DISCIPLINA
JUSTIÇA RESPEITO DIGNIDADE
MORAL ÉTICA
VÍNCULOS
O DESENVOLVIMENTO MORAL SEGUNDO PIAGET
ANOMIA HETERONOMIA AUTONOMIA
A : negação
NOMIA: regra, lei
A lei, a regra vem
do ex...
ANOMIA
NÃO EXISTEM REGRAS E NORMAS.
HÁ ADULTOS QUE PARECEM NÃO TER SAÍDO DA FASE DA ANOMIA
"Isto é um absurdo. Toda vez que venho aqui, assim como em vários
o...
Na medida em que a criança cresce, ela vai
percebendo que o "mundo" tem suas regras.
Crianças percebem entre si a necessid...
Portanto, as crianças maiores são úteis para ajudar as
menores a entrar na fase de heteronomia.
Na MORALIDADE HERETÔNOMA, ...
O processo educativo deve conduzir a criança a sair de
seu egocentrismo, natural nos primeiros anos,
caracterizado pela an...
DEVE-SE REPEITAR AO PRÓXIMO E A SI MESMO. É
INADMISSÍVEL CONDUTAS QUE LEVEM AO CONTRÁRIO
DE TAL AFIRMATIVA.
SEMPRE LEMBRAN...
COMO CHEGAR OU SE APROXIMAR DA
AUTONOMIA?
OBJETIVOS DE ENSINO QUE LEVEM À
MUDANÇA DE ATITUDES.
É preciso informar-se para ...
SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS:
PIAGET, J.O julgamento moral na criança. 2. ed. Trad. E.
Lenardon. São Paulo: Summus. 1994.
LA T...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Disciplina

428 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
428
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Disciplina

  1. 1. DISCIPLINA
  2. 2. JUSTIÇA RESPEITO DIGNIDADE MORAL ÉTICA VÍNCULOS
  3. 3. O DESENVOLVIMENTO MORAL SEGUNDO PIAGET ANOMIA HETERONOMIA AUTONOMIA A : negação NOMIA: regra, lei A lei, a regra vem do exterior, do outro. Capacidade de governar a si mesmo
  4. 4. ANOMIA NÃO EXISTEM REGRAS E NORMAS.
  5. 5. HÁ ADULTOS QUE PARECEM NÃO TER SAÍDO DA FASE DA ANOMIA "Isto é um absurdo. Toda vez que venho aqui, assim como em vários outros shoppings e supermercados, as vagas para deficientes não são respeitadas, estão sempre ocupadas por carros sem identificação. A minha deficiência ainda permite com que eu ande, com dificuldade, mas penso naqueles mais impossibilitados, como os cadeirantes, vão fazer o que, ficar rodando até acharem uma vaga?" relatou. O rapaz uniformizado, que não quis se identificar, informou que não há nada que se possa fazer. "Já ouve casos por aqui de a gente abordar a pessoa e ela dizer que é deficiente física sim, só não tem o adesivo no carro, e ainda ameaçar de processar o shopping por constrangimento", disse ele. SEGUNDA-FEIRA, 31 DE AGOSTO DE 2009 noticiasdosuburbio.blogspot.com Flagrante de desrespeito no estacionamento do shopping Por Paula Vale No estacionamento do Madureira Shopping, quase todas as vagas destinadas a portadores de deficiência permaneciam ocupadas por carros sem adesivo ou qualquer indício de que o motorista fosse realmente deficiente físico. Indignado e bastante nervoso, o motorista Paulo Cesar Lopes, portador de deficiência, reclamava com um dos rapazes de uniforme responsáveis pelo estacionamento.
  6. 6. Na medida em que a criança cresce, ela vai percebendo que o "mundo" tem suas regras. Crianças percebem entre si a necessidade de seguir regras.
  7. 7. Portanto, as crianças maiores são úteis para ajudar as menores a entrar na fase de heteronomia. Na MORALIDADE HERETÔNOMA, os deveres são vistos como externos, impostos coercitivamente e não como obrigações elaboradas pela consciência. Na ausência da autoridade pode ocorrer a desordem e a indisciplina. Portanto, os alunos não devem ficar sozinhos em um espaço. Só com a MORALIDADE AUTÔNOMA, o indivíduo adquire a consciência moral.
  8. 8. O processo educativo deve conduzir a criança a sair de seu egocentrismo, natural nos primeiros anos, caracterizado pela anomia, e entrar gradualmente na heteronomia, encaminhando-se naturalmente para a sua própria autonomia moral e intelectual que é o objetivo final da educação moral.
  9. 9. DEVE-SE REPEITAR AO PRÓXIMO E A SI MESMO. É INADMISSÍVEL CONDUTAS QUE LEVEM AO CONTRÁRIO DE TAL AFIRMATIVA. SEMPRE LEMBRANDO QUE: O PROFESSOR, O ADULTO É O GUARDIÃO DAS REGRAS. ISSO NÃO PODE SER TRANSFERIDO AOS ALUNOS.
  10. 10. COMO CHEGAR OU SE APROXIMAR DA AUTONOMIA? OBJETIVOS DE ENSINO QUE LEVEM À MUDANÇA DE ATITUDES. É preciso informar-se para formar. É preciso transformar-se para mudar.
  11. 11. SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS: PIAGET, J.O julgamento moral na criança. 2. ed. Trad. E. Lenardon. São Paulo: Summus. 1994. LA TAILLE, Yves de. Limites: Três Dimensões Educacionais, ed. Ática

×