Conceitos frida-remix-flammarion vieira

586 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
586
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conceitos frida-remix-flammarion vieira

  1. 1. A coluna PartidaNesta versão lancei mão de uma formade sapato em madeira. Um único péde um lado manco de Frida, espinhadode prego para lembrar a sua dor. Seucolete onde por muito tempo foi seusuporte e a morte, que sempre lhesorriu simpática e íntima.Dimensão da tela: 62X52
  2. 2. O AcidenteUm homem a tocapaternalmente, ela grita de dor esuas chagas saltam como pérolasde uma coluna dilacerada, o anjobelo se transforma em semideusda morte e imputa a Frida umavida de privações e castigos, peloqual, não se sabe ao certo se eramerecedora. Um Cristo de saia.Dimensão da tela: 52X62cm
  3. 3. Tarde de Domingo em Alameda ParqueReproduzindo a cena mais marcante ecentral da vida de Frida de uma maneiracontemporânea e atual. Pintado por DiegoRivera em 1948, revela um homemconsciente de que sua amada Frida, o temcomo um filho e uma criança mimada.Dimensão da tela: 78X42
  4. 4. O CasamentoO casamento de Frida se dá aos21 dias do mês de agosto de1929. Diego tinha 42 anos,media 1,86m e pesava 136kg.Frida tinha 22 anos, media1,60m e pesava somente 44,5kg.Dimensão da tela: 58X68cm
  5. 5. CircoEm seus trajes mexicanosnativos, que mesclava comroupas de alta-costura, Fridaaonde quer que fossecausava aos olhos alheios .Um nova-iorquino relembraque as crianças seguiamKahlo pelas ruas, gritando,"cade o Circo?". Ela não davaa mínima.Dimensão da tela: 53X72cm
  6. 6. GirafasDentro dos padrões de beleza eestética, Frida sempre ousou enunca poupou adornosexcêntricos com sua aparência enem com o que pintava.Simbolicamente me inspirei nabeleza exótica das mulheresgirafas da Tailândia, fazendo umlink entre a beleza destasmulheres e a altivez de suaimagem.Dimensão da tela: 62X51cm
  7. 7. Hospital Henry FordEm 1932 o que mais doíaem Frida era a perda demais um filho, aquele filhoespecial gerado pelo amorque sentia por DiegoRivera. Mais um duro golpeque ela receberia epintaria. Hospital HenryFord New York.Dimensão da tela: 55X65
  8. 8. Jóias de FridaFrida Kahlo nasceu no dia 06 de julho de 1907, naCidade do México. Com 6 anos de idade, a pequenaFrida contraiu poliomielite, que seria uma das váriasdoenças que acometeriam essa criatura durante suavida. Esta primeira doença a deixou com o apelidode “Frida Perna-de-Pau”, por conta disto e de suavaidade exacerbada ela começou a usar calças edepois amplas e exóticas saias, vestindo-se à modamexicana. Neste quadro Frida aparece ornada comflores, borboleta e também usa um brinco em prataoxidada com detalhes em ouro 18kt e gemasnaturais, o mesmo pode ser retirado, usado e depoisposto em seu lugar no quadro. Leva o conceito dajóia objeto.Dimensão da tela: 80 X80cm
  9. 9. TerremotoNo dia 19 de setembro de 1985, umterrremoto de 8,1 graus na escala Richter,matou 12 mil pessoas na Cidade doMéxico. O abalo destruiu um terço dacapital mexicana e foi sentido em trêsestados, em uma área total de 800.000km², bem como no estado do Texas, no suldos Estados Unidos. Frida teria ficadoaterrorizada pelo seu povo, se entregado aele de corpo e alma.Dimensão da tela: 65X58
  10. 10. Tranças e o corvoMais tarde em sua vida, Kahlo estava interessada emantigas religiões orientais e misticismo, e The DeerLittle é uma assimilação de sua herança mexicana eeuropeia com essas crenças antigas. A imagem é decabeça de Kahlo colocado no topo de um veado, queé perfurada com setas, aqui representado por umcorvo. As setas, sem dúvida, remete a sua própriador e sofrimento devido a seus ferimentos, assimcomo seu casamento prejudicial com Diego Rivera.Na parte inferior da pintura, Kahlo escreveu "carma",aludindo a estas antigas crenças místicas. Elatambém combina o sistema de crença oriental comasteca. Um antigo símbolo asteca, o veadosimbolizava o pé direito, e nesta ela estava sereferindo ao seu lado direito lesionado, o pé de quetinha sido esmagada em um acidente de ônibus, efraturou a perna direita sendo em onze locaisdiferentes. Um ano antes de sua morte, sua pernadireita foi amputada até seu joelho direito, devido acomplicações de gangrena.Dimensão da tela: 70X 53

×