 30 Diferença entre Administração e Organização
  • 31. Autoridade e responsabilidade Autoridade é direito de dar ordens e esperar obediência Responsabilidade é uma consequência natural da autoridade 31 PRINCÍPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO DE HENRI FAYOL Divisão do Trabalho Especialização das tarefas e das pessoas para aumentar a eficiência e a produtividade
  • 32. 32 Disciplina Necessidade de estabelecer normas de conduta e trabalho, válida para todos Unidade de Comando Cada empregado deve receber ordens de apenas um superior PRINCÍPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO DE HENRI FAYOL
  • 33. Subordinação de interesses individuais aos interesses grupais Interesses da corporação acima dos interesses particulares 33 Unidade de Direção Controle único é possibilitado com a aplicação de um plano para grupos de atividades com os mesmos objetivos PRINCÍPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO DE HENRI FAYOL
  • 34. 34 Remuneração do Pessoal Deve ser suficiente para satisfazer os funcionários e a organização Centralização Concentração da autoridade no topo da hierarquia da organização PRINCÍPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO DE HENRI FAYOL
  • 35. Estabilidade e duração do pessoal Quanto mais uma pessoa permanecer em um cargo, melhor 35 Equidade Deve haver justiça no ambiente de trabalho, justificando a lealdade e devoção dos empregados à empresa PRINCÍPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO DE HENRI FAYOL
  • 36. 36 Espírito de Equipe O trabalho deve ser em conjunto, facilitado pela comunicação dentro das equipes Iniciativa Capacidade do funcionário visualizar um plano e assegurar seu sucesso PRINCÍPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO DE HENRI FAYOL
  • 37. 37 CRÍTICAS SOBRE A TEORIA CLÁSSICA DE FAYOL 1. Pouca originalidade na definição dos princípios gerais da Administração 2. Concepção da Organização com ênfase exagerada na estrutura 3. Insistência na unidade de comando e centralização da autoridade (influência de concepções militares e eclesiásticas)
  • 38. 4. Abordagem simplificada da organização formal não levando em conta aspectos da dinâmica organizacional e ambiental 5. Ausência de trabalhos experimentais (baseava-se na observação e senso comum) 6. Extremo racionalismo na concepção da administração 7. Abordagem típica da teoria da máquina 38 CRÍTICAS SOBRE A TEORIA CLÁSSICA DE FAYOL
  • 39. 39 “A primeira condição inerente ao chefe de uma grande empresa é a de ser bom administrador.” Henri Fayol