iamamiwhoami: videoarte, músicaeletrônica e narrativa multimídiaconvergem numa estratégia decomunicação experimentalFelipe...
Trabalho de conclusão de cursoapresentado como requisito parcialpara obtenção do título deBacharel em Comunicação Social, ...
introduçãoA saturação do mercado musicalexige novas estratégias decomunicação. Analisaremos o projetode música eletrônica ...
o que é iamamiwhoami
i am. am i? who am i?iamamiwhoami é um projetoaudiovisual independente em quemúsica eletrônica, construçãonarrativa, video...
justificando-   Produção contínua em 3 anos-   16 milhões de exibições-   1 álbum lançado neste mês-   Não há apoio de míd...
metodologia- Como fazer um viral?- Como transformar clientes em fãs?- Como criar e contar uma história?
cronologia de iam…2009: vídeos de um minuto (cenasenigmáticas, melodias eletrônicas,imagens aparentemente desconexas)foram...
2009: vídeos de um minuto (cenasenigmáticas, melodias eletrônicas,imagens aparentemente desconexas)foram postados no YouTu...
2009: vídeos de um minuto (cenasenigmáticas, melodias eletrônicas,imagens aparentemente desconexas)foram postados no YouTu...
2009: vídeos de um minuto (cenasenigmáticas, melodias eletrônicas,imagens aparentemente desconexas)foram postados no YouTu...
Baseada na mandrágora do folcloreeuropeu, um ser meio-humano, meio-vegetal, a história de iamamiwhoamitrata de temas diver...
abordagemmarketing viral
marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-ação
marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-ação
marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs
marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: pro...
marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: pro...
marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: pro...
marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: pro...
marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: pro...
iamamiwhoami nos mostra que essasestratégias (marketing viral,incentivo a comunidade de fãs ecriação narrativa multimídia)...
Agradeço ao Prof. Dr. RogérioCovaleski, à Profa. Dra. KarlaPatriota Bronsztein, à Profa. Ma.Marcela Costa e a plateia.fala...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

iamamiwhoami: videoarte, música eletrônica e narrativa multimídia convergem numa estratégia de comunicação experimental

641 visualizações

Publicada em

Apresentação de monografia.

A saturação do mercado musical exige novas estratégias de comunicação. Analisaremos o projeto de música eletrônica e videoarte iamamiwhoami, que criou uma narrativa que se propaga de forma viral na internet e com a ajuda de uma comunidade de fãs.

Saturation of music business requires new communication strategies. We will review the electronic music and video art project iamamiwhoami, which created a narrative that spreads virally on the internet supported by its fan community.

Publicada em: Educação
2 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
641
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
2
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Novosdesafios e oportunidadessãoapresentadosaospúblicitários (e aosartistasmusicais) com a internet e os sites de redessociais. o projeto audiovisual iamamiwhoami foibemsucedidonasuacampanhaaudaciosa e de pequenasproporções, reproduzindonumaescalamenorestratégiasquejávinhamsendoempregadasporgrandesempresas.
  • A partir do final de 2009, vídeos de cerca de um minuto de duração contendo cenas enigmáticas, melodias eletrônicas, imagens aparentemente desconexas e tendo como títulos sequências de números começaram a ser publicados no site de compartilhamento de vídeos YouTube.
  • Nãoé um fenômenoefêmero. O númeromostrar um crescimentocontinuado das visualizações, mesmosem o boom do começo. O álbumdenota um contrato com estruturastradicionais da indústria musical, de forma semi-independente. O viral de iamamiwhoami precisa se sustentarsó no boca-a-boca e no apoio de algunsveículos/líderes de opinião.
  • Memética e fluxo de comunicaçãoemduasetapas se misturam com vários outros conceitos no marketing viral. Acomunidade de fãs, que segue interessadaem iamamiwhoami mesmoemseushiato.sEssefenômenoéincentivadoporumasérie de condiçõespropiciadaspela internet e porcaracterísticasintrínsecasaoprojeto. O uso de arquétipos e estruturasclássicasnessacriação. Tal processoéherança do folclore e da criaçãoliterária, quedesdesempre se aproveitam de históriasanteriores, conscientementeounão.
  • Definição de marketing viral. Como ele é próprio da internet, um ambiente social. As redes sociais/sites de redes sociais como melhores que e-mail ou outros sites. O que faz as pessoas compatilharem: fofocas (malenacontrera), histórias, memes (fundamentos das ideias; Richard Dawkins, 1976). As pessoas compatilham em grupos. Se na internet o polo emissor se fragmentou, ainda há líderes de opinião. Características de iamamiwhoami: apoionumaestruturaquejáexiste (youtube, imprensa/líderes), mistério e detalhesparafazer as pessoasestranharem, compartilharem e pensarem (inovar, nãofazer propaganda, se conectar com o espectador, mistério, terumacontinuidade) . Normalmente, as campanahs virais tem um apoio pós ação em mídia massiva.
  • Mas iamnãoteve. O que permitiu sua continuidade nas pautas?
  • A comunidade de fãs
  • Empresascomo Harley-Davidson se impregnaramnacultura pop e tem umacomunidadefãsmaior q de consumidores. Outras (Ponto Frio, Nespresso) queremfidelizarosconsumidoresinteragindo e dandomaisvozeles. Porser daindústria cultural, iamteve um fandom maisclássiconaturalmente (discute e produz). Dos comentários do youtubeparafóruns, a sites de redessociais e um site especializado, iambounty. Os sites de redes sociais e suas particularidadespara fandoms (facebookgruposé um fórum com caráterpessoal; twitter emitenovidadescurtas; youtube se prestahomenagens; tumblré um recorte de tudoisso). iamamaiwhoami: trocando opiniões sobre os vídeos. pessoas que se divertem analisando.
  • Os fãs gostam mesmo de analisar – a históriamisteriosa e queconvidaàanáliseé o quemaisatrai e diferencia IAM de outrasbandas
  • Como essahistóriafoicontruída?
  • As histórias são naturalmente criadas com uma estrutura certa, lógica. (mesmoandywarhol) issofoipercebidoporcampbellnajornada do herói (heróiéchamado, reluta, aceita, tem um mestre, o mestre o abandona, ele segue sozinho, descepara a batalha, vence e retornaaomundo normal). Proppviuque o folcloreéaindamaismetódico. E as mitologiasoferecemumasérie de arquétipocquesãoreproduzidospelosescritores, inclusive pelapublicidade.
  • Ahistóriadoida de iamamiwhoami, mesmodoida, tem umaestruturaemque a mandrágora (ALRAUNE, 1911, Hanns Heinz Ewers): o ser mutante vai para o mundo dos humanos, se depara com o mau que fazem a natureza, e se vinga matando um deles/sua parte humana e voltando ao mundo natural.falando de identidade, gênero, ecologia, maternidade e pondo em discussão as novs mídias e a indústria musical, oferece uma história rica com a qual os fãs conseguiram se identificar
  • nãotemos dados concretossobreinvestimento e ROI, mas supondoqueiamfoifeitotodo de forma independente e obtevetodosaqueles views + contratos… o apoio dos fãs e a continuidade da históriatbmdiferenciam de outros fenônemosvirais q tiveramsucesso mas cujodesempenhovarial (grandeescala: susanboyle, bandamaisbonita da cidade)
  • iamamiwhoami: videoarte, música eletrônica e narrativa multimídia convergem numa estratégia de comunicação experimental

    1. 1. iamamiwhoami: videoarte, músicaeletrônica e narrativa multimídiaconvergem numa estratégia decomunicação experimentalFelipe Dário dos SantosRecife, 2012
    2. 2. Trabalho de conclusão de cursoapresentado como requisito parcialpara obtenção do título deBacharel em Comunicação Social, docurso de Publicidade e Propagandada Universidade Federal dePernambuco, sob orientação doProf. Dr. Rogério Covaleski.
    3. 3. introduçãoA saturação do mercado musicalexige novas estratégias decomunicação. Analisaremos o projetode música eletrônica e videoarteiamamiwhoami, que criou umanarrativa que se propaga de formaviral na internet e com a ajuda deuma comunidade de fãs.
    4. 4. o que é iamamiwhoami
    5. 5. i am. am i? who am i?iamamiwhoami é um projetoaudiovisual independente em quemúsica eletrônica, construçãonarrativa, videoarte e formatos decomunicação próprios das novasmídias convergem.
    6. 6. justificando- Produção contínua em 3 anos- 16 milhões de exibições- 1 álbum lançado neste mês- Não há apoio de mídia em massa
    7. 7. metodologia- Como fazer um viral?- Como transformar clientes em fãs?- Como criar e contar uma história?
    8. 8. cronologia de iam…2009: vídeos de um minuto (cenasenigmáticas, melodias eletrônicas,imagens aparentemente desconexas)foram postados no YouTube.
    9. 9. 2009: vídeos de um minuto (cenasenigmáticas, melodias eletrônicas,imagens aparentemente desconexas)foram postados no YouTube.2010: videoclipes e músicas do quese chamou de era ‘bounty’;performance IN CONCERT.
    10. 10. 2009: vídeos de um minuto (cenasenigmáticas, melodias eletrônicas,imagens aparentemente desconexas)foram postados no YouTube.2010: videoclipes e músicas do quese chamou de era ‘bounty’;performance IN CONCERT.2011: show num festival sueco.
    11. 11. 2009: vídeos de um minuto (cenasenigmáticas, melodias eletrônicas,imagens aparentemente desconexas)foram postados no YouTube.2010: videoclipes e músicas do quese chamou de era ‘bounty’;performance IN CONCERT.2011: show num festival sueco.2012: contrato com selo dedistribuição; álbum ‘kin’
    12. 12. Baseada na mandrágora do folcloreeuropeu, um ser meio-humano, meio-vegetal, a história de iamamiwhoamitrata de temas diversos comoecologia, identidade e gênero,utilizando ora um simbolismo muitopróprio e misterioso, ora elementosusuais da música pop, comocoreografias.
    13. 13. abordagemmarketing viral
    14. 14. marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-ação
    15. 15. marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-ação
    16. 16. marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs
    17. 17. marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: produção,opiniões, redes sociais, fan sites,analisar é parte da diversão
    18. 18. marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: produção,opiniões, redes sociais, fan sites,analisar é parte da diversão
    19. 19. marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: produção,opiniões, redes sociais, fan sites,analisar é parte da diversãovale a pena ouvir essa história
    20. 20. marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: produção,opiniões, redes sociais, fan sites,analisar é parte da diversãovale a pena ouvir essa história:estrutura das narrativas, ahistória de iamamiwhoami
    21. 21. marketing viral: redes sociais nainternet, fofocas, memes, grupos,líderes de opinião, apoio pós-açãocomunidade de fãs: produção,opiniões, redes sociais, fan sites,analisar é parte da diversãovale a pena ouvir essa história:estrutura das narrativas, ahistória de iamamiwhoami
    22. 22. iamamiwhoami nos mostra que essasestratégias (marketing viral,incentivo a comunidade de fãs ecriação narrativa multimídia)também são possíveis em pequenaescala e dão resultados.
    23. 23. Agradeço ao Prof. Dr. RogérioCovaleski, à Profa. Dra. KarlaPatriota Bronsztein, à Profa. Ma.Marcela Costa e a plateia.fala@felipedario.com

    ×