Grounded theory

374 visualizações

Publicada em

Um overview sobre a teoria fundamentada em dados incluíndo as caracteristicas, definição, história e contexto.
Uma comparação sobre a abordagem do Glaiser com Strauss e Corbin e ainda mostramos uma aplicação da abordagem Strauss&Corbin.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
374
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grounded theory

  1. 1. Grounded Theory
  2. 2. 1. Grounded Theory Definição e contextualização
  3. 3. Contextualização ▷ “The Discovery of Grounded Theory” (Glaser & Strauss, 1967) ▷ Fundamentada em dados a partir de método de análise comparativa ▷ Método qualitativo ▷ Observação dos dados
  4. 4. Características ▷ Objetivo principal é a geração de teoria ▷ Emergência de ideias ▷ Comparação e análise de dados constantes ▷ Informação de tipos e fontes diversos
  5. 5. Correntes de pensamento ▷ Rompimento Glaser/Strauss ▷ Linha de pensamento Glaser ○ Ir a campo sem teoria pré-definida ○ Codificação em três estágios: ■ Open, selective e theoretical coding ▷ Linha de pensamento Corbin/Strauss ○ Conhecimento prévio é indispensável ○ Uso de matrizes de codificação ○ Codificação em quatro estágios: ■ Open, axial,selective e ‘coding for process’
  6. 6. Abordagens
  7. 7. Correntes de pensamento ▷ Abordagem da geração do problema de pesquisa em foco; ▷ Grau de formalidade na estrutura dos dados de codificação ▷ Grau de formalidade da geração de uma estrutura teórica
  8. 8. Uso de dados ▷ Métodos e dados qualitativos e quantitativos ▷ Enfoque nos dados qualitativos ▷ Geralmente é a forma mais “adequada” e “eficiente” de obter o tipo de informação requerida e para enfrentar as dificuldades de uma situação empírica.
  9. 9. Processo de pesquisa ▷ Definição da questão de pesquisa ▷ Definição dos elementos de estudo ▷ O trabalho
  10. 10. Quando utilizar GT? ▷ Quando se deseja uma explicação mais ampla sobre um processo ▷ Quando as teorias sobre um fenômeno são inexistentes ou inadequadas ▷ Quando se deseja estudar algum processo
  11. 11. Criticas e limitações ▷ Amostragem teórica (Theoretical sampling) leva tempo ▷ Coleta, análise e modelagem de dados leva tempo ▷ A análise dos dados pode ser muito difícil ▷ É difícil remover o viés do pesquisador ▷ Amostra pequena pode não ser representativa
  12. 12. 2. Grounded Theory Abordagem Strauss & Corbin
  13. 13. Basics of Qualitative Research ➢ Strauss & Corbin ➢ 1990: Primeira edição ➢ Observaram as dificuldades dos alunos ➢ Objetivo: “fornecer um conjunto de técnicas e diretrizes para pesquisadores iniciantes”
  14. 14. Strauss & Corbin ➢ Codificação aberta ➢ Codificação axial ➢ Codificação seletiva
  15. 15. Codificação aberta ➢ Conceitos identificados ○ Conceito é um fenômeno rotulado ➢ Suas propriedades e dimensões são descobertas nos dados ➢ Constante comparação até a saturação
  16. 16. Codificação aberta ➢ Formas de fazer: ○ Linha por linha ○ Frase por frase ○ Parágrafo por parágrafo ○ Ler atentamente o documento inteiro
  17. 17. Codificação aberta - Linha por linha
  18. 18. Codificação axial ➢ Relacionar categorias às subcategorias ➢ Encontrar as interconexões ➢ Procurar por: ○ Relações de causa-consequência ➢ Uma teoria é criada
  19. 19. Codificação seletiva ➢ Processo de integrar e refinar a teoria ➢ Identificar a categoria central ➢ Construir uma história
  20. 20. Exemplos Coleman, G., & O’Connor, R. V. (2008). An investigation into software development process formation in software start-ups. Journal of Enterprise Information Management, 21(6), 633–648.
  21. 21. Exemplos ➢ Toward a grounded theory of the Psychosocial Competencies and Environmental Conditions associated with Soccer Success
  22. 22. Software de suporte ➢ Grande massa de dados ➢ Visualização ajuda ➢ Exemplos: ○ Atlas TI ○ NUDIST ○ QCA
  23. 23. Saber mais ➢ Livros ○ Tem na biblioteca ➢ Vídeos no Youtube ○ Prof. Graham R Gibbs ➢ Muito material na internet
  24. 24. Obrigado! Felipe Pierin fpierin@ime.usp.br Jorge Melegati melegati@ime.usp.br
  25. 25. Bibliografia ▷ Fernandes, E. M., & Maia, Â. (2001). Grounded Theory. Métodos E Técnicas de Avaliação: Contributos Para a Prática E Investigação Psicológicas., 49– 76. ▷ Petrini, M., & Pozzebon, M. (2009). Usando Grounded Theory Na Construção De Modelos Teóricos. Revista Gestão E Planejamento, 10(1), 1– 18. ▷ Rubanyi, G. M. (2011). The discovery of endothelin: The power of bioassay and the role of serendipity in the discovery of endothelium-derived vasocative substances. Pharmacological Research. http://doi.org/10.1016/j. phrs.2010.08.004 ▷ Seaman, C. B. (1999). Qualitative methods in empirical studies of software engineering. IEEE Transactions on Software Engineering, 25(4). http://doi. org/10.1109/32.799955 ▷ Urquhart, C., Lehmann, H., & Myers, M. D. (2010). Putting the “theory” back into grounded theory: Guidelines for grounded theory studies in information systems. Information Systems Journal, 20(4), 357–381. http: //doi.org/10.1111/j.1365-2575.2009.00328.x

×