Tiago Baldez - Capoeira na infância.

581 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
581
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tiago Baldez - Capoeira na infância.

  1. 1. PROFº TIAGO BALDEZSEDFCREF: 5364 G/DF
  2. 2. CONCEITO DE INFÂNCIACom origem na palavra latina infantĭa, a infância é o período davida humana desde que se nasce até à puberdade/adolescência.Em alguns países, o termo “infante” (do latim infantis) é umadenominação legal que se refere às crianças menores de 7 anos.Etimologicamente, infantis é um termo composto por in (umanegação) e pelo particípio do verbo faris (“falar”). Portanto,chamava-se infantis às crianças mais novas que ainda nãotinham aprendido.Convenção sobre os Direitos da Criança - ser humano menor dedezoito anos de idade, salvo se, em virtude da lei que lhe sejaaplicável, tenha atingido antes a maioridade.
  3. 3. Capoeira na InfânciaEducação Infantil:Primeira etapa da educação básica, oferecida em creches e pré-escolas, às quais se caracterizam como espaços institucionais nãodomésticos que constituem estabelecimentos educacionaispúblicos ou privados que educam e cuidam de crianças de 0 a 5anos de idade no período diurno, em jornada integral ou parcial,regulados e supervisionados por órgão competente do sistema deensino e submetidos a controle social.DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL – MEC 2010252 Escolas no DF - Fonte: Coordenação Geral do Censo Escolar – Deed/Inep/MEC
  4. 4. Capoeira na InfânciaCriançaSujeito histórico e de direitos que, nas interações, relações epráticas cotidianas que vivencia, constrói sua identidade pessoal ecoletiva, brinca, imagina, fantasia, deseja, aprende, observa,experimenta, narra, questiona e constrói sentidos sobre a naturezae a sociedade, produzindo cultura.CurrículoConjunto de práticas que buscam articular as experiências e ossaberes das crianças com os conhecimentos que fazem parte dopatrimônio cultural, artístico, ambiental, científico e tecnológico,de modo a promover o desenvolvimento integral de crianças de 0 a5 anos de idade.DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL – MEC 2010
  5. 5. Capoeira na InfânciaPPPProposta pedagógica ou projeto político pedagógico é o planoorientador das ações da instituição e define as metas que sepretende para a aprendizagem e o desenvolvimento das criançasque nela são educados e cuidados. É elaborado num processocoletivo, com a participação da direção, dos professores e dacomunidade escolar.DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL – MEC 2010
  6. 6. Capoeira na InfânciaOrganização de Espaço, Tempos e MateriaisA acessibilidade de espaços, materiais, objetos, brinquedos einstruções para as crianças com deficiência, transtornos globaisde desenvolvimento e altas habilidades/superdotação;A apropriação pelas crianças das contribuições histórico-culturaisdos povos indígenas, afrodescendentes, asiáticos, europeus e deoutros países da América.DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL – MEC 2010
  7. 7. CAPOEIRA NA INFÂNCIACONTEÚDOSConjunto de formas culturais e os saberes selecionados para fazer parte dediferentes áreas, em função dos objetivos gerais de cada uma delas. Osconteúdos incluem fatos, conceitos, princípios, habilidades, técnicas, estratégias,valores, normas e atitudes.”“A criança, na escola, não aprende apenas conhecimentos, como se consideroudurante longo tempo, mas diversos âmbitos de conteúdos. Consequentemente,cada bloco é estruturado, internamente, em três tipos de conteúdos.- Conteúdos referentes a fatos e conceitos; (Conceituais) Saber- Conteúdos referentes a procedimentos; (Procedimentais) Saber fazer- Conteúdos referentes a atitudes, valores e normas. (Atitudinais) Saber ser
  8. 8. CAPOEIRA NA INFÂNCIAOs Conteúdos Conceituais fazem parte do conhecimento abstrato.Fundamentam-se na apresentação de fatos ou dados, de conceitos e deprincípios, em sua acepção generalizadora.Os Conteúdos Procedimentais compreendem habilidades, técnicas, destrezas eestratégias, segundo o grau de complexidade.Os Conteúdos Atitudinais (atitudes, valores e normas) são aqueles que permitemmanter determinados comportamentos em situações diversas.
  9. 9. CAPOEIRA NA INFÂNCIAValores: são os princípios que formam a personalidade do indivíduo.Atitudes: são ações relativamente estáveis onde demonstramos nossos valores.Normas: critérios que fazem parte da organização social, visando harmonizar aconvivência entre os diversos atores sociais.
  10. 10. A capoeira da escola• Desenvolvimento do “Ser Integral”• Inclusão• Musicalidade• Psicomotricidade• Ensino Aberto• Interdisciplinaridade• Temas transversais• Cidadania, Disciplina e Respeito
  11. 11. DA EDUCAÇÃO, DA CULTURA E DO DESPORTOSeção IIDA CULTURAArt. 215. O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes dacultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais:§ 1º - O Estado protegerá as manifestações das culturas populares, indígenas e afro-brasileiras, edas de outros grupos participantes do processo civilizatório nacional.Seção IIIDO DESPORTOArt. 217. É dever do Estado fomentar práticas desportivas formais e não-formais, como direito decada um, observados:IV - a proteção e o incentivo às manifestações desportivas de criação nacional.
  12. 12. ESTATUTO DA IGUALDADE RACIAL - 2010Seção IIDa EducaçãoArt. 13. O Poder Executivo federal, por meio dos órgãos competentes, incentivará as instituições de ensinosuperior públicas e privadas, sem prejuízo da legislação em vigor, a:II - incorporar nas matrizes curriculares dos cursos de formação de professores temas que incluam valoresconcernentes à pluralidade étnica e cultural da sociedade brasileira;Seção IIIDa CulturaArt. 20. O poder público garantirá o registro e a proteção da capoeira, em todas as suas modalidades, comobem de natureza imaterial e de formação da identidade cultural brasileira, nos termos do art. 216 daConstituição Federal.Seção IDo Esporte e LazerArt. 22. A capoeira é reconhecida como desporto de criação nacional, nos termos do art. 217 da ConstituiçãoFederal.§ 1o A atividade de capoeirista será reconhecida em todas as modalidades em que a capoeira se manifesta,seja como esporte, luta, dança ou música, sendo livre o exercício em todo o território nacional.§ 2o É facultado o ensino da capoeira nas instituições públicas e privadas pelos capoeiristas e mestrestradicionais, pública e formalmente reconhecidos.
  13. 13. Bases Legais∙ A Capoeira foi reconhecida como prática desportiva pela primeira vez coma denominação de"LUTA BRASILEIRA (CAPOEIRAGEM)," (Lei Federal3.199 de 14/04/41), onde foi criado o Departamento Nacional deCapoeira junto à Confederação Brasileira de Pugilismo∙ A capoeira após grande aceitação social, tornou-se esporte reconhecidopelo Conselho Nacional de Desportos (CND) em 1972.∙ 1995, a Capoeira foi definitivamente reconhecida como DESPORTO DEALTO RENDIMENTO e inserida no seleto rol das entidades que integram oCOB (Confederação vinculada)∙ Art. 2 VII - Princípio da identidade nacional, refletido na proteção eincentivo às manifestações desportivas de criação nacional (Lei Pelé,1998)
  14. 14. Bases LegaisPROJETO DE LEI N° 7.370, DE 2002Inciso 6° A Dança Arte ou Coreográfica, a Capoeira Arte ou Coreográfica, sãoexpressões culturais de significativa importância para o patrimônioBrasileiro, desvinculadas de qualquer necessidade de habilitação e defiscalização de Conselhos Profissionais.Lei nº 3.474, de 27 de outubro de 2004 - Dispõe sobre o ensino opcional dacapoeira nas escolas públicas do Distrito Federal e dá outrasprovidências.Art. 1º O Distrito Federal incluirá o ensino da capoeira nas escolas públicas,não só por meio da prática desse esporte, mas também mediante estudos,pesquisas e outras atividades que realcem a sua relação com as disciplinasdo currículo escolar2005 - liminar resultante da ação coletiva ajuizada pelo Ministério PúblicoFederal e Ministério Público do Distrito Federal em desfavor do ConselhoRegional de Educação Física da 7ª Região – CREF7-DF, Processonº.2001.34.00.031582-3-14a. Vara Federal da Seção Judiciária do DF”)
  15. 15. Bases Legais∙ DECRETO Nº 27.216, DE 08 DE SETEMBRO DE 20061º A capoeira será opcional para o aluno e poderá funcionar, sob a forma deprojeto, quando houver, no mínimo, entre dez a quinze alunos interessadose com aptidão comprovada; ou, ainda, mediante a criação de CID, desdeque a demanda seja de, no mínimo, quarenta candidatos.2º A Capoeira será ministrada em escolas públicas ou em espaços dacomunidade, desde que não acarrete qualquer ônus para a Secretaria deEstado de Educação do Distrito Federal.LEI Nº 4.823, DE 27 DE ABRIL DE 2012 - Estabelece as diretrizes e osobjetivos das políticas para a capoeira no Distrito FederalArt. 5º São objetivos específicos das políticas de capoeira:XI – incentivar a prática da capoeira como recurso cultural, lúdico, pedagógicoe como atividade física na rede pública e particular, em todos os níveis deensino;
  16. 16. PCN – EDUCAÇÃO FÍSICA - CONTEÚDOSESPORTES, JOGOS, LUTAS E GINÁSTICAS1 e 2º Ciclos Ensino FundamentalPodem ser citados como exemplo de lutas desde asbrincadeiras de cabo-de-guerra e braço-de-ferro atéas práticas mais complexas da capoeira, do judô e docaratê.• lutas: judô, capoeira, caratê;
  17. 17. A CAPOEIRA COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA PARA ODESENVOLVIMENTO INTEGRALMOVIMENTO MOTORPENSAMENTO COGNITIVOEMOÇÕES AFETIVORELAÇÕES SOCIAL
  18. 18. ASPECTOS DOS DOMÍNIOS HUMANOCOGNITIVO AFETIVO SOCIALCRIATIVIDADEOPERAÇÕES LÓGICASATENÇÃOETC.AGRESSIVIDADEINIBIÇÃOAMIZADESOLIDARIEDADEETC.COOPERAÇÃOINTEGRAÇÃOPARTICIPAÇÃOETC
  19. 19. CONTATOS(61) 8120-0433TIAGO.PERSONAL@HOTMAIL.COMNUEFEI.CEFDESC@GMAIL.COMAXÉ

×