Asterisk casosdesucesso

2.364 visualizações

Publicada em

Palestra MInistrado em Evento da Tempo Real em São Paulo.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.364
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
122
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Asterisk casosdesucesso

  1. 1. Asterisk III – Casos de Sucesso Flávio Eduardo de A. Gonçalves
  2. 2. Agenda <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Casos de sucesso </li></ul><ul><ul><li>Ura integrada ao ERP </li></ul></ul><ul><ul><li>Integração PABX, mobilidade e ramais remotos </li></ul></ul><ul><ul><li>Provedor de VoIP em rede metropolitana </li></ul></ul><ul><ul><li>Conferência em larga escala </li></ul></ul><ul><ul><li>Call Center para 90 posições </li></ul></ul><ul><li>Futuro do Asterisk </li></ul><ul><ul><li>Adaptação as normas brasileiras </li></ul></ul><ul><ul><li>Segurança </li></ul></ul><ul><ul><li>Confiabilidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Escalabilidade </li></ul></ul>
  3. 3. Casos de Sucesso A idéia principal em apresentar casos de sucesso é mostrar situações reais onde o Asterisk foi usado com sucesso de forma a que outras empresas possam seguir um caminho já trilhado. Nome das empresas foi omitido, devido a burocracia das autorizações de divulgação. Característica #1 na escolha do Asterisk -> Flexibilidade
  4. 4. Motivo de tanto sucesso <ul><li>Flexibilidade; </li></ul><ul><li>Custo; </li></ul><ul><li>Produtos adicionais para Asterisk; </li></ul><ul><li>Boa estabilidade; </li></ul><ul><li>Alto custo das soluções customizadas em outras plataformas. </li></ul>
  5. 5. Caso de Sucesso #1 URA <ul><li>Ficha Técnica </li></ul><ul><li>Ramo: Transportes </li></ul><ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>Redução de custos de pessoal no Call Center </li></ul><ul><li>Clientes: </li></ul><ul><li>Ata: Nenhum </li></ul><ul><li>Softfone: X-Lite </li></ul><ul><li>Hardware: </li></ul><ul><li>VTS-E1 (Pentium IV 2.8 Ghz) </li></ul><ul><li>Entroncamento: </li></ul><ul><li> E1 MFC/R2, Siemens. </li></ul><ul><li>Software: </li></ul><ul><li>Asterisk PBX, Distribuição: Debian Sarge 3.1 </li></ul>
  6. 6. Croqui
  7. 7. Resultados <ul><li>Redução de custos de mão de obra próximos à R$ 600.000 por ano. </li></ul>
  8. 8. Caso de Sucesso #2 Integração PABX <-> Asterisk <ul><li>Ficha Técnica </li></ul><ul><li>Ramo: Indústria Textil </li></ul><ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li> Mobilidade </li></ul><ul><li> Atendimento de filiais no exterior </li></ul><ul><li>Clientes: </li></ul><ul><li>ATA: Linksys PAP2 </li></ul><ul><li>Softfone: Firefly IAX. </li></ul><ul><li>Hardware: </li></ul><ul><li>Dell PowerEdge 1850, XEON 3Ghz (uso médio de CPU <1%). </li></ul><ul><li>Sistema operacional: Linux Red Hat Enterprise 4 </li></ul><ul><li>Entroncamento: </li></ul><ul><li> E1 MFC/R2 com Siemens HICOM </li></ul>
  9. 9. Croqui da solução
  10. 10. Resultados <ul><li>Redução do custo de telefonia em ligações internacionais. </li></ul><ul><li>Mobilidade para executivos. </li></ul>
  11. 11. Caso de Sucesso #3 Provedor VoIP em rede metropolitana <ul><li>Ficha Técnica </li></ul><ul><li>Ramo: Governo Estadual </li></ul><ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>Redução de custo com as operadoras </li></ul><ul><li>Eliminação de LPs de voz </li></ul><ul><li>Novas facilidades, correio de voz, mobilidade </li></ul><ul><li>Clientes: </li></ul><ul><li>Gateways Quintum </li></ul><ul><li>ATA: Linksys PAP2 </li></ul><ul><li>Telefones IP: Sipura </li></ul><ul><li>Softfone: X-LITE </li></ul><ul><li>Entroncamento: </li></ul><ul><li> FXO, E1 ISDN, Ericson MD110. </li></ul><ul><li>Software: </li></ul><ul><li>Asterisk PBX, Sip Express Router. </li></ul>
  12. 12. Ambiente típico de telefonia em governos estaduais
  13. 13. Ambiente após entrada do Asterisk
  14. 14. Resultados <ul><li>Redução dos custos com as operadoras (30 à 40%). </li></ul><ul><li>Eliminação das LPs </li></ul><ul><li>Implantação de serviços avançados como Voice-Mail, Conferência, Bilhetagem em banco de dados. </li></ul>
  15. 15. Caso de Sucesso #4 <ul><li>Ficha Técnica </li></ul><ul><li>Ramo: Prestação de serviços de telecomunicação </li></ul><ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>Redução de custos de hardware para conferência. </li></ul><ul><li>Flexibilidade no desenvolvimento </li></ul><ul><li>Clientes: </li></ul><ul><li>Ata: Nenhum </li></ul><ul><li>Softfone: Nenhum </li></ul><ul><li>Hardware: </li></ul><ul><li>VTS- 4 E1s (Pentium IV 2.8 Ghz). </li></ul><ul><li>90 usuários simultâneos nos horários de pico. </li></ul><ul><li>Entroncamento: </li></ul><ul><li> E1 ISDN, Rede Pública </li></ul><ul><li>Software: </li></ul><ul><li>Asterisk PBX, Distribuição: Debian Sarge 3.1 </li></ul>
  16. 16. Croqui da solução
  17. 18. Resultados <ul><li>Redução em mais de 50% no custo de hardware. </li></ul><ul><li>Maior flexibilidade na customização. </li></ul>
  18. 19. Caso de Sucesso #5 <ul><li>Ficha Técnica </li></ul><ul><li>Ramo: Atacadista </li></ul><ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>Substituição do sistema de Call Center Atual </li></ul><ul><li>Clientes: </li></ul><ul><li>Softfone: X-PRO </li></ul><ul><li>Hardware: </li></ul><ul><li>IBM Xeon 3.0 Ghz </li></ul><ul><li>90 agentes simultâneos </li></ul><ul><li>Entroncamento: </li></ul><ul><li> E1 ISDN – Rede Pública </li></ul><ul><li>Software: </li></ul><ul><li>Asterisk PBX, Distribuição: Debian Sarge 3.1 </li></ul>
  19. 20. Croqui
  20. 21. Resultados <ul><li>Custo de hardware cerca de 50% inferior. </li></ul><ul><li>Os relatórios do QueueMetrics estão permitindo dimensionar melhor o número de agentes </li></ul><ul><ul><li>Redução de chamadas não atendidas </li></ul></ul><ul><ul><li>Mais vendas por atendente </li></ul></ul>
  21. 22. O futuro do Asterisk <ul><li>Asterisk é uma plataforma excepcional e extremamente flexível. Entretanto para ganhar as corporações vai precisar provar uma série de requisitos. </li></ul>
  22. 23. Requisitos necessários no Mercado Corporativo <ul><li>Adaptação às normas </li></ul><ul><ul><li>MFC/R2 brasileiro. </li></ul></ul><ul><ul><li>Licenciamento na Anatel. </li></ul></ul><ul><li>Confiabilidade </li></ul><ul><ul><li>Failover. </li></ul></ul><ul><ul><li>Power Over Ethernet. </li></ul></ul><ul><li>Segurança </li></ul><ul><ul><li>Dial Plan Security. </li></ul></ul><ul><ul><li>Voip Channel Security. </li></ul></ul><ul><ul><li>Asterisk Security. </li></ul></ul><ul><li>Escalabilidade </li></ul><ul><ul><li>Balanceamento de carga. </li></ul></ul><ul><li>Facilidade de uso </li></ul><ul><ul><li>Interface amigável. </li></ul></ul>
  23. 24. Adaptação às normas <ul><li>MFC/R2 </li></ul><ul><ul><li>É usado hoje o driver unicall. Não faz parte do Asterisk. Algumas ligações desconectadas. Suporte apenas através de listas de e-mail. </li></ul></ul><ul><li>Certificação na Anatel </li></ul><ul><ul><li>Em progresso na Commlogik. </li></ul></ul><ul><li>Gravações em Português </li></ul><ul><ul><li>V.Office (Conjunto básico) </li></ul></ul><ul><ul><li>V.Office (Conjunto completo até Abril/2007) </li></ul></ul><ul><li>Indications.conf </li></ul><ul><ul><li>Já existe sem maiores problemas </li></ul></ul>
  24. 25. Segurança <ul><li>#1 USAR SENHAS FORTES </li></ul><ul><li>Segurança no DialPlan </li></ul><ul><li>Processo de autenticação SIP </li></ul><ul><li>Processo de autenticação IAX </li></ul><ul><li>Asterisk como root </li></ul><ul><li>Criptografia e autenticação forte. </li></ul><ul><li>Power over Ethernet </li></ul><ul><li>Failover com Asterisk. </li></ul>
  25. 26. Segurança no DialPlan <ul><li>1 - Não coloque acesso externo (Rede Pública) dentro do contexto padrão. </li></ul><ul><li>2 – Cuidado com o contexto da aplicação Background. </li></ul><ul><li>3. Cuida com a injeção de strings. Filtre a extensão para permitir só números. </li></ul>[entrada] exten=s,1,Background(menu) exten=0.,1,Dial(SIP/PULSE/ ${FILTER(0-9,${EXTEN:1})} ,20,t)
  26. 27. Processo de autenticação SIP
  27. 28. Regras de segurança do Canal SIP <ul><li>Na seção [general] não coloque um contexto com acesso à rede externa. </li></ul><ul><li>Pense se você deseja manter “Allow Guest=Yes” </li></ul><ul><li>Autocreatepeer=yes, usado com o SER. Somente se for possível bloquear outros IPs e permitir apenas o IP do SER na porta 5060. </li></ul>
  28. 29. Processo de autenticação do IAX
  29. 30. Regras para canais IAX <ul><li>Defina um usuário Guest sem senha em um contexto que nada permita. </li></ul><ul><ul><li>Se um pedido vier sem nome e com alguma senha ele vai usar o guest como usuário. </li></ul></ul>
  30. 31. Asterisk como Root <ul><li>Asterisk não deve ser rodado como root. </li></ul><ul><li>Cuidado com a interface do Manager, as senhas não são criptografadas. </li></ul>
  31. 32. Autenticação forte <ul><li>TLS/SRTP </li></ul><ul><ul><li>Disponível para Asterisk 1.8. TLS protege a sinalização SIP, SRTP protege o fluxo de mídia. </li></ul></ul><ul><li>Outras ormas </li></ul><ul><ul><li>IPSEC (Banda de 55.6Kbps em uma V3PN). </li></ul></ul><ul><ul><li>OpenSIPS como proxy suporta TLS. É possível fazer relay para UDP no Asterisk. Em relação ao SRTP, só entre telefones. </li></ul></ul>
  32. 33. Failover usando repetidores
  33. 34. Failover usando TDMoE
  34. 35. Failover usando Linux HA
  35. 36. Failover usando gateways
  36. 37. Power Over Ethernet <ul><li>Padrão que permite que os telefones sejam alimentados pelo cabo Ethernet, facilidade em manter os telefones operando em uma queda de energia. </li></ul><ul><li>Preços já dentro da realidade do mercado </li></ul><ul><ul><li>Cisco 500TT com PoE </li></ul></ul><ul><ul><li>Dlink com PoE </li></ul></ul>
  37. 38. Escalabilidade <ul><li>Limites do Asterisk </li></ul><ul><ul><li>Informações ainda esparsas. Informação provida pela Digium (120 conexões G.729 em Dual XEON, 150 com cancelamento de echo por hardware). </li></ul></ul>
  38. 39. Sistemas maiores <ul><li>Balanceamento de carga </li></ul><ul><ul><li>Método baseado no cliente </li></ul></ul><ul><ul><li>Método baseado em DNS </li></ul></ul><ul><ul><li>Asterisk Real Time </li></ul></ul><ul><ul><li>SIP Proxy </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Balanceamento de carga (Dispatcher) </li></ul></ul></ul><ul><li>Media Proxy </li></ul><ul><ul><li>NAT load balancing </li></ul></ul><ul><li>Deficiências </li></ul><ul><ul><li>Cliente tem de suportar </li></ul></ul><ul><ul><li>Pode se perder algumas funcionalidades </li></ul></ul>
  39. 40. <ul><li>V.Office </li></ul><ul><ul><li>[email_address] </li></ul></ul><ul><ul><li>http://www.voffice.com.br </li></ul></ul>Contato
  40. 41. Agradecimentos

×