231 agrupado

470 visualizações

Publicada em

Edição 231 Maio de 2015

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
470
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
60
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

231 agrupado

  1. 1. pümuuwv' 6211/1xjzíiifsu/ x 44m Il! 'hHq-¡t-nmn-_ox-x-'I--sxur j l < ¡avfãlsiiu-ll _4 v * . /'- n 1,' w , . '“ 1 M1 / ñ. ' . j› 1 ›*›r ; x , x4 , x / Í “nmm, 1 IIIHIIILRIIIIILIOI: =411=--'t= n'J-111(=1-1-›11=1.: mu: 1. "l- "'-'*-"'““°'"'¡"f'“"l"" _I_ ÉH, F¡_, ,_¡¡_V¡, ¡._ / f 7 _ x : mmuau-¡m-I-rzi-l-L- ç/ 44// L eg' « , 1,, /. 9 . - f 11111192 l 1 A: (411=11-¡1'1l›u1il-11lgr= ' eh-«nplkul-n-lmmln-l: 1 l; “'-“4l“"'"; *" “m” '*'l“"'"'_ 'www. folhadacomunidadedñcombr l * N' m"m"lñ""n*' wwwfacebookcom/ folhadacomunidadedf ' e, '* "Í- SHNÍU - J- * Ô . . , Kmmmmamm X g, ~Lnmm ^_j1 41151 V 7 VN_ . u_- _qguáutr q , l ¡ iÍdOÊanto « . . ' - . - ~ ~~ . 51 ' ' t' , ^ """"" zuãq"" '- ; Í- “1 i l. ..= ... .l' . .d'un-Uraí 'rzlzrle-Qjllalllàlajuiiw'm1 a e- ' Êísãisãs -~~-^-' _ r ' " ' * “ ” “ ' . tes. ¡ . E m¡ 92mm. , 3422-1553 f, , 47°" 00740" 04'5“m3M llwossou@hnlrnall. m _ _ r " a TIIGIIIITIIIEII - GEIITIID dl** wwvulwosnanat I _ ; eg_- ~* PUBUGDADE
  2. 2. ./ -' 'z (QM/ UNIDADE 25 ANOS FUNDADO EM FEVEREIRO DE 1990 AND XXV - MAIO DE 2015 Administração/ Pronto gráfico Diagramação/ Impressão [SWEIJITOIIII Sal¡ J' NÍBIBIÔCKÔIIIIIIIIDIUM (E11 33514211 llllill 5611-060! E-mail: /olhadacomunidade@holmail. com Editor: Edvaldo Brito - MTB $497 DF advaldobrlto@gmail. com Comercial: (051)9611-0609 Ioliradacomunídads@hotmail, com Carros ondóncla: Caixa Postal 544 - AG ECT Taguatinga Centro wwwJolhadacomunidadedñcomltr 3 wwwhceboolucom/ lolnadacomunldadedl Dlstribulçlo gsllltllll¡ f, uma. : Colaboradores: Fernanda lemos - Sarah Fontenelle Amanda Britto - Anna Fontenelle m. Renata Mendonça os artigos publicadas, assinados, nesta edição, não representam necessariamente a opinião da jornal, sendo de única e inteira responsabilidade de seus autores. Este/ ama( e afiliada _a Associaçao _de Iklrlllos ae Comunicacao Comunitario do Distrito Federal e Entorno Esta linda menina de olhos cor de esmeralda é a advoga- da Thayla Vieira. Mineira de Paracatu, 24 anos, Thayla passa o pouco tempo livre que tem molhando, segundo ela, uma de suas paixões. Outra paixão, que é dançar, ela diz que só vai curtir mesmo depois de fazer a prova do TJ, que e' o que está tomando toda sua atenção no momento. Thayla é uma boa filha e irmã amorosa e reflete toda sua índole em uma de suas citações preferidas: "Que não nos falte a vonta- de de sorrir; que sejamos leves; que sejamos livres de preconceitos; que nenhum de nós se esqueça da força que possui e que não nos falte fe' e amor". w Í ' l-i iii-ic Amado por uns e desprezados por outros, os jornais comunitários deram uma mostra incontestável de seu valor no governo anterior. O ex-governador Agnelo Queiroz (PT) optou, na primeira metade de seu mandato em entregar a comunicação do seu gover- no para quem não tinha o menor conhecimento do potencial dos jornais de bairro. O resultado é que, apesar de seu governo ter sido mais eficaz do que alguns outros anteri- ores, no começo da segunda metade da sua gestão, Agnelo amargava uma rejeição de quase 80% da sua administração. l ^ l Atendendo a conselhos de pessoas mais experientes, o petista contratou André Duda para chefiar a sua Secretaria de Comunicação e Publicida- de. Duda, que conhecia o potencial dos comunitários, junto com Elany Leão, outra que sempre confessou admi- rar o segmento, conseguiu, em menos de 18 meses, redu- zir quase pela metade a rejei- ção ao governo deAgneIo. 0 próprio ex-governador Agnelo Queiroz em entrevista ao Jornal de Brasília, já no fim de seu mandato, reconheceu que "deveria ter trabalhado mais com as midias alternati- vas". Só quejá era tarde dema- is. LINHAEDITORIAL Os jornais comunitários, em sua maioria, atuam divulgan- do noticias que não tem rele- vância para a grande midia. São assuntos corriqueiras, mas que afetam diretamente a vida da dona de casa e dos empresários das cidades. Os buracos nas ruas, calçadas intransitáveis e sem acessibi- lidade, os mendigos que uri- namedefecam nas portas das lojas e os animais que espa- Iham fezes pelas ruas são alguns destes temas, assun- tos sem glamour que, por isso mesmo, são preteridos pela grande midia. VANTAGENS Não é fácil colocar um jornal comunitário impresso em cir- culação. Estes pequenos vei- culos são distribuídos gratui- tamente e são custeados com publicidade paga por empre- sários da iniciativa privada e as campanhas publicitárias do governo. 0 jornal comunitá- rio, de distribuição gratuita, é mais justo para o contribuin- te, que não vai ter que com- prarjornal em banca para ver a publicidade do governo. Anúncios cuja veiculação ele já está pagando com o dinhei- rodosimpostos que recolhe. ASVECOM Para garantir a equidade na distribuição da publicidade dos órgãos do governo, um grupo de empresários donos jornais comunitários funda- ram uma associação (Asve- com) e começaram uma cam- panha para garantir uma reserva desta verba das cam- panhas publicitárias oficiais. Os deputados distritais da Câmara Legislativa, com des- taque para Cristiano Araújo (PTB) e Luzia de Paula (PEN), aprovaram uma emenda à lei orgânica do DF, que destina, no mínimo, 10% da verba de publicidade oficial para os vei- culos alternativos de comuni- cação comunitária. Lembrando que a emenda, proposta por Luzia de Paula (PEN), foi votada e aprovada por unanimidade dos deputa- dos distritais presentes em dois turnos na CLDF, foi publi- cada no Diário da Câmara Legislativa e já está em vigor desde abrilde 2014. ATUAL GOVERNO O que se espera do atual governo, cujo chefe do execu- tivojá foi deputado distrital, é que não repita a mesma falha do governo anterior em des- prezar o potencial dos veicu- los de comunicação comuni- tária. E também que respeite o que foi proposto, votado, aprovado pelos colegas da Casa que um dia, o governa- dor atua| ,já foimembro. Mas parece que não e' esta a intenção do atual governo. Membrosda diretoria da Asve- com escutaram da chefe da publicidade do GDF que "esta lei que vocês lutaram para aprovar foi um tiro no pe', e' uma balela e nos não vamos cumprir". Visto que "esta lei" foi vota- daeaprovada pelolegislativo, fica ai uma questão para ser discutida pelos nossos distri- tais. ll. IÍÍIPIDEIÍÊEICCEEIE B! ÍfÍlIll' IÍIÍGEÊIÃÊILFIIÊÍETÊÊIIÊÊ A internet é sem dúvida o grande canal de comunicação do momento e a tendência é que aumente ainda mais a sua importância no futuro. Com a redes sociais, facebook, what- sapp, instagrameoutrosqual- quer pessoa quetem um com- putador, tablete, smartphone ou outro artefato que esteja conectados pela rede, pode ser um comunicador, um jor- nalista. No ambiente do facebook, além devários anúncios publi- citários, os internautas expõem sua vida pessoal, cur- tem a dos amigos e comparti- lham mensagens, piadas, char- ges, músicas e outrostipos de informação, sem limites e, aparentemente, sem qual- quercensura. PERFIS FALSOS Algumas destas postagens, em certos casos compartilha- das até por mais de 1 milhão de usuários da rede, geral- mente originadas de perfisfal- sos (fakes), contam historias mirabolantes e fazem denún- ciasde personalidadesimpor- tantes e celebridades, na mai- oria das vezes, inverídicas. Isto aumenta a importância e a sobrevida da mídia regula- mentada, cujos exemplares distribuidos e publicações são documentos com origem e autoresidentificados. Jrnais, revistas, rádios e tvs regulamentadas serão asfon- tes confiáveis pois não vão cometer a imprudência de replicar noticias divulgadas nas redes sociais sem antes checarem a procedência e a veracidadedosassuntos oz l ceâiuíuoxpe | Maio de 2015 CIDADANIA RFGIFQT"'~'T CIVIL 1 ÍHCIO¡ ! AL Registro Civil Nacional O governo federal, em parce- ria com o Supremo Tribunal Federal - o STE - encaminhou um projeto de Lei ao Congres- so Nacional que cria o Registro Civil Nacional, que vai unificar em um chip, com as informa- ções de identificação do cida- dão como RG, CPF, título de eleitore carteira de motorista. No documento também entram certidões de nasci- mento, casamento e passa- porte. A presidente Dilma Rousseff, afirma que a medida é para descomplicar a vida do cidadão e coloca a ação como deverdo Estado. CLDF CriançaseAdolescentes O Dia Nacional de Combate à Exploração e ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes, foi lembrado na sessão ordi- nária da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Nesse dia, 18 de maio, em 1973, Araceli Cres- po, então com oito anos, foi sequestrada, violentada e cru- elmente assassinada no Espi- rito Santo, O corpo da menina apareceu seis dias depois, e os seusagressores, jovens de clas- se média alta, nunca foram punidos. EDUCAÇÃO Sistema de Seleção Unificada O estudante que pretende entrar em uma universidade pública por meio do Sistema de Seleção Unificada, o Sisu, do ministério da Educação deveficaratento. As inscrições para a segunda edição da seleção, em 2015, vai começar no dia oito de junho Pode participar o estu- dante que fez o Exame Nacio- nal do Ensino Médio, o Enem, em 2014 e, que não tenha tira- do nota zero na redação. No momento da inscrição, o aluno vai poder escolher duas opções de cursoeainstituição onde pretende estudar. 0 Sisu oferece vagas em 115 instituições de ensino superi- or públicas, em todo pais. Para saber mais acesse www. mec. gov. br.
  3. 3. Maio de 2015 lcáiwukzwwa 03 J' TAGUATINGA Boeingfast food Um avião de passageiros com- prado em um leilão está sendo montado na Via Estádio, em Taguatinga. 0 avião virou uma espécie de atração turística e muitas pessoas param para tirar foto e perguntar o que será feito da sucata do Boeing da antiga TransBrasil. 0 avião será uma lanchonete, especi- alizada na venda defast food. (RadarSanta Maria DF) CONTABILIDADE CLDF HOMENAGEM "O Contabilista deixa de ser um mero coadjuvante na atual conjuntura econômica, a contabilidade e' fundamen- tal em qualquer economia e está presente em praticamen- te todas as atividades huma- nas". Reconheceu o deputado dis- trital Agaciel Maia PTC, autor da homenagem aos profissio- nais de Contabilidade em even to no auditório da Camara Legislativa do Distrito Federal que contou com a presença de autoridades, profissionais da área eváriosconvidados. A Estrada Parque Taguatinga EPTG é considerada uma estrada critica pelo DER. O cenário se assemelha ao da Estrutural, mas ela tem quase o dobro de movimento - mais de 100 milveículos por dia. Além das imprudências dos motociclistas que circulam entre os carros, dos pedestres que arriscam a vida atraves- sando as pistas e dos motoris- tas que ultrapassam pela dire- ita, andam pelo acostamento e desrespeitam a via seletiva dos ônibus, a falta de uma ação mais efetiva por parte das autoridades para melho- rar as condições de transpor- te e reduzir o numero veicu- los, contribui para que a rodo- via seja considerada a 29 mais perigosa do DF. Como se não fosse o bastan- te, quatro semáforos a menos de 250 metros um do outro complicam ainda mais a pas- sagem pelo centro da cidade. Não só para os moradores de Taguatinga, mas principal- mente para os motoristas que tem que atravessar a cidade com destino a Ceilândia e Samambaia, o trajeto é estressante, perigoso e demo- rado, muito demorado.0stéc- nicos estimam que 60% do fluxo de veiculos que saem de Brasília com destino a Ceilân- dia e Samambaia passa pelo centro deTaguat¡nga. O jornalista Salvador Sera- pião não se conforma com a passividade da administração pública na busca para uma FOÍOI Sdfdh FOHÍGHGÍG w l f¡ As retençoes quilometricas e demoradas na entrada de Taguatinga já fazem parte da cotidiano dos motoristas solução para o gargalo na entrada da cidade. "Todos os dias, gasto cerca de 20 minu- tos do Plano até a entrada de Taguatinga e cerca de 30 minutas da viaduto até a Praça da Relógio, é um absur- do", desabafa. Fotos com os engarrafamen- tos na entrada da cidade feita por celulares de motoristas irritados explodem diaria- mente, às centenas, nas redes sociais, geralmente postadas em tempo real. A única presença do poder público no local e' só repressi- va. Viaturas do DER multando os motoristas reféns da ago- nia do engarrafamento, que cometem infrações no deses- pero de sair da retenção. Nenhum gestor público pare- ce ter iniciativa para pensar que estes agentes ajudariam mais se "segurassem" o tráfe- go nos cruzamentos durante uma hora, de 17:30 às 18:30, previamente informados (como na mudança de sentido da Via Estrutural) para agilizar ofluxo deveículos. Volta e meia, a única solução apontada por gestores públi- cos seria a construção de um já famigerado túnel no Centro de Taguatinga, sugestão que caiu no gosto da população, mas, que por ser de execução a longo prazo, não resolve a curto prazo os problemas, a fadi- ga e o estresse causados pelos engarrafamentos quilométricos na entrada da cidade. A má noticia para quem acha que este empírico túnel pode virar realidade ainda nesta déca- da é de que pode tirar o cavali- nho da chuva. A última informa- ção sobre esta obra em Tagua- tinga - que faz parte do pacote da via Eixo Oeste - ainda foi do governo anterior. Segundo esta informação, já caduca, é de que otúnel foi orça- do em R$250 milhões, que seria executada com recursos do PAC da Mobilidade Urbana e que o processo licitatório ainda esta- va em andamento. Com o governo novo e a notó- ria má vontade do governador em relação ao seu antecessor, vai ter que começar tudo do zero. Ofamigeradotúnelsemprefoi defendido como "prioridade" por todos os governos anterio- res e, segundo eles, uma neces- sidade e única solução possível para a melhoria do sistema de transporte. Perolas ditas sobre otúnel: "O Corredor Oeste tem como promessa acabar com os cons- tantes congestionamentos que se formam na entrada de Taguatinga, seia qual for o sen- tido"; "O projeto é antigo e necessárío"; "A implementa- ção da obra que começou a ser pensada em 1993, juntamente com o metrô, a está saindo do papelese tornando realidade". Sobra para o contribuinte, que só pode dirigir seu carro se pagaro IPVA, ficarcom o seu vei- culo retido no engarrafamento, porque quem recebeu o dinhei- ro dotributo não consegue arru- mar uma solução para o proble- ma. f' « , vsLINK Acesso a Internet 24 horas por dia, 7 dias por semana. Sem limite de uso. Pagando preço fixo mensal. l 'Wwowdll-IE-ts, . . s" : nmuix; mu ic , ll ln i: li
  4. 4. 04 (aim/ Ritmos Maio de 2015 , _. 1' mu-i-ni/ lu/ l-k . e . . . ,_, .. , - l . l "É de responsabilidade do devedor efetuar o pagamento das despesas mesmo que não tenha recebido o boleto". *Rodrigo Karpat Os conceitos de dívida no dire- ito brasileiro podem ser enten- didos como portáveis (porta- ble) ou quesíveis (quérable), e essas obrigações estão direta- mente ligadas ao local de paga- mento. As portáveis são quando há responsabilidade do devedor em encontrar o credor para cumprir com a obrigação. Já a quesivel é quando cabe ao cre- dor procurar o devedor para fazeropagamento. A cota de condominio é um exemplo de uma divida "porta- b| e", ou seja, quando o devedor deve efetuar o pagamento no próprio condomínio ou onde este determinar. lá o exemplo de uma dívida "querable" é a conta de água ou telefone, em que a empresa prestadora do serviço deve efe- tivar a cobrança enviando ao consumidor a conta para paga- mento em prazo razoável e antes dovencimento. Normalmente, a dívida é con- ; sl l "°'. n.. ¡? . _ ? à , t _ q. . - ! v -FF . r-Ir_ ; v siderada sempre "querable", conforme determina o artigo 327 do Código Civil: "Efetuar- se-á o pagamento no domici- lio do devedor, salvo se as par- tes canvencionarem diversa- mente, ou se o contrário resultar da lei, da natureza da obrigação ou das circuns- tâncias”. Assim, se não existir contra- to escrito que estipule qual a natureza da obrigação, a regra é que o pagamento deve ser feito no domicílio do devedor. Recentemente, o Departa- mento de Economia e Estatís- tica do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) reve- lou que o número de ações de cobrança por falta de paga- mento da taxa de condomini- os subiu 21,15% em abril desse ano na cidade de São Paulo. Neste mês, foram ajuizadas 739 ações, contra 610 de mar- ço. A promoção de ações de conscientização dos condô- Obrigações e sanções lpãrgjícãltaçdefpggãm 'l ento" . . -à. minos quanto à importância desse pagamento para a saúde financeira do condomi- nio é essencial para diminuir essa taxa deinadimplência. A falta de envio de boletos para cobrança de encargos do condominio pelo credor não afasta a obrigação do devedor em efetuar o pagamento da dívida, que nesse caso é por- tável, e não quesível, sendo ônus do devedor valer-se dos meios legais e processuais para efetuar o pagamento. Esse foioentendimento doTri- bunal de Justiça de São Paulo em um caso envolvendo essa questão. Ou seja, não existe necessi- dade de qualquer alteração do Regimento Interno no que se refere ao pagamento de despesas de condomínios. Seguindo o julgado da justi- ça paulista, é de responsabili- dade do devedor efetuar o pagamento das despesas mesmo que não tenha recebi- , A *x Q? / ' l Rodrigo Karpai A *Rodrigo Karpat é advogado especialis- ta em Direito Imobi- liário, consultor em condomínios e sócio do escritório Karpat Sociedade de Advo- gados do o boleto, até porque hoje a maioria das administradoras tem disponibilizado o acesso ao boleto pela internet. Em último caso, o devedor poderá procurar a justiça, mas não deve deixar de arcar com sua parte na conta do condomínio. Afalta de pagamento do con- domínio acarreta nos acrésci- mos de multa de 2% sobre o valor em atraso, correção monetária e juros de um por cento ao mês, além de hono- rários advocatícios se o caso for enviado para escritório de um advogado. Isso pode ocorrer mesmo na fase extrajudiciaLoque acres- cerá a dívida em mais 10%. Não obtendo êxito com a cobrança extrajudicial, o pró- ximo passo será o ingresso de ação judicial que poderá ful- minar no leilão e perda da uni- dade em função da dívida. rodrigo@kargat. adv. br I l sistemas de segurança j- SAÚDE Reduçãode casosdeAlDS De acordo com informação publicada pela revista cientifi- ca inglesa The Lancet, as mor- tes por AIDS no Brasil tiveram uma redução da taxa anual de 2,3% entre os anos de 2000 e 2013. Em todo o mundo, houve uma redução média de 1,5% no mesmo periodo. O estudofoi divulgadodurantea 209 Conferência Internacional sobre AIDS, em Melbourne, na Austrália. A pesquisa apre- sentada na conferência foi conduzida por um grupo internacional de cientistas e coordenada pelo Instituto de Metrologia da Saúde e Avalia- ção da Universidade de Was- hington, nos Estados Unidos. SAÚDE -dñ u? N_ j_ VÁ ' A x v" ' “ , avbv . . “ , A _q -gt, ,pa ; A , ,. V » Programa Farmácia Popular De acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano 2014 divulgado pelo Progra- ma das Nações Unidas para o Desenvolvimento, a expectati- va de vida no Brasil passou de 63 anos de idade em 1980 para 74anosem 2013. Segundo o Ministério da Saú- de, vários fatores contribuí- ram para esse aumento, entre eles o acesso gratuito a medi- camentos pelo programa Far- mácia Popular. Mais de 26 milhões de pessoas já foram beneficiadas com medicamentos gratuitos e pro- dutos com ate' 90% de descon- to na compra. tn: - ' r [Bi] 92'i'i-f: .3'i1 his-ies. see@hotmañl. com irnrrii! .l1iiies. ¡'g3.net
  5. 5. v ›, ' iii PRESÍDIOS oo or f-. -~ l Agaciel Maia * L ii d? 1 f superlotação carcerária O deputado distrital Agaciel Maia, cobrou providências do GDF para se enfrentar o pro- blema da superlotação carce- rária no DF. "Com 14.291 presos para 7.383 vagas, o DF tem pior situ- ação do que o panorama naci- onal. Nossa população carce- rária hoje atinge quase o dobro da capacidade do siste- ma", a|ertou, enfatizandotam- bém a situação de 'alto risco" enfrentada pelos agentes peni- tenciários, que atuam em númeroabaixo da necessidade dos presídios. EDUCAÇÃO 150 milbolsas de estudos O programa Educa Mais Brasil realizado pelo Instituto Educar, está oferecendo 150 mil bolsas de estudos de até 70 por cento em instituições de ensino de todo o país, para o segundo semestre de 2015. Para ingressar no programa, basta acessar o site e se inscre- ver no curso desejado apre- sentando a renda mensal fami- Iiar. Asvagas são oferecidas em todos os estados e no DF. wwmeducamaisbrasiI. com. hr. . Í ' gToj/ ,Iofo/ ¡IJIO/ lllí. Maio de 2015 l caia/ Rumos 05 PROGRAMA OESPEROIOIO lERO AIIIIIAROO A ÍñATAR A EOWE OOS OAREllTES O Programa Desperdício Zero da Feira do Produtor da Ceilândia (AFEPRACE) realizou mais uma distribuição de ces- tas de frutas e verduras para as comunidades carentes do condomínio Sol Nascente, QNQe QNR, em parceria com oAdministradorda cidadevil- son Oliveira e o 10° BPM de Ceilândia representado por seu comandante, o coronel Meirelles. Eram alimentos em bom estado que teriam o lixo como destino, mas que, graças ao programa coordenado por Joana Guedes, vão ajudar na alimentação de pessoas carentes. Todo os meses e há mais de oito anos, pelo menos 200 familias de cidades do Distrito Federal e do Entorno rece- bem as doações na feira. Cada um leva para casa, a cada 15 dias, 20 kg de vegetais. O pro- grama incentiva os comerci- antes voluntários da Associa- ção de Feirantes Produtores RuraiseAtacadistas de Ceilân- dia e Entorno (AFEPRACE) a doarem para a comunidade frutas, legumes e verduras pre- teridos pela aparência porcon- sumidores na hora da compra, mas que são produtos própri- os eo no co, w s ln 'uu '›'*o'”o"¡ “o 'eo 9° 000500 0O. ..o. .o. ,ooooo no? ooo°¡o'““o'o". . ! e : o g. ¡.2_.22.J32."': °2~4'~ "Nós da AFEPRACE percebemos que com um pouca de seleção seria possivel oferecer as sobras cam qualidade e colaborar com a população carente do Distrito Federal e Entorno" os e sem restrições para o con- sumo humano. Os voluntários da AFEPRACE coordenados por Joana Gue- des fazem a inspeção e lim- pam os alimentos antes de fazera entrega para quem não tem o que comer. “A priorida- deé para famílias com muitos filhos, pessoas doentes e desempregadas", esclarece Joana. Depois da higienização, os pro- dutos hortifrutigranjeiros são embalados. Os beneficiados que recebem as cestas são pre- viamente cadastrados com RG, CPF e comprovante de residên- cia, e recebem uma visita da coordenadora para checar as informações sobre a moradia e condições financeiras. O proje- to atende ainda instituições carentes, como creches e asilos, e mantém uma escolinha de futebol gratuita voltada para os filhos dos beneficiados. Joana conta que a ideia de criar o Programa Desperdício Zero foi para ajudar as pessoas que viviam catando os restos da feira no lixo. "Nós da AFEPRACE percebemos que com um pouco de seleção seria possivel oferecer as sobras com quali- dade e colaborar com este povo carente", disse. Por conta disso, Joana Guedes recebeu um troféu em nome da associaçãoedetodos os partici- pantes, O programa foi escolhi- do em votação pela internet e reconhecido como melhor pro- jeto social do DF pela Rede de Mobilização Social com o Prê- mio Betinho Atitude Cidadã, que valoriza as pessoas que se engajam na luta contra a fome e na promoção da cidadania. ~~IIÍ I IMHNHQDDS = = @MPR . - 'n tie-v' . as . a . -i-_Zza ; tu "Ílgi L: id:4716: ÉSAS PÚMCÊAS @U PRWAS A NATURALLI SERVIÇOS GERAIS oferece uma equipe de funcionários selecionados e treinados para atender a condomínios e empresas públicas e privadas com qualidade, segurança e eficiência. Terceirizando com a NATURALLI SERVIÇOS GERAIS, seu condomínio ou sua empresa eliminam os prejuízos com o absenteísmo e gastos extras com turnover de funcionários. 4 O síndico, administrador ou empresário pode ficar focado apenas no seu negócio. A preocupação com escalas, folgas, feriados, faltas, férias, licença médica, licença gestante demissões ou qualquer tipo de ausência do funcionário é nossa, da NATURALLI SERVIÇOS GERAIS . Nos casos de absenteísmo (qualquer falta do funcionário ao trabalho) nossa empresa está . preparada para suprir a ausência do faltoso imediatamente, pois conta com um quadro de reservas a altura. -Unxxz E sem custos adicionais: JARDINEIRO - ELETRICISTA - ENCANADOR 'I' - I v~l. -i'r n. ?WA _"n @HJ b¡ E como os funcionários fazem parte do nosso quadro, o vinculo empregatício é com a NATURALLI SERVIÇOS GERAIS, que é quem arca com todos os custos da demissão ou substituição do empregado. - PISCINEIRO - E OUTROS v u¡ . .v _Í b¡ A 1 l 4:41"? vr= -l l s N
  6. 6. 06 ; aiii/ Aiwa Maio de 2015 l l 'll . ifidcjql «Il “IN, l '; j.¡¡ , _a_¡i;1_l I; ,^'I iii: in ilíÍils/ ,Tllíirt , Tirlil i rE_i› mig. g i i» Ernilrii › »iii l' iii: ii Defender os direitos de quem precisa é nosso dever. < _ lu l li l' i iii il i lift TER Se você precisa de um advogado e não pode pagar por esse serviço, você pode recorrerà Defensoria Pública. Ea Câmara Legislativa, para atender quem mais precisa, inaugurou, em suas dependências, o Núcleo de Atendimento Jurídico ao Cidadão resolvendo questões de família, de registro público e de órfãos e sucessões. Em dois meses, foram mais de 500 atendimentos. Praça do Servidor DMA De segundaasexta, das 7h30 àslah - I, “ q' - / CAMARA Mais informações: www. <l. df. gov. br -/ 'N / ' L E G l S LAT l V ouvir: : wwi
  7. 7. IM POSTOS Tributação de importados O Senado aprovou a terceira Medida Provisória do pacote de ajuste fiscal da presidente Dilma Rousseff. A MP 668 aumenta os impos- tos sobre os produtos impor- tados em 2.5 por cento, de 9.15, para 11.75 porcento. Para o senador Delcídio do Amaral, do PT de Mato Gros- so do Sul, o aumento nos impostos de produtos impor- tados vai defender os empre- sários brasileiros da concor- rênciainternacional. Os medicamentos importa- dos vão continuar isentos de tarifação tributária. Com a medida, o governo espera arrecadar 694 milhões de Reais este ano e, mais de um bilhãoa partirde 2016. SEG U RANÇA DF "Violência nas escolas são delitos contra o futuro da nação" Deputada Celina Leão Violência nas escolas A questão foi, mais uma vez, tratada no plenário da Câmara Legislativa, por conta da apre- sentação de um projeto de lei pela presidente da Casa, depu- tada distrital Celina Leão (PDT), que estabelece regras para o combate à violência fisi- ca ou moral nas escolas do DF. Segundo Celina, casos de agressões dentro do ambiente escolar tem que ser tratados como prioridade, pois "são delitos contra o futuro da nação", disse. Adeputada citou o caso detra- fica ntes que cobravam R$1,00 para permitir o acesso de cada alunoàescola. -Í ' 'UNIM- arrl cscrro# PWQGÍ- lsiul, 113m. . «R lçl. u)- _É_ Prepare o seu bolso -" “ 0 seu plano de saúde irá subir! Dr. Renato Couto Mendonça A questão a ser abordada, Iamentavelmente, é um pro- blema gravíssimo que atinge inúmerosconsumidores naatu- alidade. Trata-se de uma prática comercial abusiva e praticada em larga escala pelas operado- ras de planos de saúde, que tem reajustado a mensalidade em patamar superior a 100% (cem por cento) dos segurados que completam 60 (sessenta) anos de idade. Ao enfrentar o tema, em um primeiro momento, os Tribu- nais do País proibiram o reajus- te, que tinha por fundamento tão somente a mudança de faixa etária, ao fundamento de que o Estatuto do Idoso Lei 10.741/2003 veda expressa- mente a discriminação do idoso pelos planos de saúde com a cobrança de valores dife- renciados em razão daidade. Ocorre que, em recente jul- gamento de Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, a 35 J' Toda criança e adolescente tem o direito indiscutível de viver em família 25 de maio é o Dia Nacional da Adoção e a Defensoria Pública do Df tem um núcleo específico para estes casos. A pedagoga, Crislei de Mora- is, 41, tomou esta atitude quando fez uma visita a um abrigo e sentiu a necessidade de adotar uma criança. "Qu- ando eu cheguei lá, olhei para a Ana Beatriz e pensei: que menina linda! ", conta. Na épo- ca, em 2011, Crislei era esta- giária de Direito no Núcleo de Sobradinho da Defensoria. Ela conta que apesar de ser estagiária da Defensoria, não sabia como funcionava o pro- cesso de adoção. Foi então quando procurou o Núcleo da Infância eJuventude para pros- seguir com esse desejo que tinha de ser mãe. "Fui até o núcleo e me informei, conver- sei com o defensore fizemos o perfil da criança. Logo em u v ~ Dmicirmoltio ll Illll ¡Cllüllllllll Il Maio de 2015 cdiiuínnmaa 07 Turma do Superior Tribunal de Justiça entendeu que o reajus- te da mensalidade de plano de saúde por idade não é medida abusiva. Dentre os fundamentos utili- zados na decisão, firmou-se entendimento de que "aquele que mais se utiliza do plano deverá arcar com os custos dis- so", ou seja, para oTribunaI não haveria discriminação em razão da idade, mas por utilizar mais os serviços prestados pela operadora do plano de saúde, o idoso deverá suportar o absurdo aumento das mensali- dades. A decisão do Superior Tribu- nal de Justiça, além de abusiva, e' imoral. As empresas de pla- nos de saúde já tem sua men- salidade anualmente reajusta- da, oque garante o plenofunci- onamento de suas atividades. M l! &Em; , n.- _ ili ; Agora permitir também o rea- juste calcado exclusivamente na mudança de faixa etária do beneficiário, sob a alegação genérica de que o consumidor passará a utilizar mais de sua cobertura contratual, demons- tra a real intenção de se ganhar o máximo prestando-se o míni- mo. Por certo, o valor passa a ser manifestamente excessivo para o consumidor e lucrativo para a operadora. Consumidor este que, importa registrar, já contribuiu por muitos anos e, certamente, não obteve a con- traprestação equivalente, pois, quando jovem, possivelmente tenha utilizado muito pouco do mesmo plano de saúde. Infeliz- mente, criou-se mais um favo- recimento às grandes empre- sas e clara discriminação aos idosos. Íllll): “Mill HIIIIII Crislei de Morais eAna Beatriz de Morais: "Nós fazemos tudo jun- tas. Hoje me sinto totalmente realizada. Se tivesse saido de den- tro de mim, talvez não parecesse tanto comigo. " seguida, recebi uma ligação falando que havia uma crian- ça negra e deficiente: era a Ana Beatriz! Não pensei duas vezes e disse que queria ado- tá-laí lembra. "O processa de adoção demora porque as pessoas escolhem o perfil perfeito para adotar a criança. Mas filho não é assim, você não escolhe. Apesar de ter a pele clara, eu não poderia afirmar como o meu filho iria nascer mesmo se eu o gerasse. Não sabia como minha filha seria, mas ela veio e quem vê, diz que somos muito parecidas. Me sinto mãe, não tem como explicar. Ela sabe que é filha do coração, mas elo também sempre fala: nasci da sua bar- riga eprontal", se emociona a mãe. Ana Beatriz de Morais, 04 anos, teve hemiplegia e tem sequelas de toxoplasmose. Aos sete meses de vida, ela não sentava e não rolava. Ape- sar das dificuldades que teve quando nasceu, com os estí- mulos e cuidados da família, Ana Beatriz é uma criança nor- mal. "Nós fazemos tudo jun- Dr. Renato Couto Mendonça Advogado, OAB 34.801 DF Sócio fundador do escritório Couto & Correia Advogados Associados, com vasta atua- ção nas áreas cível, consumi- dor e empresarial. Ex-assessor Juridico Legislati- vo da ViceGovernadoria do Distrito Federal e Subsecretá- rio de Administração Geral Substituto da WceGoverna- doria do Distrito Federal, de 201202014. »a ~s "à s*- COUTOÂÇORREIA i (61) 3222-5004 / 8158-9771 SIG Qd. 01 - Lote 985 - Sala 147 Centro Empresarial Parque Brasilia Brasília/ DF CEP: 70.610-410. coutoecarreia. adVQgmaiLcom dnrenatocmendonca maíl. com tas, judô, karatê. Hoje me sinto totalmente realizada. Se tives- se saído de dentro de mim, tal- vez não parecesse tanto comí- go", comemora. 0 processo de adoção é o mecanismo legal de se alcançar a convivência afetiva com uma criança. 0 defensor público e coordenador do Núcleo da Infância e Juventude da Defen- soria explica como funciona o processo de adoção. "Este mecanismo pode ocorrer observando o caminho de ins- crição de adoção, regra ou den- tro de exceções, por exemplo. Quando o pedido é formulado por parentes da criança ou naquelas hipóteses em que já existe um tempo considerável de convivência fática e' que se busca a regularização da ado- ção", esclarece. Qualquer pessoa pode ado- tar, desde que seja maior de 21 anos e capaz, atendendo aos requisitos legais. Dentre eles, a capacidade física e mental, não condenação criminal, especial- mente em crimes contra a vida e de costumes. Núcleo da Infância e Juventude SGAN 909, blocos D/ E, Asa Norte 2196-4500/2196-4504/2196-4501.
  8. 8. 08 (aim/ furou): .Í ' SAÚDE (gta f: . Deputado -' , Chico Vigilante ¡_, Próteseseórteses Deputados distritais exigiram em sessão ordinária que o GDF esclareça o over stock e a compra de próteses e órteses paraaSecretaria deSaúde. O deputado distrital Chico Vigilante (PT), comentou a noticia divulgada pelo GDF de que o estoque destes produ- tos é suficiente para 50 anos de utilização e que teria sido comprada pela gestão passa- da: "Estive na Farmácia Central e comprove¡ que o estoque é suficiente apenas para dois anos de utilização e que a compra foi feita pelo atual governo'. A vice-presidente da CLDF, deputada distrital Liliane Roriz (PRTB), propôs um requerimento da Casa para exigiresclarecimentosdoGDF SAÚDE Planos de saúde suspensos A ANS, suspendeu 87 planos de saúde de 22 operadoras que não cumpriram prazos máximos de atendimento e outras reclamações, como negativas indevidas de cober- tura. A punição é resultado do 139 ciclo do Programa de Monito- ramento da Garantia de Aten- dimento, que protege mais de três milhões de beneficiários vinculados aos planos com comercialização suspensa. Desde o início do programa 1.099 planos de 154 operado- ras já tiveram as vendas sus- pensas. Outros 924 planos voltaram ao mercado após comprovar melhorias no atendimento. Para registrar uma queixa con- tra qualquer plano de saúde o cidadão pode acessar a cen- tralde atendimento ao consu- midor www. ans. gov. br. -l; ¡:tvn< 'Z 1 4 m; v¡ . n_ _ , Ep _. . . (illtitni-! ltn Maio de 2015 . I- Cíqui: Âmswm MISS TAGUATlNGA 2015 ! viii/ JM lim: immun- Ana Lígia Rezende foi eleita como a representante da beleza de Taguatinga. Ajovem beldade de 21 anos recebeu a faixa das mãos de Eliza Ferreira, superintendente do Taguatinga Shop- ping. A miss ganhou diversos kits, entre eles um especial para cuidados pessoais de 0 Boticário e um cheque no valor de três mil reais. A estudante Sabrina Lima, de 18 anos, ganhou o titulo de Miss Simpatia 2015.0 evento que escolheu a Miss Taguatin- ga 2105 foi realizado no Taguatinga Shopping e contou com a presença do administrador de Taguatinga, Ricardo Lustosa e o senador Hélioiose'. MISS CEILÂNDIA 2015 : twituríhkuueuuruf-. irm alvilr-Iralr-iiun: wi: - _ 5 . rima-i --ivllt-Líüilürirli»WIP. “e I'i¡tintu-ilaríraliannitzn-ri-Iu-I: *íi-i-ir-: mniuu ' _' °-' Ceilândia também elegeu a sua representante ao Miss Distrito Federal. O evento aconteceu no JK Shopping. A estudante Loyan- ne Faria, de apenas 21 anos, foi eleita a mulher mais bonita da cida- de e recebeu o título de Miss Ceilândia 2015. O titulo ficou em família. Loyanne recebeu o cetro, o manto e a coroa das mãos de sua irmã Allana Maya, que foi Miss Ceilândia 2014. Além do título e da oportunidade de concorrer ao Miss Distrito Federal, a vencedora recebeu das mãos do superintendente do shopping, Sidney Pereira, um cheque de RS 3 mil, diversos kits e umajoia Rommanel. Todas as fotos são de TELMO XIMENES A Coordenação e realização do concurso Miss Taguatinga e Miss Ceilândia são de Cloves Nunnes e Armildes Correia. A superintendente do Taguatinga Shopping Elisa Ferreira , o cabeleireiro Cloves Nunnes, a jornalista, produtora de eventos e colunista socio/ Armildes Correia, e a gerente de publicidade do Taguatinga Shopping Renata Monerat Manutenção Contabilidade Assessoria Jurídica Síndico Profissional Projetos de Melhorias Consuuoña O cabeleireiro Cloves Nunnes, coordenador e responsável pela realização do concurso Miss Ceilândia e o superintendente do Shopping JK Sidney Pereira, fazendo a entrega do cheque simbólico para a Miss Ceilandia 2015, Loyanne Faria. Administração de Condomínios (061) 8318-2606 guardiaocondominios@gmail. com
  9. 9. Maio de 2015 cciiuhro/ xoa 09 w . Í ' 01mm: a : lmriirn Amanda Brito MM” 01 - Armildes Correia de Brito. Colunista social, produtora de eventos e editora da Revista Evidence comemorou o aniversário com a família. (1705) 02 - Cia Borges Perolas Buffet celebrou idade nova com os amigos. (1705) 03 - Elenice Oliveira comemorou sua idade nova cercada pelo carinho da familia. (2305) 04 - Ludiane Aragão Recebeu o carinho e os cumprimentos dos amigos e familia pela passagem de sua data natalícia. (2005) 05 - Casal que combina até no mês que fazem aniversário. Marilene Figueira (1605) e Luiz Geraldo Figueira (1005). 06 - A professora Maria Santos também é aniversariante de maio (2205). Felicidades e paz. 07 Maria de Lurdes Nunes Bartelli, a Lurdinha, na foto com o maridão Jesus Bartelli, comemorou seu aniversário com a família e amigos. (23/05) 08 - Neide Paula de Lima, só simpatia e sorrisos na celebração de mais um aniversário. (2805) 09 - Ana Fontenele, na foto com o familia, Edvaldo Brito e as filhas Amanda e Sarah, comemorou seu aniversário em grande estilo. (1405) 10 - Toda a simpatia de Ney Fernandes na passagem de seu aniversário (0605), comemorado junto com os filhos. 11 - o jornalista Orlando Pontes, editor do jornal Brasilia Capital também ficou mais experiente. (1205) 12 - Luiz Rodrigues, na foto com a esposa Celia Maria e a filha Andrea, festejou idade nova com saúde e felicidade. (08/05) _I_ VIOLÊNCIA Agressões contra a mulher Uma ação importante voltada à violência contra a mulher foi anunciada pelogovernofede- ral. Portaria assinada pelo Minis- tério da Saúde, da Justiça e pela Secretaria de Políticas para as Mulheres estabelece novas diretrizes para a inte- gração do atendimento às víti- mas de violência sexual pelos profissionais de segurança públicasede saúde do SUS. O objetivo é implementar em âmbito nacional o registro de informações e a coleta de ves- tígios durante o atendimento às vitimas nos hospitais, redu- zindo a exposição da pessoa , contribuindo para o combate à impunidade, com a realiza- ção de exames nas primeiras horas apósaviolência. SAÚDE 23,5 milhões para pesquisas 0 Ministério da Saúde divul- gou edital para a realização de pesquisas em 23 segmentos estratégicos para o SUS, entre eles, o impacto da implanta- ção das Unidades de Pronto Atendimento (UPA), a avalia- ção da qualidade da atenção hospitalar no país e os efeitos doprograma Mais Médicos. Serãodisponibilizados RS 23,5 milhões para o desenvolvi- mentodosestudos. Podem participar instituições brasileiras de ensino superior, institutos ou centros de pes- quisa e desenvolvimento, além de empresas públicas que executem atividades de pesquisa em ciência, tecnolo- giaeinovação, TABACO Redução de fumantes A taxa de fumantes no Brasil caiu quase 31 por cento nos últimos nove anos. Segundo dados da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por inquérito Telefônico de 2014, quase 11 por cento dos brasi- leiros ainda têm o hábito de fumar. Em 2006, a taxa de fumantes era de 15 e meio por cento. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, a queda nos números se deu devido ao aumento do preço dos cigar- ros e também à proibição de propagandas de cigarro e do fumo em lugares coletivos, além da oferta de ajuda do ministério da Saúde aos fumantes que desejam para de consumirotabaco.
  10. 10. 10 calma/ Zerou: : I Maio de 2015 Í ' lfrjujrjtrwIq: /L1/›i1'l'l: -«l: nipum_ ANIVERSÁRIO DO RIACHO FUNDO l Os vinte anos de ocupação da Região Administrativa do Riacho Fundo II foram comemorados em sessão solene da Câmara Legis- lativa realizada na cidade. Os autores da homenagem são os depu- tados distritais Rafael Prudente (PMDB) e Júlio César (PRB). De acordo com a última Pesquisa Distrital por Amostra de Domicí- lio, Riacho Fundo II tem aproximadamente 44 mil habitantes, ANIVERSÁRIO DE ÁGUAS cLARAs A Câmara Legislativa realizou também sessão solene em home- nagem ao aniversário de 12 anos de Águas Claras. O evento con- tou com a presença de autoridades e da comunidade. A cidade de Águas Claras surgiu como um bairro de Taguatinga, mas somente se emancipou e se tornou região administrativa (RA- XX) com a aprovação da Lei Distrital n. ? 3153, de 06 de maio de 2003. Atualmente a cidade conta com cerca de 135 mil habi- tantes, abrangendo além da parte central, também os bairros resi- denciais de Arniqueira, Areal, Vereda da Cruz, Vereda Grande e a Área de Desenvolvimento Econômico (ADE). TERCEIRIZADOS DA SANTA HELENA O deputado distrital Chico Vigilante (PT) condenou em plenário a atitude da empresa Santa Helena Segurança, que prestava serviço para órgãos públicos como DFTrans, Sebrae, Justiça Federal, Secretaria de Assuntos Extraordinárias do governo Federal, entre outros. Segundo Vigilante, a empresa fechou as portas e demitiu 328 vigilantes terceirizados sem pagar os seus direitos trabalhis- tas. "Os trabalhadores estão na rua do amargura e não recebe- ram nenhum dos seus direitos", reclamou e pediu apoio aos cole- gas para que seja cumprida a Lei de sua autoria, que determina aos órgãos públicos a retenção de recursos dos contratos para pagamentos dos servidoresterceirizados. Crédito paraoGDF Os deputados distritais da Câmara Legislativa aprovaram também o PL n9 427/2015 que abre para o GDF crédito adicional à Lei Orça- mentária Anual no valor de RS 4,39 milhões. O deputado Wasny de Roure (PT) chamou a atenção para o alto valor destinado ao pagamento de Jeton para participação de reuniões de conselhos da Secretaria de Esporte - RS 1,8 milhão e sugeriu que o GDF que direcionasse esses recursos para a atividade fim da secretaria. A solicitação foi atendida e este valor será realocado para financiar programas defutebol amadore manutençãodasvilas Olímpicas. CONFLITOS EM CON DOMÍNIOS De acordo com o deputado distrital bispo Renato (PR), o Fórum de Prefeituras Comunitárias de Ceilândia trouxe o dilema vivido por mais de 450 familias, cujas casas podem ser derrubadas caso se cumpra o anúncio do Governo do Distrito Federal de construir uma bacia de drenagem no local. O parlamentar defendeu o "diá- logo como a melhor maneira para amenizar os conflitos" existen- tes na região. EM PRÉSTIMO PARA AM PLIAR 0 METRÔ Os deputados distritais da Câmara Legislativa aprovaram o proje- to de lei n° 352/2015, do GDF, que permite ao governo contrair empréstimojunto à Caixa Econômica Federal- CEF, no valor de RS 737 milhões e 100 mil reais, que será utilizado para a compra de 10 novos trens para o Metrô-DF e a construção de três novas esta- ções na 104, 106, e 110 Sul. A proposta altera os artigos 19 e 29 da Lei n" 5002/2012, que auto- rizava o Executivo a contrair o empréstimo junto BNDES. A justifi- cativa do Executivo pela CEF é de que a instituição financeira ofe- receu "menorexigência de contrapartida financeira". DIA DO DEFENSOR PÚBLICO Foi realizada no plenário da Câmara Legislativa uma homena- gem em comemoração ao Dia do Defensor Público. A autora da iniciativa, deputada distrital Lílíane Roriz (PRTB), ressaltou a importância desses profissionais para a sociedade: "É nobre o papel desenvolvido pelos defensores públicos de garantir assistência jurídica integral e gratuita àqueles mais necessita- dos". Segundo a distrital, "por várias vezes o defensor público é a esperança de pessoas que não sabem o que esperar da Justi- ça de palavras difíceis". A parlamentar reafirmou o seu compro- metimento na luta por melhores condições de trabalho para os defensores. REGULARIZAÇÃO DE CONDOMÍNIOS A regularização fundiária de condomínios localizados no Setor / V P, em Ceilândia, foi debatido em audiência pública realizada na _ cidade. Entre as áreas em discussão, esta' o parcelamento Nova j ' , _ Jerusalém, expansão do Condomínio Sol Nascente em conjunto ' l com o Pôr do Sol. A intenção do deputado distrital bispo Rena- to Andrade (PR), é abrir um canal de diálogo para achar solu- 1 ções legais para "minimizar o sofrimento de milhares de famili- as residentes" naquele setor. "As pessoas buscam a regulariza- l ção" de suas moradias, e "o Estado tem obrigação de acolhê- | as", disseodeputado. l CIDADÃO HONORÁRIO os BRASÍLIA O maestro Sérgio kolodziey, regente de vários corais no Distrito Federal, foi homenageado com o titulo de cidadão honorário de Brasilia. O título, proposto em 2010 pelo então deputado distri- tal Aylton Gomes, foi entregue pelo deputado distrital Júlio César (PRB). Sérgio Kolodziey realizou diversos cursos de verão na Escola de Música de Brasília e passou a trabalhar na regência de corais, como o "Coral dos Cinquentões da UnB", o "Coral Pro- jeto Vida", formado por jovens carentes de São Sebastião e o u Xl¡ "Coral Conviver", para portadores do mal de Alzheimer, no Hos- pital Universitário de Brasília. Deputado Júlio César PREJUÍZO DATERRACAP O deputado distrital Wellington Luiz(PMDB) pediu à Mesa Dire- , V N tora da Câmara Legislativa, Ministério Público e ao Tribunal de a -; , Contas do DF que investiguem denúncia de uma operação da , , l Terracap que teria resultado num prejuízo de aproximadamen- " ' te RS 49 milhões. De acordo com a denúncia, a empresa teria / deixado de pagar uma dívida de RS 206 milhões com a Fazenda nacional e repassado os recursos para o tesouro do GDF. Mas posteriormente a Justiça condenou a empresa pela açãoe o pre- juízo imposto foi RS 49 milhões. Depum” Wem-"gm" Lui' 0 SANTO GUERREIRO @E SÃD JORGE Ó São Jorge. meu Sanio Guerreiro, invencível na ! é em Deus, que irazei em vosso msm a esperança e cennança abri meus caminhos Eu andarei vestido e armado, com as vossas armas para que meus inimigos, lendo pes não me alcancem. lendo mãos não me › peguem_ lendo olhos não me enxerguem, e nem pensamenios pos- 1;'. Qlll/ Ç icoiociii quem cciedila nislo? sam ler para me lazerem mal Armas de logo o meu corpo não alcan- çarão, facas e Ianças se quebrarao sem ao meu Corpo chegar, cordas . › 2 ' ecorrenles se arrebenlaraosem aomeu corpoamarrar J ' 4? à , Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estende¡ , ; y 4 . 4 l' ” j a B: _o i. ..- vosso escudo e as vossas poderosas armas, defendendo-me com a vossa iorça e grandeza Ajudai-me superar lodo o desâni- mo e alcançara graça que vos peça. (Faça agora o seu pedido) Dai-me Coragem e esperanca. fortalece¡ minha fé e auxiIiai-me nesta necessidade (Rezar um Pal Nosso. umaAva Marla e fazer o Slnal da Cruz). RUI: 23 DE “Ill Verdadeiro guerra/ ro dl fé, Sia Jorge vonnou contra Sounds terríveis batalhas, por Isso sua Imagem mais conhecida é dale montado num cavalo branco, vencendo um gundo dragão. Com seu testemunho, este grande uma nas convida a segulnnos Jesus sem ! anunciar o bom combate. PUDlIDIDD I PEDIDD PDI¡ DMI GRAÇA IICINCHDA SINALIZAÇÃO EM CONDOMÍNIOS Fluxo de veículos Trânsito de veículos pnojnns¡ Normas e legislação “Emma Elevadores Acesso Quadros de energia PC de energia PC de água Armários de cabeamentos Bombas d'água Quadro de chaves Carga / Descarga Desembarque Placas educativas Administração de Condomínios (061) 8318-2606 guardiaocondominios@gmail. com
  11. 11. Maio de 2015 coiuuíizonoa 11 , a JUSTIÇA Fernandinho Beira Mar Após mais de 10 horas de jul- gamento, o traficante Luiz Fer- nando da Costa, o Fernandi- nho Beira-Mar, foi condenado a 120 anos de prisão. Ele era acusado de ordenar mortes de quatro detentos, dura nte rebe- lião no presídio Bangu I, em 2002. As vitimas foram os inte- grantes da facção Amigo dos Amigos, entre eles o traficante Ernaldo Pinto Medeiros, o Uê lider do grupo. Com esta sen- tença, Beira-Mar acumula um total de 253 anos e seis meses de prisão. Segundo a Justiça estadual carioca, Beira Mar res- ponde também por lavagem de dinheiro, contrabando e associação para o tráfico inter- nacionalde drogas. TRANSITO Cinto no banco detrás Muitos brasileiros ainda não têm o hábito de usar o cinto de segurança no banco de trás. Pesquisa do Ministério da Saú- de, realizada em parceria com o IBGE, aponta que apenas 50,2% da população afirmam sempre usar o cinto quando estão no banco traseiro de car- ro. Os entrevistados mostram mais consciência quando está no banco da frente. 79,4% das pessoas com 18 anos ou mais dizem sempre usar o item de segurança. Contudo, o cinto na parte traseira do veículo reduz mais o risco de morte, pois, em uma colisão, impede que o corpo dos passageiros seja pro- jetado para frente, atingindo o motorista eocarona. VIOLÊNCIA Estatísticas da agressão Em pesquisa do MS sobre a questão da violência, 3,1% da população afirmou terem sofrido alguma violência ou agressão de pessoa desconhe- cida nos últimos 12 mesesante- riores. Homens sofrem mais agressão por pessoas desco- nhecidas (3,7%) e as mulheres são as maiores vitimas de agressão por pessoas conheci- das (3,1%). Do total de pessoas que sofreram violência, 20,9% tiveram alguma lesão corporal devido à violência ou agressão por pessoas desconhecidas, sendo mais da metade homens (28,6%) e 11,4%, mulheres, As mulheres foram as que mais buscaram assis- tência, 20,8%, enquanto esse índice entre os homens foi de 12,3%. Í ” ; alii-lí IIEHEIISÃO Illl lÍElSEGTIIÍiÍIIl: llíñll ¡Cllllll CHARGE A vasectomia é um método contraceptivo simples, eficaz e muito utilizado no mundo inteiro. Anualmente, cerca de 500 mil homens de várias partes do mundo optam pela vasectomia para não ter mais filhos. Entretanto, entre 25 mil e 50 mil mudam de ideia depois, devido às circuns- tâncias como um novo casamento, por exemplo Embora acreditem que, assim como a Iaqueadura (Ii- gadura das trompas), o proce- dimento é definitivo, grande parte deles tem uma nova chance ao procurar ajuda especializada. "Quando bem indicada, e' possível realizar a vasova- sostomía, que é a reversão da vasectomia. Trata-se de um procedimento muito ut¡- lizado para restaurar a ferti- lidade masculina”, diz Agui- naldo Nardi, especialista em Medicina Reprodutiva e dire- tor da unidade de Bauru do Fertility MedicalGroug. PROCEDIMENTO Nardi afirma que o procedi- mento implica na reconexão dos ductos deferentes de cada um dos testículos que foram bloqueados. Quanto mais cedo o paciente se arre- pender, maiores serão as chances de conseguir engra- vidara parceira. "Quando a vasovasosto- mia acontece até três anos depois de realizada a vasec- l_ ' ? miau-di- FESTA DE P O maior evento religioso do Centro-Oeste, a festa de Pen- tecostes, todos os anos orga- nizada pelo padre Moacir Anastácio, da Paróquia São Pedro, de Taguatinga Sul, foi realizada do dia 17 ate' o dia 24 de maio. A Semana de Pente- costes teve encerramento com uma grande missa cam- pa| noTaguaparque. Mais de um milhão de fiéis estiveram nas Missas de Cura e Libertação e a Consagração das velas de PentecostesàSan- tíssima Trindade. É SANTO EllPEIllT tomia, as chances de sucesso são de 97%. .lá quem resolveu reverter dez anos depois, o procedimento é bem- sucedido em 79% dos casos. Ou seja, oito em cada dez homens conseguem voltar atrás”. BENEFÍCIO O médico chama atenção que nem sempre o esforço vale a pena, porque vai depender também da idade da parceira, "Como a fertilidade femini- na sofre uma queda relevan- te depois dos 35 anos, é importante avaliar as chan- GTEGIISTES íhllllllll G O evento recebeu pessoas do DF e do Brasil inteiro. Mais de 4000 fiéis vieram nos ôni- bus evansque lotaram os esta- cionamentos. Foram cerca de 250 veículos que ficaram esta- cionados noTaguaparque. A festa de Pentecostes com- pletou 16 anos de existência. A celebração liderada pelo Padre Moacirjá é considerada a maior festa paroquial do mundo. Segundo informações da Igreja Católica, cerca de 40 países acompanharam as cele- brações em 2014. O SANTO DAS CAUSAS URGENTES Meu santo Expedllo das causas iustas e urgentes Inlerceda por mim ¡unto ao Nosso Senhor Jesus cristo. socorra-me nesla hora de aillção e desespero, meu santo Expedito vos que sots um santo : guerreiro, vos que sois o Sanlo dos allltos. vos que sois o Santo dos desesperados, Vós que sois o Santo das causas urgentes, proteja- me, Ajuda-me, Dal-me lorça. colagem e serenidade. Atendo meu pedido ¡ (Fazer o podido) 'L Meu Santo Expedito! Ainda-me a superar estas horas dliice- rs, proleja de todos que possam me preiuaioai_ prole)a rninna lamilla, .- “g4 atenda ao meu pedido com urgência DevoIva-me a paz e a tranqüili- '- dade. Meu Santo Expedito! Serei gralo pelo resto de rnintia Vida e , levarei seu nome a todos que têm lé Muito obrigado (Rezar1 Pal Nosso. 1 Ave Maria o fazera slnal da cruz) se vocô está com um problema do dificil solução o proclsa do ajuda urgonto, poça esta ajuda a santo Expedito que o o Santo dos Nogoolos que proclsam do pronta solução o cuja Invocação nunca a tardia. Pllllllilllll A Flllllill ! Ill IJMI ülllclllllltlllclllll . a Incoterm- ces reais desse casal ter um bebê de forma natural, ou seja, com tentativas regula- res durante um ana. Em geral, o vasovasostomía con- segue restourar a produção de espermatozoides em 90% dos casos, com taxas de gra- videz de até 60%. Mas em determinadas situações, o mais indicado é recorrer afer- tilízação in vitro, com injeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICS/ j". DECISÃO Na opinião do especialista, embora a vasectomia seja uma forma de esterilização #-44 a 1:0 llTÚll . _, _~_ . s. Fonte: Dr. Aguinaldo Cesar Nardi Médico urologista, especialista em Medicina Reprodutiva e diretor do Fertility Medical Group, Unidade Bauru (SP) www. fertility. com. b masculina muito simples e segura para homens que não desejam mais ter filhos, essa decisão tem de ser muito bem pensada, já que, estatistica- mente, está aumentando o número de divórcios e de novos enlaces. "Diante desse padrão de comportamento, o ideal seria tanto para o homem, quanto para a mulher optar pela criopreservação de espermatozoides e óvulos, res- pectivamente. Assim, embora não queiram ter mais filhos na situação presente, qualquer mudança de planos no futuro estará garantida pela ciência". O Pentecostes e' festejado 50 dias depois da Páscoa. Segundo a Igreja Católica, no dia de Pentecostes a Páscoa de Cristo se realiza na efusão do Espirito Santo, que e' manüestado, dado e comunicado como Pessoa Divina, em que o Espírito Santo é Deus com o Pai e com o Filho, @E sum EIWIIGES O santa Eowiges, vós que na terra fostes o amparo dos pobres, a ainda dos desvalldos e o socorro dos endlvldados. e no Céu agora deslrulals do eterno prémio da caridade que em Vida pratioastes, supllcanle le peço que sejais minha advogada, para que eu obtenha de Deus o auxilio de que urgentemente necessllo (laxor o pedido). Alcançal-me também a suprema graça da salvação eterna. Santa Edwlges. rogai porrlósAmém! Reza! um Pal Nosso, um¡ Ave Maria e fazera slnolda Cruz So voos um com llgum problem¡ nrisricolro u. dllícll lolução, peça ajuda a Snntz Edwigaa. Esta sorriu o a Protetora dos Pobres o Endividados. Em todo o mundo as ou. soas sempre conseguem resolver seus problemas do ordem rlnancolrs, graças à ¡mar- cossao da SANTAEDWIGES ¡urito ao Nosso SonhorJESUS CRISTO. Plllsllcllllllfllllbl] ! Im IJNIAGIIA llllllll lllll
  12. 12. 12 I coíauiuroAos Maio de 2015 j, A Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás por meio da Secretaria de Saúde realizou mais uma edição do programa Saúde no seu Bairro, na Estraté- gia Saúde da Familia (ESF) do bairroJardim Perola II. Cerca de 500 pessoas recebe- ram atendimento com médi- cos, enfermeiros, dentista e outros profissionais da área. Representando o prefeito Hildo do Candango, a primeira- dama Aleandra de Sousa falou sobre a importância do progra- ma. "A administração municipal tem trazido benefícios impor- tantes para a comunidade". Ill/ Noll' n¡ ¡Ulnmüm IAIIIIIÍlÍI PÉRCILA II REGE "Ter acesso a saúde de qua- lidade é direito de todo cida- dão e esse programa tem exa- tamente esse objetivo apro- ximar a população dos bene- BARRAGEM Ill¡ IIESGIIBERTO | lAI ABASTEIIER AGIIAS IIIIIIAS População de Águas Lindasvai consumir água da Barragem do Descoberto O prefeito Hildo do Candango recebeu em seu gabinete o pre- sidente da Caesb Maurício Ludu- vice, o diretor Financeiro e Comercial da Caesb Geraldo Julião Júnior e o diretor de Ges- tão Corporativa da Saneago Robson Borges Salazar. Em discussão assuntos impor- tantes para a população, como o uso consciente da água. Segundo o prefeito Hildo do Candango será criado em breve o Parque Estadual do Descober- to que terá como objetivo a pre- servação da Barragem do Des- coberto, garantindo assim água para as futuras gerações. A , L. u-w L l '. O prefeito Hildo do Candan- go falou ainda do cronogra- ma das obras de saneamento básica que foi estimada em 28 meses, desses Sjá foram cum- pridos. "Nós saimos desta reunião com uma ótima notícia para o nosso povo, estamos cons- truindo as adutoras que em breve vão trazer água de qua- lidade da Barragem do Des- coberto para todas as casas de Águas Lindas", completou oprefeito. As obras avançam por toda cidade, em dezembro deste ano 25 mil famílias já conta- rão com o sistema de esgota- mento sanitário funcionando plenamente. IPBOGRAÍLÉE SAIÍlIE FCO SEE RAIRRG AL-'nfrega rápida fícios oferecidos pela prefei- tura pensando em melhorar a qualidade de vida de todos", destacou a primeira dama AIeandradeSousa. Além de marcação de con- sultas especializadas foram disponibilizados atendimento odontológico, clínica médica e outras áreas e também palestras sobre cuidados den- tários, entre outras. Segundo a coordenadora Elisângela Pavanele a unidade tem uma grande demanda e conta com médico, dentista, enfermeira e técnicos em enfermagem. Um total de 12 Agentes Comunitários de Saúde realizam visitas men- sais acompanhando as famili- as e oferecendo orientações à prevenção de doenças e pro- moção da saúde. PRIMEIRA-DAMA PARTICIPA IlE A Primeira-dama e secretá- ria de Ação Social e Cidadania Aleandra de Sousa, participou do evento de conscientização sobre o uso de drogas no meio estudantil. O evento é uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Águas Lindas por meio da Secretaria de Educação, Poli- cia Militar e Ministério Públi- co. A ação aconteceu na Escola Municipal Darci Ribeiro. Mais de mil pessoas partici- param da palestra e ouviram também as sugestões do pre- feito Hildo do Candango, do vice-prefeito Luiz Alberto, representantes da PM e da promotoria deJustiça local. 14 anos de tradição -Ísarnamíbaia/ Sul e Norte, P GIIIISIIIEIITIIAÇAII SIIBRE IIRIIGAS A primeira-dama falou sobre a necessidade das fami- lias acompanharem de perto seus filhos. Para Aleandra a família é a principal base para o desenvolvimento dos nos- sos cidadãos. "Temos de observar bem as atitudes de nossos filhos, saber sobre suas amizades e se realmente estão cumprindo com suas obrigações, na escola, em casa. Isso é fundamental para que eles desenvol- vam responsabilidade". Aleandra de Souza Primeira Dama Secretária de Ação Social e Cidadania . I ' TRABALHO ¡ q: : = = . Deputado < f' Wellington Luíz / A) a CLDF Derruba veto do GDF Os deputados distritais derru- baram o veto parcial do GDF ao PL n? 2.035/2014 e garantiu a existência de vagas a serem preenchidas por concursos públicos no Metrô, na Secreta- ria de Cultura e na Defensoria Pública do DF. A votação foi acompanhada poraprovados nos últimos con cursos para esses órgãos. Para Wellington Luiz (PMDB), a rejeição do veto foi fruto da "organização das categorias". Wasny de Roure (PT) conside- rou a manutenção das vagas "uma vitória dos concursados do DF" e Chico Vigilante (PT) disse que "o servidor vem sendo escolhido pelo GDF como bode expiatário da cri- n se. SAÚDE MAIS MEDICOS PAR/ x UBR/ SL Mais MédicosatendeoDF Os profissionais brasileiros com diplomas do exterior pre- encheram todas as 41 vagas remanescentes no DF do atual editaldo Programa Mais Médi- cos. Com isso, 100% da demanda do estado foi aten- dida. Em todo o país, foram ocupadasas387vagasquefa| - tavam, sem que houvesse necessidade de realizar cha- mamento de profissionais estrangeiros. Com a atuação desses partici- pantes, o governo federal garantirá assistência para 63 milhões de brasileiros que antes não contavam com médico na Unidade Básica de Saúde. Ao todo, serão 18.240 médicos atuando em 4.058 municípios, cobrindo 72,8% das cidades brasileiras, e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas(DSEI). COMPRE NOS CARTÕES SEM SAIR DE CASA 3357 -ãilãü I &IÍEIFE-ilãiíf I &lT:2i. -45ã3 Entregamos também aos domingos e feriados s 31143” *à-
  13. 13. GA T0 por lebre 0 Venâncio estava pescando quando viu uma mulher quee- rendo saltar da ponte do rio. Correu até ela e perguntou: - Que tu tá fazendo, menina? - Vou me suicidar. Responde com uma voz delicada e caden- ciada, eameaça pular. Generosa e humanitário, Ve- nâncio pensa um pouco e diz: - Bom, antes de saltar, por que não me dá um beijo ? Ela diz que sim, e toda faceira dá um beijo longo e apaixonado na boca doVenâncio. Maio de 2015 ccfiiuíumoa ) 13 l r? -/ J* 'i ã ' - somas SJÉKLY BEIJO W f; ,ç . , *mx _ Mai? ) A turma de pescadores ami- gos do Venâncio aplaudem e o herói recupera o fôlego, ali- saabarbaeadmite: - Este foi o melhor beijo que me deram na vida. É um ta- lento que se perderá caso tu te suicide. Por que tu quer morrer? - Meus pais não gostam que eu me vista de mulher! !! Não lembro se o caso terminou classificado como homicí- dio, suicídio ou duplo afogamento. f 1? Exame 111 I! El0('IDIíDI. -'! !!! l ' Uma advogada andava em alta velocidade pela cidade com seu BMW, quando foi parada pela polícia: Guarda: - A senhora estava em excesso de velocidade, por favor, a sua Carteira de Habili- tação. Advogada: - Está vencida. Guarda: - O documento de licenciamento do carro. Advogada: - O carro não é meu. Guarda: - A senhora, porfavor, abra o porta-luvas. Advogada: - Não posso, tem lá um revólver que use¡ para rou- bar este carro. Guarda (já bastante preocupa- do): Abra o porta-malas! Advogada: - Nem pensar! na mala está o corpo da dono deste carro, que eu matei no assalto. O guarda, vendo-se diante das circunstâncias, resolve chamar oSargento. Chegando ao local o Sargento dirige-se à advogada: Sargento: - Carta de condução e documenta do carro porfavor! M" -Êiríllili Assédio ? Advogada: - Está aqui senhor, como vê a carro está no meu nome e a carta está regular. Sargento: - Abra o porta- luvas! Advogada (tranquilamen- te. ..): - Como vê só tem alguns papéis. Sargento: - Abra o porta- malas! Advogada: - Certo, aqui está. .. como vê, está vazio. Sargento - Deve haver aqui algum equívoco, o meu subor- dinado me disse que o senho- ra não tinha carta, que não era a dana do carro pois o tinha roubado, com um revól- ver que estava no porta luvas, de uma mulher cujo corpo estava no porta malas. Advogada: - Sá falta agora esse mentiroso dizer que eu estava em excesso de velocí- dade! !! . / 2110312111114 Para você é o periodo do ano ideal pra repensarfinanças, as- suntos práticos e lutar de mo- do conseqüente por mais abundancia e conforto pesso- al. Melhor auto estima é a cha- ve secreta do amor. 11A11111n 15V 21106121101 Bom pra você o periodo que se inicia. Amigos e projetos compartilhados com eles fa- rão a sua alegria, trazendo oportunidades para você de- monstrartodo o seu potencial etraçarnovos planosdevida. tj* 11111111 K I 21111111 11221111 Prepare-se para encarar divi- das de todo tipo nas próximas semanas. Mas o Sol em Touro vai iluminar direitinho o cami- nho pra você resolver essas pendências. Alguns medos po- dem se tornar mais fortes. 6gb 111111111011110 l j 2211211201111 Este é um periodos mais pro- missores para você viver o la- do divertido do jogo amoro- so, da conquista e do namoro. É ideal também para você bri- lhar em áreas que destaquem seus atributos intelectuais. Llll/ Iilflwf: TORTA DE RICOTA INGREDIENTES: 4? 111111111 211111 121111111 Melhor época do ano pra você investir de verdade em seus projetos pessoaise íntimos, cu- idarda saúde, da aparência, da beleza. Fazendo isto, você vai se sentir confortável e de bem com avida. @ 111111 ! IIIITI 22/0! Periodo ideal para atingir o su- cesso profissional, ambições pessoais mais poderosasetam- bém para sua busca por con- forto, bem estare uma vida ma- is gostosa. Faça por merecer com seu esforço. 'a N_ 1s111111111ii11 vô* 2111111121111 Por algumas semanas o seu te- ma será relacionamentos. O que o move para eles, o que os afasta deles, com quem, quan- do e onde e principalmente o que. Confrontos grandes, for- tes e inevitáveis pela frente. . @tg llilulmn , ' 211111111111112 A fase é boa para exteriorizar a sua vontade forte, capaz de cri- ar, de ser e acontecer no plano da terra. Pés no chão e cabeça nas nuvens! Embeleze sua ca- sa. Cuide do seu patrimônio com mais carinho ebom gosto. . d 5 É# 1111111115 21105 o Ill/ III¡ Período propício para encarar com honestidade de que for- ma seus comodismos e certos hábitos arraigados prejudicam você e seus relacionamentos. Mais estabilidade e bem estar fariam bem a você. f 'x 1111111111 , Ã 2310¡ ¡Hill! Tudo vai ficar mais fácil pra vo- cê. Uma vibração geral de de- terminação e vontade pode- rosa vai fazer você entender e agir em sintonia com ela. Di- virta-se na busca de expansão de seus horizontes. I' sl111111111111 7 22111121112 Chegou uma hora de Ievara sé- rio como anda sua saúde, seus hábitos de vida, vícios e roti- nas. Tome uma atitude mais consistente nessa área. Você precisa combater inclinações ao prazerindiscriminado. tah 11111115 V4? 211111212111111¡ Tem inicio agora a fase anual muito boa pra estudar, ler, es- creveremostrarseutalento pa- ra as artes da comunicaçãoeex- pressão. Todas essas atividades vão ajudar a canalizar seus ta- Ientosque estão em polvorosa. Receitas da I'll EIIITE Rendimento: 20 porções Calorias: 62 kcal/ porção Carboidratos: 4,8 g Proteínas: 4,2 g Llpidios: 2,9 g Receita fácil e super saudá- vel, preparada com Stevita Culinária, para manter a sa- úde e a boa forma. Lem- brando que Stevita não tem contra-indicação e é indica- do para todos os públicos (gestantes, diabéticos, cri- anças, etc). 500 g de ricota, 1 copo (200 mL) de leite desnatado, 2 colheres (so- pa) de leite em pó desnatado, 2 gemas, 3 claras em neve, 1 colher (sopa) de amido de milho, raspas de limão, 5 colheres (sopa) de STEVlTA CULINÁRIA, 1 colher (sopa) de uvas passas, gotas de bau- nilha. MODO DE PREPARAR: No liquidificador, bata a ricota, o leite desnatado, as gemas, a mai- sena, o STEVlTA CULINÁRIA e a baunilha. Despeje em uma vasilha apropriada e reserve. Bata as claras até o ponto de neve. Junte-as aos poucos à mistura reservada, delicadamente. Acrescente as passas e as raspas de Ii- mao. Despeje em um pirex untada com margarina light e farinha de ras- ca. Leve ao forno e asse por 40 minutos ou até começar a dourar. - TODAS as outras mulheres do escritório estão te processando por assédio sexual. Como sou a ÚNICA que você não assediou, vou te processar por discriminação! !!
  14. 14. 14 : :ilumine Maio de 2015 v¡ - . I - 1. __ , m7, Produtos importados : www. facebook. comlpurezamultimarcas @purezamultimarcas (61) 8593-2628 ¡lili! 08 - epnlumo “B” - lotes 43145147149/ 51 GEIlllHlllA SIII. - IIISTMTII FEIIEIIM àsseslsorià contábil : ;-_'. .gc3_“_: ": "to 05,' ; -rq . ..sJ'u _. . i. .. u 1-4-. ?no @animam vidros temperados / Varandas . Box > Portas , _ Amuradas / ' Prateleiras sacadas Escadas Janelas BGCICE-ZiÍE-EÍD : n k- , ___ r . , :É - 'l t- Móveis planejados '- 9268-5573 lí” À ¡LvAc. =.ã', íÍlr<E: . ivm 7h "sit. ,' 4: 4;' ' r . « É ', 8185-2685 r-. Í Baratas Escorpiões Cupins Formigas Pernilongos Ratos › E outras pragas urbanas e! ! V _wmv-n &aífüm-«BU Lwau'lzu. l . I 7 y. Reforma e fabricação de móveis estofados Capas acolchoadas para proteção de elevadores g Capas para sofá l -l J 8595-3575/3039-2850 Le/ 3351-4841/9233-1571 l CNA_3, Lote 11,lLoja 2, Praça do DI, Taguatinga Norte Topeçor¡ wwwtapecariajoycecom. br ílñllTülvl 9558-0587 AO LADO DA 125 DP Atendemosa domicílio em Taguatinga e Vicente Pires x l . IP TRABALHO Servidores vitoriosos A vitória dos servidores públi- cos do DF que garantiu alega- lidade dos reajustes aprova- dos pelo legislativo no final do ano passado, foi comemorada porvários distritais. Entre eles, Wasny de Roure (PT), que lembrou que a con- firmação unânime da legalida- de dos reajustes, pelos desembargadores, 'foi uma vitória tanto da organização das trabalhadores, como tam- bém dos parlamentares da legislatura passada da Câma- ra Legislativa". Também os distritais Chico Leite e Chico Vigilante (PT) parabenizaram os desembar- gadores do TJDFT pela vota- ção unânime. TRÂNSITO Acidentes com motos Só em 2013, 12 mil pessoas morreram em acidentes com motos no Brasil representan- do cerca de 30 por cento das 45 milmortes notrânsito. Nos últimos seis anos, as internações no SUS envolven- do motociclistas, em todo País, cresceram mais de 100 por cento e os custos de aten- dimento desses pacientes aumentou cerca de 200 por cento. Para tentar frear O aumento dessas mortes e internações, o governo começou a planejar uma política específica para prevenir acidentes com motos. A|gumas propostasem estudo são a obrigatoriedade de apresentação da habilita- ção no momento da compra da moto, por exemplo. TRÂNSITO Acidentes com motos no DF O Distrito Federal ocupa a 245 posição no ranking de mortes por acidentes de motocicleta, com taxa de mortalidade de 3,8 para cada 100 mil habitan- tes. Foram 542 mortes em 2013 e 763 internações em 2014, representando um gasto de RS 1 milhão. Segundo Sistema de Vigilân- cia de Violências e Acidentes (VIVA 2011), 78,76% das víti- mas de acidente detransporte terrestre envolvendo motoci- clista são homens, na faixa etá- ria de 20 a 39 anos. Entre os motociclistas ouvi- dos, 19,6% informaram o uso de bebida alcoólica antes do acidente e 19,7% estavam sem capacete.
  15. 15. Moio de 2015 ; aiii/ Araripe 15 , Í ' Wir/ ima ACADEMIA TACIIATIICCIIEFCSE OE LETRAS ATl- COíliEíiiCliA 29 ANOS A Academia Taguatinguense de Letras (ATL) vai comemorar 29 anos de existência com vári- as atividades culturais em sua sede. A instituição, que ampliou seu espaço para atender mais escolas e a comunidade, vai rei- naugurar sua biblioteca com- posta por mais de 7 mil livros de escritores do DF, um pequeno auditório, além de salas para ofi- cinas de cordel, poesia e litera- tura infanto-juvenil. Um sarau poético-musical será o ponto alto do evento. Vários músicos e poetas convi- dados vão apresentar seus tex- tos e suas músicas. O maestro e compositor Nestor Kirjner, dire- tor musical do Coral Alegria, acompanhado do cantor e solis- taJoeI Oliveira, será um dos des- taques da tarde. A Academia Camerata Real fará uma home- nagem aos 100 anos da cantora Billie Holiday. n, ' lolnH-, k PROJETO OE lEl PIIOÍBE OISCIIIMINACAO Proibir a discriminação nos valores destinados a premiação de pessoas idosas em eventos desportivos, é o que prevê o Projeto de Lei de autoria do deputado Júlio César (PRB-DF), em tramitação na Câmara Legislativa do Distrito Federal. O intuito do Projeto de Le¡ é beneficiar os mais velhos pro- porcionando a igualdade nos valores destinados nas compe- tições desportivas realizadas, ou apoiadas por qualquer enti- dade pública ou nos espaços porela administrados. _o » : a A COÍÃOMICACÂO a Will. . IETIRÍC r_ _l . i. um. l l l xiii. '. ll ililílll il_ lll'l'll| killl illu ? .l5^l/ l.l l ITI E lllCOlllllCllll COMO PATRIMONIO Clllíllllll OO [IE - lEl 5159/2018 O artista Elton Pereira da Silva e o tecladista Rubens Cruvinel irão homenagear o poeta Castro Alves, patrono da ATL. A banda Geriatric Blues também dará o seu reca- domusical. A escritora Dinorá Couto Cançado vai lançar o livro "Pa- çoca da Avó". A escritora Cácia Leal lança- rá o romance policial "As tes- temunhas: na mira do tráfi- co". Escritores da ATLtambém lançarãosuasobras. Será uma tarde movimenta- da com a comemoração dos aniversários da ATL, de Tagua- tinga e do acadêmico Popó Magalhães. "É notório o crescimento na participação de idosos em corridas de rua. Nada mais justo que não tenha discriminação na premiaçãoí Deputado distrital Júlio Cesar A sede da ATL está localizada ao lado da Biblioteca Machado de Assis e do Teatro da Praça Agua. .. llgiztli| iwnk . i. l m. .. Logo da ATL EM PBEMlACAO PAIIA IOOSOS Para o parlamentar a inten- ção deste projeto é fazervaler o verdadeiro respeito, tanto ao estatuto, quanto à política nacional do idoso. "O esporte sem dúvida é uma importante ferramenta de inserção soci- al, capaz atingir todas cama- das sociais, todos os públicos, rompendo qualquer barreira e unindo as pessoas. Prova dis- so, é o notório crescimento na participação de idosos em cor- ridas de rua. Nada mais justo que não tenha discriminação na premiação", afirma. Livros e revistas Rubens Cruvinel Membro Gustavo Dourado Presidente da ATL Jornais: Tablóide, germânica e standard Folderes, panfletos e cartazes Catalogos e portfolios Cartões e papel timbrado Pastas e envelopes Impressos especiais Convites artesanais soediioro@hoimoil. com l -1 j- SAÚDE Casosde dengue Segundo o último balanço do ministério da Saúde, o núme- ro de casos de dengue teve redução de 27 % no mês de abril em relação a março. De acordo com ogoverno, 13 esta- dos apresentaram queda no número de casos. Em março, foram registradas cerca de 340 mil notificações da doença. Já em abril, o número caiu para 246 mil e 600 casos. O ministério da Saúde estima que a tendência é cair mais com a chegada do inverno. A Aedes tem dificul- dade em proliferar no frio. A região que apresentou maior incidência de casos foi o Cen- tro-Oeste, com 653 casos a cada 100 mil habitantes. EDUCAÇÃO Novas regras para o Enem Os estudantes reprovados no Enem, vão poderter acesso às notas e a classificação final no exame. A medida está prevista em pro- jeto de Lei aprovado na comis- são de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. Quando passara valer, os can- didatos vão poder ter acesso às notas das provas, da reda- ção e a classificação final no exame. Atualmente, apenas os candi- datos aprovados têm acesso ao boletim de desempenho no exame. 0 relator do projeto, deputa- do Federal, Marcos Rogério, do PDT de Rondônia, acredita que a iniciativa garante acesso à informação, que é essencial para ocandidato, que pode dis- cordar dos critérios e recorrer, buscando seusdireitos. ml . ifliííll 1:: : lll . tiHIlri
  16. 16. 16 CâÍÍÍÍJIDAD! Maio de 2015 , da A falta de fiscalização se tor- nou um problema para os mora- dores do centro de Taguatinga e põe em xeque uma lei desco- nhecida pela maioria da popu- lação. Quem passeia com os animais de estimação pelas ruas da cida- de e acha que recolher as suas fezes e' apenas uma questão de educação está muito engana- do. Nãoésó isso. O cidadão que deixa os deje- tos do seu bichinho para serem "encontrados" pelo sapato de algum pedestre desavisado e' um criminoso, pois está des- cumprindo uma lei em vigor. De acordo com o Artigo 39 da Lei n? 2.095, de 29/09/1998, publicada no Diário Oficial de 30 de setembro deste mesmo ano, os proprietários de anima- is são responsáveis pela manu- tenção dos bichos em boas con- dições de alojamento, alimen- tação, saúde e bem-estar, e tam- bém pela remoção dos dejetos por eles deixados nas vias públicas, bem como pelos danos quecausematerceiros. No centro de Taguatinga, pró- ximo a Praça do Relogio e da sede da Administração a situa- ção está insustentável. Grosso, fino, grande, pequeno, duro, pastoso, marrom, preto, redon- do, cilíndrico, em bastão. F l Fone: 3562-6911 /8545-3343 lriiwizllllo lnmoã rms IIEIIIIIMAIS -n lEl JA Eli Em algumas _cidades l. .brasileiras, as coisa certa Faze Cocô de cachorro de vários calibres, consistências, cores e forma no meio das calçadas, gramadosecanteiros. As fezes caninas denunciam o desrespeito dos donos com ocidadão, Para todo lado tem cocô de cachorro! A sujeira se acumu- Ia. incomoda e fede. E e' muito pior pra quem tem o azar de pisar em uma destas obras caninas. seu EDUCADI) NÂO DEIXEA SUIEIIIA no seu CACHORRO iu CALÇADA. indignados com a presença constante e abundante de cocô de cachorro, moradores e pedestres usuários das cal- çadas da área, desiludidos com a inércia das autoridades sanitárias decidiram improvi- sar. Alguns cartazes artesana- is com intenção de educar já foram afixados nos muros das casas e nas paredes dos prédi- os que ficam próximos a rota das defecadas caninas. IT. SO ElTA EISCAlIlAli E pra piorar ainda mais, os cavalos da nossa policia mon- tada, ornamentam também as nossas calçadas e vias públicas com suas porções de fezes de proporções equinas. Mas, aide quemtivera ousa- dia de sugerir ao policial mili- tar que ele recolha as fezes do animal que está sob sua res- ponsabilidade Isto poderia ter acabado se um projeto dele¡ quefoitoca- do à várias mãos e coordena- do pela Sedhab - Secretaria de Habitação do GDF anterior tivesse virado realidade. O chamado "Código de Pos- turas", que, entre as normas de "boa educação", diz que recolher os dejetos deixados por animais nas ruas, passaria a ser uma obrigação prevista emlei. Segundo o projeto, as fezes dos animais deveriam ser acondicionadas, lacradas e depositadas em recipiente apropriado. Quandooanímal urinarfora de área verde, o seu dono teria que espalhar água com desinfetante biodegradável nolocal. Os "mal-educados" que não tomassem essas providências poderiam ser punidos com multa de até RS 3 mil. Studio Fernando Lemos CNB O2 Lote 10/11 Loja 12 ! Ja l TRABALHO Segurança para catadores O deputado distrital Rodrigo Del- masso (PT) voltou a ocupar a tri- buna da Câmara Legislativa para defender a necessidade do GDF adotar com urgência, medidas para garantir mais segurança às pessoas que trabalham como cata- dores do Lixão. Delmasso cobrou uma atitude do executivo: "Infelizmente, tivemos outro aci- dente que vitimou um trabalha- dor no local. 0 governo precisa instalar logo uma Central de Tria- gem, par exemplo, e colocar finalmente em prática o Plano Distrital de Resíduos Sólidos, aprovado por esta Casa no ano passado", disse. CONCURSOS Oportunidadesemtodoopaís A Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina abriu 418vagas nos municipiosde Florianópolis e Araranguá, em Santa Catarina. Salários entre RS 1.048 e R$ 24.200. Inscrições até 21 dejunho. A Câmara municipal do Rio abriu 63 vagas nos niveis médio e supe- rior. Salários entre RS 6 a 7.000. Inscrições até 08 dejunho. No Mato Grosso do Sul, são 586 vagas na Fundação de Serviços de Saúde de Dourados para os niveis fundamental, médio e superior. Salários de RS 800 a RS 2.520. Inscrições até 08 dejunho. 0 TJDFT abriu 23 vagas para o cargo dejuiz de direito substituto. 0 salário é RS 23.997. Inscrições ate odia 10 dejunho.

×